Comprar casa na Espanha para morar com a família no país é uma boa, mas também tem quem queira investir em imóveis no país em busca de lucro.

Se você pensa em adquirir uma casa na Espanha, ou o seu interesse está aumentando, conheça as tendências, burocracias, vantagens e riscos para aproveitar as oportunidades antes de que os preços subam demais!

Como comprar casa na Espanha sendo imigrante?

Se você é imigrante legalizado, pode comprar casa na Espanha normalmente. Seja para morar ou como investimento.

O processo envolve pesquisa e negociação, que pode ser direto com o proprietário ou com imobiliária. Também tem burocracias de documentação.

O local escolhido vai depender muito das suas necessidades. Também varia, claro, conforme o poder aquisitivo e/ou condições de crédito. Se o seu trabalho te permitir morar na Espanha em uma cidade pequena, certamente o preço será mais baixo, assim como o custo de vida.

Já para investir, a recuperação em menor prazo está nos destinos turísticos, especialmente perto do mar. Também em grandes cidades como Barcelona, Madrid, Valência e Málaga.

Documentos necessários para comprar casa na Espanha

Ao comprar casa na Espanha, você vai precisar de uma série de documentos em mãos, além de pagar alguns impostos.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Procura assessoria para morar na Espanha?

Para solicitar a sua cidadania espanhola, visto, documentos, validação de diploma ou acompanhamento jurídico recomendamos o Escritório Madeira da Costa. Agende a sua consultoria e mude para a Espanha com segurança e tranquilidade.

SABER MAIS →

Para começar, é preciso providenciar a Nota Informativa Simples, documento que trará a descrição do imóvel, atestando que não há dívidas vinculadas à propriedade.

Depois é preciso formalizar o pré-acordo, um documento simples que apresenta a intenção de compra e de venda pelas condições acordadas.

Após isso, é necessária a Escritura pública de compra e o Registro de escritura.

Para se tornar dono de um imóvel na Espanha os documentos exigidos são:

  • Documento NIE – número de identificação de estrangeiro residente ou não;
  • Possuir uma conta na Espanha;
  • O valor para compra do imóvel ou para o pagamento prévio de um eventual financiamento;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de pagamento dos impostos.

Onde encontrar casas na Espanha para comprar?

Para comprar casa na Espanha, o ideal é conhecer a região pessoalmente antes de fazer qualquer busca na internet.

Ao definir um alvo, sempre que possível, também é válido comentar com amigos que possam ter indicações, conversar pela vizinhança e procurar fazer contatos em alguma cafeteria ou bar próximos. É muito comum que os moradores frequentem estes locais e daí podem surgir oportunidades exclusivas, que nem sequer são anunciadas ou informações que te poupem de desgaste, como possíveis problemas estruturais de um edifício ou um vizinho muito problemático.

Visitar o local em horários diferentes também é importante. Assim você conhecerá as opções de comércio, o movimento do bairro, as possibilidades de transporte público, possíveis barulhos e a vida social. A avaliação do valor será mais completa e realista.

Considere também que quanto menos intermediários, mais econômico será o preço. Por outro lado, uma imobiliária pode oferecer mais garantias, opções similares e agilidade. Para um brasileiro que está fazendo a pesquisa à distância, pode ser vantajoso.

Na internet, os cinco principais sites para comprar imóvel na Espanha são:

  • Idealista: maior portal imobiliário da Espanha, com busca completa e opções de fotos, vídeos e visita 3D. Tem muitas ofertas mas também anúncios duplicados. Não é possível encontrar a localização precisa no mapa;
  • Foto Casa: por cobrar menos do anunciante, tem ainda mais opções de anúncios que o site anterior. Mas também tem anúncios duplicados, o que gera perda de tempo. Oferece fotos, mapa e contato dos imóveis;
  • Habitaclia: especializado em imóveis da costa mediterrânea da Espanha;
  • Pisos.com: como é grátis para anunciar, tem um grande catálogo. Tem também propaganda no site, que incomoda um pouco ao realizar a busca. Disponibiliza fotos, mapa de localização e contato do proprietário ou imobiliária;
  • Kasaz: focado no comprador, com verificação de dados como metragem e localização.

Vivenda Inversa

Outra oportunidade é investir no modelo de vivenda inversa, como da Nutual. Até 2029 a previsão é que 30% da população seja maior de 65 anos na Espanha.

Por isso, estão sendo criadas alternativas imobiliárias vantajosas para compradores e vendedores.  É uma compra com usufruto do vendedor até o final da sua vida.

Comprar casa na Espanha, em Barcelona
O clima no mercado para comprar imóveis na Espanha está esquentando.

O comprador encontra preços abaixo do mercado e tem direito a receber o bem em boas condições. O preço varia conforme a idade do vendedor. Se tiver cerca de 70 anos, o desconto pode chegar a 40%. Se o imóvel for comprado de alguém acima de 90 anos, a redução é de no máximo 20%.

Quanto custa comprar casa na Espanha?

Segundo o Informe Gelvalt 2022, a média de preços do primeiro trimestre de 2002 dos custos para comprar casa na Espanha foi:

Cidade Venda (€/m²) Aluguel (€/m²)
Média nacional 1.439€
Madrid (Chamberí) 5.101€ 20,56€
Madrid (Villaverde) 1.467€ 11,62€
Barcelona (Eixample) 4.315€ 20,54€
Barcelona (Nou Bairris) 2.383€ 13,66€
León 1.270€ 6,68€

O preço médio da habitação variou 8,54% no 1º trimestre de 2022 na taxa interanual, segundo o Índice de Preços da Habitação (IPV) do INE.

A economia da Espanha abalada durante a pandemia, as novas necessidades de espaço em casa e a lentidão em novas obras favoreceram o cenário.

Existe bolha imobiliária na Espanha?

No final do ano passado, o Banco Central Europeu fez um alerta sobre a “exuberância” em torno da habitação e das criptomoedas.

No caso do mercado imobiliário, a preocupação é com créditos excessivos e com possível inadimplência após subida das taxas de juros em caso de mais inflação, mas parece que o alerta se aplica melhor a outros países europeus.

Na Espanha a tendência de alta está relacionada a uma baixa capacidade de recuperação da oferta de imóveis novos somada ao aumento de demanda. Não é um movimento inflado, então, a princípio, bolha imobiliária é assunto do passado.

Como funciona o financiamento de imóveis na Espanha?

Comparado a outros países da Europa, financiar uma casa na Espanha é bem menos burocrático. Mesmo assim, serão necessários documentos que comprovem a sua estabilidade financeira.

Você também vai precisar ter entre 20% e 40% do valor para a entrada. No primeiro caso, apenas se tiver a cidadania europeia. O valor da parcela não poderá ultrapassar 40% da sua renda.

Existe o financiamento para imóveis novos, geralmente oferecido pelo mesmo banco responsável pela construção. Já no financiamento para imóveis usados, há mais liberdade de escolha.

É essencial conferir todos os detalhes do contrato, sem fugir das letras pequenas. Antes de assinar, faça cálculos e considere que gastos você teria em caso de imprevistos ou mudança de planos futura.

Tem como comprar casa na Espanha morando no Brasil?

Sim. Tem como comprar uma casa na Espanha morando no Brasil, mas não é o ideal.

Um imóvel é um bem com muitos detalhes para serem avaliados. Neste caso, deve-se considerar seriamente contratar um consultor independente ou os serviços de uma imobiliária.

Comprar ou alugar casa na Espanha? O que é melhor?

No caso de moradia, tudo depende do seu objetivo e das certezas de permanecer no país.

Normalmente quem tem essa dúvida não tem o valor para comprar casa na Espanha à vista. Em compensação, a hipoteca na Espanha pode ser mais baixa que o aluguel.

As questões decisivas são:

  • Tem um bom perfil para obter crédito e ao menos 20% para a entrada?
  • Tem interesse em permanecer no mesmo lugar a longo prazo?
  • O valor total da compra é menor que 5 vezes o seu salário bruto anual?
  • A parcela mensal é menor que 30% do salário líquido?

Se você respondeu sim a todas as perguntas, pode ser seu momento de comprar imóvel na Espanha. Caso as respostas tenham sido não, melhor seria encontrar um apartamento para alugar na Espanha.

Mesmo que seja de aluguel, se você morar na Espanha por dois anos, pode ser viável pedir a cidadania espanhola por residência.  

Comprar casa na Espanha garante visto ou cidadania para morar na Espanha?

Para estimular a entrada de investidores estrangeiros, a Espanha autorizou, por lei (14/2013), o direito a visto de residência e trabalho para quem adquirir imóvel com valor superior a 500 mil euros.

O visto em questão é o Golden Visa Espanha, que também dá direito a circular por toda União Europeia. Além do comprador de imóveis, ele é também destinado a empresário com projeto na Espanha e investidor financeiro.

É preciso ser maior de 18 anos e não ter pendências judiciais para se candidatar ao visto.

Se você tem capital, ainda não tem autorização de residência e planeja ter um cantinho para chamar de seu na Espanha, este é o caminho ideal. O visto é possível para o comprador e também para seus dependentes.

Ficou com vontade de morar na Espanha? Nós ajudamos! Conheça o nosso Ebook Como Morar na Espanha e veja o passo a passo completo para organizar a sua mudança. Ele foi escrito por outros brasileiros que moram na Espanha e sabem exatamente o que você deve (e o que não deve!) fazer para que a sua mudança seja bem sucedida, saiba tudo!