Estudar em outro país pode ser uma boa oportunidade de rechear o seu currículo. Existem diversas opções de universidades mundo afora, e na Bélgica não é diferente. Neste artigo, vou te mostrar todas as possibilidades para estudar na Bélgica de graça e o que fazer para conseguir ingressar em uma faculdade belga.

É possível estudar na Bélgica de graça?

A resposta é sim, se você se candidatar a programas de mestrado ou doutorado.

Anualmente, o governo da Bélgica oferece bolsas de estudos com tudo financiado. No entanto, esses números são limitados. Por isso, você precisa correr para entregar os documentos necessários para concorrer.

Essas bolsas oferecidas pelo governo não são as únicas opções. Existem muitas bolsas de estudos disponíveis nos programas de mestrado, doutorado e pós-doutorado das próprias universidades. Já nos programas de graduação, as oportunidades são mais reduzidas.

Prazos de inscrição

Os prazos para inscrições costumam se encerrar no final de janeiro de cada ano. Após consultar os cursos que se enquadram nessas bolsas, você deve entrar em contato com a universidade do seu interesse e enviar uma carta de motivação. Em seguida, você irá receber um direcionamento dos próximos passos.

Universidades públicas, mas não gratuitas

Vale lembrar que as universidades belgas são pagas. A depender do financiamento que você receber, precisará pagar propinas universitárias (ou taxas) que podem ser acessíveis. Os valores dependem muito do curso escolhido por você.

Para ingressar em uma faculdade na Bélgica, você terá de pagar uma taxa de inscrição. Além desse valor, existe um valor anual a ser pago e taxas bem baixas por disciplinas em que você se inscrever.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Se você receber uma bolsa universitária em euro, o valor da anuidade torna-se muito barato. Isso, é claro, se você não contar com a sorte de conseguir um financiamento completo, com tudo pago.

Requisitos para estudar na Bélgica de graça

Para conseguir um dos financiamentos do governo belga, você precisa cumprir requisitos como:

  • Morar em um país em desenvolvimento, como o Brasil;
  • Ter menos de 40 anos (para programas de treinamento, a idade máxima é 45);
  • Ter exame de proficiência em inglês, como o TOEFL e o IELTS. Teste como o Duolingo Test estão começando a ser mais aceitos, mas não é uma regra;
  • Ter graduação em uma área similar ou complementar à área de inscrição na universidade da Bélgica.

Como funcionam as propinas universitárias na Bélgica?

Os valores das propinas (anuidades) dependem da região da Bélgica em que você deseja estudar.

Na região de língua holandesa (Flandres) e em Bruxelas, estudantes de fora da União Europeia podem pagar entre 900€ e 6.000€ anuais. Também existem outras taxas menores a serem pagas, como a taxa de inscrição na universidade. A taxa de inscrição não costuma ultrapassar os 300€ para estudantes de graduação.

Já na região de língua francesa (Valônia), a anuidade é fixa: 4.175€.

Biblioteca da Universidade de Leuven, na Bélgica
Biblioteca da Universidade de Leuven, na Bélgica.

Como estudar na Bélgica de graça?

­­­­Para estudar na Bélgica de graça, você precisará de uma bolsa de estudos. Se a sua bolsa não cobrir todos os custos, você pagará os valores das propinas com parte do dinheiro que receber da universidade.

E lembre-se: se você recebe uma bolsa em euro, os valores das propinas tornam-se muito baixos. Afinal, você não perderá dinheiro no câmbio do euro.

Bolsas de estudo da Bélgica

Fiz uma lista para te ajudar na busca para estudar na Bélgica de graça. Confira!

Graduação

  • Erasmus + Key Action 1’: oferece algumas bolsas de graduação. Você precisa entrar em contato com a sua universidade de origem para avaliar se há possibilidade de intercâmbio. As universidades parceiras costumam variar.
  • Liège Universiteit: a universidade oferece bolsas de redução de propinas conforme as condições socioeconômicas do estudante. A instituição também oferece outros auxílios, como a anulação da taxa de inscrição, gratuidade nos materiais didáticos e ajuda financeira.

Pós-graduação

  • Liege Heritage Foundation Scholarships for International Students: o programa oferece bolsas de estudos para estudantes de mestrado e doutorado na ULiège;
  • Erasmus Mundus: a bolsa serve para estudantes de qualquer lugar do mundo, e cobre diversos cursos diferentes em várias faculdades belgas.
  • UGent: a universidade oferece auxílio financeiro a alunos de mestrado e doutorado que melhor se saírem no processo de seleção. Não há um formulário específico a ser preenchido ou um pedido de bolsa a ser feito, por exemplo.
  • [email protected]: existem bolsas de estudos para mestrado e doutorado, e há também cobertura de seguro saúde e despesas de moradia;
  • Master Mind Scholarships: o programa oferece bolsas para mestrado. Em alguns casos, a universidade pode cobrar do bolsista uma mensalidade simbólica, de até 100 euros;
  • FRS-FNRS: o programa abrange o doutorado e também o pós-doutorado. Existem várias subcategorias do programa, como bolsa para diretor de pesquisa, bolsa de incentivo para mobilidade em pesquisa científica, pesquisador associado, etc.

Bolsas de estudo do Brasil­

Para estudantes de pós-graduação de universidades públicas, esse processo pode ser bem mais simples.

Esses estudantes têm a possibilidade de ingressar em mestrado ou doutorado sanduíche. Essa modalidade basicamente consiste em fazer parte do curso na universidade do Brasil, parte em uma universidade do exterior.

Para isso, é necessário consultar a sua universidade de origem e também ter um bom currículo. Isso aumenta as suas chances de um aceite com bolsa.

Bolsas de estudo europeias

Outra opção alternativa são as bolsas de estudos europeias. Uma das principais bolsas é a Erasmus+, que financia estudantes em diversos países da Europa, inclusive na Bélgica. Além disso, no portal da Eurodesk há muitas oportunidades de bolsas disponíveis, e vale a pena ficar de olho no site.

O que você precisa saber para estudar na Bélgica de graça?

Normalmente, para os cursos de pós-graduação, você pode conseguir uma bolsa através do contato com um pesquisador/orientador da universidade que você deseja.

Se você tiver um bom currículo e muita motivação, pode conseguir uma vaga na universidade através dessa demonstração de interesse. No entanto, ficar de olho nas datas e prazos da universidade em que você pretende estudar é a principal opção.

Se você quer estudar na Bélgica de graça, ou em qualquer outro lugar da Europa, saiba que existe um caminho um pouco burocrático pela frente.

Você precisará comprovar a autenticidade dos seus documentos acadêmicos, como históricos e diplomas, através das apostilas de Haia e de traduções juramentadas – a Yellowling, por exemplo, pode ajudar com a tradução de toda a documentação.

Já o apostilamento é um procedimento realizado apenas por cartórios autorizados pelo CNJ — Conselho Nacional da Justiça —, e pode levar pelo menos 2 dias úteis.

O processo todo consiste em anexar um selo ao seu documento, comprovando a autenticidade para ser válido em países adeptos à convenção de Haia. Os preços variam de um Estado para outro, prepare o seu bolso para pagar entre R$ 40,00 a R$ 105,00 por documento apostilado.

Não consegui bolsa, quanto custa estudar na Bélgica?

Os valores para estudar na Bélgica sem bolsa variam conforme a universidade da sua escolha. Aqui, vamos listar os valores das principais.

Perceba que o pagamento dos doutorados podem seguir um padrão diferente. Aqui, você não pagará uma quantia fixa e taxas por disciplinas, mas pagará duas taxas iguais: uma no começo do curso, outra no final.

Lembre-se: esses valores tendem a sofrer alguns reajustes por ano. Portanto, não são definitivos.

UGent

Graduação Mestrado Doutorado
Quantia fixa: 253,60€ Quantia fixa: 253,60€  Taxa de matrícula: 952,20€
Quantia por crédito (disciplina): 12,10€ Quantia por crédito (disciplina): entre 14,30€ e 24,30€, a depender do curso. Taxa de defesa: 959,20€

VUB

Graduação Mestrado Doutorado
Quantia fixa: 1.450€
Quantia fixa: entre 242,80€ e 1.450€, a depender do curso Taxa de matrícula: 469,80€
Quantia por crédito (disciplina)40€ Quantia por crédito (disciplina): entre11€ e 40€ Taxa de defesa: 469,80€

KU Leuven

Graduação Mestrado Doutorado
Taxa anual fixa:  2.000€ Taxa anual fixa: entre  1.250€ e 6.000€, a depender do programa Taxa de inscrição: 470€
Taxas por crédito: não informado Taxas por crédito: não há Taxa de defesa: 470€

ULB – Universidade Livre de Bruxelas

Graduação Mestrado Doutorado
Taxa anual fixa: 4.175€ Taxa anual fixa: 4.175€ Primeiro ano: 835€
Taxa por crédito (disciplina): cerca de 32€ Taxa por crédito (disciplina): cerca de 32€ A partir do segundo ano: 32€

Liège University

Graduação Mestrado Doutorado
Taxa anual fixa: 2.758€ para estudantes de países em desenvolvimento Taxa anual fixa: 2.758€ para estudantes de países em desenvolvimento Taxa da primeira inscrição: 2.758€
Inscrição: 247€ Inscrição: 247€ A partir do segundo ano: não informado

Preparo financeiro para morar e estudar na Bélgica

Se você está saindo do Brasil para morar na Bélgica, precisa se lembrar que a relação Real x Euro pode ser um pouco pesada. Por isso, é importante que você prepare o bolso para gastos iniciais antes de conseguir um emprego ou uma bolsa que paguem em euro.

Antes de realmente se mudar, é válido juntar uma boa quantia de dinheiro para gastos com passagens, transporte, supermercado, chip de celular e internet. Após começar a receber em euro, no geral, o custo de vida na Bélgica é bem agradável.

Visto para estudar na Bélgica

Se você vai estudar na Bélgica, saiba que após o aceite da universidade você precisará de um visto D. O visto é obrigatório para os estudantes, e é retirado no Consulado da Bélgica no Brasil.

Apesar de existirem diversos polos do consulado belga no Brasil, a retirada do visto acontece somente na sede em São Paulo, localizada na Avenida Paulista.

É necessário reunir documentos para estudar na Bélgica de graça
Após enviar os documentos corretos para o consulado, o seu visto de estudante será aceito em poucas semanas.

Como conseguir o visto para estudar na Bélgica

O processo para solicitar o visto pode parecer complicado, por exigir muitos documentos. Você deverá entregar o dossiê com todos esses documentos no consulado belga em São Paulo. Ao entregar, você terá as suas digitais coletadas.

Se você mora longe de São Paulo e puder fazer apenas uma ida à cidade para ir ao consulado, deve levar um envelope de carta registrada dos correios, além de R$ 14,00. Isso é necessário para que, após a aprovação do visto, os seus documentos sejam devolvidos em segurança.

Se todos os seus documentos estiverem corretos, o visto é aprovado sem muita demora. Com a aprovação, os seus documentos e o seu passaporte serão devolvidos para você através dos correios em poucos dias úteis.

Documentos para solicitar o visto

Agora, veja a lista de documentos que você precisa ter em mãos para solicitar o visto D, segundo o site do consulado belga:

  • Passaporte original e com validade mínima de um ano e duas cópias simples da página com foto do passaporte;
  • fotos 3×4.
  • Duas vias do formulário de visto D (disponível no site do consulado);
  • Cópia do diploma do ensino médio ou documento equivalente que permite a admissão ao ensino superior na Bélgica, com uma tradução juramentada em inglês, francês, neerlandês ou alemão;
  • Comprovante de seguro saúde para a duração total da estadia na Bélgica, em inglês, francês, neerlandês ou alemão, ou com uma tradução juramentada em um destes idiomas;
  • Atestado médico conforme as leis belgas (modelo disponível no site do consulado);
  • Duas cópias do formulário de opção de idioma – francês, alemão ou neerlandês (disponível no site do consulado);
  • Comprovante de pagamento das taxas consulares. Estudantes de universidades financiadas pelo Estado belga não pagam essa taxa.
  • Prova de obtenção de bolsa da universidade (caso você receba) ou termo de responsabilidade financeira (caso você não receba bolsa);
  • Duas cópias da sua carta de aceite ou comprovante de inscrição, emitidos pela faculdade da Bélgica;
  • Atestado de antecedentes criminais emitido pela Polícia Federal e outro emitido pela Polícia Civil do Estado em que você mora com tradução juramentada em inglês, francês, neerlandês ou alemão;

É possível solicitar os atestados de antecedentes criminais através dos sites da polícia federal e da Civil do seu Estado. Para o atestado médico conforme as leis belga, a maneira mais fácil é agendar uma consulta com um médico credenciado ao consulado. Isso torna o processo bem menos burocrático e mais simples.

Atenção: se você não for bolsista, deve apresentar um termo de responsabilidade financeira. O termo deve ser preenchido por um parente de até terceiro grau ou de nacionalidade belga, comprovando uma renda mensal de 1.738,98€ + 730€ para você.

Esse documento deve ser acompanhado de comprovante de renda desse responsável pelos últimos três meses, declaração de imposto de renda e comprovante de familiaridade entre o estudante e esse responsável (ou comprovante de nacionalidade belga do responsável se aplicável).

Quanto custa o visto de estudante para Bélgica

O valor final para retirar o visto pode ser muito relativo. Ele dependerá, por exemplo, do Estado em que você mora e se você estudará ou não em uma universidade belga financiada pelo Estado.

Você somente pagará as taxas de visto e taxas consulares se não estudar em uma universidade financiada pelo Estado. Caso tenha uma bolsa de estudo, a própria universidade se encarrega dessas taxas.

Outro ponto é o valor dos exames que você deve fazer para conseguir o Certificat Médical, atestado médico para ganhar o visto D. Os preços dos exames e da consulta médica irão variar bastante de acordo com a região em que você vive.

Item Valor pago em real
Taxa de visto* R$ 1.250,84
Taxas consulares* R$ 1.206,00
Consulta com médico credenciado ~ R$ 300
Exames de sangue ~ R$ 120
Raio-X do tórax ~ R$ 80
Correios (carta registrada + selos) ~ R$ 28

*Taxas somente pagas se você não for estudar em uma universidade financiada pelo Estado belga. Os valores com (~) são aproximados. Eles podem variar bastante conforme a sua região e com o tradutor juramentado que você contratar. Você pode solicitar um orçamento das traduções no Yellowling.

É importante lembrar também que esses valores são referentes a apenas um visto para estudante. Se você for estudar e a sua família (marido, esposa, filhos) for junto, o custo obviamente será mais alto.

Quanto custa para tirar o visto de reunião familiar

Além de todos os documentos básicos que você precisará entregar, existem documentos que familiares que vão junto para a Bélgica devem apostilar, traduzir e apostilar novamente. Por isso, o valor final tende a ser um tanto quanto mais caro.

Por exemplo, se o seu cônjuge for se mudar com você, os gastos referentes ao visto dele serão, aproximadamente:

Item Valor pago em real
Taxa de visto R$ 1.250,84
Taxas consulares R$ 1.206,00
Consulta com médico credenciado ~ R$ 300
Apostilamento de certidão de casamento ou união estável ~R$ 40
Tradução juramentada e novo apostilamento da certidão ou declaração ~R$ 595
Segunda via de certidão de nascimento + apostilamento ~R$ 100
Tradução e novo apostilamento da segunda via da certidão ~R$300
Exames de sangue ~ R$ 120
Raio-X do tórax ~ R$ 80
Correios (carta registrada + selos) ~ R$ 28

Ao solicitar o visto para seus familiares, o consulado irá exigir um comprovante de aluguel ou reserva de hotel por pelo menos 3 meses. O valor é bem alto, mas você pode fazer a reserva no Booking e, após aceite do visto, cancelar o pedido. O valor não é cobrado do seu cartão.

Também vale lembrar que, caso o seu cônjuge vá com você para a Bélgica, será necessário que vocês apresentem uma comprovação da união.

Para o consulado, o mais fácil de validar é o casamento. A união estável também é válida, mas costuma atrasar um pouco o aceite do visto. Outras formas de comprovação podem ser aceitas, como contrato de aluguel em nome de ambos, conta conjunta ou contas com o mesmo endereço. Porém, essas comprovações informais podem atrasar ainda mais o visto.

Melhores universidades da Bélgica

Agora que você já sabe que é possível estudar de graça na Bélgica ou pagando muito pouco, precisa ficar por dentro das melhores universidades do país.

  • Universidade de Liège:  a universidade possui onze campi, e conta com cursos como Medicina, Ciências Aplicadas, Arquitetura e Veterinária, Arquitetura, Criminologia e Administração;
  • Universidade Livre de Bruxelas (ULB): a universidade possui três campi, e conta com cursos como Sociologia e Antropologia, História da Arte e Arqueologia, Ciências Políticas, etc;
  • Vrije Universiteit Brussel: a VUB possui oito campi, e conta com cursos na área de Ciências Humanas, Engenharias, Humanidades, Ciências Naturais e Estudos Clássicos;
  • UCLouvain: a Universidade Católica de Leuven tem catorze campi, e possui três setores principais de estudos: Ciências e Tecnologia, Ciências Humanas e Ciências da Saúde;
  • UGent: com 11 campi, a Universidade de Ghent possui cursos de Engenharias, Arquitetura, Economia, Psicologia, Ciências Políticas e da Educação e Ciências Naturais;
  • KU Leuven: essa é considerada a melhor universidade da Bélgica, e possui 15 campi espalhados pelo país. A universidade conta com cursos de Ciências Biomédicas, Humanas e Tecnologia.

Além dessas universidades, existem muitas outras espalhadas pela Bélgica e que possuem ensino de muita qualidade. Vale a pena avaliar o curso do seu interesse e as disponibilidades de bolsas para você não ficar de fora dessa.

E aí, nasceu a chama de querer morar na Bélgica, mas precisa de mais para se inspirar e refletir? Confira o nosso ebook “O sonho de viver na Europa”, que traz várias experiências de brasileiros que atravessaram o Atlântico em busca de novas oportunidades e melhor qualidade de vida e educação.