Comprovante de hospedagem para Europa: veja documentos necessários

Quando tiver fazendo o seu checklist de viagem para algum destino da União Europeia, é bom saber que alguns documentos são importantes para que você não tenha problemas na imigração. Um deles é o comprovante de hospedagem para Europa. É obrigatório? Por que é tão importante? Como fazer? Explicaremos mais neste artigo.

Precisa de comprovante de hospedagem para Europa?

Sim, é preciso ter consigo um comprovante de hospedagem para Europa. E tem sido um dos documentos mais exigidos na imigração. Nesse comprovante deve constar que você terá onde ficar durante toda a sua permanência no território europeu.

O comprovante de hospedagem vale tanto para turistas, que irão passar pouco tempo nos destinos, como para quem pretende viver no país, seja a estudo ou trabalho. Nesses casos, o documento não precisa necessariamente comprovar todo o período de estadia, mas os dias iniciais, até que você encontre moradia no país de destino.

Acrescente na lista o comprovante financeiro: também é obrigatório para entrar na Europa.

Por que é tão importante?

Porque é uma forma de você comprovar que não pretende ficar ilegalmente no país e que seguramente não vai precisar do governo para amparo.

Sonho de Morar na Europa?

Confira nosso livro Sonho de Morar na Europa com as jornadas de vários brasileiros que vivem atualmente na Europa e conheça todos os passos para chegar no Velho Continente e realizar o seu sonho!

Além disso, é uma das exigências dos países europeus que fazem parte do Espaço Schengen. O tratado do espaço garante que o viajante possa circular entre eles sem precisar passar pela imigração em todas as entradas e saídas, apenas no primeiro ponto de chegada.

Em compensação, é necessário ter as reservas de hotel, ou outro tipo de acomodação, confirmadas para todo o período da viagem, ou uma carta-convite de amigos ou parentes que irão hospedá-lo em casa.

Quais documentos servem como comprovante de Hospedagem?

No final das contas, o comprovante de hospedagem Europa é bem simples. Você pode levar a reserva do hotel, aquela que chega via e-mail, do apartamento ou, se você for recebido por algum morador, a carta convite.

O importante é que você comprove que tem onde ficar durante toda a sua viagem.

Reserva de hotéis e hostels

Sempre que fizer uma reserva utilizando plataformas como o Booking.com, por exemplo, você receberá a confirmação no seu e-mail.

Basta imprimir todas elas e levar junto ao passaporte e ao seguro viagem, outros dois dos itens obrigatórios para entrar na Europa.

Reserva de aluguel por temporada

O mesmo vale para reservas feitas em sites de aluguel de apartamento, ou quarto, por temporada. O AirBnB e o Uniplaces, dois exemplos utilizados por turistas e estudantes, também enviam o comprovante por e-mail.

Imprima e mostre no dia da sua entrada no país de destino, caso seja solicitado pela imigração. Se seu caso for entrada para estudar ou trabalhar no país, faça a mesma coisa.

Comprovante de hospedagem Europa carta convite

Carta convite

A carta convite também é simples. Porém, a depender do país de destino, um processo pode ser um pouco mais elaborado.

Uma carta convite nada mais é que um documento que oficialize que você terá hospedagem na casa de amigos ou parentes que residam legalmente na Europa. A depender do destino, basta que o anfitrião a redija a mão, na língua local ou em inglês, digitalize ou envie via correio.

Não existe um formulário padrão para todos os países. Basicamente, a pessoa que irá te receber deve informar o número do seu passaporte, seu nome completo, e os dados do local, como endereço e telefone. Além disso, é importante declarar que o hóspede é que irá custear a viagem.

É importante que o anfitrião anexe à carta convite uma cópia da identidade do país residente e do passaporte, provando que vive legalmente no local.

No entanto, as exigências podem mudar de país para país. Veja 3 casos:

Carta convite para Espanha

A carta de invitación, ou carta convite para entrar na Espanha, precisa ser validada e emitida pela Polícia Nacional espanhola. O anfitrião precisa:

  • Ir a Comisaría de Policía correspondente ao local de residência;
  • Preencher um formulário oficial indicando os dados pessoais de quem convida e de quem é convidado; o período de estadia do mesmo; a relação que mantém com ele;
  • Um documento que comprove a disponibilidade do imóvel. Pode ser a escritura, um contrato de aluguel ou o empadronamiento;
  • Taxa inicial de tramitação do processo;
  • Manifestação expressa da vontade de quem convida de acolher o convidado em sua residência;
  • Mostrar a relação de vínculo entre o residente e o convidado;
  • Enviar a carta via correio.

Carta convite para Portugal

Em Portugal, a carta convite é chamada de Termo de Responsabilidade e existe um modelo previsto pelo SEF, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. O documento é uma declaração expressa em que o anfitrião, que vive legalmente no país, assume total responsabilidade pelo estrangeiro, durante todo o período de estadia em território português.

Vale tanto para quem deseja viajar a turismo ou morar em Portugal. A legislação portuguesa informa que a responsabilidade do anfitrião não é só de residência, mas também financeira.

Por isso, se você vai receber algum estrangeiro na sua casa, é exigido a total veracidade das informações prestadas. A carta convite, que funciona como comprovante de hospedagem Europa, deve ser preenchida de acordo com o documento oficial do SEF.

Carta convite para França

Se seu destino é a França, para que a carta-convite funcione como comprovante de hospedagem Europa, o viajante deve apresentar o “certificado de recepção”, o attestation d’accueil.

O documento é oficial e deve ser preenchido e assinado pela pessoa que pretende hospedar o estrangeiro durante sua estadia na França. Nela, deve constar a identidade do anfitrião, o número do passaporte e nacionalidade do estrangeiro, incluindo cônjuge e filhos menores que acompanharem), o local da hospedagem e o compromisso de contratar um seguro viagem internacional que cubra, no mínimo, 30 mil euros.

O pedido deve ser feito pela pessoa que irá receber em uma das administrações regionais, chamadas de Mairie, centros policiais ou outras repartições oficiais locais. Tem um custo de 30€.

Veja também um modelo de carta-convite em inglês.

O comprovante de hospedagem precisa ser relativo a todo o período na Europa?

Sim! Segundo as regras do Espaço Schengen, deve contemplar todo o período em que você estará no território. Com exceção para os vistos de moradia. Nesses casos, o tempo de comprovação depende de cada tipo de visto e do destino.

Vou mochilar e não marquei todas as hospedagens, posso ter problemas?

Sim. Como já avisamos, o comprovante de hospedagem Europa é um dos documentos obrigatórios. Nem sempre é requisitado pelo agente da imigração, mas é impossível ter certeza de que isso não irá acontecer. Para quê correr perigo? Você pode fazer a reserva com cancelamento gratuito e cancelar no prazo correto caso não vá utilizar a hospedagem. Mas assim fica com todos os comprovantes de hospedagens em mãos.

O que pode acontecer se eu não tiver um comprovante de hospedagem na Europa?

Depende de cada imigração, mas o pior que pode acontecer é você não ser liberado para entrar no país.

Tenho visto para morar na Europa, preciso do comprovante de hospedagem?

Sim, é preciso. E essa informação será solicitada quando você for ao consulado ou embaixada dar entrada no seu visto.

O período de hospedagem, no entanto, pode variar. Quando fui estudar em Portugal, por exemplo, era cobrado que eu comprovasse a hospedagem pelos 15 dias iniciais, pelo menos.

Tenho cidadania europeia, preciso do comprovante de hospedagem Europa?

Não. Se você tem cidadania europeia, pode circular como cidadão entre os países que fazem parte do Acordo Schengen mais livremente.

O seguro viagem é também obrigatório

O seguro viagem, além do comprovante de hospedagem, também é item obrigatório para quem viaja à Europa. Sugerimos que você confira os valores no nosso comparador de seguro viagem do Euro Dicas e escolha as melhores opções de seguro para a sua necessidade.

Leitores Euro Dicas podem aproveitar o cupom EURODICAS5 para ganhar ganhe até 10% de desconto. Escolha a opção de pagamento com boleto bancário e já garanta 5%. Insira o cupom ao final da compra e ganhe mais 5% de desconto. Vale tanto para compras no nosso comparador, como diretamente no site do Seguros Promo.

Denise Mustafa é jornalista, fotógrafa e especializada em conteúdo e gerenciamento de marcas. Já passou uma temporada em Portugal, viajou bastante por aí e, agora vivendo no Brasil, escreve para grandes sites brasileiros de viagem, sempre à frente da sua Travessia Conteúdo & Branding, atravessando oceanos e contando suas experiências para outros viajantes.

Artigos relacionados

Family Search: saiba se é seguro e como funciona

Para ajudar a conectar familiares existe o Family Search, ferramenta que coleta, preserva e compartilha registros genealógicos no mundo todo.

Apostila de Haia: o que é, como fazer e quanto custa

Entenda o que é a Apostila de Haia, por que ela ajuda quem quer morar fora do Brasil, quais documentos pode apostilar e onde apostilar.

Carta de motivação: modelos e dicas para preparar o documento

Confira dicas para preparar uma carta de motivação, um modelo desse documento e veja exemplos de como escrevê-la para intercâmbio, mestrado e universidade.

Países fáceis de imigrar: veja os 4 mais receptivos da Europa

Confira a lista de países fáceis de imigrar e descubra o porquê da facilidade. Veja como é a adaptação, visto e burocracias para brasileiros nesses países.

Cidades que pagam para morar: 10 regiões encantadoras

Confira a lista de cidades que pagam para morar ou dão moradia ou terreno e veja quais são as condições para isso. Há várias na Europa.

Conseguir emprego no exterior ainda no Brasil: dicas úteis

Conseguir emprego no exterior não é uma tarefa fácil, mas temos dicas para fazer um bom currículo, onde procurar vagas e os melhores países para trabalhar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube