Se você é brasileiro e vai viajar ou morar em terras lusitanas em breve, vale a pena se informar sobre os costumes mais diferentes para evitar mal entendidos com os portugueses. Afinal, quando em Roma, faça como os romanos. Acontece sempre, o brasileiro chega em Portugal pensando que sabe tudo sobre o país através dos livros de história e, no final das contas, descobre que não conhece nada sobre os portugueses. Veja neste artigo quais são as 13 coisas que você não deve fazer em Portugal.

Conheça 13 coisas que você não deve fazer em Portugal

Embora tenham uma história antiga em comum, hoje em dia o povo português e o povo brasileiro são muito diferentes. Além do sotaque e do vocabulário diverso, as pessoas de Portugal têm costumes muito diferentes das pessoas do Brasil. Confira abaixo algumas das coisas que os brasileiros fazem que os portugueses mais detestam.

1. Fungar

Um costume inofensivo, mas que os portugueses acham nojento. Enquanto os brasileiros acham mais educado fungar quando se está em público, o normal entre os portugueses é assoar o nariz em um lenço de papel na frente de todo mundo.
Seja na rua, em sala de aula, em uma reunião, sinta-se à vontade para dar uma bela assoadela no nariz bem barulhenta e ainda guardar o papel sujo de meleca no bolso. Ninguém vai te julgar. Mas se você estiver fungando o nariz, prepare-se para receber uns olhares de desaprovação até alguém te oferecer um lenço.

2. Usar “moça” ou “moço” para chamar alguém

Quer chamar a atenção de uma pessoa? Não é todo português que acha simpático ser chamado de moço, moça, tio, tia, ou até mesmo o belo e versátil “Ow!”. Procure, ao invés disso, usar os tradicionais “com licença”, “me desculpe”, “bom dia”.
O mesmo vale para a expressão usada quando não entendemos algo e queremos que a pessoa repita o que disse. O nosso primeiro impulso é dizer “Hã?”, “Oi?”, “Não entendi”. Não funciona com eles. O melhor é perguntar “O quê? Não percebi.”

3. Atrasos

Os próprios portugueses também não são um exemplo de pontualidade, mas o brasileiro capricha. Se eles marcam um jantar para as 19h, é provável que os portugueses se atrasem meia hora, no máximo. Enquanto os brasileiros teriam que marcar às 18h para receber as pessoas às 19h.
Portugueses não toleram atraso
É uma questão de se adaptar. Ninguém gosta de ficar esperando, então faça a cortesia de chegar um pouco mais cedo que o normal.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

4. Invadir o espaço pessoal

Os brasileiros, no geral, são um povo muito carinhoso e expressivo. Com isso, temos o hábito de, ao falar com as pessoas, tocá-las ou abraçar sem ter nenhuma intenção por trás disso. Embora os portugueses também sejam latinos e sejam mais calorosos que os Europeus do Norte, eles acham muito estranho todos os toques, abraços e o que chamam de invasão do espaço pessoal, que os brasileiros às vezes fazem sem perceber.
Evite mal entendidos ao respeitar o espaço dos portugueses, ou explique aos seus amigos as suas intenções e a sua cultura.

5. Pechinchar em lojas

Uma coisa que o brasileiro faz muito bem é pechinchar preços. Não que os portugueses também não o façam, mas é uma daquelas coisas que são natas ao nosso povo. O problema é que a pechincha à la Brasil é considerada excessiva e falta de educação em Portugal.

6. Tentar parcelar compras

Não adianta pedir para parcelar compras em qualquer loja portuguesa. Esse é um costume já há muito tempo difundido no Brasil que vem gradualmente sendo introduzido em Portugal, mas não é em qualquer feira que se consegue parcelar.
Lojas grandes de eletrodomésticos e eletrônica em Portugal já aceitam pagamentos parcelados, como a Fnac e Worten. Mas, se tentar parcelar o pagamento em uma loja comum, é provável que o português que te atender não leve a sugestão muito bem, eles costumam pagar à vista.

7. Marcar um encontro e ignorar

“Vamos marcar, viu? A gente se fala! Qualquer dia…”. E depois nunca mais marcam nada. Nós brasileiros temos o costume de dizer que vamos combinar de fazer algo com alguém, sem necessariamente ter a intenção de realmente fazer isso. Acontece o tempo todo e ninguém fica realmente chateado por isso. É pura educação.
Já os portugueses levam esses convites a sério e ficam à espera de uma mensagem. Depois, quando vem o silêncio, acham falta de educação. Os portugueses interpretam isso como uma mentira. Tente ser direto e dizer exatamente o que quer ou não fazer, sem aquele jeitinho amigável brasileiro que nos faz passar por enganadores.

8. Acreditar que as regiões de Portugal são todas iguais

Mesmo sendo Portugal um país muito pequeno (de tamanho aproximado aos estados brasileiros de Pernambuco ou de Santa Catarina), há uma enorme diversidade cultural entre cada região e ilhas do país.
Os portugueses do Norte são muito diferentes dos de Lisboa, que são diferentes dos do Alentejo e que são diferentes dos do Algarve, e os dos Açores e os da Madeira.
Nós também não gostamos quando eles pensam que todo brasileiro vem do Rio de Janeiro, certo? Cada pessoa tem orgulho da sua cultura e da sua região, então tente não generalizar os costumes, sotaques e comidas que são bastante diferentes entre si.

9. Não respeitar o horário de silêncio

Geralmente, os brasileiros são notavelmente mais barulhentos que os portugueses ao falar, mas quando fazem festa parece que têm um bloco de carnaval inteiro dentro do apartamento. Não é nada fora do normal que o apartamento de brasileiros seja o mais animado de um prédio em Portugal. O que pode dar em festas excelentes, mas uma péssima reputação com os vizinhos.
Todo mundo gosta de se divertir, mas o melhor a fazer é dar as suas festinhas em um horário decente, começando à tarde e acabando às 20h, por exemplo. Vamos tentar deixar os portugueses da vizinhança dormirem!

10. Reclamar do bacalhau

A comida nacional é o orgulho de Portugal, o bacalhau é amado por (quase) todos os portugueses, tal como o nosso arroz e feijão. Existem centenas de receitas diferentes típicas portuguesas com esse peixe, e não passa uma semana sem que eles comam bacalhau.
Bacalhau em Portugal
Mas, se você ousar reclamar que vai comer Bacalhau mais uma vez, prepare-se para ouvir um sermão de defesa do Bacalhau à Braz, com Natas, de Natal, em Risoto, em lasanha, no forno, na brasa, etc. Não vale a pena discutir.

11. Não entender o senso de humor seco

Já viu um programa de comédia portuguesa? Não tem nada a ver com o Porta dos Fundos, Zorra Total ou outros famosos brasileiros. O mesmo se pode dizer do Stand-Up Comedy português. Em Portugal, as piadas são secas e ditas com uma cara totalmente séria, muitas vezes às custas de outra pessoa.
Não leve para o lado pessoal, eles não estão querendo ofender. É simplesmente um jeito diferente e mais sarcástico de rir. No início, nós brasileiros nem entendemos que o que eles estão fazendo é humor, já que agem como se falassem sério e fossem simplesmente rudes. Com o tempo se entende melhor esse senso de humor e até se acha engraçado.

12. Perguntar pelo ouro do Brasil

Um tabu que é muito divertido e válido para trazer à tona entre amigos íntimos, discutir a história dos Descobrimentos e a colonização no Brasil pode ser um escândalo para estranhos, principalmente se forem mais velhos.
Os portugueses não aprenderam na escola a mesma versão que os brasileiros sobre as navegações, escravidão e colonialismo. A eles lhes foi ensinado que os portugueses foram conquistadores bonzinhos, ao contrário dos espanhóis ou holandeses.
Devido a essa falha no sistema educacional, muitos portugueses ignoram essas questões. O melhor a fazer é conversar com os seus amigos portugueses, debater e convidá-los a ler mais sobre a história dos nossos países colonizados. Assim como os alemães encaram o seu passado tenebroso na Segunda Guerra Mundial, os portugueses também têm encarado cada vez mais o seu passado com a escravidão.
E lembre-se: os portugueses de hoje nada têm a ver com o que aconteceu no Brasil de 1500. Não adianta descontar a raiva da injustiça neles. É até provável que nós brasileiros sejamos descendentes dos antigos portugueses exploradores do que eles.

13. Comparar Portugal com o Brasil

Uma das coisas mais importantes para a adaptação em outro país é respeitar as diferenças culturais. Não adianta esperar que os portugueses sejam como os brasileiros, assim como nós não somos portugueses. E tudo bem, os dois países são incríveis. Um não precisa ser melhor que o outro.
Liberte-se de preconceitos e mergulhe de cabeça na cultura de Portugal. Só não se esqueça de celebrar também a sua própria cultura, seja lá de qual região do Brasil você for.
Já escrevemos um artigo completo sobre as diferenças culturais entre Brasil e Portugal, saiba mais.

Pronto para interagir com os portugueses?

Não é muito fácil para um brasileiro recém-chegado em Portugal lidar com as diferenças culturais, mas uma vez que se pega o jeito, os portugueses podem ser os seus melhores amigos. Esta lista foi pensada para ajudar no processo de adaptação social dos milhares de brasileiros que viajam para Portugal todo ano.
Somos nações-irmãs e temos muito a oferecer uma à outra. Lembre-se que as duas culturas são ricas de formas diferentes e nenhuma é superior à outra. Esteja aberto para conhecer Portugal e toda a sua diversidade para ter uma experiência ainda mais completa.
Ficou com vontade de morar por aqui? Então você precisa conhecer o Programa Morar em Portugal: um guia completo com 22 vídeo-aulas, acompanhadas de um Ebook completo e do acompanhamento da equipe do Euro Dicas. É a melhor forma de você organizar a sua mudança para o país sem imprevistos!