Os minijobs na Alemanha atualmente atingem cerca de 8 milhões de trabalhadores, sendo uma modalidade de emprego bastante comum e prática, especialmente para quem vem do Brasil com algum tipo de visto para morar ou ficar temporariamente no país.

Neste artigo vamos explicar o que é um minijob, quais os tipos e tudo o que você precisa para conseguir o seu minijob na Alemanha.

O que são os minijobs na Alemanha?

Os minijobs na Alemanha são uma modalidade de emprego com período e salários reduzidos, seja no setor comercial ou residências particulares.

A remuneração máxima é de 450€ mensais ou, com uma limitação de contrato de 3 meses ou 70 dias úteis em um ano. Porém, com o aumento do salário mínimo na Alemanha para 12€ por hora, a partir de outubro de 2022 os “mini jobbers” poderão ganhar uma média de 520€ mensais.

Isso deve ocorrer uma vez que o limite do minijob na Alemanha passará a ser baseado em uma jornada semanal de 10h, tendo o salário mínimo como base. O valor de 450€ não era alterado desde 2013.

Com as novas regras, o empregado dessa modalidade poderá trabalhar no máximo 43,33 horas mensais, levando em conta o salário mínimo. Se for o caso do valor hora ser maior, a quantidade de horas é naturalmente reduzida para que não exceda o limite.

Vantagens dos minijobs

Uma das principais vantagens desse formato é a isenção de impostos, portanto, o valor recebido é líquido. Também vale ressaltar a flexibilidade e a carga horária reduzida, que permitem conciliar o seu minijob com outras atividades, como curso de idioma ou mestrado na Alemanha.

Comprar euro mais barato?

A melhor forma de garantir a moeda europeia é através de um cartão de débito internacional. Recomendamos o Cartão da Wise, ele é multimoeda, tem o melhor câmbio e você pode utilizá-lo para compras e transferências pelo mundo. Não perca dinheiro com taxas, economize com a Wise.

Cotar Agora →

Além disso, quem trabalha com minijobs na Alemanha tem os mesmos direitos trabalhistas que os empregados em tempo integral, ou seja, recebem pagamento continuado em caso de doença ou férias. Para acidente de trabalho ou de ida/volta do trabalho, tem direito às prestações do seguro de acidentes.

Quais os tipos de minijobs na Alemanha?

Existem dois tipos de minijobs na Alemanha: o que considera o limite do salário e outro de curto prazo.

Minijob com remuneração limitada

Com valor máximo de pagamento limitado a 450€, é importante que o trabalhador não ganhe regularmente uma quantia superior a isso. Nessa modalidade, normalmente trabalha-se regularmente, conforme as horas semanais estabelecidas.

Minijob de curta duração

Os minijobs de curto prazo possuem uma limitação de tempo de contrato para ser encerrado. O trabalhador não pode ficar mais de três meses com um mesmo minijob ou um total de 70 dias úteis no decorrer do ano.

Ou seja, o trabalho não é regular como no formato de 450€, passando a ser eventual. Nesse caso, o valor do salário é irrelevante, desde que se cumpra o quesito do prazo.

Restaurantes na Alemanha com movimento de pessoas
O setor de gastronomia oferece inúmeras vagas de minijobs na Alemanha o ano inteiro.

Quando foi criado o minijob na Alemanha?

Após um cenário de baixo crescimento econômico enfrentado em 2002, com alta taxa de desemprego, o chanceler alemão Gerhard Schröder anunciou a Agenda 2010 — um conjunto de políticas para melhorar, sobretudo, o mercado de trabalho do país.

Dentre as políticas sugeridas, estavam as reformas Hartz (em homenagem ao diretor de RH da Volkswagen, Peter Hartz, que liderou uma comissão). As reformas, portanto, incluíram a reestruturação da Agência Federal de Emprego.

A implementação de sanções mais rígidas e a introdução de um setor de baixos salários foram decretadas em quatro etapas, entre 2003 e 2005. O novo conjunto de leis envolveu a criação de oportunidades de trabalho a tempo parcial e salários mais baixos, chamados Minijobs e Midi-jobs, durante a segunda fase das reformas Hartz, em 2003.

Entenda tudo sobre como funciona o visto para procurar emprego na Alemanha

Quem pode fazer minijobs na Alemanha?

Se você já possui um visto para Alemanha que permite viver legalmente no país, provavelmente você pode fazer um minijob para complementar a renda.

Em geral, pessoas com visto para estudar na Alemanha, reunião familiar e visto de férias-trabalho na Alemanha (Working Holiday) são as que mais se beneficiam desse formato, pois o horário reduzido do minijob permite conciliar com outras atividades, seja estudo, curso de idioma ou outro emprego de turno integral.

É possível conseguir visto de emprego com minijob?

Infelizmente não é possível conseguir um visto de emprego por meio de minijobs na Alemanha.

Normalmente, para conseguir um visto para trabalhar na Alemanha é necessário que o valor seja suficiente para cobrir os gastos mensais, além de ter um contrato a longo prazo, o que não se aplica para os minijobs.

É importante reforçar que o valor do minijob não é suficiente para uma pessoa manter o custo de vida na Alemanha, pois esse salário mal cobre os custos do aluguel de um quarto.

Portanto, o minijob é apenas uma forma de complementar a renda, sendo uma ótima opção para quem tem bolsa de estudo ou quem possui um visto de reunião familiar, cujo parceiro ou parceira já tem uma renda mensal suficiente para cobrir todos os custos da família.

Entenda como funciona o Green Card Alemanha, um visto criado para quem quer trabalhar no país.

Quanto ganha no minijob na Alemanha?

Como mencionamos acima, os valores dos minijobs na Alemanha foram atualizados em 1 de outubro de 2022, tendo o salário mínimo como base.

Os formatos permanecem os mesmos. Mantêm-se as duas modalidades, de limite de valor ou de tempo, passando o salário do minijob de 450€ para 520€ mensais.

Cálculo de taxas minijobs na Alemanha
Quem acumula mais de um minijob na Alemanha precisa pagar impostos.

Quem trabalha no formato com limitação de prazo, ou seja, com contrato máximo de três meses ou 70 dias úteis no ano, deve-se calcular conforme as horas trabalhadas e o valor definido previamente com o empregador.

Com as mudanças previstas para outubro, o valor hora passa a ser de 12€ e, nesse último caso, não há limitação de salário.

Quais são as áreas mais comuns de encontrar minijobs?

Do setor comercial a residências privadas, os minijobs são oferecidos por diferentes estabelecimentos, sendo os principais em bares, cafés, restaurantes e limpeza em geral.

Existem oportunidades por todos os cantos, basta buscar nos locais certos.

Onde procurar vagas para minijobs?

Andar pela cidade e observar as portas dos bares e restaurantes é uma ótima forma de buscar presencialmente os minijobs.

Geralmente colocam um aviso em pequenos murais do estabelecimento informando que estão procurando pessoas, já com o contato para enviar o currículo. Se você quiser, também vale entrar no local e pedir mais informações sobre a vaga — acredito que esse contato possa até aumentar as suas chances de conseguir o minijob.

Se for fazer uma busca online, as opções são incontáveis. Além de acessar o próprio site ou rede social das empresas em busca dessas vagas, uma opção é colocar alertas no LinkedIn para a sua região.

Você também pode utilizar buscadores como Stellenanzeigen ou Indeed, em que é possível aplicar um filtro específico para minijobs e, se for o seu caso, escolher por idioma, pois nem sempre o conhecimento na língua alemã é exigido.

Outro site que reúne minijobs na Alemanha é o Schwarzwald-jobs.de e para vagas em residências privadas vale acessar o MiniJob Zentrale.

Como conseguir um minijob?

Você precisa, obviamente, morar na Alemanha e estar legalizado, com pelo menos um dos vistos mencionados acima, além de ter um seguro saúde.

Por lei, todas as pessoas que residem no país devem ter um seguro. No entanto, os minijobs não incluem esse benefício, sendo o próprio empregado responsável por buscar uma opção de seguro de saúde.

Em geral, as pessoas que buscam minijobs já estão cobertas por um seguro, como é o caso de estudantes ou dependentes (com visto de reunião familiar).

Vantagens e desvantagens do minijob

Ter um minijob na Alemanha pode oferecer mais vantagens do que desvantagens. Além de inserir no mercado de trabalho, um minijob vai muito além de uma renda extra.

Esse tipo de emprego na Alemanha ajuda a desenvolver o idioma — seja alemão, inglês ou ambos — e nem sempre é exigido um nível avançado dessas línguas, o que facilita bastante se você recém-chegou ao país.

Além disso, o minijob pode ser importante para criar uma rede de contatos bem interessante, que inclusive pode lhe render um emprego qualificado futuramente, além de aproximar você da cultura da Alemanha.

Por outro lado, como as oportunidades normalmente envolvem segmentos de gastronomia ou turismo, pode ser que os seus horários de trabalho muitas vezes sejam noturnos ou aos finais de semana. Porém, é comum ter escalas e uma certa flexibilidade para escolher o que melhor se adapta a sua rotina.

Outro ponto que podemos considerar uma desvantagem é o fato de não cobrir os custos mensais de uma pessoa. Ou seja, não é possível viver na Alemanha tendo como renda apenas um minijob.

Confira também a experiência da Carol Klein, do canal Viagens e Vida na Alemanha.

Vale a pena fazer minijobs na Alemanha?

Com certeza vale!

Além de todos os benefícios que já foram mencionados, saiba que o valor extra pode contribuir bastante com o seu orçamento. Para se ter uma ideia, 450€ pode ser suficiente para cobrir os gastos de supermercado na Alemanha de um casal, dependendo da região e hábitos de consumo.

Essa primeira experiência pode lhe dar mais segurança para ir em busca de novas oportunidades e confiança para praticar o idioma, assim como conhecer novas pessoas de diferentes nacionalidades. Garanto que é uma troca cultural super rica e perfeita para ter boas histórias.

Agora que já conhece os minijobs na Alemanha, que tal conhecer a história de brasileiros que vivem no velho continente? O ebook “O sonho de viver na Europa”, reúne diversas histórias e relatos de compatriotas para você se inspirar e refletir sobre uma possível mudança de continente.