Ah, a França! Seja para uma viagem curta ou para um ano sabático, o país é um dos queridinhos dos brasileiros (e de turistas ao redor do mundo também). Há quem busque a França para morar indefinidamente e viver a legítima experiência e cultura do hexágono. Por outro lado, tem gente simplesmente a fim de flanar pelas vilas charmosas. Seja qual for sua opção, existem diversos tipos de visto para França e você certamente encontrará o mais adequado pra sua necessidade. Sua busca começa aqui!

Pergunta Resposta
Para ir para França precisa de visto? Não, caso sua estadia tenha duração igual ou inferior a 90 dias
Quanto custa para tirar visto para França? Há casos em que os vistos são gratuitos, outros são emitidos mediante taxas cobradas em euros, em valores que não ultrapassam 100 euros
Onde tirar visto para França no Brasil? No consulado referente à sua circunscrição domiciliar

É preciso visto para entrar na França?

Assim como os estados membros europeus que fazem parte do Espaço Schengen, a França não exige visto dos brasileiros que desejam entrar no país como turistas. É possível planejar uma viagem de até 90 dias e permanecer legalmente no país sem qualquer dificuldade.

Se seu plano, por outro lado, for permanecer no país por mais de três meses, e na hipótese de não possuir cidadania europeia (lembre-se que o reconhecimento não basta, é preciso documentação como passaporte ou identidade), será necessário solicitar um visto antes de sair do Brasil. Seja para morar na França ou para passar uma temporada prolongada, o visto é essencial para permanecer legalmente no país.

Documentos necessários para o visto

Existem várias categorias de vistos para a França – são pelo menos dez modalidades, e cada uma delas conta com uma lista de documentos e pré-requisitos específicos. No entanto, há alguns documentos básicos que se aplicam a todas as categorias.

A lista a seguir foi baseada nas orientações do Consulado Geral da França em São Paulo (pode haver diferenças entre as circunscrições). Você pode começar a reunir a seguinte papelada se planeja aplicar para um visto para França:

  • Formulário de visto preenchido e assinado;
  • Passaporte (emitido há menos de 10 anos, com validade mínima de 3 meses após a estadia prevista na França e com, no mínimo, 2 páginas em branco para vistos) + cópia das 3 primeiras páginas;
  • 2 fotos 3,5×4,5 recentes;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Comprovante de residência no Brasil;
  • Comprovação de capacidade financeira (em caso de empregos não remunerados ou que o salário seja abaixo da média estipulada pela Embaixada; os valores variam de acordo com a modalidade do visto);
  • Comprovante de residência/hospedagem na França, que pode ser oferecida pela empresa que te contratou, comprovada por aluguel ou carta convite de responsabilidade de alojamento, comprovante de residência do responsável e cópia da identidade;
  • Seguro de viagem internacional com cobertura mínima de 30 mil euros em despesas médicas e hospitalares pelo período de 3 meses de estadia.

Acesse a lista de documentos oficial disponibilizada pelo Consulado de São Paulo (refira-se sempre ao consulado que atende ao estado em que você vive):

  • Embaixada de Brasília: GO, AC, AP, AM, PA, MT, RR, RO, TO;
  • Consulado de Recife: AL, BA, CE, MA, PB, PE, RN, SE, PI;
  • Consulado do Rio de Janeiro: RJ, MG, ES;
  • Consulado de São Paulo: SP, PR, SC, RS, MS.

Tipos de visto para França

O tipo de visto para a França vai depender da categoria na qual você se enquadra, podendo variar, como vimos, desde vistos de trabalho até vistos específicos para cônjuges de francês(a). Veja a seguir os principais tipos de visto e suas especificidades.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Visto de trabalho

É o visto para quem deseja trabalhar na França. Os documentos necessários para pedir o visto de trabalho, além dos documentos essenciais acima mencionados, são:

  • Carta de Contrato (horas de trabalho, salário, benefícios e duração – ela é oferecida pelo seu empregador);
  • Cópia do último diploma.

Entenda também como funciona o reagrupamento familiar na França.

Visto de estudante

O visto de estudante atende àqueles que vão para a França realizar um curso de francês, executar um acordo de cotutela, de duplo-diploma, realizar a graduação completa, o mestrado, o doutorado ou outros cursos livres, como de culinária, por exemplo.

Consulte informações sobre estudos na França no site da Campus France. É por lá que você dará início ao seu processo de matrícula em uma universidade francesa, se esse for seu caso. Esse post do Euro Dicas sobre educação na França também pode te ajudar muito.

Os documentos específicos para o visto de estudante são:

  • Certidão de nascimento e/ou de casamento;
  • Número do processo (concluído) no Campus France (se aplicável);
  • Pré-inscrição ou inscrição em um estabelecimento universitário (com as datas de início e fim do curso) ou de curso do idioma francês com carga horária mínima de 20 horas semanais reconhecido pelo Ministério Francês da Educação Nacional;
  • Declaração de financiamento parental ou de autofinanciamento no valor de 615€ mensais com firma reconhecida em cartório (os valores podem mudar, consulte sempre este post e o Serviço Público francês);
  • Garantias financeiras regulares e suficientes à duração: última declaração total de imposto de renda; extrato de conta bancária corrente e poupança/investimentos dos últimos 3 meses; e três últimos contracheques/folhas de pagamento/aposentadoria/etc.;
  • Comprovante de estadia pelo período mínimo de 90 dias: reserva de hotel; ou contrato de locação de imóvel; ou carta convite de um residente na França, acompanhada do comprovante de residência e da cópia da “carte d’identité”/ ou passaporte; do visto e da “carte de séjour”.

Consulte outros detalhes relativos à documentação para o Visto de estudante no site da Ambafrance.

Visto Visiteur

Essa modalidade de visto não permite trabalhar. É uma categoria de visa que pode ser utilizada em situações como, por exemplo, aposentados no Brasil que desejam viver uma temporada estendida na França, familiares de estudantes ou pessoas que desejam passar um tempo no país sem trabalhar.

Os documentos específicos para pedir o visto Visiteur são:

  • Carta com motivo do pedido de residência;
  • Declaração de que não exercerá nenhuma atividade remunerada na França;
  • Declaração socioeconômica no Brasil (férias sabáticas, aposentadoria, vínculo empregatício etc.);
  • Certidão de nascimento/certidão de casamento;
  • Atestado de bons antecedentes;
  • Justificativas de meios de subsistência (declaração total do imposto de renda, comprovante de pensão/aposentadoria, investimentos etc.);
  • Declaração de idoneidade bancária;
  • Justificativa de cobertura médica durante toda a estadia na França.

Consulte outros detalhes relativos à documentação para o Visto Visiteur no site da Ambafrance.

Visto de empreendedor

Para quem pretende abrir um negócio na França através do visto de empreendedor, além dos documentos básicos, deve apresentar:

  • Diploma de mestrado ou comprovação de, no mínimo, cinco anos de experiência profissional;
  • Declaração de idoneidade bancária;
  • Plano de negócios viável.

Consulte outros detalhes relativos à documentação e dicas para pedir no post sobre o Visto de empreendedor.

Visto para cônjuge de francês

Esse visto é gratuito e exclusivo para quem contraiu matrimônio com um(a) francês(a). Os documentos necessários a essa modalidade, além dos básicos anteriormente listados, são:

Prova do casamento

Se o casamento foi realizado na França, apresentar:

  • Cópia integral recente (menos de 2 meses) da certidão de casamento e o livret de famille.

Se o casamento foi realizado no estrangeiro, apresentar:

  • Cópia da transcrição da certidão de casamento nos registros de estado civil consular francês e o livret de famille (menos de 2 meses);
  • 2 cópias da justificativa da nacionalidade francesa do cônjuge: carteira nacional de identidade francesa;
  • Certificado de nacionalidade francesa OU;
  • Decreto de naturalização ou reintegração da nacionalidade francesa ou uma cópia da declaração de aquisição registrada OU;
  • Certidão de nascimento mencionando a nacionalidade francesa.

Entenda como funciona o cartão de residência para familiar de cidadão europeu.

Visto Schengen emitido pela embaixada francesa
Há vistos que são gratuitos, outros emitidos mediante taxas que podem chegar a 99 euros.

Visto para estudantes Au Pair

Na França, o programa de Au Pair tem como pré-requisito a inscrição em curso de francês com carga horária de 10 horas semanais. Ao mesmo tempo, essa categoria de visto não possui qualquer exigência em relação à comprovação da situação financeira do solicitante.

Porém, nesta modalidade, o aplicante deverá apresentar o comprovante de pré-inscrição no curso de francês (com carga horária mínima de 10 horas por semana, como dito). Os demais documentos são iguais ao do visto de estudante comum.

Visto para estágio

Se você conseguiu aquela sonhada vaga de estágio na França pra dar um salto na carreira, é porque você já passou por todos os passos estipulados pela Campus France. Atente-se aos documentos específicos para essa categoria, além dos mandatórios e básicos já listados acima:

  • Certificado Campus France contendo o número identificador;
  • Diploma ou histórico universitário brasileiro;
  • Certidão de nascimento;
  • Convenção de estágio (firmada entre o empregador, o estabelecimento de ensino e o estagiário) visada pela Direction Départementale du Travail, de l’Emploi et de la Formation Professionnelle (Direccte);
  • Documento comprovando seu alojamento na França pelos 3 primeiros meses.

Visto científico

Essa modalidade aplica-se, em grande parte, a pós-doutorandos, professores convidados e alguns casos de doutorandos (pode variar em função da bolsa de estudos, se CAPES ou outra agência financiadora). Além dos documentos básicos, é exigido a Convention d’Accueil assinada pelo organismo francês e carimbada pela prefeitura de polícia. Esse visto é gratuito.

Consulte outros detalhes nesse documento da Ambafrance dedicado ao Visto científico, pois as informações podem mudar.

Passeport Talent Chercheur

O visa Passeport Talent tem praticamente as mesmas características do visto científico, mas a documentação e taxas estão detalhadas neste outro documento. Ele é tarifado em 99 euros. Pode ser solicitado por estudantes de doutorado e/ou pesquisadores. Depende muito do acordo em que você foi aprovado (CAPES, bolsas Campus France etc.). Além da documentação já listada, candidatos a esse visto devem apresentar:

  • Convention d’Accueil original de um organismo credenciado, constando o carimbo do organismo credenciado e a assinatura do responsável desse organismo;
  • Relação de diplomas emitidos pela instituição de ensino superior.

Visto para família de quem pede visto científico

Aplicável se você se enquadra no caso de ser esposa/marido/filha(o) de quem está partindo para a França com um visto científico. Além dos documentos anteriormente mencionados, a papelada necessária para essa modalidade inclui:

  • Certidão de casamento ou de nascimento (filhos), associada à tradução juramentada. Não é aceita a união estável;
  • Autorização para residir na França, caso o menor esteja viajando apenas com um dos pais, com tradução juramentada.

Se os membros da família não apresentarem o pedido de visto juntamente com o titular, apresentar cópia da Convention d’accueil. São dispensados do comparecimento filhos menores de 12 anos.

Visto Férias-Trabalho

Em vigor desde março de 2018, esse visto é exclusivo para pessoas com idades entre 18 e 30 anos e pode ser solicitado até a véspera do aniversário de 31 anos. O visto férias-trabalho na França permite que você vá para o país sem ter um emprego. Sua vantagem é que, caso encontre um emprego no país, poderá trabalhar legalmente.

A modalidade permite estender sua estadia na França por no máximo 1 ano e não prevê renovação. O visto é gratuito e os documentos necessários para solicitá-lo são:

  • Formulário de pedido de visto de longa duração preenchido e assinado;
  • 2 fotos 3,5×4,5 atuais;
  • Passaporte com pelo menos 1 ano e 3 meses de validade, (cópias das páginas contendo seus dados pessoais);
  • Comprovante de residência no Brasil;
  • Cópia de sua identidade;
  • Uma carta de motivação descrevendo o objetivo da viagem assim como seu currículo e comprovativo de conhecimento da língua francesa recomendado;
  • Comprovantes financeiros pessoais: último extrato bancário pessoal recente (menos de 1 mês) ou uma declaração de seu banco comprovando um valor de pelo menos 2.500 euros ou o equivalente em reais – cartões de crédito ou meios financeiros de terceiros não serão aceitos;
  • Seguro de saúde Europa para toda a duração da estadia. Este seguro deve cobrir todos os riscos de doenças, maternidade, invalidez e repatriamento;
  • Certificado médico atestando boa saúde;
  • Antecedentes criminais.

Como tirar visto para a França?

O procedimento para solicitar o visto para a França segue sempre os mesmos passos, à exceção do visto de estudante, cujo processo passa obrigatoriamente pelo intermediário Campus France, a agência oficial do governo francês responsável pela promoção do ensino superior na França.

Se você for estudante, precisará se cadastrar na plataforma da Campus France, pagar uma taxa atualmente fixada 570 reais e enviar todos os documentos solicitados. Você poderá tirar todas as suas dúvidas por e-mail ou telefone e, somente depois de finalizar esta parte do processo, poderá agendar um horário no consulado.

Na plataforma da Campus France, você passará por uma pré-entrevista consular e, somente após ter recebido o aceite de uma universidade, poderá dar continuidade ao processo. Acesse o passo a passo de candidatura para conhecer em detalhes o procedimento.

Quanto custa visto para França?

Depende da categoria. Vistos para cônjuges de francês(a), pesquisadores visitantes e férias-trabalho, por exemplo são isentos de taxas consulares. No caso do Consulado de São Paulo, estudantes pagam 50€ (excluída a taxa da Campus France). Outras categorias de visto podem ter seus custos consultados diretamente no site da Ambafrance.

Você pode pagar este valor com o cartão de débito (toda solicitação de vistos deverá ser paga, em reais) ou em espécie, mas saiba que o valor é preciso ser exato. Para mais detalhes, consulte o site da Embaixada da França no Brasil.

Onde tirar visto para França no Brasil?

Como já informado anteriormente, dependendo do estado em que você reside, deverá se referir a um Consulado específico:

  • Embaixada de Brasília: GO, AC, AP, AM, PA, MT, RR, RO, TO;
  • Consulado de Recife: AL, BA, CE, MA, PB, PE, RN, SE, PI;
  • Consulado do Rio de Janeiro: RJ, MG, ES;
  • Consulado de São Paulo: SP, PR, SC, RS, MS.

Quanto tempo demora para o visto francês ficar pronto?

A emissão do visto em si não é demorada e costuma levar em média 15 dias úteis, conforme informações oficiais, mas o processo deve ser considerado como um todo. A parte mais demorada é reunir a documentação de acordo com a categoria de visto que você pretende obter, os comprovantes financeiros, a matrícula em uma instituição de ensino francesa (caso o seu visto seja para essa categoria) e o preenchimento dos formulários.

O agendamento do visto também pode se tornar um problema, especialmente em meses de altíssima demanda, como o período compreendido entre julho e agosto, uma vez que o ano letivo na França começa em setembro.

Por isto, nossa dica é se preparar com pelo menos 6 meses de antecedência (prazo ainda mais conservador do que o sugerido pelos próprios consulados, que falam em 3 meses).

Já estou na França, posso pedir visto?

Não.

Essa dúvida é comum e costuma causar dores de cabeça e ansiedade. As circunscrições consulares são muito claras ao informarem que não existe a possibilidade de solicitar o visto estando na França. No caso de brasileiros, é preciso voltar ao Brasil e dar entrada no pedido no Consulado ou na Embaixada do país.

Passaporte e passagens para França

Tenho cidadania europeia, preciso de visto?

Não! Se você tiver cidadania europeia, mesmo que seja de outro estado membro, sinta-se em paz pois você pulará praticamente todas as etapas burocráticas associadas à emissão de vistos. Você já passou por muita coisa pra conseguir sua cidadania, agora é hora de desfrutar do esforço.

Se este for o seu caso, precisará apenas solicitar um documento chamado carte de séjour, espécie de carteira de identidade para estrangeiros poderem ter acesso aos benefícios do governo, como auxílio moradia, seguro de saúde, dentre outras coisas.

Esse documento pode ser obtido na prefeitura da cidade onde você pretende residir na França. No site do Serviço Público francês é possível simular sua situação e conferir os procedimentos. Ao chegar na França, entre em contato com o Office Français de l’Immigration et de l’Intégration (OFII) e não se esqueça de se inscrever na Assurance Maladie, que é o serviço público de saúde na França.

Documentos necessários para entrar na França

Como explicamos, existem 2 maneiras de entrar na França sem ter cidadania europeia: como turista ou com um visto, independente da categoria. Confira abaixo a lista de documentos para ambos os casos.

Entrando na França como turista

  • Passaporte: documento válido com data de expiração para, no mínimo, três meses após a data marcada em sua passagem de volta;
  • Passagem aérea de ida e volta: o agente da imigração pode pedir a passagem de volta, caso você não tenha ele está no direito de impedir a sua entrada no país. Isto sem contar que comprar apenas um trecho muitas vezes é mais caro do que ida e volta. Ou seja, compre sempre passagem ida e volta;
  • Seguro de saúde: cobertura mínima de 30 mil euros e que cubra todo o Espaço Schengen;
  • Hospedagem: comprovante de hospedagem ou um atestado de acolhimento, que você deve solicitar à prefeitura de seu domicílio. Para o comprovante de hospedagem, você pode mostrar os comprovantes de reserva em sites, como Kayak, Booking e AirBnb, mas se for ficar hospedado na casa de alguém, precisará da carta convite escrita à mão e reconhecida na prefeitura;
  • Meios financeiros: comprovantes de que possui meios financeiros para bancar a estadia no país. Se o oficial de imigração pensar que você não está indo para passear, ele pode pedir uma comprovação de condições financeiras.

Entrando na França com visto

Seja qual for a categoria de visto, a entrada costuma ser menos rigorosa quando se apresenta um visto de residência na imigração. Isto porque presume-se que você já apresentou os documentos na hora de obter o visto. A triagem já foi feita. Na maioria das vezes, apenas apresentar o visto já basta, mas é sempre bom ter em mãos um comprovante de residência.

Quantos euros são necessários para entrar na França?

Segundo informações oficiais, o mínimo exigido são 65€ por dia e por pessoa para hospedagens em hotel, e 32,50€ para hospedagens em casas de familiares ou amigos. O agente de imigração pode pedir saldos disponíveis em conta-corrente, extratos de cartão de crédito, cartão pré-pago e/ou dinheiro em espécie. Estes valores são calculados quando uma pessoa viaja à França como turista.

Caso você esteja de mudança para o país, o valor calculado são 615€ mensais. Mais uma vez, você precisará comprovar que já possui esta quantia somada para o período em que ficará, no momento em que solicitar o visto e não para o agente de imigração.

Para comprovar as quantias é possível apresentar declarações de financiamento parental, desde que você comprove que seus pais recebem esta quantia todos os meses, ou até mesmo um extrato da conta bancária com o valor para um ano, que neste cenário totaliza 7.380€.

Dúvidas frequentes sobre o visto para França

Com o visto da França eu posso ir para Alemanha?

Sim, tendo um visto francês no seu passaporte, seja um visto de estudante, Au Pair ou qualquer outra categoria, você tem direito a visitar a Alemanha como turista, respeitando uma estadia máxima de 3 meses. A mesma regra vale para viagens a outros países do Espaço Schengen.

Como comprovar moradia para visto francês?

Como dissemos nos tópicos anteriores, é possível comprovar moradia a partir de reservas de hotéis, aluguel de residência particular, aluguéis de longo prazo ou mesmo com o convite de um anfitrião que resida legalmente na França. Nesse caso, será necessário também apresentar a documentação da pessoa que irá hospedá-lo durante sua estadia.

Como comprovar renda para visto França?

Relatamos diversas formas de comprovação de renda ao longo da publicação. Recapitulamos que é possível demonstrar capacidade financeira a partir do relatório do imposto de renda, a partir da comprovação de aplicações financeiras (extratos emitidos por bancos,  corretoras e operadoras de previdência), aposentadoria ou, em determinados casos, a partir dos mesmos documentos dos pais ou responsáveis legais.

Como conseguir visto definitivo para França?

O visto definitivo pode ser obtido após 5 anos de moradia ininterrupta na França. Para chegar a esse estágio, os passos anteriores não se alteram, ou seja: você terá que primeiro obter um visto adequado à sua condição atual (estudante, empreendedor, estágio etc.). Depois, já na França, poderá aplicar para um titre de séjour antes de seu visto vigente expirar. A concessão não é automática, tampouco garantida.

Outro caso que pode lhe garantir um visto definitivo para a França é o matrimônio com um(a) nacional. Após 3 anos de casamento é possível solicitar o visto definitivo, mas até lá é possível viver legalmente a partir do reagrupamento familiar.

Após esse período, a emissão da carte de résident é condicionada à chamada integração republicana na sociedade francesa. Conforme o governo francês, essa integração pressupõe o conhecimento suficiente da língua francesa e dos princípios que regem a República Francesa.

A dica essencial e incontornável é: vá para a França legalmente desde a primeira vez. Sem jeitinhos, sem contar com a sorte. Obtenha o visto correto para o seu momento de vida e parta para a sua viagem. Mesmo que seu visto seja de uma categoria não renovável, como o férias-trabalho, você terá inúmeras chances de fazer contatos com empresas que poderão chancelar um visto de trabalho no futuro. Com isso ficará muito mais fácil aplicar para o seu visa definitivo.

A jornada é longa e burocrática? Sim. Mas é perfeitamente possível conseguir.