Alugar apartamento na França: tudo o que precisa saber

França  / 

Depois de decidir morar na França, é chegada a hora de cuidar da parte burocrática e alugar apartamento talvez seja a mais demorada e complicada, portanto, te ajudaremos com algumas dicas de como alugar apartamento na França.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Alugar apartamento na França: principais dificuldades

Se para um francês alugar um apartamento já é um processo extremamente burocrático, para um estrangeiro é mais ainda, mas com organização e paciência, tudo é possível.

Na verdade, tudo depende de duas coisas: encontrar um lugar para morar em Paris não é fácil, por ser, de longe, a cidade mais concorrida e muito mais cara do que qualquer outra. Porém, uma outra questão importante quando falamos de alugar um imóvel é simplesmente se você já chegará na França com um contrato de trabalho ou estará à procura de um emprego. Isso sim, muda tudo, pois mesmo que você tenha dinheiro guardado, mas não todos os documentos que os proprietários ou agências imobiliárias exigem, você dificilmente conseguirá alugar um apartamento na França.

 

Já alugar um quarto em uma residência universitária ou casa de família, se você estiver indo morar na França para estudar, é um pouco mais fácil, menos burocrático e muito mais barato. Algumas residências universitárias, inclusive, possuem estúdios completos, alguns até com 2 quartos, caso você faça a mudança com a sua família.

Quais os documentos necessários para alugar apartamento na França

Normalmente os proprietários ou as agências imobiliárias exigem um contrato de trabalho, comprovante de pagamento do salário (ou uma atestação do empregador) dos últimos 3 meses, salário de pelo menos 3x o valor do aluguel, imposto de renda do ano anterior, um RIB (documento que indica sua conta bancária na França), recibos dos últimos pagamentos da habitação precedente na França (ou documentos equivalentes para casa própria, casa dos pais, etc.) e um fiador, que é conhecido em francês por “Caution” ou “Garant” (ele não precisa necessariamente habitar na França ou ter nacionalidade francesa, mas você precisa confirmar se o proprietário vai aceitar ter um fiador localizado em outro país).

Você deve estar se perguntando como isso é possível para um estrangeiro, mas existem algumas alternativas à alugar um apartamento e nós te daremos algumas:

  • Procurar imóveis para alugar diretamente com o proprietário (particular). No site leboncoin.fr você pode conseguir anúncios particulares que muitas vezes aceitam as condições de estrangeiros sem toda a burocracia;
  • Procurar emprego pela internet antes da sua chegada. Alguma empresas aceitam fazer entrevistas por telefone ou Skype;
  • Pagar adiantado e por um período razoável as rendas da casa (por exemplo fazer um contrato de um ano e pagar o ano completo em avanço);
  • Alugar um apartamento para os primeiros meses no próprio Airbnb, e durante o período sair à procura de emprego.

Como procurar alugar apartamento na França

Vale ressaltar que, ao procurar alugar um apartamento na França em agências imobiliárias, os documentos que eles exigirão de você serão exatamente os mesmos que eles pediriam a um francês, ou seja, todos aqueles que já citamos acima.

Esta é a maneira mais demorada e burocrática de alugar um apartamento na França, mas se você tiver toda a lista de documentos em ordem, vá em frente, porque conseguirá ter um contrato de moradia de mais tempo do que se fosse alugar a partir de qualquer outro lugar!

Se este não for o seu caso, nós separamos algumas boas dicas de sites para alugar apartamento na França para você. Vem dar uma olhada:

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »
  • PAP (particulares alugando para particulares), Lodgis; Le Bon Coin, SeLoger, Explorimmo e FNAIM (para alugar diretamente com o proprietário);
  • ICADE, Les Estudines e Associação Fac-Habitat (se você estiver indo para estudar);
  • Location-etudiant, Appartager e Adele (se a ideia é dividir apartamento com alguém).

Quanto custa alugar apartamento na França

Se você for morar em Paris, prepare-se: a cidade é conhecida pelos seus preços exorbitantes e minúsculos apartamentos, mas se este não for o seu caso, em qualquer outra cidade, alugar um apartamento é mais barato e mais fácil, já que a procura não é tanta.

Uma coisa que é importante salientar quando falamos em alugar apartamento na França, é que é sempre importante ficar muito atento às fraudes, que existem no mundo inteiro. Nunca envie dinheiro sem estar com o contrato em mãos e use e abuse das redes sociais, já que no mundo em que vivemos, tudo é uma questão de indicação e através delas você pode, sim, encontrar seu futuro apartamento.

Outra coisa que você deve ficar bastante atento também, é saber, antes de assinar o contrato, se o seu aluguel é TCC (toutes charger comprises) ou não, já que se você tiver que pagar a conta de água e eletricidade à parte do aluguel, isso geralmente significa quase um terço do valor do aluguel. Por isso, dê preferência para alugar um apartamento em que no preço final já estejam embutidas todas essas taxas.

Agora vamos ao valores:

Em Paris, se você fizer colocation, que é alugar um quarto privado na casa de alguém, você pagará algo entre 600 e 800 euros, mas se for alugar um apartamento inteiro, pagará entre 1500 e 3000 euros. Em outras cidades, o valor é bem mais baixo, já que praticamente cai pela metade.

Em Lyon, por exemplo, que é a terceira maior cidade da França, existem ótimas universidades e ofertas de emprego, você consegue alugar um apartamento de 2 quartos, no centro da cidade (que é a melhor região, pois você está perto de tudo), por 800 euros, e dá pra encontrar um quarto (em residência universitária ou em casas particulares) por 300 euros.

Saiba também qual é o custo de vida na França.

Quanto custa um quarto de estudante

 

Alugar um quarto de estudante não é tão difícil quanto alugar apartamento na França, já que as exigências são bem menores e o governo também possui um programa de auxílio aos estudantes (mesmo os estrangeiros), que é feito diretamente pelo site da CAF (Caisses d’Allocation Familiale) e atribuído aos estudantes legalmente residentes na França e regularmente inscritos em uma instituição de ensino superior.

Geralmente, depois de chegar na França, o estudante consegue obter este auxílio após 3 meses, que é o tempo de fazer o pedido e esperar a resposta. O valor do auxílio depende da situação social do estudante e de onde ele irá morar.

Como na França todas as universidades são públicas, o governo também possui um sistema de moradia bastante eficiente para os estudantes, que podem viver nas residências universitárias pagando um valor muito mais baixo do que se fosse alugar um imóvel.

O CNOUS (Centre National des Oeuvres Universitaires et Scolaires) administra mais de 500 residências universitárias em toda a França e para conseguir uma vaga é preciso acessar o site e encontrar a residência mais perto de você e entrar em contato para saber se há vagas e o valor a ser pago, que depende se você for alugar apenas um quarto ou um estúdio completo.

Aqui também vale a premissa de que encontrar uma vaga em Paris, é muito mais difícil do que em qualquer outra cidade da França, por isso, se este for o seu caso, entre em contato o quanto antes e reserve seu lugar.

Onde morar em Paris

 

A cidade luz é dividida em 20 bairros ou arrondissements, que são completamente diferentes entre si, não somente em relação ao valor do aluguel que você irá pagar, mas também por causa do perfil dos moradores e da região. Logicamente, quanto mais perto da região turística e central, mais caro será. Esta região compreende do 1er ao 9ème arrondissement e alugar um apartamento lá é caro, concorrido e difícil.

Entre os 13ème, 18ème, 19ème e 20ème, nós podemos encontrar aluguéis mais baratos e os 15éme, 17ème são ótimos para famílias com filhos pequenos, super familiares e amigáveis.

Saiba mais sobre documentos para morar na França.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Gabriela é brasileira, jornalista e vive na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada pelo país desde sempre, foi na França que ela se encontrou e aproveita este espaço para dar dicas e contar histórias e curiosidades sobre este país que vive no imaginário de muita gente. Com um gosto particular por cultura e viagens, ela é nômade digital e nunca mais pretende deixar de ser.