A França é repleta de vilas incríveis para se viver, cada qual com a sua magia particular. Algumas são mais metropolitanas, com turistas, estudantes e agitação pra lá e pra cá, enquanto outras reservam um charme de província que considero particularmente incomparável. Qual estilo mais agrada? E, afinal, quais são as melhores cidades para morar na França?

Neste artigo vou listar as pérolas francesas e te ajudar a escolher o seu novo refúgio.

Quais as melhores cidades para morar na França?

Pense em um país com muitas, mas muitas cidades mesmo. Essa é a França! Levantamento realizado pelo governo francês em 2022 revela que o hexágono conta com aproximadamente 34.955 cidades. Deste modo, encontrar as melhores cidades para morar na França parece ser o equivalente a encontrar uma agulha no palheiro, certo? Mais ou menos.

Algumas vilas se destacam por fatores como qualidade de vida, variedade de opções de cultura, transportes e infraestrutura de modo geral, o que acaba por facilitar a busca – que, no entanto, permanece arbitrária (afinal, são milhares de cidades para escolher e numericamente impossível de visitar todas)!

Mas, não se preocupe. A lista abaixo traz um panorama com algumas das cidades mais interessantes para se morar na França considerando fatores que costumam ser agradáveis e importantes a muitas pessoas.

O que considerar?

Quem não quer ter um mercado sempre à disposição, ou transportes públicos na França a apenas alguns minutos de distância para se deslocar sem pensar em carro? Bem, talvez essas não sejam necessariamente as suas prioridades e você esteja em uma fase da vida em que procura pequenas cidades para viver com tranquilidade, sem afluência de pessoas e vaivém de turistas o tempo todo.

Estamos todos em diferentes momentos, e é possível encontrar boas opções de cidades para se viver levando em consideração essas singularidades. No entanto, algo que deve estar sempre no seu radar é o custo de vida e a segurança do local escolhido, já que isso influencia na qualidade de vida na França (que, no país, é bastante notável).

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Por isso, você verá que a lista a seguir apresentará esses dois elementos na forma de pontos: para ambos, quanto maior a pontuação, maior o custo de vida na França e maiores os índices de criminalidade. Utilizamos dados da plataforma Numbeo, que possui metodologia de cálculo própria e é reconhecida por oferecer um bom termômetro para ambos os quesitos que consideramos principais.

1. Paris

Sério? Paris? “Que óbvio”, você deve pensar! Mas não é bem assim. A cidade luz pode ser a melhor ou a pior cidade para se viver na França, depende do seu perfil (e, sejamos francos, as listas que a deixam de fora estão erradas).

Você procura emprego rápido? Quer ter opções de lazer em cada quarteirão? Metrôs que cobrem quase toda a cidade? Ônibus que partem para diversos países da Europa diariamente? Trens? Quer muitas opções de mercados, ter acesso aos principais museus do mundo, bons restaurantes e luxo?

Tem tudo isso por aqui! Mas também tem muito barulho, muitos turistas, muita gente em todos os cantos. Ir para Châtelet num domingo de sol é um exercício para os fortes. Morar em Paris pode não ser o melhor lugar para você, mas certamente é um lugar que tem muita vida e muitos encantos.

O índice de criminalidade, de acordo com a Numbeo, é moderado e marca 59,96 pontos – apesar disso, a sensação de segurança é notável. Já o custo de vida em Paris é um dos mais caros, com o índice, também calculado pela Numbeo, na casa dos 76,59 pontos (quanto menor esse valor, menor o custo de vida).

Apesar disso, Paris c’est toujours Paris. Sou apaixonado pela cidade e aprendi a conviver com o excesso de pessoas. A possibilidade de poder ver Van Gogh e Monalisa no mesmo dia é algo que, para mim, anula muitos problemas. E a facilidade de deslocamentos, associada à sensação de segurança, contam pontos.

2. Nice

Nice, sua linda! Cidade repleta de cultura e com herança arquitetônica de botar inveja. A vila é uma das mais ensolaradas da França, o que por si só já deve agradar a muitos brasileiros que buscam as melhores cidades para morar na França, sem renunciar à vitamina D.

Nice tem um patrimônio arquitetônico excepcional, museus riquíssimos, TGV que liga os moradores a Paris em seis horas (com conforto, diga-se de passagem), além de um bom aeroporto. As ruelas históricas da parte antiga da cidade são extremamente convidativas para passeios ao ar livre – grátis e saudável. Os seus habitantes desfrutam de um clima ameno durante quase todo o ano.

Nice também está na lista das principais cidades inteligentes do mundo, o que automaticamente oferece ótimas oportunidades para profissionais de áreas voltadas à tecnologia. Será que Nice é pra você? O custo de vida não é dos mais baratos – 76,95 segundo dados da Numbeo, maior do que Paris –, mas dependendo do seu estilo, vale pagar o preço.

3. Bordeaux

A cidade que dá nome aos famosos vinhos franceses está situada no sudoeste da França e é uma pérola do país! Possui grandes áreas verdes e ruas extremamente charmosas, feitas para passeios a pé em detrimento às viagens de carro.

Se tudo parecem flores, é porque é quase isso. Natureza, bela arquitetura, deliciosos cafezinhos espalhados por ruelas cheias de vida acolhem os moradores de Bordeaux – mas isso não é tudo.

É possível se deslocar entre Bordeaux e Paris em cerca de 2h15, o que pode favorecer desde reuniões de trabalho a passeios de final de semana. Financeiramente falando, Bordeaux também é muito mais barata que Paris (mas, no fim das contas, qualquer cidade é mais barata para se viver do que Paris).

Morar na cidade significa ter um custo de vida geral mais barato (são 68,45 pontos na escala que adotamos nesse artigo) e conviver com uma criminalidade que não é negligenciável, mas também não é absurda: são 47,89 pontos. Será que Bordeaux é para você?

4. Lyon

Lyon é um charme! Cidade com muitas universidades, economia vibrante e liderança tecnológica em áreas como ciências da vida, saúde, tecnologias verdes e segurança. Tudo isso sem perder o clima doce das vilas francesas.

Esse ecossistema é impulsionado por centenas de laboratórios de pesquisa e institutos de ponta, o que atrai não só franceses que se deslocam para esse ambiente favorável, mas estrangeiros interessados em estabelecer conexões com profissionais de destaque.

Vista panoramica de Lyon, na França
Lyon é uma das melhores cidades para morar na França e com boas universidades e ofertas de emprego.

Some tudo isso à distância de apenas duas horas que separa a cidade de Paris e você tem mais um bom motivo para escolher morar em Lyon. O custo de vida na cidade marca 73,21 pontos e a criminalidade está na casa dos 50 pontos. Não são números excelentes, mas são compatíveis com a grande metrópole que é a bela Lyon.

5. Marselha

O clima mediterrâneo de Marselha pode ser decisivo para que você escolha a cidade para ser seu novo lar. Uma das mais antigas cidades francesas, a vila se desenvolveu ao redor do porto – o principal da França, o que confere à cidade o título de uma das principais rotas comerciais de todo o continente. Isso é muita coisa!

Uma das maiores e melhores universidades da França de caráter multidisciplinar, Aix-Marseille Université, acolhe cerca de 80 mil estudantes dos mais variados países, o que pode ser relevante para jovens em início de carreira, que desejam cursar a graduação, ou mesmo interessante àqueles que querem perseguir mestrado ou doutorado.

Essa profusão de pessoas de diversas partes do mundo também é agradável aos imigrantes, uma vez que a sensação de estar em casa é constante (há espaço para todos e os expatriados são, em geral, bem recebidos).

Por outro lado, a sensação de segurança em Marselha não é das melhores e o índice de criminalidade é relevante – soma 67,8 pontos segundo levantamento da Numbeo.

Finalmente, é possível chegar a Paris de transporte público dentro de cerca de quatro horas. Marselha também é servida de um aeroporto (o que facilita muito a vida). Vale colocá-la na sua lista de melhores cidades para morar na França. O custo de vida na cidade registra 67,90 pontos, compatível com as suas dimensões.

6. Toulouse

Uma das minhas favoritas! Assim como aparentemente todas as cidades francesas, morar em Toulouse também terá excelente qualidade de vida, bons transportes públicos, universidades que podem interessar aos acadêmicos e jovens em início de carreira, e empresas de tecnologia de ponta que podem atrair profissionais da área de TI e correlatas.

Junte a essas qualidades a beleza da cidade que é conhecida como a capital da região de Occitane e o pacote fica completo. Se você e a sua família são fãs de esportes (de inverno ou não), prepare as bagagens para aquela esticada de final de semana: vocês estarão a duas horas da estação de ski de Pyrénées e do Mar Mediterrâneo.

Como nas outras cidades listadas, a título de informação e para facilitar a comparação entre uma e outra, é possível chegar a Paris de transporte público em cerca de 4 horas e 45 minutos. Nada mau viver nesse charminho de cidade com seus pouco mais de 700 mil habitantes.

Prepare-se para sustentar um custo de vida mediano (67,90 pontos) e conviver com o menor índice de criminalidade dentre as cidades vistas até agora: 48,18 pontos.

7. Montpellier

Mais uma delícia de cidade no Sul da França para fazer parte da sua lista de preferências. Ensolarada como Nice e igualmente rica de graciosa arquitetura, Montpellier tem como diferenciais um transporte público bastante funcional, um custo de vida adequado (66,70 pontos) e uma consciência ecológica de botar inveja em muita cidade grande – eles foram os precursores dos chamados écoquartiers, bairros que privilegiam o cuidado com a natureza sem renunciar às qualidades da vida moderna.

Se você e a sua família buscam um lugar agradável em termos de meio-ambiente, boa oferta de vagas de emprego e distância de grandes centros como Paris (de carro, a viagem leva até oito horas), Montpellier pode ser uma excelente opção. A cidade também é servida por um aeroporto mediano – mas apto a atender à maior parte das necessidades de deslocamento.

Em termos de segurança na França, Montpellier marca 54,41 pontos no índice de criminalidade aferido pela Numbeo.

8. Lille

Quarta maior cidade da França, a bela Lille fica ao norte, próxima da fronteira com a Bélgica. Esqueça o sol de que falamos acima: a cidade não é conhecida como a Londres francesa à toa! É um pouco cinza, um pouco chuvosa, mas igualmente charmosa.

Tem como vantagens a distância de Paris – em apenas uma hora dentro do TGV chega-se à cidade luz –, a existência de boas universidades, oferta relevante de empregos (é uma região metropolitana, o que favorece boa quantidade de vagas) e uma arquitetura que eu particularmente acho sem precedentes, sobretudo na região chamada de velha Lille, onde é possível encontrar imóveis do século XVII em tijolinhos avermelhados.

Quando se considera a localização estratégica de Lille, com deslocamentos rápidos para cidades-chave, a vila torna-se uma opção muito boa para se manter no radar. O índice de criminalidade é razoável para as dimensões da cidade – 53,92 pontos, o que pode torná-la adequada para sua nova moradia.

9. Annecy

Conhecida como a Veneza dos Alpes, Annecy oferece uma vida agradável e paisagens deslumbrantes. Serviços públicos funcionais e boa qualidade de vida fazem deste lugar na Haute-Savoie um dos mais acolhedores da França.

É uma vila com um ritmo diferente das outras mencionadas até agora – isso implica abrir mão de algumas comodidades vistas nas grandes cidades.

Annecy, uma das melhores cidades para morar na França
Annecy oferece paisagens deslumbrantes, mas cobra caro pelas suas vistas de cartão postal

Todo esse charme, no entanto, cobra o seu preço. Annecy é uma das cidades mais caras desse comparativo com um custo de vida na casa dos 82 pontos segundo levantamento da Numbeo. Por outro lado, o maior nível de segurança desse comparativo também vai para Annecy, cujo índice registra excelentes 30 pontos.

Se você busca uma cidade com perfil de vida desacelerado, considere Annecy! A título de curiosidade, o deslocamento até Paris leva cerca de 4 horas, o que é excelente em termos de transporte público.

10. Dijon

Pequena e fabulosa, Dijon é uma das cidades mais queridas dessa lista. Com cerca de 150 mil habitantes, a região é conhecida pelos vinhos (Borgonha) e por ser um centro econômico importante do país.

Museus parecem ser uma constante na França, pelo que vimos até agora, e isso continua sendo verdade também para a pequena Dijon: há o de Belas Artes, o de Artes Sacras, o Arqueológico, de História Natural e tantos outros.

Finalmente, respondendo à pergunta que não foi feita: sim, a famosa mostarda de Dijon vem daqui! De todas as mostardas de Dijon consumidas na França, 90% vêm desta pequena vila.

O mercado de trabalho pode ser considerado aquecido: Dijon abriga cerca de 15 mil empresas, dentre as quais destacam-se gigantes como Unilever, Urgo e Orange. O índice de criminalidade é de 52 pontos e o custo de vida é semelhante ao de Montpellier, na faixa dos 66 pontos.

Melhores cidades da França para morar com a família

Viver com a família na França implica fazer escolhas em comum acordo e renunciar a algumas coisas em prol do bem-estar de todos. Acesso à educação na França, emprego, transportes e saúde devem estar no radar o tempo todo, além de outros indicadores que são indispensáveis quando se pensa em mudar de vida em família.

A lista a seguir se baseia no levantamento do portal Geo e traz dados recentes com as melhores cidades da França para morar com a família:

  1. Bordeaux;
  2. Lyon;
  3. Toulouse;
  4. Strasbourg;
  5. Angers;
  6. Rennes;
  7. Paris;
  8. Aix-en-Provence;
  9. Lille.

Melhores cidades da França para morar como estudante

Quer estudar na França e descobrir as melhores cidades para te acolher? Estudantes privilegiam transportes, cultura, fácil acesso às universidades e, como todo bom habitante da França, disponibilidade de lojas que oferecem praticidade para o dia a dia (comida congelada no Picard, estamos falando de você)!

Os dados abaixo se baseiam em levantamento do portal L’etudiant.

  1. Toulouse;
  2. Lyon;
  3. Rennes;
  4. Strasbourg;
  5. Montpellier;
  6. Nantes;
  7. Grenoble;
  8. Bordeaux;
  9. Paris;
  10. Aix-Marseille.

Melhores cidades baratas para morar na França

A lista abaixo vem de um estudo realizado pelo Seloger e, por isso, considera especificamente o custo com a moradia (que é, de longe, o maior dos gastos na França). Se quiser ter uma ideia do preço do aluguel por metro quadrado, vale a pena consultar o levantamento e filtrar de acordo com o seu orçamento.

  1. Saint-Etienne;
  2. Mulhouse;
  3. Brest;
  4. Limoges;
  5. Le Mans;
  6. Besançon;
  7. Perpignan;
  8. Metz;
  9. Clermont-Ferrand;
  10. Angers.

Saiba também como viajar para França e quais os documentos são necessários.

Como escolher a melhor cidade para morar na França?

Essa parte é a mais importante! Entender as suas prioridades, o seu perfil e o seu momento de vida vão facilitar muito a busca. Outros fatores não negligenciáveis são relativos ao orçamento: quanto você pode dispor por mês com aluguel e custos associados à manutenção do seu novo lar? O seu plano é comprar casa na França? Você tem problemas de saúde e pode, por exemplo, precisar de atendimento médico com mais frequência?

Essas perguntas são essenciais e devem ser feitas antes da assinatura do contrato ou mesmo das visitas de reconhecimento dos locais. Não se deixe levar pelas aparências das cidades e nem leve isso como condição decisiva para estabelecer a sua nova morada.

Montmartre, em Paris, França
Estabeleça critérios claros e objetivos para facilitar a sua busca dentre as melhores cidades para morar na França.

Critérios de escolhas e perguntas a serem feitas

Evidentemente, é muito importante que você encontre um lugar que o agrade (é sua nova cidade, afinal!), mas tente sempre unir o útil ao agradável. Para isso, procure tomar decisões seguindo critérios como:

  • Escolher uma residência num local bem servido de transportes;
  • Disponibilidade de mercados para compras do dia a dia;
  • O momento em que se encontra a sua carreira (se deslocar durante horas todos os dias para ir trabalhar na França pode ser exaustivo e te deixar irritado, especialmente em grandes metrópoles);
  • O que você deseja para a sua formação (qual universidade oferece melhores oportunidades de capacitação na sua área é o tipo de pergunta que deve ser feita);
  • Quais são as opções de lazer que mais o agradam, entre outros.

São questões singulares que vão te poupar um bom tempo na busca.

Quer vida agitada e não tem medo de se acotovelar com gente por todos os cantos, além de poder com mais facilidade buscar uma recolocação profissional? Opte por grandes metrópoles – Paris e Lyon são bons pontos de partida.

Há sites que trazem reviews de pessoas que vivem ou visitam cidades francesas, sendo o l’Internaute um dos principais. As avaliações são mistas e você não deve se basear exclusivamente nas experiências alheias para tomar a sua decisão.

Com a maior parte das perguntas acima respondidas, vá e viva a cidade por alguns dias (se possível – nem sempre existe a possibilidade). Habitar a região como um local dará uma ótima ideia de como é viver no longo prazo. E o melhor: sem nenhum compromisso.

Quando decidir qual das melhores cidades para morar na França, não deixe de planejar a sua mudança. Tenha em mente que para viver no país é preciso solicitar o visto para França.