Uma das dúvidas – e receios – mais frequentes de quem pretende migrar para o país germânico é se realmente precisa falar alemão para viver na Alemanha.

Antes de responder essa pergunta, quero trazer alguns dados interessantes para você refletir rapidamente: o alemão é falado por mais de 100 milhões de pessoas em todo o mundo, além de ser considerada a língua materna mais falada na Europa.

As singularidades desse idioma podem fazer com que muitos se assustem e até desanimem na hora de buscar conhecimento, mas sugiro que você não desista tão facilmente.

Fazer parte destas mais de 100 milhões de pessoas pode ser um diferencial absurdo para a sua carreira, sem contar nas inúmeras portas que se abrem se você de fato pretende viver no país germânico.

No entanto, não existe uma resposta certa para a pergunta inicial deste artigo, pois depende de cada caso. Portanto, vou compartilhar um pouco da minha experiência para que você possa ter como parâmetro e então decidir o melhor caminho a ser tomado.

Como cheguei até a Alemanha

Minha jornada até a Alemanha foi um tanto quanto peculiar. Conheci o meu namorado no início de 2019 no Brasil e no final do mesmo ano estávamos morando juntos na Europa.

Na época, ele era doutorando e tinha conseguido uma bolsa para fazer o doutorado-sanduíche em Karlsruhe, uma cidade com pouco mais de 300 mil habitantes, localizada no estado de Baden-Württemberg – e que até então eu nunca tinha ouvido falar.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →
Estação de trem de Karlsruhe, na Alemanha
Karlsruhe Hauptbahnhof, estação ferroviária da cidade onde morei, no estado de Baden-Württemberg

Há anos eu tinha como meta ter uma experiência no exterior, mas a morar na Alemanha nunca passou pela minha cabeça justamente pela limitação do idioma.

Porém, quando as oportunidades surgem, precisamos abraçá-las! Então, lá fui eu, em plena véspera de Natal, com quase 50kg de bagagem, um visto para Alemanha chamado Working Holiday Visum e um repertório com um total de 5 palavras alemãs, rumo ao país da cerveja.

Veja como se preparar para a mudança para a Alemanha.

Mas afinal, precisa falar alemão para morar na Alemanha?

Durante todo o período que permaneci na Alemanha – considerando que cheguei no final de dezembro de 2019 e em meados de março de 2020 iniciou o lockdown devido à pandemia – falei apenas em inglês.

A minha formação é em jornalismo, mas meu objetivo não era encontrar emprego na Alemanha na minha área – até porque o meu visto não permitia a procura de trabalho qualificado.

Para quem não sabe como funciona, o Working Holiday Visum, implementado em setembro de 2019, é direcionado a pessoas de 18 a 30 anos e permite que você trabalhe apenas nos chamados Ferienjobs (ou “empregos de férias”), com o objetivo de complementar a sua renda durante a estadia no país.

Portanto, utilizando apenas o meu conhecimento intermediário/avançado de inglês e com o mínimo – beirando à inexistente – conhecimento em alemão, consegui me virar em supermercados e até fazer uma entrevista de emprego para trabalhar em um restaurante (em inglês), experiência que até então nunca tinha tido.

Cidade velha em Colônia, Alemanha

Um ponto importante que é sempre válido salientar, é que quando saímos do Brasil sabendo que deve ou quer voltar, de forma inconsciente acabamos “relaxando” e deixando o aprendizado do idioma local em segundo plano. Mas, de forma geral e na maioria dos casos é viável se virar apenas com o inglês.

Apesar de Karlsruhe ser pequena comparada aos grandes centros, ela é uma cidade voltada para a universidade. Por esse motivo, o número de imigrantes é grande, fazendo com que o inglês seja quase tão falado quanto o alemão.

Então, não deixe o comodismo tomar conta de você. Aproveite ao máximo a oportunidade e jamais descarte a possibilidade de sair do Brasil sabendo falar alemão ou ao menos com algum conhecimento básico, uma vez que isso facilita bastante a sua rotina e não a torna tão limitada.

Se não precisa falar alemão para morar na Alemanha, como é a integração?

Tive a experiência de fazer um teste de 3 dias em um restaurante da cidade, que infelizmente na hora de me contratar precisou fechar por causa do Covid-19 na Europa. A equipe era composta de alemães (em cargos mais altos) e muitos estrangeiros de diversas partes do mundo dentro da cozinha!

O idioma “oficial” lá dentro era o alemão – pois a maioria já vivia no país há alguns anos – mas praticamente todos conseguiam se comunicar comigo em inglês.

Confesso que o fato de não saber o mínimo de alemão me limitou em termos de interação social, mas de forma geral, os alemães sabem da dificuldade do idioma deles e são bem compreensivos quando você não sabe falar a língua.

Não tenha vergonha e interaja sempre com os alemães!

Não necessariamente precisa falar alemão para morar na Alemanha, mas é bem comum você ir ao mercado, restaurante ou qualquer outro local público e automaticamente começarem a falar em alemão com você – afinal, você está no país!

E se você tiver conhecimento suficiente para manter uma interação mínima, não hesite. Fale sem medo e da forma que você conseguir.

Diferentemente do estereótipo criado a respeito dos alemães, eles são um povo extremamente educado e gentil. Ninguém vai xingar você ou debochar por estar falando incorretamente. Pelo contrário, eles se mostram super abertos a ajudar quando necessário: basta pedir educadamente!

Por outro lado, se você não tiver conhecimento algum (como eu), sem chances de iniciar uma conversa, diga, em inglês ou em alemão, que você não sabe falar o idioma e pergunte se a pessoa pode falar em inglês com você. Funcionou todas as vezes, em todas as cidades que visitei.

Quanto tempo é necessário para ficar fluente em alemão?

Depende muito da sua dedicação.

Quando se tem um conhecimento prévio de inglês acredito que fique um pouco mais fácil e rápido, já que muitas palavras são, de certa forma, semelhantes.

Em geral, se você conseguir manter uma rotina de estudos de, pelo menos, três vezes na semana, acredito que em um ano você já alcance um nível avançado.

Porém, o segredo para aprender qualquer idioma é manter a frequência e sempre que possível, ter uma imersão, que potencializa ainda mais o aprendizado.

Caso você não viva na Alemanha, algumas dicas podem ser bem úteis para você manter a proximidade com a língua:

  • Podcasts: hoje existem inúmeras opções para você complementar o seu aprendizado, e talvez a melhor delas seja o podcast. Antes de ir para a Alemanha, durante 3 meses ouvi quase diariamente os episódios do Coffee Break German, disponível no Spotify. Me ajudou bastante a ter mais familiaridade com algumas palavras, assim como aprender o mínimo necessário para sobreviver;
  • Vídeos e canais no YouTube: apesar de não ser muito fã desse formato, sei que é um dos mais práticos para aprender diferentes assuntos. Acabei encontrando um canal feito por um casal de gaúchos (meus conterrâneos) que moram em Berlim e trazem vários conteúdos úteis para quem quer morar no país. Não ajuda necessariamente no idioma – porque eles falam em português – mas vale acompanhar, pois sempre surge alguma dica que pode ajudar no dia a dia.
  • Filmes, séries e músicas: uma forma divertida e leve de aprender o alemão é assistindo filmes, séries e até pesquisando algumas bandas. Você pode colocar o idioma original com legendas em alemão – caso tenha um bom conhecimento em inglês – ou selecionar o idioma alemão e as legendas em português. O que vale é adotar esse hábito para que, cada vez mais, a língua esteja na sua rotina de diferentes formas – e associada a coisas positivas!
  • Aplicativos: os apps de idioma têm a vantagem de estarem sempre ao nosso alcance, em nossos smartphones. Portanto, essa foi a minha estratégia preferida, pois eu já tinha o hábito de “brincar” nas horas vagas no Duolingo. Se você tem disciplina, pode ser que esse método seja bastante eficiente e um grande aliado no seu processo de aprendizagem. Super recomendo!
  • Sites: outra ferramenta disponível gratuitamente são os sites dedicados a essa finalidade. Aqui talvez a gama de opções seja ainda mais vasta e vale fazer uma curadoria daquelas que você melhor se adaptar. Eu indico o site da Deutsche Welle, grupo de mídia alemão que disponibiliza aulas online do idioma em diferentes formatos, do nível básico ao avançado. Além desse, também tem a plataforma da BBC e do Goethe Institut.

E existe apenas um tipo de alemão?

De fato, o alemão é dividido em vários dialetos, mas o que importa é que em geral todo mundo se entende, independentemente da região que esteja. Essa é uma preocupação que você não precisa ter inicialmente, visto que o que costumam ensinar nas instituições é o alemão “oficial”, chamado de Hochdeutsch.

Existem algumas palavras que são faladas/escritas de forma diferente em cada estado – assim como temos no Brasil – mas, o importante é você saber que, quanto mais compreende esse idioma, mais encantada e motivada você ficará em dominá-lo!

Agora que já sabe se precisa falar alemão para morar na Alemanha, saiba também se é dá para morar na Espanha falando portunhol.