Já pensou em atuar como barbeiro em Portugal? Sabia que existem muitos profissionais brasileiros no ramo atuando em terras lusitanas? É sobre eles que vou falar na coluna de hoje.

Barbeiros em Portugal e no mundo

Os barbeiros comeram o pão que o diabo amassou quando os Beatles lançaram a moda dos cabelos longos. Os homens, principalmente os jovens, iam deixando o cabelo crescer e não cortavam nunca. O movimento nas barbearias caiu sensivelmente e muitas delas fecharam. Eu mesmo fiquei uns três anos somente aparando as pontas da cabeleira em casa.

Felizmente para todos nós, a moda passou e hoje vamos regularmente ao barbeiro, que voltou a ser uma profissão muito séria e considerada, e que, atualmente, progrediu a ponto de ser quase uma arte.

Nos Estados Unidos, vi anúncios de concursos internacionais de barbeiros que arrastavam milhares de pessoas, profissionais e fãs. A criatividade dos barbeiros, hoje, alia-se às novas ferramentas para fazer barba, cabelo e bigode de jovens e maduros, como nunca antes na história.

A popularização das barbearias

Portugal não está fora desta onda que atinge a quase todo o planeta. Os aprendizes de barbeiro já não são apenas os filhos ou sobrinhos, que aprenderam vendo seus pais ou tios repetirem dia após dia os mesmos dois ou três cortes tradicionais. Hoje, tem-se que ir à escola aprender o ofício-arte, e pagar muitos euros para isto.

Sendo Portugal o destino mais importante dos brasileiros que imigram para a Europa, não poderiam deixar de vir barbeiros brasileiros experientes para cá, enquanto outros, mais jovens, aprendem a profissão e se aperfeiçoam aqui.

Pois andava eu, outro dia, pela rua Almirante Leote Rego, no Porto, matutando como iria começar a escrever este artigo, quando topei com aquele cilindro branco, azul e vermelho, indicativo de que ali funciona uma barbearia.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Lá dentro, havia uma só cadeira, onde o cliente era atendido por um barbeiro com a cabeça rapada. Algo me disse que o barbeiro era brasileiro e que eu deveria começar por ali este artigo.

E não é que eu estava certo?

Lá estava Toni, com pente e tesoura exercendo o seu ofício, e me recebeu com um largo sorriso jovial. Veio exercer o seu ofício no Porto diretamente de Jacareí, cidade paulista do Vale do Paraíba.

O cliente também era brasileiro, o Marcelo Silvestre, que vendeu os seus comércios em Vila Madalena, bairro paulistano, para viver, desde 2018, a sua aposentadoria no Porto, “já inserido no dia a dia da cidade”, segundo suas próprias palavras, “onde vai ao ginásio, restaurantes, bares, museus, quase sempre caminhando”.

Toni atende cliente na barberia
Toni é um barbeiro brasileiro que empreendeu em Portugal. Foto: Cesar Barroso

Ao Toni não precisei fazer muitas perguntas, pois ele fala pelos cotovelos e me contou tudo.

“Eu me chamo Antônio Martins e, à semelhança de muitos brasileiros, comecei a trabalhar ainda criança numa funilaria, depois num ferro velho e finalmente varrendo o chão de uma barbearia, o Salão do Mázio, lá mesmo em Jacareí. Ao mesmo tempo em que varria o chão, observava os barbeiros trabalharem.

Um dia, eu estava sozinho no salão, chegou um cliente, e eu comecei a cortar o seu cabelo. O dono voltou, ficou observando, aprovou o trabalho e me pôs como barbeiro. Meses depois, fiz um curso profissionalizante chamado Escola Marilu e abri o meu próprio salão, aos 17 anos. Mais tarde fiz outros cursos em São Paulo capital”.

Em busca do sonho de ser barbeiro em Portugal

Toni é o exemplo de uma constante dos brasileiros que vencem: começam cedo e trabalham duro. E ele continua:

“Durante 27 anos mantive o meu salão em Jacareí, surfando as ondas da economia brasileira, seus altos e baixos. Aconteceu, porém, que os baixos foram ficando cada vez mais baixos, fui perdendo clientes que, para economizarem, passaram a frequentar barbearias mais baratas, e passei a ouvir as pessoas que falavam sobre as oportunidades de crescer economicamente na Europa.”

“Algumas dessas pessoas”, Toni continua, “narravam suas experiências bem sucedidas no exterior, onde haviam chegado sem ter conhecimento nenhum das condições locais. Procurei, então, um amigo que vendia passagens aéreas e, mesmo sem mais informações, decidi que viria para o Porto.

Entrei na Europa por Frankfurt e cheguei aqui no dia 26 de setembro de 2018. Comecei trabalhando numa barbearia importante, a Barbearia da Constituição, com o salário de mil euros. Fazia boas gorjetas, 150€ por mês, porque a freguesia era de profissionais e funcionários públicos importantes.

Trabalhei ali de 2018 a 2021, quando aluguei este espaço aqui na rua Almirantes Leote Rego. O meu faturamento diminuiu porque estou formando nova freguesia, mas está melhorando a cada mês”.

Toni e família mudaram para o país

A mulher de Toni, Priscila, é esteticista, e seu filho Gustavo, que por um tempo trabalhou também como barbeiro, atua na construção civil como eletricista. Terminei a entrevista perguntando a ele se já fez algum curso de atualização aqui em Portugal, e ele respondeu que fez, para garantir um diploma válido na União Europeia.

Fachada de barbearia em Portugal
Antonio Barber Shop, fundada pelo brasileiro Toni. Foto: Cesar Barroso

Saí da barbearia do Toni feliz por poder passar informações importantes para barbeiros brasileiros que querem imigrar para Portugal, ou mesmo estudar barbearia aqui.

Para estes últimos, pensei, preciso buscar informações sobre um curso. Mal sabia eu que, aqui pertinho de meu apartamento em Vila Nova de Gaia, tem um curso para barbeiros, o 26 Academy – Barber School.

26 Academy é um curso profissionalizante para barbeiros em Portugal

O proprietário do curso é um jovem de 37 anos, o Marcos Maia, nascido no Porto e criado em Gaia. É ele quem conta:

“Comecei a aprender o ofício de barbeiro com meu avô, aos 13 anos, e, desde então, esta aprendizagem continua. Acredito que haverá sempre algo mais que aprender. Abandonei pela metade a Faculdade de Arquitetura, porque a minha verdadeira vocação era a barbearia.

Fiz cursos especializados em Portugal, e frequentei o mais famoso curso de cabeleireiro de Londres, a Sassoon Academy“.

Em 2018, o Marcos Maia criou o seu Curso Inicial de Barbeiros, que está na 22ª edição, e já formou 302 jovens barbeiros. “Dezenas deles brasileiros, muitos dos quais continuam trabalhando em minhas barbearias”, acrescenta. O Curso Inicial de Barbeiros tem a duração de 136 horas. O preço do curso, que inclui o kit completo de barbeiro, é de 1.800€.

Curso de barbeiro em Portugal
26 Barber Cchool Academy. Foto: Cesar Barroso

A sua primeira barbearia funcionava na Madalena, um bairro de Gaia, em 2012. Colocou o nome de 26 de junho, data de nascimento de seu filho. “Foi uma barbearia que fugiu do convencional. Eu quis criar, acima de tudo, um ambiente de convivência para os clientes, com poltronas, jornais, cervejinha, whisky e café. Os clientes podiam trazer os seus discos de vinil para ouvir em nossa vitrola. Começamos a utilizar toalhas quentes para fazer a barba”, ele disse.

Atualmente são cinco as barbearias do Marcos, quatro em Gaia e uma no Porto, onde emprega, no total, 20 barbeiros, alguns deles profissionais brasileiros. O corte de cabelo custa 12€, cabelo e barba custa 18€ e apenas barba custa 9€.

Capacitação para ser barbeiro em Portugal

Os barbeiros têm diferentes formas de compensação; alguns recebem um fixo mais comissão, outros apenas comissão.

“Ganham entre o salário mínimo nacional (740.83€) e o dobro disto, dependendo do regime contratual de cada um”, informou.

Com a criação da 26 Academy – Barber School, Marcos alçou os seus cursos iniciais em uma quase faculdade, onde as melhores técnicas se aliam à criação de uma filosofia de vida para os alunos, dando-lhes as ferramentas para exercer a profissão e o orgulho de sua arte.

Salão de barbearia com profissional e cliente
Marcos Maia criou a 26 Academy, curso profissionalizante para barbeiro em Portugal. Foto: Cesar Barroso

A 26 Academy – Barber School funciona, além de em Gaia, também em Lousada. Em breve, serão abertas filiais em Lisboa, Viseu, Guarda, Faro e outras cidades portuguesas. A última investida de Marcos é na área industrial. Ele tornou-se fabricante de produtos para barbearias. A Twenty-Six Pomade produz 21 produtos orgânicos.

Entre erros e acertos

Eu não poderia fechar este artigo sem mencionar um barbeiro brasileiro que quer passar um conselho baseado num erro que cometeu. Felipe Tavares, originário de Manaus, chegou ao Porto em 2021 e abriu logo uma barbearia. “Isto foi um erro”, reconhece.

“Eu deveria primeiro entender o mercado local antes de me lançar como empresário. O certo é primeiro trabalhar para alguém, formar uma clientela e, somente depois, abrir o próprio negócio. Fechei a barbearia depois de três meses. Felizmente meus pais tinham se mudado para cá cinco anos antes e, como moro com eles, o impacto nas minhas finanças não foi muito grande.

Agora estou trabalhando na barbearia de outro brasileiro, perto da estação de metro Marquês, e criando aos poucos a minha clientela, mas não tenho ideia se e quando abrirei o meu próprio negócio novamente”.

Na mesma barbearia, trabalham o paulistano Cesar, que é cabeleireiro, e a goiana Kátia, manicure. Afiem suas tesouras, profissionais brasileiros que querem ser barbeiro em Portugal, e venham para o país, onde há espaço para todos, inclusive para os que querem aprender a profissão aqui.

Aproveite e conheça também os negócios com carros dos brasileiros em Portugal.