A Alemanha é conhecida por ter dado ao mundo diversos cientistas e inventores importantes, os homens e mulheres por trás desses avanços estão ligados às renomadas universidades do país. As melhores universidades da Alemanha têm séculos de história e até hoje promovem a inovação e o progresso da ciência.

Estudar em uma delas parece um sonho e encontrar informações confiáveis pode ser difícil, por isso preparamos este artigo especial para te contar tudo o que você precisa saber sobre as universidades de ponta do país germânico. Continue lendo para saber como escolher a melhor universidade da Alemanha para você.

Melhores universidades da Alemanha

Na Alemanha existem apenas 108 universidades, que preparam os estudantes para a pesquisa e têm um ensino mais teórico. No entanto, há ainda mais de 400 faculdades, as chamadas Hochschulen, que têm um foco mais prático para o mercado de trabalho, com tem tanto renome e qualidade aos olhos dos alemães quanto às universidades.

No ranking do QS World University de 2021 das melhores instituições de ensino superior do mundo constam apenas universidades e institutos de tecnologia alemães, e nenhuma faculdade. Confira as 10 melhores universidades da Alemanha, segundo o ranking:

1. Universidade Técnica de Munique – 50º no QS ranking;

2. Universidade Ludwig-Maximilians de Munique – 63º no QS ranking;

3. Universidade Ruprecht-Karls de Heidelberg – 64º no QS ranking;

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

4. Universidade Humboldt de Berlim – 117º no QS ranking;

6. Universidade Freie de Berlim – 130º no QS ranking;

7. Instituto de Tecnologia de Karlsruhe – 131º no QS ranking;

8. RWTH Aachen University – 145º no QS ranking;

9. Universidade Técnica de Berlim (TU Berlin) – 148ª no QS ranking;

10. Universidade Técnica de Dresden- 173º no QS ranking.

É difícil estudar em uma das melhores universidades da Alemanha?

Para começar, é importante ter claro que pode ser um pouco difícil fazer faculdade na Alemanha. O processo se complica principalmente por causa da dificuldade com a língua e pelo reconhecimento da formação dos brasileiros, bem como a validação de diplomas.

O processo pode ser demorado, portanto, se prepare para imprevistos, atrasos ou mudança de planos. Se arme com o máximo de informações possível desde o primeiro momento, assim você saberá o que fazer caso suas expectativas sejam frustradas e você tenha que escolher outra universidade, curso ou formação desejada.

E o mais importante: aprenda alemão! Não há como fugir. Mesmo que você consiga uma vaga em um curso em inglês e em uma cidade internacional como Berlim ou Munique, onde há muitos estrangeiros, o alemão é a língua oficial do país e você terá que usá-lo. Quanto antes começar a aprender, melhor para você.

Como se candidatar a uma das universidades da Alemanha

Se você decidir estudar na Alemanha, o primeiro passo é verificar se seu diploma de ensino médio ou de ensino superior são aceitos no país. Isso é feito no site da Anabin, sigla para Anerkennung und Bewertung ausländischer Bildungsnachweise ou reconhecimento e validação de certidões de ensino estrangeiras.

Lá você encontra a informação se seu curso ou universidade constam na lista. Se não, é possível enviar um e-mail com perguntas específicas. O objetivo é verificar se seu grau de ensino equivale ao Abitur, o ensino médio alemão. Entretanto, não se desespere se seu curso não for reconhecido.

universidade Técnica Munique melhores da Alemanha

A solução no caso é fazer o Studienkolleg, um curso de um ano oferecido pelas universidades para estrangeiros que precisam acrescentar carga horária a seus diplomas, e assim poderem se candidatar à universidade. Estes ensinam conhecimentos específicos direcionados ao curso que o estudante deseja cursar, com foco em biologia ou ciências humanas, por exemplo.

É possível se candidatar a um Studienkolleg diretamente com a universidade, por meio do Departamento Acadêmico para Estrangeiros (Akademisches Auslandsamt) da universidade desejada ou pela plataforma uni-assist.de.

Depois de terminado o Studienkolleg, você poderá se candidatar ao curso que deseja, seja de graduação ou mestrado, e se matricular.

Documentos são necessários

Antes de sair do Brasil, você precisa legalizar os seus diplomas e históricos escolares, e fazer uma tradução juramentada de todos eles, além de fazer o mesmo com sua certidão de nascimento e carteira de motorista.

Nem todos os seus documentos pessoais serão necessários para a matrícula na universidade, mas você pode precisar deles ao longo da sua vida na Alemanha.

Em termos práticos, legalizar significa fazer a Apostila de Haia, enquanto a tradução juramentada é feita apenas por profissionais habilitados e reconhecidos pelo governo. Atenção, não é possível fazer Apostila de Haia já estando na Alemanha, por isso a importância de fazê-la no Brasil.

Você pode fazer as traduções juramentadas pela plataforma Yellowling, um serviço que conecta profissionais de tradução certificados às pessoas que necessitam de traduções, que são rápidas e com ótimo preço. Tudo é resolvido online, desde o orçamento até a entrega do seu pedido.

Prazo para candidaturas

O prazo para se candidatar a uma vaga e realizar a matrícula em uma universidade da Alemanha é unificado em todo o país. A data limite é dia 15 de janeiro para quem vai começar no semestre de verão (entre março e setembro) e 15 de julho para o semestre de inverno (outubro a fevereiro).

Para realizar a matrícula é preciso apresentar o comprovante de candidatura emitido pelo Akademisches Auslandsamt da universidade que você escolheu. Dependendo do país de origem, você precisa apresentar ainda o comprovante de que deu entrada no visto de estudante e o seguro-saúde do país, que é obrigatório.

Quanto custa estudar nas melhores universidades na Alemanha?

Como no Brasil, as melhores universidades da Alemanha são públicas e também gratuitas. No entanto, os estudantes têm que pagar uma contribuição que pode chegar a 500€ por semestre.

Veja alguns exemplos abaixo:

Universidade Curso Preço por semestre
FerUniversität Hagen Bacharelado em Sociologia 300€
Universität Potsdam Bacharelado em Química 304€
Martin-Luther-Universität Halle-Wittenberg Bacharelado em Agronomia 243,85€
Freie Universität Berlin Licenciatura em Biologia 312,89€

Como decidir em qual universidade estudar?

As melhores universidades da Alemanha são bastante concorridas, muitas têm limite de vagas para estrangeiros, e ainda há muitas que exigem níveis de conhecimento do idioma alemão bem elevado. A escolha da melhor envolve, portanto, mais do que apenas o desejo de estudar naquela instituição em particular.

No meu caso, como vim direto para fazer doutorado, o meu tema de estudo foi o fator decisivo e me candidatei diretamente à universidade onde meu orientador dá aula. Para quem vai fazer mestrado, a situação é a mesma, e seu projeto de pesquisa e área de estudo vão determinar onde estudar.

Os futuros estudantes de graduação têm mais espaço para escolher. Universidades localizadas em cidades menores geralmente são menos concorridas e morar nestas cidades é mais barato, o que baixa o custo de vida. Portanto, pense nisso e não foque apenas nos grandes centros.

Leia também nosso guia completo de como morar na Alemanha e saiba tudo!

Como é estudar na Universidade na Alemanha?

As universidades alemãs têm sistemas de ensino um tanto diferentes do brasileiro. A relação aluno-professor é bem mais formal e distante, os trabalhos finais são mais puxados e as disciplinas um tanto mais específicas.<

No entanto, a maior diferença mesmo é a língua. Fazer um curso superior já é difícil em nossa língua-mãe, então escrever redações e fazer cálculos em alemão deixa tudo um pouco mais complicado.

Já em termos de qualidade de ensino, creio que as nossas melhores universidades brasileiras não deixam nada a desejar. Temos ensino de qualidade e percebemos isso quando estudamos em outro país, quando vemos como os requisitos dos cursos brasileiros são tão completos quanto os alemães.

As verbas para a pesquisa, entretanto, são maiores na Alemanha, o que torna os laboratórios melhor equipados. A disponibilidade de bolsas para estudantes também é bem mais ampla, o que indica que os alemães dão mais valor aos seus pesquisadores e estudantes do que o governo brasileiro, infelizmente.

Gostou do nosso artigo? Quer conhecer a experiência de mais brasileiros que vivem na Europa? No ebook O sonho de viver na Europa compartilhamos a experiência de várias pessoas que decidiram se mudar para o Velho Continente e dão dicas para quem quer mudar.