Visitar ou morar na Bélgica é sinônimo de conhecer lugares incríveis. Com certeza você vai querer conhecer muitas das 70 cidades e províncias existentes, e preparar-se para isso é fundamental. Nessa jornada, em algum momento, você vai usar o transporte público na Bélgica. Por isso, neste artigo vamos explicar como ele funciona e outros detalhes importantes.

Existe transporte público na Bélgica?

Sim, existe transporte público na Bélgica.

Porém, como na maioria dos países do mundo, as empresas responsáveis pelo transporte do país cobram taxas de uso. Outro ponto importante é que no Brasil, por exemplo, o meio de transporte público mais comum é o ônibus. Na Bélgica, entretanto, além dos ônibus, há também uma extensa linha de trams, trens e metrô.

A Bélgica é dividida em três áreas: a região de Flandres, a região de Valônia e a região da capital Bruxelas. Cada uma dessas áreas possui um sistema de transporte próprio, mas todos são coordenados pela mesma empresa, a SNCB, que também é responsável pelas linhas de trem que cortam todo o país.

Transporte público em cada região da Bélgica

Se você vai morar na Bélgica ou apenas visitar o país, vai perceber que existem algumas diferenças entre as três regiões. Na região de língua holandesa, o sistema de transporte é feito pela empresa De Lijn. Na região de língua francesa, os trams e ônibus são coordenados pela TEC. A capital, por sua vez, conta com o transporte da STIB.

Morar em Bruxelas possui um diferencial: além de trams e ônibus, a capital conta com metrôs que cortam toda a cidade.

Quanto custa o transporte público na Bélgica?

Os preços do transporte público na Bélgica variam entre Flandres, Valônia e Bruxelas-capital. Esse é um valor que deve inserir no custo de vida na Bélgica, caso esteja planejando morar no país. É importante lembrar que todas as três empresas também possuem pacotes anuais de passagens, algo que pode ser muito útil para moradores.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Preços na região de Flandres

Toda essa região conta com trams que cortam todas as cidades e ônibus. Em Flandres, é possível atravessar toda a costa através de bondes. Veja quais são os preços de passagens de tram e ônibus na região de língua holandesa:

Tipo de passagem Preço
Passagem individual (válida por uma hora) 2,50€
M-card10 (combo de 10 passagens) 17,00€
50-rittenkaart (combo de 50 passagens) 75,00€
Passagem diária (válida por um dia) 7,50€
Passagem anual (ilimitada) 351,00€

Observe o seguinte: na empresa, o preço de uma passagem individual é 2,50€. Porém, se você optar por combos como o M-card10, cada passagem individual sai por 1,70€. Ou seja, se você pretende fazer várias viagens, opte pelos combos.

Parte interna de um tram na Bélgica
Nas máquinas no transporte público na Bélgica é possível comprar e validar o bilhete. Imagem: Lara Delgado.

Agora, se você fará uma ou outra viagem, há outra opção prática: enviar um SMS com o texto “DL” para o número 4884. Você pagará o valor da passagem (2,50€ + 0,15€ de tarifa da operadora do seu chip). Caso algum responsável pelo transporte público na Bélgica peça para ver a sua passagem, basta mostrar o SMS que você enviou.

Preços na região de Valônia

Em Valônia, os preços dos trams e ônibus não são muito diferentes:

Tipo de passagem Preço
Passagem individual (válida por uma hora) 2,10€
Passagem diária (válida por um dia) 4,20€
Combo de 6 passagens 13,80€
Passagem anual (ilimitada) 585,00€

Ao comprar as suas passagens na região você deve se atentar a quais linhas a passagem cobre. Basicamente, existem três tipos de passagens: as que valem apenas para uma zona de transporte (tram ou ônibus), as que valem para todas as zonas (trams e ônibus), exceto as linhas expressas, e as que valem por absolutamente todas as linhas de transporte.

Outro diferencial da empresa responsável por Valônia é a possibilidade de comprar passagens para grupos de pessoas. Uma viagem simples para 15 pessoas, custa 10€. Uma completa, com cobertura em todas as linhas da cidade, custa 30€. Essa é uma opção interessante caso você vá para Valônia com a sua família ou com um grupo de turismo, por exemplo.

Preços em Bruxelas-capital

Em Bruxelas, os preços de passagens de tram, ônibus e metrô são os seguintes:

Tipo de passagem Preço
Passagem individual (válida por uma hora) 1,60€
Passagem diária (válida por um dia) 7,30€
Combo de 10 passagens 15,60€
Passagem anual (ilimitada) 499,00€

Morar em Bruxelas tem um diferencial. Com o cartão MoBIB, você também consegue alugar bicicletas a qualquer momento. Para isso, é necessário pagar 30€ de adesão, e a anuidade do aluguel de uma bicicleta custa 32€. Caso você vá morar ou passar uma longa temporada na cidade, essa é uma excelente opção.

Como pagar pelo transporte público na Bélgica?

Via de regra, você pode pagar as suas passagens através do aplicativo ou de um cartão MoBIB. Esse cartão pode ser comprado nas estações ou em lojas das próprias empresas de transporte público na Bélgica. Ele é recarregável e custa 5€. Nele, você também pode inserir uma assinatura anual ou mensal.

Todos os meios de transporte público na Bélgica possuem máquinas nas portas. Ao aproximar o seu cartão MoBIB nas máquinas, o pagamento é feito automaticamente. Inclusive, por todo esse processo ser tecnológico, essa é uma curiosidade da Bélgica: não existem cobradores nos transportes públicos belgas.

Agora, se você for turista e optar por comprar passagens pelo aplicativo, basta abrir o sistema no seu celular e ativar uma passagem. Simples assim!

Existe diferença para turistas e para residentes?

Não. Não existem diferenças entre turistas e residentes nos transportes públicos. Para quem reside na Bélgica, porém, comprar um pacote anual de passagens pode ter um melhor custo-benefício e ser mais prático.

Confira os perfis e histórias dos brasileiros na Bélgica.

Como usar transporte de graça?

Não existe transporte gratuito na Bélgica, como acontece no seu país vizinho, Luxemburgo. No entanto, vale lembrar que todas as passagens possuem uma janela de validade de 1h. Isso significa que dentro desse intervalo, não precisa comprar uma nova passagem para pegar um segundo transporte.

Menina pega o transporte público na Bélgica
Você pode conferir as rotas e horários do transporte público na Bélgica nos sites e aplicativos das empresas. Imagem: Lara Delgado.

Portanto, se você precisa pegar um tram e um ônibus na sequência, a passagem do ônibus não precisa ser paga (desde que você não ultrapasse 1 hora de viagem).

Quais são os tipos de transporte mais comuns?

A Bélgica possui um sistema de locomoção muito completo. Veja quais são os principais meios de transporte:

Trams

Os trams são uma espécie de bonde, veículos sobre trilhos que atravessam as cidades. São meios de transporte locais, isto é, você não pode sair da cidade através deles. Em algumas cidades, já existem trams com máquinas que aceitam pagamento de qualquer cartão, de crédito ou débito, por aproximação.

Metrô

A única cidade que conta com metrô é Bruxelas. As linhas de metrô cortam toda a capital, ligando o grande centro às áreas mais afastadas. O sistema de metrô conta com quatro linhas principais e mais de 50 estações.  Assim como é possível acompanhar a localização dos ônibus e trams através de painéis, é possível visualizar em tempo real a estação em que o metrô está e em quanto tempo chegará.

Trem

As linhas de trem na Bélgica cortam todo o país. Também é possível ir a qualquer cidade através desse meio de transporte.

Além disso, as linhas ferroviárias também saem do país. Você pode, por exemplo, ir de Bruxelas para Londres ou para Paris, em muito menos tempo que as viagens de ônibus. Porém, vale lembrar, os valores tendem a ser um pouco mais caros. Nos trens, crianças menores de 12 anos não pagam.

Táxis e Ubers

Táxis e Ubers são uma realidade em vários países, e não é diferente na Bélgica. No entanto, aqui vai uma dica de moradora: pegue um táxi apenas em situações muito necessárias, porque as tarifas são bem altas. Em algumas cidades, como Ghent – uma ótima cidade para quem pensa em estudar na Bélgica -, a tarifa mínima é 9€. Na capital, a tarifa mínima é 5€.

Além disso, o transporte público nas cidades costuma ser bem autosuficiente. Você consegue ir para qualquer lugar de tram, por exemplo, porque as linhas cortam todas as cidades. E, é claro, vale lembrar que a Bélgica é um país pequeno, e as suas cidades menores ainda.

Ônibus

Na Bélgica, os ônibus normalmente circulam por áreas menos centrais das cidades. Se você gosta de viajar para conhecer o interior do país, os ônibus são uma boa saída e com bom custo-benefício. Afinal, como a Bélgica é um país pequeno, é fácil chegar a qualquer lugar de ônibus.

Vale lembrar que também existem ônibus que partem da Bélgica para outros países, como Alemanha e França. Para conhecer vários países, também é uma boa opção. Mas lembre-se: as viagens de ônibus costumam ser mais demoradas.

Aplicativos para se locomover na Bélgica

Quando não se conhece bem um país, contar com ajuda da tecnologia é essencial. Para se locomover utilizando o transporte público na Bélgica sem dores de cabeça, existem dois tipos de aplicativos essenciais: o aplicativo fornecido pela empresa de transporte e o Moovit.

Aplicativo da empresa de transporte

Instalar o aplicativo da companhia responsável (De Lijn, TEC ou STIB) pela cidade em que você vai ficar ou morar pode facilitar muito a sua vida.

Nesses aplicativos, as passagens podem ser mais baratas e você não precisa se locomover até um terminal para comprar um bilhete. Após fazer a compra do bilhete, basta você ativá-lo ao entrar no veículo. Outra vantagem é ter todos os pacotes e tipos de passagens disponíveis. Você vai precisar vincular o seu cartão de crédito ou débito para efetuar as compras.

Moovit

O aplicativo Moovit, se você gosta de bater perna, é indispensável no seu celular. Ele é gratuito, e serve como um guia para você se locomover em qualquer cidade da Bélgica. Ele também é válido em mais de 112 outros países.

Funciona da seguinte forma: você ativa a sua localização e digita o seu destino. O aplicativo te mostrará todos os transportes públicos que você pode pegar, quando eles chegam, como chegar no ponto de ônibus ou tram, em quanto tempo você chegará no seu destino e muito mais.

Assim, as chances de pegar um transporte errado ou se perder são muito baixas.

É fácil se locomover no transporte público da Bélgica?

A resposta é sim. É muito fácil se locomover no transporte público belga. Além de todas as cidades contarem com uma frota vasta, o que diminui muito os tempos de espera, a comunicação das empresas com os passageiros é bem clara.

Praticamente todas as regiões contam com telões nos pontos de ônibus e trams, mesmo nas áreas não centrais. Nesses telões, são atualizadas em tempo real a localização dos próximos transportes, em quanto tempo cada um chega, e até mesmo avisos quando algum não vem.

Como economizar no transporte da Bélgica

Vai para a Bélgica e pretende explorar todo o país? Separei duas dicas de ouro para você conseguir viajar o máximo possível, conhecendo vários lugares e gastando menos.

Weekend Pass

Nos fins de semana, todas as passagens para qualquer cidade da Bélgica custam a metade do preço. Além disso, ao comprar uma única passagem, você tem direito a ida e volta, sem pagar nada a mais por isso.

O weekend pass é uma ótima alternativa tanto para quem mora na Bélgica quanto para quem vai visitar o país. Assim, conhecer várias cidades no fim de semana é muito simples e tem um ótimo custo-benefício. Em alguns feriados prolongados, esse ticket vale por mais tempo.

Rail Pass

O Rail Pass é uma espécie de passagem 10 em 1. Ao comprar um Rail Pass, você tem direito a 10 viagens em toda Bélgica. Essa passagem tem validade de um ano.

A grande vantagem é que um único ticket vale para várias pessoas. Para quem vai visitar a Bélgica com a família ou com um grupo grande, essa é uma boa opção para conhecer vários lugares sem pagar muito. Um Rail Pass custa 87€ para a 2ª classe e 132€ para a 1ª classe.

Depois de todas essas dicas e informações, está esperando o que para planejar uma viagem incrível para a Bélgica? Só não esqueça de contratar o seguro viagem que é obrigatório para desembarcar no país. Você pode realizar uma cotação no nosso comparador de seguro viagem sem nenhum compromisso.