Morar em Berlim é o sonho de muita gente, e não é para menos: a capital da Alemanha oferece um estilo de vida multicultural, jovem e cheio de energia. Mas nem tudo é cerveja, então leia o nosso artigo para saber mais como é viver em Berlim.

Mas antes, deixa eu responder três perguntinhas de forma bem rápida!

Pergunta Resposta
Quanto custa morar em Berlim? Dá para viver bem em Berlim com um salário líquido de 1.500€ (uma pessoa solteira e sem filhos).
Precisa de visto para morar em Berlim? Sim, passando dos 90 dias de turista, é preciso visto para viver legalmente em Berlim.
Onde morar em Berlim? Berlim é enorme e os bairros são muito diferentes, mas, em geral, recomendam-se as áreas dentro do Ring.

Como é morar em Berlim?

Como a Juliana mostra no vídeo a seguir, viver em Berlim tem vantagens e desvantagens. A vida aqui pode ser mágica, cheia de experiências incríveis, amigos de outros países, contato com culturas diversas, além da organização e qualidade de vida alemã. Mas ela também pode ser fria e solitária, especialmente no auge do longo inverno berlinense.

Há quem não troque Berlim por nenhuma cidade deste mundo e há quem deseje partir em busca de sol e calor humano.

No fim, é como diz o ditado do compositor croata Franz von Suppè:

Du bist verrückt mein Kind, du musst nach Berlin”, que significa “Você está louco meu filho, você precisa ir para Berlim”.

Confira o vídeo que a Juliana Damasco sobre a sua rotina, onde ela comenta algumas coisas e traz imagens da vida real na Hauptstadt (capital em alemão).

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Quanto custa morar em Berlim?

Berlim ainda é uma das capitais europeias mais baratas, mas isso vem mudando nos últimos anos. O custo com aluguel cresceu vertiginosamente, bem como transporte e energia elétrica.

O salário mínimo na Alemanha é de 9,82€ por hora, o que pode ser apertado, especialmente para quem tem filhos. Além disso, Berlim é uma das cidades alemãs com níveis de desemprego mais alto, e o governo precisa socorrer muitos habitantes com os seus diversos auxílios.

Ao mesmo tempo, áreas especializadas como saúde e tecnologia oferecem diversas oportunidades de trabalho, o que mostra como é discrepante a vida entre quem tem formação e quem não tem. Por isso, faça bem as contas quando receber oportunidades para trabalhar na cidade. Abaixo, separamos em algumas tabelas alguns preços para calcular quanto custa morar em Berlim.

Custos de moradia em Berlim

O aluguel é o custo mais caro na hora de morar em Berlim. Para alugar um apartamento, é preciso provar renda três vezes o valor mensal do aluguel, o que nem sempre é fácil. Veja abaixo a tabela com custos de moradia na cidade de acordo com o site Numbeo:

Tipo de apartamento Valor do aluguel por mês
Apartamento (1 quarto) no Centro da Cidade 1.077,61€
Apartamento (1 quarto) Fora do Centro 751,48€
Apartamento (3 quartos) no Centro da Cidade 2.068,86€
Apartamento (3 quartos) Fora do Centro 1.428,83€

Custos da casa em Berlim

Além do aluguel, outros custos entram nas despesas fixas do mês de quem pretende morar na Alemanha. Energia elétrica, internet e outros podem pesar no orçamento. A boa notícia é que estes são serviços ofertados por diversas empresas, então é possível comparar e ver qual oferece a alternativa melhor e mais barata para você.

Uma dica é usar o site Check24 para comparar fornecedores.

Na tabela abaixo, mostramos o custo médio de algumas destas despesas, segundo o site Numbeo.

Despesa Custo por mês
Energia elétrica 60€
Internet 50€
Creche 173,24€
Imposto de TV (obrigatório) 17,50€
Academia 26,73€

Custos de alimentação em Berlim

A boa notícia é que a alimentação em Berlim pode ser bem barata. Itens de primeira necessidade custam pouco, mas frutas e vegetais podem ser bem caros – especialmente para quem vem do Brasil.

Comer fora também não é caro e é possível encontrar uma pizza grande e deliciosa por 5€, por exemplo. Um casal sem filhos, gasta em média 400€ de alimentação por mês.

Veja abaixo o custo médio de alguns itens de supermercado:

Item Preço
Leite (normal), (1 litro) 0,95€
Pão Branco Fresco (500g) 1,38€
Arroz (branco), (1kg) 2,04€
Ovos (normais) (12) 2,71€
Banana (1kg) 1,66€

Saiba quais são as comidas típicas da Alemanha e que você vai encontrar em qualquer supermercado e restaurante.

Custos de lazer em Berlim

Berlim tem ótimas opções de lazer gratuitas, pois é cheia de parques amplos e bonitos, parquinhos em todas as quadras, parques temáticos e muito mais.

Dica: o site da prefeitura de Berlim tem uma página só para divulgar os eventos gratuitos na cidade.

Para quem gosta da noite e pretende ir para boates e bares, pode ficar despreocupado, pois os valores são baixos e as opções, infinitas.

A entrada em uma boate custa cerca de 10€ e a cerveja raramente passa dos 2€, especialmente se for comprada no quiosque da esquina. Shows já são mais caros, ficando entre 20€ e 40€.

Bairro central Tiergarten, em Berlim, Alemanha
Berlim é uma cidade cheia de parques que permitem várias opções de lazer de forma gratuita.

Por fim, os museus também estão mais ou menos na faixa entre 10€ e 20€ por pessoa, mas no primeiro domingo do mês, todos os museus têm entrada gratuita na cidade!

Custos de transporte

O transporte público em Berlim é confiável, seguro e te leva para qualquer canto. Por isso, serviços de táxis e Uber quase não são utilizados, porque eles são muito caros.

Isso não significa que a passagem de trem seja super barata. Uma passagem só de ida custa atualmente 3€, enquanto a mensal para as regiões A e B (excluindo as zonas fora do centro) custa 86€.

Há opções de desconto para estudantes, quem recebe ajuda do governo e mais. Para ver o preço de todos os tipos de passagem (diária, semanal, etc.), consulte o site da BVG, a empresa de transporte de Berlim.

Resumo do custo de vida em Berlim

O que mais pesa no custo de vida da Alemanha é valor do aluguel. Contudo, apesar ser caro e consumir quase todo o salário do berlinense, ainda é possível morar Berlim com pouco.

Por isso, falamos lá em cima que é possível viver com um salário líquido de 1.500€. Veja o custo de vida médio de um casal sem filhos.

Custo para um casal Valor por mês
Aluguel (quente: com água e aquecimento) 1.000€
Energia elétrica 60€
Internet 50€
Telefone celular 50€
Supermercado 400€
Lazer 200€
Transporte 164€
Total 1.924€

Descubra se precisa falar alemão para morar na Alemanha.

Melhores bairros para morar em Berlim

Cada bairro de Berlim é uma mini-cidade em si. E há cidadezinhas para todos os gostos. Neukoelln para quem gosta de festa, Tempelhoff para quem gosta de sossego. Depende das suas necessidades e desejos, ou de onde você conseguir encontrar apartamento para alugar em Berlim, como falaremos a seguir.

Mas antes, estes são alguns dos melhores bairros para morar em Berlim:

Mitte

Traduzido literalmente como “meio”, o bairro Mitte é o polo histórico, artístico, turístico e a localidade ideal para aqueles de alma cosmopolita. Coração de Berlim, é aqui que se encontram também os alugueis mais caros. A área abriga muitos museus, galerias de arte, restaurantes, grifes e claro, uma bem servida cobertura pelas linhas de metrô e ônibus. Por ter uma maior concentração de turistas e expatriados, o bairro é uma boa opção para quem ainda não domina a língua alemã.

Prenzlauer Berg

Antes pertencente ao lado oriental de Berlim, esse é um agradável bairro que, apesar de um constante processo de gentrificação, ainda é predominantemente residencial. Atualmente, vem se tornando um dos bairros mais caros, e também mais concorridos para viver na capital alemã. Para quem busca qualidade de vida, encontra-se de tudo por ali, inclusive escolas, praças e muita segurança. O deslocamento não é tão simples, pois o bairro conta apenas com uma linha de metrô e outra de bonde.

Charlottenburg

Este costumava ser o bairro central da Berlim Ocidental, abrigando todo o luxo e acontecimentos da cidade. Apesar da sofisticação que se manteve, Charlottenburg não leva mais o posto de um dos mais caros para morar em Berlim. Hoje é uma localidade que esbanja conforto, simpatia, tranquilidade, lazer e muito boa localização, tornando fácil o acesso ao centro através de transportes públicos.

Moabit

Apesar de localizado na região central, Moabit é um bairro fora do eixo de preferência dos turistas, sendo a maioria moradores. Oferecendo muita tranquilidade, a região é uma ilha em meio a cidade e foge da agitação dos arredores. Apesar de estar sendo mais valorizada nos últimos anos, Moabit ainda tem custo de vida mais baixo em comparação aos bairros vizinhos. É nesta região que está a estação central de trem de Berlim, a Hauptbahnhof. É de lá que partem os trens com destino a outros países da Europa.

Schöneberg

Conhecido por ser um bairro boêmio e gay friendly, Schöneberg foi o antigo centro político ocidental. Hoje é a localidade ideal para quem deseja aliar uma agitada vida noturna a áreas residenciais bastante tranquilas. Bares, restaurantes, lojas voltadas à moda alternativa e uma grande diversidade em lazer estão por aqui, inclusive a segunda maior loja de departamentos da Europa, a KaDeWe. Apesar de não estar “colado” com o centro, o bairro possui bons acessos através do transporte público.

Kreuzberg

Inicialmente habitado por turcos e posteriormente tomado por punks, ativistas e artistas de vanguarda e famílias inteiras de trabalhadores, hoje o bairro se reinventou, mas a comunidade local permanece engajada em preservar essa identidade rebelde que caracterizou Kreuzberg. O bairro se tornou uma localidade com imóveis mais valorizados, importantes museus e muita oportunidade para jovens empreendedores.

Friedrichshain

Antes escondido pelo Muro de Berlim, este é um antigo bairro de trabalhadores tão alternativo quanto seu vizinho Kreuzberg, mas com um toque de burguesia concedido pelo outro vizinho Prenzleuer Berg. A noite por aqui costuma ser bastante agitada devido às inúmeras casas noturnas e bares com música ao vivo. No entanto, isso não é problema para quem mora por aqui – é possível escapar com tranquilidade das áreas mais badaladas sem sair do bairro.

Neukölln

Mais um bairro vítima da gentrificação, inicialmente Neukölln era o lar de proletários e imigrantes. No entanto, devido a relativamente recente quantidade de comércios e galerias de arte, o custo de vida por lá aumentou, assim como a quantidade de turistas e imigrantes cheios da grana.

É difícil alugar apartamento em Berlim?

Sim, é difícil, não vou mentir. Prepare-se para uma busca que demora meses, muitas visitas a apartamentos e uma competição acirrada.

Alugar um apartamento na Alemanha é demorado e burocrático, mas é possível, basta perseverança. Em Berlim, use a sua rede de amigos e conte para todo mundo que você está procurando apartamento, assim você pode receber a notícia de alguém que está saindo de um apê fresquinho e pronto para morar.

Apartamento para morar em Berlim, capital da Alemanha
Há uma escassez de apartamentos para alugar e morar em Berlim.

Além disso, diminua as suas expectativas. Se não encontrar algo super no centro ou se os valores estiverem altos demais para o seu orçamento, considere buscar algo fora do Ring, o Ringbahn, a linha de trem que circunda o centro da cidade.

Os bairros são divididos muitas vezes em ‘dentro do Ring’ versus ‘fora do Ring’, e muita gente tem medo de ficar distante demais da agitação. Mas a verdade é que o transporte público da cidade funciona muito bem e você estará provavelmente a apenas meia hora do centro.

Como são os transportes públicos em Berlim

O transporte público na Alemanha é excelente. Basicamente em Berlim, o transporte público é dividido entre trem (S-Bahn), metrô (U-Bahn), bonde (Tram) e ônibus.

Estes serviços são controlados pela já citada BVG, a empresa de transportes de Berlim, e a Deutsche Bahn, a empresa de trens alemã.

O bom é que o bilhete é único entre estes serviços e você pode trocar à vontade, desde que respeito o tempo do seu bilhete e a direção – é proibido usar a mesma passagem para ir e volta a um destino.

No mais, a rede de transportes é imensa e, a não ser que você more na zona rural, sempre haverá uma boa quantidade de ônibus e trens para te levar a qualquer parte.

Por conta disso, há milhares de estações e diversas linhas de todos os tipos. No começo, pode parecer complicado, mas é só baixar o app da BVG para se guiar entre todas as opções.

Mercado de trabalho em Berlim

Já mencionei que Berlim é a cidade alemã com maior nível de desemprego, no entanto, isso vale apenas para os parâmetros deste país. Comparado com outros países europeus ou com o Brasil, o desemprego é baixíssimo.

Há uma imensa oferta de trabalho para profissões especializadas, especialmente da saúde e da tecnologia. As start-ups estão fervendo, portanto, há uma grande procura por profissionais de calibre para fazer acontecer: engenheiros, desenvolvedores, pesquisadores, designers, especialistas em cyber security e tantas outras profissões “do futuro” têm espaço na capital alemã.  Também há uma cena cultural riquíssima, que justifica a existência do visto para artistas, que, na Alemanha, só existe na capital.

Por isso, a procura pode até demorar, mas se você deseja trabalhar em Berlim e possui habilidades que te coloquem nos mercados mais “quentes” do momento, há grandes chances de você encontrar emprego na Alemanha.

Além disso, Berlim também tem uma oferta gigantesca de vagas de trabalho para o mercado de serviços, como atendende, empacotador e afins. No entanto, estas vagas geralmente não dão direito à visto, por isso valem mais para quem já tem permissão de moradia.

Saber inglês é essencial para encontrar uma oportunidade de emprego no país, mas aprender alemão também é importante, nem que seja o básico.

Dica: dependendo da sua área de formação será preciso validar o diploma na Alemanha.

Precisa solicitar visto para morar em Berlim?

Sim, você precisa solicitar o visto para Alemanha se deseja morar em Berlim. Ao contrário de outros países europeus, é quase impossível viver ilegalmente na Alemanha.

A tremenda burocracia exige comprovação de visto para quase tudo, desde abrir conta, se registrar na cidade, alugar apartamento e mais.

Há formas de conseguir vistos para aprender línguas e ir mudando para outros vistos de estudo, até alcançar o desejado visto indefinido. É possível também vir do Brasil direto com visto para trabalhar na Alemanha, o que seria a melhor forma de chegar no país, mas para isso, você precisa buscar por vagas de acordo com o seu perfil nos sites de emprego na Alemanha.

O pedido para qualquer tipo de visto deve ser feito na Embaixada da Alemanha no Brasil, em Brasília, ou nos Consulados.

Vale a pena morar em Berlim?

Como em qualquer local do mundo, o principal contra é ser imigrante em um país que não é seu. Mesmo com passaporte europeu, você sempre será visto como um estrangeiro e se envolver como um local pode demorar um certo tempo.

Leve isso em consideração, pois é uma observação que muitos não costumam pensar quando resolvem viver em um outro país.

Além disso, o idioma pode pesar. Mesmo a maior parte da população tendo o inglês na ponta da língua, isso não quer dizer que você conseguirá se comunicar 100% do tempo dessa forma. É importante aprender o básico antes de se mudar para o país e continuar a estudar quando chegar lá.

Vejam outros prós e contras de morar em Berlim:

Prós de morar em Berlim

  • Berlim é uma cidade agitada e cosmopolita. Isso quer dizer que você verá muitos imigrantes, de toda a parte do mundo, e poderá não se sentir tão sozinho;
  • Entre os vistos de trabalho existe o visto de freelancer para a Alemanha, o que pode facilitar a sua ida para morar em Berlim;
  • Inclua aí a possibilidade de conseguir um emprego estável. A Alemanha busca estrangeiros para trabalhar no país e Berlim é uma cidade grande e movimentada, com maior probabilidade de trabalho;
  • Berlim tem uma grande quantidade de empresas internacionais e startups, o que torna o mercado de trabalho aquecido, principalmente para quem deseja trabalhar com TI na Alemanha;
  • A capital do país tem uma infinidade de parques, lagos e locais ao ar livre, o que pode ser uma grande economia no lazer da cidade;
  • O governo alemão oferece programas para estrangeiros que queiram aprender o idioma local, a baixo custo, em custos de integração.

Contras de morar em Berlim

  • Existe uma certa burocracia na hora de alugar um apartamento. É sempre mais fácil alugar um local compartilhado. Em casos de precisar de uma casa só para você, terá que provar a sua renda, que precisa ser três vezes maior que o valor do aluguel;
  • Mesmo tendo um custo de vida menor que outras capitais europeias, você estará em uma das maiores cidades do mundo. Se o seu rendimento for em real, lembre-se que o euro é uma moeda cara, em comparação com a brasileira;
  • sistema de saúde da Alemanha não é gratuito. Isso quer dizer que se você for morar em Berlim, o exigido ter um plano de saúde. É item obrigatório, inclusive, para solicitar qualquer tipo de visto;
  • É uma cidade que faz muito frio, mesmo estando adequada à temperatura com calefação na maioria dos ambientes. Porém, se você não gosta de termômetros abaixo de zero e neve, talvez seja melhor repensar a moradia na Alemanha.

Que tal se inspirar e refletir sobre a vida no velho continente? No ebook O sonho de viver na Europa, você vai encontrar várias histórias de brasileiros que resolveram deixar o Brasil em busca de uma nova vida. Eles compartilham as suas dificuldades e oportunidades e contam suas experiências para te ajudar a decidir se realmente é essa mudança que deseja.