A embaixada francesa no Brasil, por meio da Campus France, lançou três editais de bolsas de mestrado e doutorado na França destinadas exclusivamente a alunos matriculados em universidades brasileiras ou francesas.

Há oportunidades de bolsas de estudo para indígenas (bolsa Guatá), para estudantes com pesquisas nas áreas de Ecologia, Ciências Ambientais, Ciências da Natureza e Saúde (bolsa TerrEE) e para estudantes de mestrado que tenham sido admitidos em universidades francesas com início das atividades previstas para 2024/2025 (bolsas de excelência M2).

Bolsas são exclusivas para brasileiros

A Campus France publicou três editais de bolsas de estudo na França capazes de despertar o interesse de estudantes brasileiros que buscam ampliar seus horizontes acadêmicos. Com oportunidades diversificadas e democráticas, a França se destaca como um destino privilegiado para aqueles que almejam uma formação de excelência em um ambiente multicultural e inovador.

Os editais recém-publicados abrem portas para doutorandos indígenas, doutorandos em Ciências da Natureza e da Saúde, e mestrandos de todas as áreas do conhecimento.

As bolsas do governo francês direcionadas a estudantes brasileiros, reforçando os laços acadêmicos e a troca de conhecimento entre as nações. Para os brasileiros, a possibilidade de passar uma temporada imerso em uma universidade francesa pode abrir portas para uma carreira global.

Conheça detalhes das opções de bolsas disponíveis e saiba como se candidatar.

Bolsa Guatá: opção para estudantes indígenas

Por intermédio da Campus France, o governo francês promove a bolsa Guatá. Essa modalidade é voltada exclusivamente a doutorandos indígenas matriculados em uma das onze universidades parceiras:

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →
  1. Unicamp;
  2. UnB;
  3. UFSCar;
  4. UEA;
  5. UFGD;
  6. UFSC;
  7. UFPE;
  8. UFRR;
  9. UFF;
  10. UFMG;
  11. USP.

Conforme o edital, é necessário que os candidatos estejam cursando o primeiro, segundo ou terceiro ano de doutorado em uma das universidades parceiras. Outros pré-requisitos incluem a comprovação da identidade indígena, projeto de pesquisa, currículo Lattes e carta de motivação. Confira os requisitos completos na última versão do edital.

Os candidatos poderão escolher qualquer universidade francesa para cursar o período de estudos na França, mas a Campus France observa que, exclusivamente para a área de humanidades, a Universidade Paris 8 Vincennes-Saint-Denis é parceira privilegiada do programa.

Como se candidatar para a bolsa Guatá

A candidatura para a bolsa Guatá é feita exclusivamente online por meio deste formulário. A data limite para inscrição é 31 de março de 2024 às 23h59. Para realizar a inscrição os candidatos deverão obrigatoriamente apresentar:

  • Currículo Lattes (1 a 3 páginas);
  • Projeto de pesquisa da tese de doutorado em português (máximo de 5 páginas);
  • Carta de motivação em português com no máximo 2 páginas (modelo disponível no anexo 1 do edital);
  • Cópia de um documento de identidade;
  • Certificado de matrícula no ano corrente em uma das onze universidades brasileiras parceiras;
  • Um documento que comprova a identidade indígena: documento entregue à universidade para comprovar a identidade indígena, ou RANI, ou a autodeclaração de pertencimento étnico, assinada por duas lideranças indígenas (anexo 2 do edital);
  • Indicação do programa de doutorado francês que o aluno deseja ingressar.

Em caso de aprovação na primeira fase, os candidatos deverão apresentar, até 15 de maio de 2024, o comprovante de admissão numa universidade francesa e declaração do orientador/co-orientador ratificando que o candidato possui nível de idioma adequado para seguir um curso de doutorado em francês.

Valor da bolsa Guatá e duração do benefício

O valor da bolsa de doutorado Guatá é fixado em 1.704€ por bolsista e o benefício tem duração mínima de 6 meses e máxima de 11 meses com início previsto para setembro de 2024.

Importante anotar que a bolsa não é renovável e o bolsista deverá retornar ao Brasil no término do benefício.

Publicação do resultado

Os bolsistas selecionados serão comunicados em 17 de maio. É importante ficar atento ao e-mail e às informações publicadas no site da Campus France.

Critérios de seleção

Segundo a Campus France, os dossiês serão avaliados por uma comissão de seleção constituída pelo Serviço de Cooperação e Ação Cultural da Embaixada da França no Brasil. Os critérios de seleção serão os seguintes:

  • Motivação e o compromisso com o projeto de mobilidade;
  • Qualidade da candidatura;
  • Coerência do curso escolhido com os objetivos pessoais e profissionais do candidato.

Bolsa TeRREE: pesquisa em Ciências Ambientais, da Natureza e Saúde

Uma segunda opção de bolsa de doutorado na França, também mediada pela Campus France, é a modalidade TeRREE. Esta opção é dedicada aos estudantes de doutorado com pesquisas nas áreas de Ecologia, Ciências Ambientais, Ciências da Natureza e Saúde com idade igual ou inferior a 40 anos.

Bolsas de mestrado e doutorado na França para as áreas de ciência da natureza e saúde.
Bolsa TeRREE de doutorado oferece oportunidades para pesquisadores em áreas específicas.

A temática desta bolsa está alinhada aos compromissos da França com a preservação da biodiversidade e a mitigação das emissões de gases de efeito estufa, de um lado, e das consequências que essas ações acarretam à saúde humana e animal, de outro. Eis a razão de a bolsa ser dedicada exclusivamente a pesquisadores atuando nos campos das Ciências da Natureza e da Saúde.

Conforme o edital da bolsa TeRREE, há apenas uma oportunidade disponível. Os aplicantes para essa modalidade devem submeter, entre outros documentos, um projeto de pesquisa, a cópia do currículo Lattes e uma carta de motivação. Veja outros detalhes abaixo.

Os candidatos poderão escolher qualquer universidade para cursar uma parte do doutorado na França.

Como se candidatar para a bolsa TeRREE

A candidatura para a bolsa TeRREE será realizada exclusivamente online por meio deste formulário. A data limite para inscrição é 31 de março de 2024 às 23h59. Para realizar a inscrição os candidatos deverão obrigatoriamente apresentar:

  • Currículo do doutorando (2 a 3 páginas; bibliografia limitada aos artigos mais importantes) e/ou recentes) em francês, inglês ou português;
  • Projeto de pesquisa da tese de doutorado em português ou francês (máximo 5 páginas);
  • Carta de motivação (até 2 páginas no máximo);
  • Cópia de um documento de identidade;
  • Certificado de matrícula em uma universidade brasileira;
  • Certificado de pré-inscrição / carta convite da instituição de acolhimento na França indicando as datas previstas da mobilidade.

Em caso de aprovação, o candidato(a) deverá confirmar seu aceite dentro de sete dias.

Valor da bolsa TeRREE e duração do benefício

O valor da bolsa de doutorado TeRREE é fixado em 1.690€ para bolsistas em cotutela, e de 1.704€ para bolsistas sem cotutela de tese. A bolsa tem duração entre 3 e 12 meses com início previsto a partir de setembro de 2024.

Tal qual a oportunidade dedicada ao público indígena, esta bolsa não é renovável e o aprovado deverá retornar ao Brasil no fim do período.

Publicação do resultado

O bolsista selecionado(a) será comunicado em 17 de abril e terá de manifestar seu aceite dentro de até sete dias. O contemplado deverá, após a aprovação, entrar em contato com a universidade anfitriã francesa e elaborar a Convention d’Accueil.

Caso o aprovado seja doutorando em cotutela, será necessário solicitar à universidade anfitriã a assinatura de um Contrat de séjour de recherche.

Critérios de seleção

Os candidatos serão avaliados por um comitê destacado pela Embaixada da França no Brasil. Os critérios de seleção atribuem peso significativo às relações entre clima e saúde humana e animal:

  • Qualidade do projeto de pesquisa do doutorando;
  • Relevância com relação aos desafios da crise climática, da perda da biodiversidade e de saúde pública;
  • Integração numa equipe de pesquisa francesa.

Bolsas M2 (Master 2): a mais abrangente

O terceiro edital publicado pelo governo francês e intermediado pela Campus France visa patrocinar as pesquisas de estudantes brasileiros que tenham sido admitidos no M2 (Master 2) em uma universidade francesa. Essa oportunidade contempla candidatos de qualquer área do conhecimento.

A bolsa de pós-graduação M2 tem como principal pré-requisito a exigência de o estudante já ter sido admitido no segundo ciclo do Master (mestrado) em uma universidade francesa.

Essa oportunidade pode ser útil àqueles que possuem uma bolsa de estudos de alguma agência financiadora brasileira (CNPq, CAPES ou outras fundações de amparo à pesquisa) e que desejam acumular dois benefícios. Neste caso, é preciso verificar se a agência pagadora do benefício no Brasil permite o acúmulo de bolsas.

Menina se preparara para concorrer as bolsas de mestrado e doutorado na França.
Essa oportunidade do Campus France é uma excelente maneira de aprofundar suas pesquisas no mestrado.

O edital da bolsa M2 não especifica a quantidade de bolsas disponíveis, mas utiliza linguagem plural. Os aplicantes a essa modalidade precisam obrigatoriamente comprovar recursos próprios ou de outras fontes de financiamento no valor equivalente a 390€ por mês de vigência da bolsa. Os candidatos poderão escolher qualquer universidade para cursar uma parte do mestrado na França.

Veja outros detalhes abaixo.

Como se candidatar para a bolsa excelência M2

A candidatura para a bolsa excelência M2 será realizada exclusivamente online por meio deste formulário. A data limite para inscrição é 31 de maio de 2024 às 23h59. Para realizar a inscrição os candidatos devem ter até 35 anos e deverão apresentar:

  • RG ou passaporte;
  • Currículo em francês com no máximo 2 páginas;
  • Carta de motivação em francês de, no máximo, 1 página (ressaltando a importância do curso para suas projeções profissionais e acadêmicas);
  • Histórico oficial de notas do ensino superior (graduação e, se houver, eventuais cursos de pós-graduação). Não é necessário providenciar a tradução juramentada do documento;
  • Diploma do ensino superior (graduação e, se houver, eventuais pós-graduações). Não é necessário providenciar a tradução juramentada do documento;
  • Carta de aceite ou comprovante de aceitação no segundo ano de Master (M2) na França para o ano acadêmico 2024-2025. Apenas o documento oficial da universidade será aceito e as formações en alternance ou par apprentissage não são consideradas;
  • Diploma de proficiência da língua da formação seguida na França (DELF, DALF ou TCF para língua francesa e equivalentes para língua inglesa);
  • Provas do cofinanciamento, no valor mínimo de 390€ por 10 meses (3.900€, ou equivalente em moeda local):
    • A Campus France recomenda comprovação a partir de holerite/contracheque, declaração do imposto de renda, DECORE, extrato de investimentos ou aplicações, última remuneração, extrato bancário, conta-corrente ou extrato de poupança, ou fornecidos por uma instituição brasileira, ou francesa, pública ou particular (exemplo: carta de concessão de bolsa de estudos).

Valor da bolsa M2 e duração do benefício

O valor da bolsa de mestrado M2 é fixado em 470€. O edital especifica que a bolsa terá duração máxima de 10 meses com início previsto a partir de setembro de 2024. Os candidatos contemplados nessa chamada deverão garantir financiamento adicional, no valor mínimo de 390€ por mês (ou equivalente em reais) durante a vigência da bolsa paga pela Embaixada Francesa.

Os recursos poderão ser comprovados a partir de financiamento pessoal ou de uma instituição brasileira, ou francesa (desde que não seja outra bolsa do governo francês).

O auxílio não é renovável e esta bolsa não custeia passagens aéreas para França. Para encontrar e avaliar as opções, recomendamos o uso de comparadores como Vai de Promo e Skyscanner.

Publicação do resultado

O resultado será publicado em 12 de junho de 2024 e os aprovados terão até 16 de junho para completar e enviar os demais documentos pedidos nas instruções de seleção (enviado por e-mail apenas aos aprovados).

Critérios de seleção

Os candidatos também serão avaliados por um comitê destacado pela Embaixada da França no Brasil. Por se tratar de uma bolsa de mestrado, as exigências são menores do que o que é cobrado dos aplicantes às oportunidades de doutorado.

  • Excelência acadêmica do candidato;
  • Consistência do curso escolhido com os objetivos profissionais do candidato.

Benefícios comuns às bolsas de doutorado

Bolsistas aprovados para receber bolsas de doutorado na França desfrutam de facilidades adicionais, além de isenções para procedimentos consulares. As principais vantagens para os bolsistas de doutorado incluem:

  • Procedimento pré-consular gratuito “Estudos na França” para os pesquisadores matriculados em cotutela que se inscreveram para o procedimento pré-consular via Campus France Brasil;
  • Visto de estudante para a França gratuito;
  • Taxas de inscrição gratuitas para o doutorado em uma instituição pública francesa de ensino superior (confira o edital correspondente à sua candidatura);
  • Cobertura da previdência social na França desde a chegada ao país e durante os primeiros três meses;
  • Auxílio na busca por alojamento em residências universitárias administradas pelo CROUS em toda a França, em que ajuda nos custos de aluguel na França;
  • Passagem aérea ida e volta Brasil/França;
  • O valor mensal da bolsa em si, de acordo com os valores apresentados no artigo;
  • Atividades culturais, como exposições e concertos, a preços preferenciais;
  • Apoio administrativo e pedagógico ao bolsista;
  • Possibilidade de se afiliar à rede France Alumni.

Ainda que as bolsas exijam o retorno ao Brasil e não sejam renováveis, a experiência em grandes universidades francesas pode facilitar o caminho para futuras colaborações entre os estudantes brasileiros e pesquisadores franceses.

Em grandes linhas, as conexões com professores e profissionais de fora são os verdadeiros benefícios desses e de outros editais.