Home França Visto para França: conheça os tipos e saiba como solicitar

Visto para França: conheça os tipos e saiba como solicitar

0
Visto para França: conheça os tipos e saiba como solicitar
Visto para França é obrigatório para ficar mais de 90 dias no país

Morar na França é o sonho de muitos brasileiros. Há quem quer ir morar um tempo para ter uma experiência numa cultura diferente e há também aqueles que querem ir morar o resto de suas vidas. Independente do seu caso, se decidir morar na França vá de forma legal. Existem diversos tipos de visto para a França, veja aqui qual é o melhor para o seu caso.

É preciso visto para entrar na França?

Assim como os outros países que fazem parte do Acordo de Schengen, os brasileiros não precisam de visto prévio para entrar na França enquanto turistas e podem permanecer legalmente até 90 dias.

No entanto, se pretende permanecer no país além desse período e não tem cidadania europeia, será necessário solicitar um visto ainda no Brasil. Seja para morar na França ou para passar uma temporada prolongada no país, o visto é essencial para ter permanecer legalmente no país.

Tipos de visto para França e documentos necessários

Todas as categorias de visto exigem os mesmos documentos básicos, e conforme o tipo de visto, o que muda são os formulários e alguns documentos extras. A lista de documentos gerais inclui:

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

  • Formulário preenchido e assinado;
  • Passaporte com 1 ano de validade e cópias das páginas com dados pessoais;
  • 2 fotos 3×4 recentes e com fundo branco;
  • Comprovante de residência no Brasil;
  • Comprovação financeiro, ele é solicitado em caso de empregos não remunerados ou que o salário seja abaixo da média estipulada pela Embaixada, que é de 615 euros mensais;
  • Comprovante de residência na França, que pode ser oferecida pela empresa, aluguel de casa ou carta convite de responsabilidade de alojamento, comprovante de residência do responsável e cópia da identidade;
  • Seguro de viagem internacional com cobertura mínima de 30 mil euros em despesas médicas e hospitalares pelo período de 3 meses de estadia.

Acesse a lista de documentos oficial do consulado disponibilizada pelo Consulado.

A seguir apresentamos os principais tipos de visto e seus enquadramentos.

Visto de Trabalho

É o visto para quem deseja trabalhar na França. Os documentos necessários para pedir o visto de trabalho, além dos documentos básicos citados acima, são:

  • Carta de Contrato (horas de trabalho, salário, benefícios e duração);
  • Cópia do último diploma.

Entenda também como funciona o reagrupamento familiar na França.

Visto de estudante

O visto de estudante serve para quem estiver indo para França para fazer um curso de francês, um duplo-diploma, a universidade completa, o mestrado, o doutorado, um curso de culinária, etc.

Fique atento ao ano letivo na França para não perder as datas de inscrição. Os documentos específicos para o visto de estudante são:

  • Certidão de nascimento e/ou de casamento;
  • Número do processo (concluído) no Campus France;
  • Pré-inscrição ou inscrição em um estabelecimento universitário (com as datas de início e fim do curso) ou de curso do idioma francês com carga horária mínima de 20 horas semanais reconhecido pelo Ministério Francês da Educação Nacional;
  • Declaração de financiamento parental ou de autofinanciamento de 615€ mensais com firma reconhecida em cartório;
  • Garantias financeiras regulares e suficientes à duração: última declaração total de imposto de renda; extrato de conta bancária corrente e poupança/investimentos dos últimos 3 meses; e três últimos contracheques/folhas de pagamento/aposentadoria/etc;
  • Comprovante de estadia pelo período mínimo de 90 dias: reserva de hotel; ou contrato de locação de imóvel; ou carta convite de um residente na França, acompanhada do comprovante de residência e da cópia da “carte d’identité”/ ou passaporte; do visto e da “carte de séjour”.

Visto Visiteur

Esse visto não permite trabalhar. Ele pode ser usado em diversas situações como para visto para aposentados, familiares de estudantes ou pessoas que desejam passar um tempo na França sem trabalhar.

Os documentos específicos para pedir o visto Visiteur são:

  • Carta com motivo do pedido de residência;
  • Declaração de que não exercerá nenhuma atividade remunerada na França;
  • Declaração socioeconômica no Brasil (por exemplo: aposentadoria);
  • Certidão de nascimento/certidão de casamento;
  • Atestado de bons antecedentes;
  • Justificativas de meios de subsistência (declaração total do imposto de renda, comprovante de pensão/aposentadoria, investimentos, etc);
  • Declaração de idoneidade bancária;
  • Justificativa de cobertura médica durante toda a estadia na França.

Visto de empreendedor

Para quem pretende abrir um negócio na França através do visto de empreendedor, além dos documentos básicos, deve apresentar:

  • Certificado de mestrado ou comprovar no mínimo 5 anos de experiência profissional;
  • Declaração de idoneidade bancária;
  • Plano de negócios viável.

Visto para cônjuge de francês

Esse visto é gratuito e é para quem é casado com um(a) francês(a). Os documentos específicos necessários, além dos documentos básicos listados acima, são:

  • Prova do casamento:
    • Se o casamento foi realizado na França: cópia integral recente (menos de 2 meses) da certidão de casamento e o livret de famille;
    • Se o casamento foi realizado no estrangeiro: cópia da transcrição da certidão de casamento nos registros de estado civil consular francês e o livret de famille (menos de 2 meses);
  • 2 Cópias da justificativa da nacionalidade francesa do cônjuge: carteira nacional de identidade francesa +
    • certificado de nacionalidade francesa;
    • ou decreto de naturalização ou reintegração da nacionalidade francesa ou uma cópia da declaração de aquisição registrada;
    • ou certidão de nascimento mencionando a nacionalidade francesa.

Entenda como funciona o cartão de residência para familiar de cidadão europeu.

Visto para estudantes Au Pair

Na França, o programa de Au Pair pede a inscrição em curso de francês com carga horária de 10 horas semanais. Não possui exigência nenhuma em relação à comprovação da situação financeira do estudante.

Porém, nesta categoria, o estudante deverá apresentar o comprovante de pré-inscrição no curso de francês (com carga horária mínima de 10 horas por semana). Os demais documentos são iguais ao do visto de estudante comum.

passaporte brasileiro para visto francês

Visto para estágio

É o visto para quem está indo realizar um estágio na França. Os documentos específicos necessários para o visto são:

  • Certificado Campus France contendo o número identificador;
  • Diploma ou histórico universitário brasileiro;
  • Certidão de nascimento;
  • Convenção de estágio (firmada entre o empregador, o estabelecimento de ensino e o estagiário) visada pela Direction Départementale du Travail, de l’Emploi et de la Formation Professionnelle (Direccte);
  • Documento comprovando seu alojamento na França pelos 3 primeiros meses.

Visto científico

É o caso dos pós-doutorandos, professores convidados e alguns casos de doutorandos (dependendo da sua bolsa de estudo). Além dos documentos básicos, é exigido apenas a Convention d’Accueil assinada pelo organismo francês e carimbada pela prefeitura de polícia.

Visto para família de quem pede visto científico

Caso de esposa/marido e filhos de quem está indo com um visto científico para a França. Os documentos necessários para o visto científico são:

  • Certidão de casamento ou de nascimento (filhos), acrescentada da tradução juramentada. Não é aceita a união estável;
  • Autorização para residir na França, caso o menor esteja viajando apenas com um dos pais, com tradução juramentada.

Além, claro, dos documentos básicos listados acima. Se os membros da família não apresentarem o pedido de visto juntamente com o titular, apresentar copia da Convention d’accueil. São dispensados do comparecimento filhos menores de 12 anos.

Visto Férias-Trabalho

Esse visto entrou em vigor em março de 2018. É para pessoas entre 18 e 30 anos e pode ser pedido até a véspera do aniversário de 31 anos. O visto férias-trabalho na França permite que você vá para o país sem ter um emprego, porém encontrando um emprego aqui você poderá trabalhar.

Ele permite a estadia na França no máximo 1 ano e não pode ser renovado. O visto é gratuito e os documentos necessários para pedir o visto são:

  • Formulário de pedido de visto de longa duração devidamente preenchido e assinado;
  • 2 fotos 4×5 atuais;
  • Passaporte com pelo menos 1 ano e 3 meses de validade, (cópias das páginas contendo seus dados pessoais);
  • Comprovante de residência no Brasil;
  • Cópia de sua identidade;
  • Uma carta de motivação descrevendo o objetivo da viagem assim como seu currículo e comprovativo de conhecimento da língua francesa recomendado;
  • Comprovantes financeiros pessoais: último extrato bancário pessoal recente (menos de 1 mês) ou uma declaração de seu banco comprovando um valor de pelo menos 2.500 euros ou o equivalente à 2.500 euros em reais – o cartão de crédito ou meios financeiros de terceiros não serão aceitos;
  • Seguro de saúde internacional para toda a duração da estadia. Este seguro deve cobrir todos os riscos de doenças, maternidade, invalidez e repatriamento;
  • Certificado médico atestando boa saúde;
  • Antecedentes criminais;
  • Justificar rendimentos suficientes para a compra da passagem aérea (valor a mais dos 2.500 estipulados no item 7).

Como tirar visto para a França?

O procedimento para o visto para a França é sempre igual. A única exceção é o visto de estudante, que precisa obrigatoriamente passar pelo Campus France, a agência oficial do governo francês responsável pela promoção do ensino superior na França.

Se você for estudante, precisará se cadastrar na plataforma da Campus France, pagar uma taxa de cerca de 500 reais e enviar todos os documentos solicitados. Você poderá tirar todas as suas dúvidas por e-mail ou telefone e, somente depois de finalizar esta parte do processo, poderá agendar um horário no consulado.

No Campus France, você precisará fazer uma pré entrevista consular e somente após ter recebido o aceite de uma universidade poderá dar continuidade ao processo. Acesse o Manual do Candidato para tirar todas as dúvidas.

Quanto custa visto para França?

Depende da categoria do visto. Estudantes pagam 99€, bolsistas 50€ e outras categorias de visto em média 80€.

Você pode pagar este valor com o cartão de débito (já em reais) ou em espécie, mas saiba que o valor é preciso ser exato, já que o consulado não dá troco. Para ter mais informações, acesse o site da Embaixada da França no Brasil.

entregando documentos consulado

Onde tirar visto para França no Brasil?

Dependendo da cidade que você mora, você deverá ir a um Consulado específico:

  • Consulado da França no RJ: para habitantes do RJ, ES e MG;
  • Consulado da França em SP: para habitantes de SP, PR, SC, RS ou MS;
  • Embaixada da França em Brasília: para os habitantes dos outros estados não citados acima.

Quanto tempo demora para o visto francês ficar pronto?

A emissão do visto em si não é demorada e costuma levar em média 10 a 15 dias úteis, mas o que deve ser considerado é o processo todo. Não se esqueça que a parte mais demorada é juntar todos os documentos necessários, comprovantes financeiros, matrícula em uma instituição de ensino (caso o seu visto seja de estudante) e preencher todos os formulários.

Sem contar que não conseguimos agendar um horário no consulado de um dia para o outro e os meses de julho e agosto costumam ser os mais cheios, já que o ano letivo na França começa em setembro. Por isto, a minha dica é se organizar cerca de 6 meses antes de sua entrada prevista na França.

Já estou na França, posso pedir visto?

Não e esta é uma dúvida que ronda a cabeça de muitos brasileiros. Infelizmente, não existe a possibilidade de solicitar o visto estando na França. No caso de brasileiros é preciso voltar ao Brasil e dar entrada no Consulado ou na Embaixada do país.

Tenho cidadania europeia, preciso de visto?

Não. Se você tiver cidadania europeia, mesmo que seja de outro país que não seja a França, já pode se sentir sortudo, pois evitará muita burocracia em relação ao visto.

Se este for o seu caso, precisará apenas solicitar a carte de séjour, que é como se fosse uma carteira de identidade para estrangeiros poderem ter acesso aos benefícios do governo, como auxílio moradia, seguro de saúde, dentre outras coisas.

Por isso, ao chegar na França, entre em contato com o Office Français de l’Immigration et de l’Intégration (OFII) e não se esqueça de se inscrever na Assurance Maladie, que é o serviço público de saúde na França.

Documentos necessários para entrar na França

Como já citamos, existem 2 maneiras de entrar na França sem ter cidadania europeia: como turista ou com um visto, seja qual for. Confira abaixo a lista de documentos para ambos os casos.

Entrando na França como turista

  • Passaporte válido: passaporte válido com data de expiração para, no mínimo, três meses após a data marcada em sua passagem de volta;
  • Passagem aérea de ida e volta: o agente da imigração pode pedir a passagem de volta, caso você não tenha ele está no direito de impedir a sua entrada no país. Isto sem contar que comprar apenas um trecho muitas vezes é mais caro do que ida e volta. Ou seja, compre sempre passagem ida e volta;
  • Seguro de saúde com cobertura mínima de 30 mil euros e que cubra todo o Espaço Schengen;
  • Comprovante de hospedagem ou um atestado de acolhimento, que você deve solicitar à prefeitura de seu domicílio. Para o comprovante de hospedagem, você pode mostrar os comprovantes de reserva em sites, como Kayak, Booking e AirBnb, mas se for ficar hospedado na casa de alguém, precisará da carta convite escrita à mão e reconhecida na prefeitura;
  • Comprovantes de que possui meios financeiros para bancar a estada no país. Se o oficial de imigração pensar que você não está indo para passear, ele pode pedir uma comprovação de condições financeiras. Por lei, o mínimo exigido são 68€ por dia e por pessoa. Ele pode pedir saldos disponíveis em conta-corrente, extratos de cartão de crédito, cartão pré-pago e/ou dinheiro em espécie.

Entrando na França com visto

Para qualquer que seja a categoria de visto, a entrada costuma ser menos rigorosa quando alguém apresenta um visto de residência para o oficial da imigração. Isto porque, ele presume que você já apresentou os documentos na hora de tirar o visto, o que é verdade.

Na maioria das vezes, apenas apresentar o visto já basta, mas é sempre bom deixar às mãos um comprovante de residência, caso ele não esteja em um dia bom.

Quantos euros são necessários para entrar na França?

Por lei, o mínimo exigido são 68€ por dia e por pessoa, ou seja, caso seja pedido, este valor somado à quantidade de dias que você ficará no país, já é suficiente. Mas este é o valor calculado quando uma pessoa viaja à França como turista.

Caso você esteja de mudança para o país, o valor calculado são 615€ mensais. Mais uma vez, você precisará comprovar que já possui esta quantia somada para um ano inteiro no momento em que estiver solicitando o visto no cartório e não para o agende de imigração.

Para comprovar existem algumas formas, como uma declaração de financiamento parental, desde que você comprove que seus pais recebem esta quantia todos os meses, ou até mesmo um extrato da conta bancária com o valor para um ano, que totaliza 7.380€.

Agora que você conhece os tipos de visto para a França, escolha qual é o mais adequado para a sua situação, junte os documentos e venha viver num dos melhores países do mundo! Para inspirar você neste processo, lançamos os ebook O Sonho de Morar na Europa e conheça a história de brasileiros que migraram para o Velho Continente.

1