Fazer um doutorado na Alemanha é uma ótima oportunidade para quem deseja obter uma formação acadêmica de alto nível e se inserir no mercado de trabalho internacional. O processo de admissão pode ser um pouco complicado, mas com as informações certas, é possível realizar esse sonho.

Confira a experiência de alguns brasileiros e tudo o que é preciso para você se candidatar e obter o seu título.

Como fazer doutorado na Alemanha?

Existem diferentes caminhos para fazer um doutorado na Alemanha. O mais comum é obter financiamento, que pode ser concedido por meio de bolsas de estudo das universidades ou de instituições de pesquisa alemãs, como a DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico) ou de organizações brasileiras, como a CAPES ou CNPq.

Você precisa escolher uma universidade e um programa de doutorado que atenda aos seus interesses e habilidades. Há opções de programas de doutorado em áreas como Ciências Sociais, Engenharia, Ciências Naturais e Humanas nas universidades alemãs. É importante fazer uma pesquisa aprofundada sobre as instituições e os seus programas para encontrar a melhor opção para você.

Candidatura tradicional

Também conhecida como candidatura individual, é o caminho mais comum para obtenção de um doutorado na Alemanha. Nessa modalidade, o aluno é supervisionado pelo professor, mas trabalha de forma independente, com orientações e consultas regulares. O formato oferece flexibilidade, mas também exige um alto grau de iniciativa e responsabilidade pessoal.

A candidatura pode ser feita diretamente pelo site da universidade na Alemanha ou em sites como o do DAAD, como fez da fisioterapeuta Ligia Fonseca, Dra. em Ciências Médicas pela RWTH Aachen University.

Estudantes de doutorado na Alemanha segurando bandeira de seus países.
Ligia Fonseca com as suas colegas na véspera da Copa do Mundo de 2014. Foto arquivo pessoal.

“Encontrei uma vaga na minha área e entrei em contato com a orientadora. Ela já havia orientado um brasileiro antes de mim e me ajudou com o processo para pedido de bolsa para a CAPES, tanto na escrita do projeto quanto com os documentos e cartas adicionais. Em seguida, ela me colocou em contato com o escritório internacional de pesquisa da RWTH e logo providenciei o que era necessário para a matrícula. É burocrático, mas todos estão acostumados com estudantes internacionais e são bem claros nas orientações”, explica.

Para quem busca um intermediário que facilite esse processo, a Beeducation presta serviços de assessoria para diferentes objetivos, inclusive doutorado na Alemanha. Isso ajuda a dar mais segurança para quem ainda não tem experiência e quer ser mais assertivo no processo de candidatura.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Candidatura pela Alemanha

Já o engenheiro mecânico, Felipe Porcher, seguiu um processo diferente. Como já havia feito o mestrado na Alemanha em Engenharia Física pela TU Berlin, a seleção para o doutorado foi um pouco mais simples.

“Meu doutorado é financiado pela mesma empresa em que escrevi minha tese e já havia trabalhado enquanto era mestrando. Por isso, ao terminar o mestrado, me foi proposto continuar a pesquisa que já havia desenvolvido, por meio de uma vaga de doutorado”, pontua o brasileiro, que atualmente está no terceiro ano do doutorado em Engenharia de Materiais pela mesma universidade.

No caso dele, foi feita uma entrevista com a empresa que financia a pesquisa e, como ele já era conhecido, o processo foi bastante tranquilo. “O meu orientador é o mesmo do mestrado, portanto, não tive muita dificuldade em convencê-lo a continuar me orientando”.

Estudante em meio à natureza
Felipe Porcher em Oberstdorf, onde iniciou a Fernwanderweg E5 até Merano, em 2022. Foto arquivo pessoal.

Na Alemanha, o financiamento de pesquisa por parte de empresas privadas é uma importante fonte para o custeio de projetos de pesquisa em universidades e institutos de pesquisa.

As empresas podem financiar por meio de contratos ou parcerias de cooperação, em que a empresa e a instituição de pesquisa trabalham juntas para desenvolver soluções para um problema específico ou para avançar o conhecimento em uma área de interesse comum.

Geralmente, esse tipo de financiamento é baseado em objetivos comerciais ou tecnológicos específicos, e os projetos de pesquisa são realizados para atender às necessidades da empresa patrocinadora. Assim, elas se responsabilizam em cobrir todos os custos do projeto, como salários de pesquisadores, equipamentos dentre outros.

Doutorado sanduíche

O doutorado sanduíche é uma modalidade de programa de doutorado em que o estudante realiza parte da pesquisa em uma universidade estrangeira e parte na universidade de origem. Na relação entre Brasil e Alemanha, é geralmente realizado em parceria entre universidades, com o estudante passando cerca de metade do tempo em cada país.

O aluno deve já fazer parte do programa de doutorado no Brasil, e a pesquisa deve estar relacionada a um tema de interesse mútuo entre as instituições. Essa modalidade de doutorado na Alemanha é uma oportunidade valiosa para os estudantes obterem experiência internacional e trabalhar com pesquisadores de renome em diferentes partes do mundo.

Além disso, o estudante pode receber financiamento para cobrir as despesas de viagem e acomodação durante a sua estadia no país estrangeiro.

Existe doutorado a distância na Alemanha?

Não.

Atualmente, não há uma modalidade de doutorado a distância reconhecida na Alemanha. Isso se deve em parte à forte ênfase que o sistema alemão de ensino superior coloca na pesquisa e na interação presencial entre estudantes e orientadores, bem como à importância da realização de pesquisas em laboratórios e instalações especializadas.

Além disso, muitas vezes há exigências específicas de frequência de aulas, seminários e outras atividades que não podem ser realizadas a distância. No entanto, existem algumas universidades alemãs que podem oferecer programas de doutorado em formato misto, em que uma parte é realizada a distância e a outra presencialmente.

Como é o doutorado na Alemanha?

A experiência de fazer um doutorado na Alemanha pode ser muito enriquecedora, mas também desafiadora. No entanto, os estudantes têm a chance de trabalhar com alguns dos melhores pesquisadores em suas áreas de estudo e de colaborar com colegas do mundo todo.

“Cada experiência é única. Tive oportunidade de conhecer diversos brasileiros fazendo doutorado na Alemanha em um evento do DAAD, que foram meu porto seguro durante o restante dos meus anos no exterior, e tenho certeza de que cada um deles responderia essa pergunta de uma forma totalmente diferente”, conta a Dra. Ligia Fonseca.

Ela ainda reforça a importância de ter um bom relacionamento com o orientador e aprender a lidar com as diferenças culturais. “Tentei identificar uma orientadora que ao menos eu sabia que poderia ter uma relação tranquila — e vou sempre focar nesse ponto, pois é o mais importante para conseguir lidar com as dificuldades no exterior”.

Alunos em campus de universidade na alemã
Fazer o doutorado na Alemanha é uma experiência enriquecedora para a vida pessoal e profissional.

A CAPES disponibiliza um manual sobre a cultura e vida na Alemanha que ajuda a orientar melhor os alunos e alinhar as expectativas. “Alemães são extremamente críticos, diretos, assertivos, e você precisa lidar com isso e não ser dramático ou ter mania de perseguição”, completa.

“Uma vez que você puder lidar com a assertividade, a crítica, e relevar a burocracia para tudo, a chance de se dar bem na Alemanha é muito grande. Esqueça aquela enrolação e jeitinho brasileiro, fale o que sempre teve vontade de forma tranquila e educada e ninguém vai te julgar. Eu pessoalmente achei libertador.”

Além disso, muitas universidades e institutos de pesquisa alemães oferecem infraestrutura e recursos de ponta para apoiar a pesquisa, bem como programas de intercâmbio e estágios para ampliar a experiência do estudante.

“Em nosso departamento, as salas de pesquisadores tinham três mesas com computadores cada, onde pela primeira (e única) vez como pesquisadora universitária, tive meu próprio lugar físico. Parece bobo, mas faz toda diferença”, comenta Ligia.

Em geral, os alunos possuem reuniões semanais com o seu orientador para discutir a pesquisa, além de outros projetos secundários, feitos em colaboração com todos do laboratório. O departamento também disponibiliza verba para viagens e congressos, bem como férias flexíveis de 30 dias úteis para utilizar durante o ano.

“Sinceramente, colocando na balança, o mais difícil é voltar depois para a realidade da pesquisa brasileira.”

Conhecimento da língua

Um dos maiores desafios para os estudantes brasileiros de doutorado na Alemanha é a barreira linguística. Porém, muitas universidades oferecem programas em inglês e fornecem suporte para estudantes que desejam melhorar as suas habilidades em alemão.

É preciso avaliar os requisitos de cada curso e universidade antes de se candidatar. Para o Felipe Porcher, bastou um bom nível de inglês para a escrita e conversação. “Entretanto, não são todos os alemães que falam inglês, mesmo em meios acadêmicos. Isso dificulta a integração e por vezes a realização de projetos, caso não haja boa comunicação entre os colegas”, pondera.

O ideal é, assim que chegar ao país, se matricular no curso para aprender alemão oferecido pela universidade para ao menos aprender o básico. Lembre-se que, apesar do idioma não ser um pré-requisito na maioria dos casos, a língua é importante para resolver questões fora do ambiente universitário e conseguir lidar com situações do cotidiano.

Quanto tempo dura?

A duração de um programa de doutorado na Alemanha pode variar conforme o campo de estudo, a natureza da pesquisa e a universidade. Em geral, leva-se de três a cinco anos.

Alguns programas podem ser concluídos em menos tempo, enquanto outros podem ser mais longos, dependendo das exigências específicas de cada área. É comum que o tempo de duração do doutorado seja estendido em casos de licenças médicas, maternidade ou outras situações especiais.

No caso da Ligia, que realizou o doutorado na RWTH Aachen University, é preciso no mínimo três anos para poder iniciar o processo de defesa. Ela explica que a CAPES a financiou por quatro anos, no entanto, a defesa só foi feita após quatro anos e nove meses.

“Precisei pedir um ano extra sem ônus para a CAPES para poder ficar esse período extra, e alguns meses de financiamento pelo departamento. Quando depositei a tese, foram seis meses de tramitação para marcar a defesa, que aguardei no Brasil e depois voltei somente para defender. Isso foi em janeiro de 2019, pré-pandemia. Talvez hoje seja possível fazer a defesa online”.

E o pós-doutorado na Alemanha?

Após concluir o doutorado na Alemanha, você pode se candidatar para uma vaga de pós-doutorado no país. Essa é uma oportunidade para os pesquisadores aprofundarem os seus estudos em um tópico específico e trabalhar em projetos de pesquisa mais complexos.

Para conseguir um financiamento, uma opção é se candidatar a uma bolsa de pesquisa oferecida por agências como a Fundação Alexander von Humboldt, a Fundação Volkswagen ou o DAAD. As bolsas geralmente cobrem as despesas básicas de vida e de pesquisa por um período determinado.

Pesquisadora em laboratório
É possível conseguir bolsas de pesquisa para seguir com o doutorado na Alemanha.

Outra opção é obter um contrato de trabalho como pesquisador em uma universidade, instituto de pesquisa ou empresa na Alemanha. Nesse caso, o pesquisador seria remunerado por meio de um salário mensal e teria acesso aos recursos de pesquisa da instituição empregadora.

Independentemente da fonte de financiamento escolhida, o pesquisador deve ter um projeto de pesquisa claro e relevante, além de um histórico acadêmico sólido na sua área de estudo. É importante buscar informações sobre as diferentes opções com antecedência e planejar cuidadosamente a candidatura para aumentar as chances de sucesso.

Documentos necessários para concorrer ao doutorado na Alemanha

Os documentos necessários para a candidatura podem variar significativamente entre as universidades. Você será informado com antecedência e receberá uma lista detalhada, mas é possível se adiantar e preparar aqueles que costumam ser exigidos em todas as candidaturas:

  1. Formulário de inscrição: é necessário preencher um formulário de inscrição fornecido pela universidade em que o estudante deseja se matricular;
  2. Certificados de graduação: você precisa fornecer cópias autenticadas dos certificados de graduação e históricos acadêmicos de todos os cursos concluídos pelo estudante;
  3. Currículo: um currículo detalhado que inclua informações sobre a experiência acadêmica e profissional do estudante é normalmente exigido;
  4. Carta de motivação: na carta de motivação você precisa explicar as razões pelas quais deseja fazer um doutorado na Alemanha e como os seus objetivos de pesquisa se encaixam na universidade e no programa de doutorado;
  5. Projeto de pesquisa: o projeto de pesquisa detalhado que descreva a metodologia, os objetivos e as questões de pesquisa que o estudante pretende abordar é outro requisito;
  6. Comprovação de proficiência em inglês ou alemão: é preciso apresentar um exame de proficiência em inglês ou alemão, dependendo do idioma em que o programa de doutorado é ministrado;
  7. Cartas de recomendação: fornecer cartas de recomendação de professores ou supervisores acadêmicos que possam atestar a aptidão e as habilidades do estudante para o programa de doutorado.

Atente-se para os documentos em que é exigida a tradução juramentada em alemão e a Apostila de Haia, como os diplomas e certificados. No entanto, é importante verificar com a universidade em questão, pois as exigências podem variar conforme a instituição e o curso escolhido.

É preciso validar diploma para fazer o doutorado na Alemanha?

Sim. Geralmente é necessário validar o diploma na Alemanha para fazer o doutorado no país. Esse processo de reconhecimento é chamado de “Anerkennung” e é feito por autoridades alemãs responsáveis pela educação como o DAAD ou as agências reguladoras responsáveis pelos cursos.

No entanto, algumas universidades já são reconhecidas na Alemanha e o processo não é necessário.

Como validar diploma na Alemanha?

A primeira etapa é acessar o site da Anabin e verificar se os seus diplomas são aceitos ou não. Para dar início, é importante reunir todos os documentos necessários, como o diploma brasileiro original, histórico escolar, além de cópias certificadas e traduções juramentadas dos documentos para o alemão.

Em seguida, é preciso entrar em contato com a autoridade responsável pelo processo de reconhecimento, que pode variar conforme o curso. Em geral, você pode seguir as etapas disponíveis no site da Zentralstelle für ausländisches Bildungswesen (ZAB).

Algumas universidades alemãs podem solicitar a validação do diploma antes mesmo da candidatura ao doutorado, portanto é importante verificar com a instituição em questão quais são os requisitos específicos para a validação do diploma brasileiro.

Após concluir o doutorado na Alemanha é preciso validar no Brasil?

Sim, após concluir o doutorado na Alemanha, é necessário validar o diploma no Brasil para que ele tenha validade legal no país. A validação é realizada pelo Ministério da Educação (MEC), por meio do processo de revalidação de diploma estrangeiro.

Como se candidatar para o doutorado na Alemanha?

Para fazer o doutorado na Alemanha, é necessário seguir alguns passos importantes:

  1. Escolher uma universidade alemã e um programa de doutorado adequado ao seu interesse e perfil acadêmico. Pesquise as universidades da Alemanha e os programas de doutorado disponíveis, bem como os seus requisitos e prazos para inscrição;
  2. Verificar os requisitos de admissão, como pontuações mínimas em testes padronizados de língua (TOEFL ou IELTS) e GRE ou GMAT, além de outras exigências específicas do programa e da universidade;
  3. Obter financiamento para estudar e morar na Alemanha, que pode ser concedido por meio de bolsas de estudo da universidade ou de instituições de pesquisa alemãs, como a DAAD, ou de organizações brasileiras, como a CAPES ou CNPq;
  4. Reunir toda a documentação exigida pela universidade, como histórico escolar, diploma de graduação e mestrado, cartas de recomendação, projeto de pesquisa, currículo e comprovação de proficiência no idioma exigido;
  5. Aplicar para o programa de doutorado da universidade escolhida dentro do prazo estabelecido. Normalmente, entre dezembro e fevereiro, para iniciar no semestre seguinte;
  6. Caso seja aceito, obter um visto para estudar na Alemanha para entrar e permanecer no país. É necessário comprovar recursos financeiros suficientes para cobrir despesas de moradia e estudo, além de possuir seguro saúde — que são garantidos através do financiamento.

Após cumprir as etapas e chegar na Alemanha, é preciso se registrar no escritório de registro civil (Einwohnermeldeamt) da sua cidade. Durante o doutorado, é importante manter contato com o orientador e cumprir os prazos estabelecidos para o desenvolvimento da pesquisa e redação da tese.

Qual o prazo de candidatura?

Os prazos de candidatura para o doutorado na Alemanha variam de acordo com cada universidade. Algumas universidades têm prazos fixos, enquanto outras aceitam inscrições durante todo o ano.

Para saber os prazos de forma mais assertiva, é essencial confirmar as informações de cada universidade e programa de doutorado específico. Em geral, é recomendável que o processo de candidatura seja iniciado com, pelo menos, seis meses de antecedência em relação ao início do programa.

Como é a seleção para o doutorado na Alemanha?

A seleção pode envolver entrevistas com os candidatos, testes de proficiência em idiomas e análise do projeto de pesquisa. Cada universidade e programa pode ter os seus próprios critérios de seleção.

No caso da Ligia, ela encontrou a vaga no site do DAAD e entrou em contato com a orientadora. Ela explica que o doutorado na Alemanha é basicamente uma posição de assistente de pesquisa. Se for uma vaga que o departamento está oferecendo, é semelhante a uma vaga de emprego.

“Se você preencher os requisitos, você pode ser selecionado tanto quanto qualquer outra pessoa. Normalmente, é possível conversar com o orientador, mesmo que nenhuma vaga tenha sido anunciada e apresentar interesse em trabalhar com ele. Dessa forma, você pode discutir possibilidades de financiamento, seja pelo Brasil ou pela Alemanha”.

Uma dica que a fisioterapeuta dá é fazer uma pesquisa prévia das publicações recentes desse professor, tanto para escrever um e-mail mostrando que você está informado sobre o departamento, quanto para ter certeza de que você se interessa e se encaixa na linha de pesquisa dele(a).

“Eu acho essa parte a mais importante do processo: conhecer seu orientador e sentir que existe uma “química” entre vocês. Morar no exterior já é uma experiência desgastante suficiente depois que passa a excitação inicial. Ter um orientador que a gente possa contar e admirar faz o processo ficar muito mais tranquilo.”

Quanto custa o doutorado na Alemanha?

Muitas universidades públicas na Alemanha não cobram taxas de matrícula para estudantes internacionais. Além disso, o governo alemão — e o brasileiro — oferecem bolsas de estudo para estudantes, que cobrem as despesas de viagem, alojamento, seguro saúde e um valor mensal para sustento.

As universidades que cobram taxas, normalmente cobram valores por semestre para cobrir custos com administração, que variam entre 100€ e 400€, dependendo da instituição e do estado em que ela se encontra.

Bolsas de estudo para o doutorado na Alemanha

Como já foi mencionado, é possível conseguir bolsas de estudo na Alemanha para fazer o doutorado por meio de diferentes instituições. Listamos algumas das principais:

  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES);
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq);
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP);
  • Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ);
  • Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG);
  • Deutsche Forschungsgemeinschaft (DFG);
  • Max Planck Society (MPG);
  • Alexander von Humboldt Foundation (AvH);
  • German Academic Exchange Service (DAAD);
  • Volkswagen Foundation.

Precisa de visto para fazer doutorado na Alemanha?

Sim, é necessário obter um visto.

De qualquer forma, no site do consulado alemão consta que cidadãos brasileiros que pretendem fazer doutorado na Alemanha podem entrar no país sem visto e solicitar a permissão de residência em território europeu.

Com a Ligia o processo foi feito na Alemanha, mas atualmente é necessário iniciá-lo ainda no Brasil. “Na época, fui orientada pelo consulado da Alemanha em São Paulo a viajar como turista e mudar o meu visto no país. Fui com passagem comprada só de ida, mas com toda documentação da faculdade e da CAPES”.

Universidade Hochschule Düsseldorf, na Alemanha
A escolha do orientador e da universidade é essencial para conseguir manter os estudos no país.

Essa mudança de visto ou autorização de residência deve ser solicitada no Departamento de Estrangeiros (Ausländeramt) responsável pela sua área de residência, no prazo de 90 dias após a entrada na Alemanha.

Se o estudante brasileiro entrar na Alemanha por meio de um país terceiro, é importante que se informe sobre a necessidade de um visto de entrada adicional para esse outro país. Na dúvida, o melhor é optar por voos diretos.

Como pedir

O visto deve ser solicitado no consulado alemão no Brasil mais próximo de você. É importante ressaltar que a obtenção está sujeita a diversos requisitos, como comprovação de recursos financeiros, seguro de saúde, comprovação de matrícula em uma universidade alemã e outros documentos específicos.

Antes de solicitar o visto, é necessário ter sido aceito em uma universidade alemã e ter recebido a confirmação da supervisão de um professor para o projeto de doutorado.

Documentos para solicitar o visto

Além dos diplomas apostilados e traduzidos, também é necessário preencher um formulário online, imprimir e assinar duas vias e outros documentos, como:

  • Duas fotos biométricas;
  • Passaporte válido por pelo menos um ano a partir da data de emissão do visto;
  • Cópia de comprovação de residência no Brasil
  • Comprovante de matrícula em uma universidade alemã;
  • Comprovante de nível de domínio do idioma que o curso será ministrado (com exceção dos casos em que já tenha sido confirmado pela universidade no comprovante de matrícula);
  • Comprovante de recursos financeiros suficientes para cobrir o custo de vida na Alemanha (por meio de financiamento ou conta bloqueada);
  • Comprovante de seguro saúde válido na Alemanha.

Quanto custa?

O valor do visto para estudar na Alemanha é de 75€, que devem ser pagos em reais (dinheiro) na conversão do dia ou com cartão de crédito internacional em euros (Mastercard, Visa).

Consultoria para fazer doutorado na Alemanha

A Beeducation pode ser um ótimo caminho para quem busca orientação para Higher Education e precisa de ajuda durante o processo. A equipe é experiente no envio de estudantes brasileiros para estudar no exterior e pode ajudar a organizar o seu doutorado na Alemanha de forma mais seguro e mais cômoda.

Entre em contato com a Beeducation e veja a proposta da Equipe para orientar você da melhor maneira possível até o seu doutorado em terras alemãs!

Perguntas frequentes

Ainda separamos algumas perguntas frequentes dos nossos leitores sobre o doutorado na Alemanha para respondê-las aqui. Confira!

Como achar orientador para doutorado na Alemanha?

Como sugerido anteriormente, para encontrar um orientador o melhor a fazer é pesquisar nas páginas das universidades alemãs e procurar por professores e grupos de pesquisa que tenham interesses semelhantes aos seus.

Também é possível buscar informações com professores e pesquisadores da sua área de estudo que tenham conexões na Alemanha, caso você ainda esteja dentro da universidade.

Como conseguir uma bolsa de doutorado na Alemanha?

Existem diversas instituições que oferecem bolsas de doutorado na Alemanha, sendo o DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico) o mais comum, além de outras mencionadas ao longo do texto.

Para se candidatar a uma bolsa, é necessário atender aos requisitos específicos de cada programa e seguir o processo de candidatura indicado pela instituição financiadora.

Como fazer doutorado em Física na Alemanha?

Para fazer doutorado em Física na Alemanha, é necessário encontrar uma universidade que ofereça um programa na sua área de interesse e buscar um orientador. É comum que a universidade ofereça bolsas de estudo para candidatos qualificados. O processo deve seguir o mesmo padrão dos demais citados no texto.

Como fazer doutorado em Direito na Alemanha?

Da mesma forma, é necessário encontrar uma universidade e um orientador na área de pesquisa. Pode ser que o conhecimento em alemão seja exigido, enquanto outros oferecem a possibilidade de estudar em inglês.

É recomendado pesquisar os requisitos específicos de cada programa antes de se candidatar, pois pode ser que o seu diploma anterior precise ser reconhecido na Alemanha. Para isso, a validação é necessária.

Vale a pena fazer o doutorado na Alemanha?

Sim, mas tudo vai depender dos objetivos pessoais e profissionais de cada pessoa, bem como o campo de estudo. No entanto, a Alemanha é reconhecida internacionalmente por sua excelência acadêmica, com várias universidades de renome e uma forte tradição em pesquisa.

Além disso, o país oferece oportunidades de financiamento, excelente infraestrutura e uma cultura acadêmica colaborativa. Portanto, para muitos estudantes, fazer um doutorado na Alemanha pode ser uma experiência enriquecedora e valiosa.

“Sempre recomendo qualquer experiência no exterior. Acho que o potencial de enriquecimento pessoal quando se está diariamente em contato com outra cultura é extremamente valioso”, comenta Para Felipe Porcher.

É importante avaliar cuidadosamente os prós e contras e buscar informações específicas sobre o programa de doutorado e a universidade de interesse antes de tomar uma decisão. Boa sorte e bons estudos!