Estudar fora do Brasil é o desejo da maioria da população jovem brasileira segundo pesquisas realizadas recentemente durante a pandemia. A França está entre os países mais desejados por esse público que já possui um bacharelado. Quer saber o que você precisa ter para poder entrar no processo seletivo de uma Pós-graduação na França? Nós vamos te contar o caminho para você atingir seu objetivo.

Como fazer uma pós-graduação na França?

O processo desconhecido pode te assustar um pouco. Mas é possível sim fazer uma pós-graduação na França. E o mais importante: sem se perder na hora de fazer as aplicações.

O primeiro passo é ter um diploma de graduação, que na França é conhecido como License. Depois, você precisa decidir qual a área que você vai querer estudar na França. E então entender qual a relação que ela tem com a sua formação já adquirida no Brasil.

Para iniciar o processo morando fora da Europa, você precisa acessar o site da Campus France.  Para quem reside no Brasil, você consegue encontrar informações no parte brasileira do portal Campus France.

O Campus France vai te auxiliar no processo de inscrição. Algumas universidades só aceitam alunos estrangeiros através da plataforma deles. É um acordo feito entre a França e os países parceiros. Assim, os estrangeiros têm todo o apoio e informações necessárias do processo.

Depois de se familiarizar com a plataforma, você precisa escolher a universidade que deseja e o curso. Eu indico dar uma olhada no TrouverMonMaster. É um site do governo francês onde estão reunidas todas as universidades e cursos disponíveis no país.

Como funciona a pós-graduação na França?

A pós-graduação na França é conhecida como Master e existe o M1 e o M2. Normalmente são dois anos de formação, mas o ciclo de M1 e M2 são independentes. Por isso, você pode, por exemplo, cursar cada um em uma universidade diferente, se quiser.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

O período de graduação (faculdade) na França normalmente são de dois a três anos para a maioria dos cursos. No Brasil esse período é maior, entre 4 e 5 anos. Por conta disso, você pode tentar se candidatar diretamente para o M2.

Normalmente é mais concorrido e mais difícil também. Eu aconselharia começar do M1, principalmente se você ainda não morou e estudou fora do país. O sistema de ensino é diferente e estudar em outra língua é desafiador, o que leva mais tempo de adaptação. Mas, obviamente, é uma escolha pessoal e até mesmo profissional de cada um.

Como funciona a divisão de M1 e M2

Durante o M1 você vai ter mais trabalhos em grupo – dependendo da formação escolhida – e avaliações. No final do período você vai ter o tempo de estágio obrigatório (de 3 a 6 meses) e entrega final de relatório.

Já o M2 é um ensino mais focado na especialização que você escolheu. Além disso, você vai precisar fazer um memoire que é basicamente o que conhecemos como tese, para a finalização da sua formação.

O meu master é em Indústrias Culturais com ênfase em Inovação criativa midiática. Eu faço na Université Paris Sorbonne Nord. Ele é todo em francês e eu tenho algumas matérias em inglês.

Minha carga horária normalmente são 4 dias de aula na semana, das 10h às 17h. Ou seja, você precisa se programar para conseguir trabalhar durante o período da pós-graduação.

Eu trabalho à noite e aos finais de semana para conseguir me manter aqui. É possível não ser rico e estudar fora do país, você só precisa se organizar. Existem algumas bolsas de estudo também que você pode conseguir pelo Campus France ou por outras instituições francesas.

Como escolher uma Pós-graduação na França?

As universidades francesas oferecem muitas opções de cursos. A minha dica é que você escolha uma Pós-graduação que tenha ligação com a sua formação no Brasil, ou até mesmo com a sua carreira profissional.

Assim, fica mais fácil de você ser aceito pela universidade através do seu dossiê. Se você é formado em exatas, por exemplo, e escolhe uma pós em Direito, dificilmente seu processo será validado, infelizmente.

Você pode ter acesso a todos os cursos oferecidos no país através do TrouveMonMaster. Lá você consegue fazer a pesquisa por área de atuação e cidade que deseja morar. Com isso você consegue se organizar melhor na hora de fazer as candidaturas. Você também pode acessar o site da universidade para ver a grade horária e informações do curso.

Melhores universidades na França

A escolha da universidade ou Université como falamos aqui na França, é o que vai guiar todo o seu processo de aplicação. Cada uma delas tem suas próprias regras e requisitos para aceitar os alunos, principalmente estrangeiros. A França possui muitas universidades renomadas e conhecidas no mundo todo. Por isso, se tornam as preferidas dos alunos:

  1. Université PSL (Paris Sciences et Lettres);
  2. Institut Polytechnique de Paris ;
  3. Sorbonne Université;
  4. Université Paris Saclay;
  5. Ecole Normale Supérieure de Lyon.

Na França também existem muitas Écoles, que são instituições de ensino superior que oferecem cursos de pós-graduação. Normalmente são menores do que as universidades públicas e privadas do país e têm cursos inteiramente em inglês.

Muitos alunos internacionais acabam optando pelas Écoles por não precisar ter o francês fluente, além de oferecerem formações específicas e mais difíceis de encontrar nas universidades. Por exemplo, algumas áreas são: Design, Maquiagem e Negócios.

Algumas instituições que você pode encontrar em terras francesas:

  1. Brest Business School;
  2. Mod’Art International Paris;
  3. École Intuit Lab – École de Design.

Requisitos para Pós-Graduação na França

Para conseguir se candidatar para a pós-graduação na França, você precisa completar alguns requisitos pedidos pelo governo francês e pelas universidades.

O que você precisa para se candidatar para uma pós-graduação na França:

  1. Diploma de Bacharelado;
  2. Histórico de notas da universidade;
  3. Curriculum Vitae em Francês;
  4. Nível C1 na língua francesa (você vai precisar apresentar um certificado de um dos testes oficiais: TCF, DALF ou DELF);
  5. Carta de Motivação;
  6. Carta de Recomendação (chefe do trabalho ou professor da universidade).

Algumas universidades aceitam o nível B2 na língua francesa para ser aceito na pós-graduação. Porém, eu recomendo apresentar o nível C1 para ser uma candidatura mais certeira. Além de que, com o nível mais alto é mais fácil para você acompanhar as aulas e se adaptar mais rápido ao curso. O pedido de documentos pode variar de acordo com a universidade, mas em geral são os apresentados. Todos devem ser traduzidos para a língua francesa por tradutores juramentados e reconhecidos pelo consulado francês.

Uma etapa importante e que você precisa saber é como tirar o visto de estudante para a França!

Pós-graduação na França

Como se candidatar para a pós-graduação na França?

O processo de candidatura para quem está fora da França deve ser feito prioritariamente pelo Campus France a partir do país de residência.

Para os brasileiros o processo é feito pela plataforma, mas em algumas universidades você pode aplicar diretamente na plataforma deles. Nesse sentido, é importante que você entre em contato com a universidade, mas principalmente com o responsável do curso que você quer aplicar para entender como funciona a inscrição. O melhor a fazer é conferir as universidades que a candidatura é feita pelo Campus France.

Você pode fazer até 7 candidaturas pelo CF, mas o recomendado são 5. Assim você consegue se dedicar com qualidade para cada uma delas.

Com as universidades escolhidas, o período de inscrição é entre dezembro e março para o início das aulas em setembro. Quem se candidata via Campus France, deve preencher um formulário online com as informações solicitadas (histórico acadêmico, teste oficial de francês e diplomas) e pagar a taxa da plataforma.

A etapa final é uma entrevista em que você vai explicar as suas motivações para fazer a pós-graduação na França.

Residentes brasileiros na França

Para quem já mora na França, a candidatura é feita através da plataforma E-Candidat de cada universidade. Você vai precisar apresentar os mesmos documentos já listados e também traduzidos. Normalmente as inscrições abrem em março e vão até final de junho. Mas é importante acompanhar as datas no site oficial das universidades porque elas são diferenciadas entre elas.

Você deposita o seu dossiê e aguarda até julho quando as respostas começarão a chegar. Algumas universidades fazem uma entrevista por telefone para entender melhor o seu percurso educacional e qual seu projeto profissional, antes da decisão final.

Não tem limite de candidaturas para quem já reside na França. Eu me candidatei em 12 e passei em 4. Eu preferi fazer bastante para ter mais chances de passar. Mas na época eu também tinha mais tempo para me dedicar às inscrições.

Quanto custa uma Pós-graduação na França?

A pergunta mais importante desse artigo! Infelizmente o processo para fazer uma pós-graduação na França não é dos mais baratos para quem está no Brasil. Alguns gastos que você terá durante o processo:

  1. Taxa de inscrição do Campus France – R$ 520;
  2. Taxa do visto de estudante – 50 euros ou mais ou menos R$340 (você poderá pagar em reais na sua entrevista no consulado, com o valor da conversão do dia);
  3. Comprovação de dinheiro disponível em conta para pedido do visto (você deve comprar o valor de 615×12, ou seja, 7.380 euros);
  4. Taxa de Inscrição na universidade – de 243 euros até 3.770.

O valor da inscrição nas universidades varia de acordo com a política adotada para os estudantes internacionais. Algumas aceitaram a nova taxa de 3.770 euros para estrangeiros de fora da UE, mas muitas delas não!

Então é importante se informar no site da universidade. Eu paguei 243 euros como os franceses e não tenho nacionalidade europeia. A minha universidade não aceitou o aumento das taxas. Eles consideram que todos devem ter o mesmo acesso à educação, independente da origem. Vale a pena ficar atento a isso!

Você pode comprovar o dinheiro para o visto através de uma bolsa de estudos, declaração de um responsável que irá custear seus estudos ou dinheiro guardado em uma poupança no banco.

Como conseguir uma bolsa de Pós-graduação na França?

Quando você faz o processo pela Campus France, você já está automaticamente concorrendo a uma bolsa de estudos chamada Bienvenue en France, que custeará metade das suas despesas durante o ano de formação. Existem outras bolsas também como o programa Eiffel (para Master e Doutorado) por exemplo. Você pode se informar sobre bolsa de estudo na Europa através do Erasmus+.

Eu trilhei um caminho diferente para chegar ao master que estou fazendo agora. Eu queria aprimorar a língua francesa e não tinha dinheiro para vir só como estudante. Como eu tinha menos de 30 anos, decidi vir como Au Pair e morar com uma família francesa para cuidar das crianças. Fiz isso por quase dois anos.

A experiência me ajudou a mergulhar de cabeça no francês. Além disso, tive a oportunidade de me inscrever para a pós-graduação na França sendo residente do país. Utilizei a mesma plataforma dos franceses e, depois de aprovada na universidade, só fiz a troca do visto.

Guardei meu salário durante meu ano de au pair e por ser em euro me ajudou muito mais do que se eu estivesse trabalhando no Brasil. É um caminho alternativo para quem, assim como eu, não tem condições financeiras ótimas.

Vale a pena fazer uma Pós-graduação na França?

A minha resposta é sim.

Eu tenho vivido muita coisa em pouco tempo. Experiências que eu jamais viveria no Brasil. Morar fora e ainda estudar em outra língua é muito desafiador. Muitas vezes você vai achar que não vai dar conta. Mas viver com pessoas de diferentes nacionalidades, em uma cultura diferente mas principalmente adquirir conhecimentos que podem mudar a sua carreira profissional é o que vai fazer valer a pena. Com certeza você se torna uma pessoa diferente no final da sua pós-graduação na França.

Uma experiência internacional vai mudar seu jeito de ver o mundo, vai enriquecer seu currículo e vai te mostrar um horizonte ainda desconhecido de oportunidades profissionais. A França é um dos países mais abertos para imigrantes. Com isso, você pode vir fazer uma pós-graduação e no fim conseguir um emprego na sua área, ou então se candidatar para um doutorado.

Além disso, pode acontecer até de mudar de área de atuação ou de carreira profissional. Eu acredito que a pós-graduação na França é um ótimo caminho para quem quer se desafiar. Sair da zona de conforto é conquistar sonhos.