Muitas pessoas sonham em viver na Alemanha e até construir uma carreira profissional no país. Para isso, é necessário conseguir o visto para trabalhar na Alemanha, o que não é uma missão tão fácil, mas existem alguns caminhos para ter sucesso nela.

Neste artigo, vamos falar sobre as opções para conseguir este visto, como funciona o processo, como se deve solicitar e qual será o investimento. Se o visto para trabalhar na Alemanha te interessa, não deixe de seguir esta leitura.

Como funciona o visto de trabalho na Alemanha para brasileiros?

O caminho mais fácil para conseguir um visto para trabalhar na Alemanha é já arrumar um emprego enquanto ainda está no Brasil. Desta forma, a empresa que quer te contratar vai emitir um documento que permite dar entrada no processo de visto no Consulado da Alemanha.

Porém, ainda existem outras formas de conseguir o visto para trabalhar e morar na Alemanha, como um visto específico para quem está buscando emprego, que tem validade de até seis meses e pode ser solicitado no Brasil.

Existem algumas categorias gerais de visto de trabalho, que estão discriminadas no site da Embaixada e Consulados Gerais da Alemanha. Veja a seguir quais são.

Visto para especialistas (trabalhador qualificado)

O visto de trabalho para especialistas é voltado para estrangeiros com formação acadêmica reconhecida na Alemanha ou com formação técnica também reconhecida. Com uma oferta de trabalho no país, é possível solicitar o visto para um trabalho qualificado na sua área de atuação.

Determinadas formações acadêmicas do Brasil são consideradas equivalentes à formação técnica na Alemanha. Você pode consultar quais são as profissões e grupos de profissionais de outros países que podem receber a autorização de trabalho na Alemanha site Arbeiten in Deutschland .

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Para ingressar na Alemanha, será emitido um visto nacional com validade de seis meses. Dentro deste prazo, você pode viajar por todos os países do Espaço Schengen. Ao chegar na cidade que vai morar, é necessário se cadastrar no Departamento de Estrangeiros, onde você receberá sua autorização de residência.

Confira todas as condições para o visto de especialista.

Visto de trabalho para demais atividades profissionais (exceto especialistas)

O visto de trabalho para demais atividades profissionais destina-se a estrangeiros que já têm uma oferta de trabalho na Alemanha e podem solicitar a autorização de trabalho. No site Arbeiten in Deutschland é possível consultar quais profissões podem receber uma autorização de trabalho.

Assim como no visto para especialistas, será emitido um visto nacional que permite a circulação pelos países membros do Tratado de Schengen. Também é necessário se cadastrar no Departamento de Estrangeiros competente no seu local de residência assim que chegar no país, onde receberá a autorização de residência.

Entenda melhor como funciona o visto para os demais profissionais.

Visto de trabalho com reconhecimento parcial da formação profissional

Se a sua formação profissional não foi totalmente reconhecida pelo órgão competente alemão, é possível solicitar um visto para realizar a qualificação complementar necessária na Alemanha e começar a trabalhar. Trata-se do visto de trabalho com reconhecimento parcial da formação profissional.

Depois de concluir seu aprimoramento e ter o reconhecimento total da formação, poderá solicitar a estadia permanente na Alemanha.

Visto de entrada para solicitar Cartão Azul da UE

O visto de entrada para solicitar o Cartão Azul da União Europeia (licença especial para profissionais altamente qualificados com interesse em trabalhar na Europa) é voltado para estrangeiros com diploma de ensino superior que podem realizar uma atividade profissional na Alemanha que corresponda à sua qualificação.

Para obter o Cartão Azul da UE é necessário ter um contrato de trabalho com salário bruto anual de no mínimo 56.800 euros (2021). Profissionais de Ciências Naturais, Matemáticos, Engenheiros, Médicos e profissionais de TI com salário bruto anual de no mínimo 44.304 euros (2021) também podem solicitar.

ambiente de trabalho na Alemanha

Nestes casos, é necessária a autorização da Agência Federal do Trabalho (Bundesagentur für Arbeit). Você pode consultar informações gerais sobre o Cartão Azul da UE no site da Agência Federal de Migração e Refugiados.

O Cartão Azul da UE será emitido pelo Departamento de Estrangeiros competente na Alemanha. No Brasil, você deverá solicitar o visto nacional e assim como nos casos acima, precisa se cadastrar no Departamento de Estrangeiro (Ausländerbehörde) competente para o seu novo local de residência logo após entrar no país.

Documentos necessários para solicitar o visto de trabalho na Alemanha

Existe uma série de documentos necessários para solicitar o visto de trabalho, existe uma lista de documentos gerais, exigidos na maioria das categorias de vistos e outros específicos. Entre os documentos gerais estão:

A seguir detalhamos os documentos específicos para cada área.

Visto para especialistas (trabalhador qualificado)

Na solicitação do visto para especialistas, você deverá apresentar as seguintes documentações (originais e com duas cópias simples):

  • Currículo profissional em alemão ou inglês;
  • Se houver: pré-aprovação do Departamento de Estrangeiros para a emissão do visto;
  • Comprovação de conhecimentos do idioma alemão (normalmente nível A2 ou B1, dependendo da atividade pretendida);
  • Caso tenha completado 45 anos de idade e o salário bruto anual não seja de no mínimo 45.540 euros (2021), comprovante de previdência adequada;
  • Comprovante de seguro-saúde a partir do dia da entrada na Alemanha (poderá ser apresentado posteriormente, depois que o visto for deferido e antes de sua emissão);
  • Comprovação da qualificação profissional: diploma universitário com apostila de Haia, carteira de trabalho ou certificado de conclusão de formação técnica traduzido para o alemão por um tradutor juramentado.

Para especialistas com formação acadêmica:

  • Imprimir os resultados de pesquisa no banco de dados Anabin , tanto do curso como da instituição. Caso o curso não esteja avaliado com H+ você deve providenciar a avaliação do diploma pela ZAB (Zentralstelle für ausländisches Bildungswesen);
    ou
  • Licença para o exercício da profissão que deve ser emitida pelo órgão competente na Alemanha (em caso de profissões regulamentadas que exigem uma licença para o seu exercício, como médicos e engenheiros). Para obter a relação completa, consulte a Agência Alemã de Trabalho Bundesagentur für Arbeit  ou a Comissão da UE;
    ou
  • Garantia de licença profissional Zusicherung der Berufsausübungserlaubnis (por exemplo, para profissões médicas. Decisão da autoridade licenciadora no território federal alemão, ou seja, garantia de licença profissional ou concessão de licença médica).

Para especialistas com formação técnica:

  • Notificação de reconhecimento da formação profissional estrangeira. Uma declaração, por escrito, sobre o reconhecimento da formação técnica emitida pelo órgão responsável pelo reconhecimento profissional na Alemanha;
    ou
  • Permissão para exercício da profissão que deve ser emitida pela autoridade licenciadora alemã ou garantia de licença profissional original (em caso de profissões regulamentadas para as quais é necessária uma licença para o exercício da profissão, como, por exemplo, profissões de enfermagem. Acesse a relação completa na Agência Alemã de Trabalho Bundesagentur für Arbeit ou na Comissão da EU).

Se você tiver um diploma universitário, é provável que não tenha que fazer o processo de reconhecimento/validação se a sua formação for equivalente a uma formação universitária na Alemanha. Isso pode ser consultado no site do ANABIN. Será necessário imprimir os resultados da pesquisa e anexar ao diploma.

Informações sobre o processo de reconhecimento podem ser obtidas através:

1. Do portal Anerkennung in Deutschland;
2. Da hotline trabalhar e morar na Alemanha (+49-30-1815-1111);
3. Da agência central de reconhecimento de profissões (Zentrale Servicestelle Berufsanerkennung);

Visto de trabalho para demais atividades profissionais (exceto especialistas)

Na solicitação do visto de trabalho para demais atividades profissionais, você deverá apresentar as seguintes documentações (originais e com duas cópias simples):

  • Contrato de trabalho ou carta do empregador confirmando a contratação com uma descrição o mais detalhada possível da vaga e das atividades e com indicação do valor do salário mensal;
  • Em caso de intercâmbio de funcionários: carta do empregador confirmando o envio do funcionário para a Alemanha;
  • Currículo em idioma alemão ou inglês;
  • Comprovantes de qualificação profissional que pode ser o diploma universitário apostilado e traduzido por um tradutor juramentado para o alemão;
  • Se houver: aprovação da Agência Federal do Trabalho (Bundesagentur für Arbeit);
  • Caso necessário, licença para o exercício da profissão na Alemanha;
  • Caso tenha completado 45 anos de idade e não disponha de um salário anual bruto de no mínimo 46.860 euros (2021): comprovante de uma aposentadoria adequada;
  • Comprovante de seguro-saúde (seguro saúde de viagem com cobertura mínima de 30 mil euros ou 50 mil dólares com validade a partir do dia previsto de chegada na Alemanha e por todo o período de validade do visto (normalmente 90 dias). Poderá ser apresentado após a aprovação do visto.

Visto de trabalho com reconhecimento parcial da formação profissional

Para solicitar o visto de trabalho com reconhecimento parcial da formação profissional, você deverá apresentar as seguintes documentações (originais e com duas cópias simples):

  • Decisão do órgão competente alemão sobre a necessidade das medidas de adequação e equiparação para a determinação da equivalência da formação profissional ou da concessão da permissão para exercer a profissão;
  • Caso previsto na nota de déficit: inscrição para a prova de conhecimento e eventualmente inscrição para o curso preparatório da prova de conhecimento;
  • Se estiver previsto um curso de alemão na medida de qualificação: confirmação da inscrição da escola de idiomas com dados sobre a quantidade de horas semanais do curso previsto (curso intensivo com no mínimo 18 horas por semana) e confirmação do pagamento do curso;
  • Comprovações da qualificação como diplomas, boletins e comprovantes de conclusão;
  • Comprovantes de conhecimentos já adquiridos do idioma alemão;
  • Comprovante de seguro-saúde existente (poderá ser apresentado posteriormente após a aprovação do visto);
  • Comprovantes sobre meios financeiros suficientes.

Financiamento: para a permanência na Alemanha, devem estar disponíveis no mínimo 827€ líquidos ou 1.033€ bruto por mês por requerente (2021). O comprovante sobre estes meios deverá ser apresentado antecipadamente, com o requerimento.

Caso o salário não seja recebido logo após a entrada ou caso este esteja abaixo de 827€ líquidos por mês, o valor faltante deve ser comprovado separadamente, por exemplo, através de uma conta bloqueada.

requisitos de visto para trabalhar na Alemanha

No caso de financiamento com conta bloqueada é necessário abrir uma conta antes de solicitar o visto. No requerimento do visto, será aceito somente a confirmação oficial da abertura com a menção do valor total depositado e do valor mensal disponível.

Uma confirmação que não mencionar estes valores não será suficiente. O comprovante de depósito ou transferência sem a confirmação acima mencionada por parte do banco, não é o suficiente.

Visto de entrada para solicitar Cartão Azul da UE

Para requerer o visto de entrada para solicitar Cartão Azul da UE você deverá apresentar as seguintes documentações (originais e com duas cópias simples):

  • Currículo descrevendo a formação e experiência profissionais em alemão ou inglês e em formato de tabela (não um texto por extenso);
  • Comprovantes da qualificação (certificados, diplomas, etc.) acompanhados de tradução em língua alemã feita por tradutor juramentado, com apostila emitida tanto no documento original como na respectiva tradução;
  • Diploma alemão de conclusão do ensino superior ou diploma estrangeiro de conclusão do ensino superior reconhecido e comparável a um diploma alemão.

Se o diploma não for classificado como H+ no banco de dados ANABIN, precisa apresentar a avaliação do certificado pela ZAB (Zentralstelle für ausländisches Bildungswesen: central de formação estrangeira)

ou:

Para profissões regulamentadas nas quais é necessária uma licença para exercê-las (como médicos, engenheiros, etc): licença profissional do órgão de reconhecimento competente ou garantia de licença profissional (para profissões da área médica: licença do órgão regulamentador para o exercício da profissão na Alemanha, ou seja, garantia da habilitação para o exercício da medicina ou concessão da licença médica).

Além disso, é preciso apresentar:

  • Contrato de trabalho ou proposta vinculante de vaga de emprego com menção do salário bruto anual. Formulário preenchido e assinado pelo empregador;
  • Comprovante de seguro-saúde (poderá ser apresentado posteriormente após a aprovação do visto). Seguro-saúde de viagem com cobertura mínima de 30.000 Euros ou 50.000 USD com validade a partir do dia previsto de chegada na Alemanha e por todo o período de validade do visto (normalmente 90 dias).

Existe visto para procurar trabalho na Alemanha?

Sim, existe um visto para procurar trabalho na Alemanha, que é voltado para profissionais estrangeiros que tenham diploma de ensino superior (pelo menos bacharelado). Com ele é possível ficar por até seis meses na Alemanha, com finalidade de procurar um emprego que corresponda à sua formação.

Para isso, é emitido o visto nacional, com validade máxima de seis meses. Com este visto, é permitido trabalhar por até 10 horas semanais, como período de experiência e comprovação da qualificação profissional.

Assim que conseguir um trabalho, é necessário ir ao Departamento de Estrangeiros (Ausländerbehörde) no local de residência para solicitar a autorização de residência.

Como solicitar o visto para procurar trabalho na Alemanha?

O processo de solicitação do visto para procurar trabalho na Alemanha é semelhante ao dos demais vistos. Com toda documentação necessária em mãos, você deve levá-la na representação alemã mais próxima de onde vive.

Em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Recife é necessário fazer o agendamento online para o visto.

Depois de comparecer ao órgão responsável, com base na entrevista presencial e documentação apresentada, seu pedido de visto será analisado. O tempo de resposta costuma ser de uma semana.

Documentos necessários

Para a solicitação do visto para procurar trabalho na Alemanha são necessários os seguintes documentos originais e em duas cópias simples:

  • Passaporte válido;
  • Para não-brasileiros – RNE / RNM – cópia frente e verso do comprovante de residência;
  • Duas fotos biométricas atuais (3,5 x 4,5 cm , com fundo claro);
  • Preencher o requerimento de concessão de um visto nacional;
  • Currículo descrevendo a experiência profissional, diplomas, certificados, etc;
  • Diploma alemão de conclusão do ensino superior ou de outro país reconhecido e comparável ao curso na Alemanha *;
  • Carta de motivação em alemão (ou em inglês) com os dados do planejamento da busca de emprego (ramo, região, local de residência/alojamento planejado, etc.);
  • Comprovantes de acomodação (reserva de hotel, carta-convite assinada, etc.);
  • Se houver, outros comprovantes sobre a preparação da busca de vaga de emprego;
  • Comprovante que possui meios financeiros suficientes para manter-se no país no valor mínimo de 947€ líquido por mês durante o período pretendido da estadia;
  • Comprovante de seguro-saúde para o período de validade do visto, com valor de cobertura mínima de 30 mil euros ou 50 mil dólares (poderá ser apresentado posteriormente após a aprovação do visto).

*Diplomas de formação superior de países fora da Alemanha precisam ser apostilados e traduzidos por um tradutor juramentado para o alemão.

É importante levar em consideração que, em casos isolados, ainda poderá ser necessário apresentar documentos adicionais.

Vale a pena procurar trabalho estando no país?

Se você está cogitando essa opção, é importante saber que é preciso ter um diploma superior e também uma boa grana para se manter enquanto procura emprego na Alemanha. Pode ser que estando no país você tenha mais facilidade em encontrar um trabalho, mas ainda assim é necessário se planejar e pesquisar bastante antes de ir.

Existe uma grande oferta de empregos na Alemanha, mas não em todas as áreas. Na maior parte, são vagas nas áreas de Tecnologia da Informação, Engenharia e Saúde. O caso do Diogo Viana, se enquadra nessa área, ele foi para Berlim trabalhar na área de Tecnologia da Informação e diz que existem muitas oportunidades de trabalho.

“Berlim é uma cidade muito grande e com muita oportunidade em várias áreas. Não há nenhum fator que diferencie para nós brasileiros”, avalia.

bárbara e a família em Berlim
Bárbara Guimarães, Diogo Viana e a filha do casal na Alemanha

Junto com o Diogo, sua esposa Bárbara Guimarães também foi morar em Berlim. “Vim em 2017 com meu marido, que passou para uma vaga de emprego em uma empresa alemã na área de TI. O meu visto é de agrupamento familiar”, conta Bárbara.

Ainda falei com a Bruna Dal Moro, que já foi para Berlim com uma oportunidade de trabalho, mas teve outras chances estando na cidade. “Berlim é a capital da startup na Alemanha. Vagas para Comunicação, Marketing, SEO, conteúdo, vendas e, principalmente, TI têm muitas.  Já encontrei outras oportunidades após me mudar pra cá, em 2017. Com várias startups nascendo quase todo dia, o número de vagas tende a ser grande”, avalia Bruna.

Conversei também com a Debbie Corrano, que é uma nômade digital e já usou Berlim como base algumas vezes:

“Eu não tenho conhecimento muito aprofundado sobre mercado de trabalho para brasileiros, pois eu trabalho pela internet e para clientes de vários países. Mas, eu sei que, por exemplo, existe muita procura por desenvolvedores. Pessoas de qualquer país que sejam da área de TI costumam ter facilidade para ser contratadas e conseguir um visto de trabalho”, explica Debbie.

Portanto, podemos concluir que o cenário ideal é você já encontrar um trabalho ainda estando no Brasil. Existem alguns caminhos para conseguir um emprego na Alemanha  como sites de trabalho e eventos que são realizados no Brasil para recrutar candidatos, como o Quero trabalhar na Alemanha!. Porém, se você tem condições e quer tentar a sorte, pode encontrar oportunidades estando no país.

Vou conseguir arrumar um emprego na Alemanha só falando inglês?

Isso pode depender muito da cidade em que você vai viver. A capital Berlim, por exemplo, é muito internacional e fala-se inglês na maior parte dos lugares, como conta Debbie. “Se você fala em inglês, consegue andar pela cidade inteira, encontrar trabalho e fazer tudo basicamente falando quase só inglês, muito pouco de alemão. Inclusive na maioria dos lugares eles já falam com você direto em inglês. Então, se você já é bilíngue, já ajuda demais”.

Debbie Corrano Berlim
Debbie Corrano no período em que trabalhou desde Berlim

Mas, em geral, é recomendável ter ao menos o nível mínimo de alemão e saber falar, ler e compreender a língua nativa.

Outros tipos de visto de trabalho na Alemanha

Além dos vistos mais gerais para trabalhar na Alemanha que já citei acima, existem alguns mais específicos. Conheça alguns deles a seguir.

Au pair

Pessoas que tenham entre 18 e 26 anos podem solicitar um visto de Au Pair na Alemanha. O intercâmbio como Au Pair tem duração mínima de seis meses e máxima de um ano.

O primeiro passo é encontrar uma família anfitriã. Você poderá fazer isso através de sites que conectam candidatos às famílias interessadas ou a partir do intermédio de uma agência de intercâmbio.

A agência de intercâmbio vai te ajudar com todo o processo para trabalhar na Alemanha como Au Pair. Mas, se você deseja fazer isso por conta própria, deve seguir as seguintes etapas:

  • Criar um perfil em algum site que vai te conectar à família interessada, como o AuPair e o AuPairWorld;
  • Preencher o perfil com suas informações pessoais;
  • Depois de encontrar a família, será necessário fazer um contrato de Au Pair assinado pelas duas partes. Este documento precisa ser enviado ao Brasil pela família da Alemanha assinado, junto com uma carta convite;
  • Reunir os demais documentos para o visto de Au Pair;
  • Agendar a entrevista no consulado que atenda sua região com antecedência mínima de 90 dias do início do trabalho na Alemanha;
  • Comparecer ao consulado para entrevista e aguardar a aprovação, que pode levar até nove semanas.

Documentos necessários para solicitar o visto de Au Pair

Se você não possui cidadania europeia, será necessário solicitar um visto para trabalhar como Au Pair na Alemanha. Os documentos necessários para solicitar este visto, que devem ser entregues em versão original e duas cópias simples, são:

  • Formulário de “Requerimento de concessão de uma autorização de residência”;
  • Passaporte com validade mínima de um ano;
  • Carta convite da família;
  • Contrato assinado pela família e pela Au Pair;
  • Duas fotos biométricas atuais (3,5×4,5cm);
  • Comprovante de seguro saúde;
  • Certificado de proficiência do idioma alemão;
  • Carta de motivação na língua alemã.

Visto de estágio

Para fazer um estágio na Alemanha, é emitido um visto nacional que, normalmente, possui validade de três meses. Ao chegar no país, o estrangeiro deve apresentar-se no Departamento de Estrangeiros para substituir o visto por uma autorização de residência.

O visto de estágio para a Alemanha pode ser solicitado a partir das seguintes condições:

  • Ter um estágio vinculado à sua área de estudo superior;
  • Estar matriculado em uma universidade brasileira (caso seja um curso superior em período parcial ou à distância deverá consumir 50% das suas atividades). Será necessário apresentar um atestado de matrícula original para comprovar;
  • Já ter cursado, no mínimo, quatro semestres do curso superior;
  • Ter um estágio com duração máxima de 12 meses;
  • Que a remuneração do estágio seja de, no mínimo, 720€ (valor bruto) por mês para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Caso o estágio não seja remunerado, será necessário um termo de compromisso financeiro ou um comprovante de recursos próprios suficientes para se sustentar.

Como o estágio gera um vínculo empregatício, ainda que não seja remunerado, é necessário que seja previamente autorizado pelo Serviço de Colocação Internacional (ZAV) na Alemanha.

A empresa responsável pelo estágio na Alemanha deve apresentar o requerimento de aprovação no setor de integração do ZAV. O empregador vai encontrar o formulário de requerimento e mais informações sobre o processo no site da Agência Federal do Trabalho. Quando o empregador receber o certificado de aprovação do ZAV, vai encaminhar para o estagiário que então poderá solicitar o visto.

O tempo de autorização do visto pode ser de até seis semanas, contados a partir da data de entrega dos documentos na representação alemã.

Documentos necessários para solicitar o visto de estágio na Alemanha

Para solicitar o visto de estágio para a Alemanha é necessário apresentar os seguintes documentos em duas vias originais:

  • Formulário “Requerimento de concessão de uma autorização de residência”;
  • Declaração de ciência nos termos do n° 2, ponto 8, do artigo 54° em conjugação com o artigo 53° da Lei Alemã de Residência (Aufenthaltsgesetz);
  • Duas fotos atuais (3,5 x 4,5 cm com fundo claro).

Em uma versão original e duas cópias simples:

  • Passaporte válido por no mínimo três meses após a data planejada de saída da Alemanha após estágio (devem ser duas cópias da página com foto e informações e das páginas com carimbos, vistos, etc);
  • Contrato de estágio com remuneração mensal;
  • Certificado de aprovação do ZAV (ZAV-Bescheinigung);
  • Se a remuneração do estágio for abaixo de 720€ (valor bruto) por mês, um comprovante financeiro. Que pode ser:
  1. Transferência de um depósito com valor de 8.640€ para uma conta bloqueada na Alemanha, da qual o estagiário só poderá sacar, a cada mês, 1/12 do valor depositado;
  2. Termo de compromisso financeiro de um anfitrião na Alemanha;
  3. Carta de concessão de bolsa de estudo (por exemplo, DAAD, Fundação Alexander von Humboldt, DFG, InWEnt, fundações políticas, instituições de ensino superior públicas).

Ainda será necessário um comprovante de seguro saúde com cobertura mínima de 30 mil euros ou 50 mil dólares A validade deve ser desde a chegada à Alemanha até o fim da validade do visto.

Algumas exceções em relação ao seguro saúde são possíveis e você será informado sobre a validade necessária durante o processo do visto.
Em alguns casos, serão necessários documentos adicionais.

Visto de férias-trabalho

O visto de férias-trabalho, ou Working Holiday, é voltado para pessoas entre 18 e 30 anos que desejam permanecer por até um ano na Alemanha. Para obter meios financeiros para a viagem, é permitido trabalhar em lugares conhecidos como empregos de férias (Ferienjobs) com duração de até seis meses em cada empregador.

Assim como os demais vistos, ele deve ser solicitado no Brasil, no consulado alemão mais próximo do requerente. O contingente permitido para todas as representações alemãs no Brasil, é de mil vistos por ano.

O Working Holiday não permite levar familiares para a Alemanha no âmbito de reunião familiar. Para solicitar o visto de férias-trabalho, são necessários os seguintes requisitos:

  • Ter entre 18 e 30 anos;
  • Possuir nacionalidade brasileira;
  • Não ter participado anteriormente do programa Working Holiday.

O tempo de tramitação do requerimento de visto é de até quatro semanas, contados a partir da entrevista e entrega da documentação.

Documentos necessários para solicitar o visto de férias-trabalho

Devem ser entregues os seguintes documentos em versão original e duas cópias simples:

  • Passaporte com validade de 90 dias após a data prevista para retorno;
  • Duas fotos atuais e biométricas (3,5 x 4,5 cm com fundo claro);
  • Dois formulários de “Requerimento de autorização de residência”;
  • Comprovante de meios financeiros suficientes para subsistência e acomodação de 600€ por mês que podem ser depositados em uma conta bloqueada ou comprovados por um termo de compromisso financeiro oficial emitido pelas autoridades alemãs;
  • Seguro saúde e acidentes pessoais conforme norma da UE (com cobertura mínima de 30 mil euros);
  • Carta motivacional pessoal, individualizada e com assinatura;
  • Currículo em formato tabelar;
  • Informações sobre a permanência pretendida na Alemanha, caso já tenha (contrato de trabalho, comprovante de alojamento, etc);
  • Na ocasião da retirada do visto: passagem de ida e de volta ao Brasil;
  • Termo de compromisso financeiro oficial emitido pelas autoridades alemãs.

É importante ressaltar que as passagens só devem ser compradas após a aprovação do visto.

Visto de investidor

A Alemanha também pode conceder visto para estrangeiros que desejam investir no seu fundo de desenvolvimento, garantindo o título de residente alemão.

Para isso, é necessário investir em torno de 360 mil euros. Ao investir este valor, o estrangeiro obtém o Golden Visa, que também garante a permanência temporária de seus familiares mais próximos.

O passaporte alemão concede o direito de transitar, trabalhar ou estudar em qualquer país da União Europeia. Porém, primeiramente, o titular e seus dependentes vão receber vistos temporários.

O visto oficial só é liberado após três anos para o titular e cinco para os dependentes. Para conseguir a residência permanente é necessário solicitar a cidadania depois de oito anos morando na Alemanha.

Como conseguir um visto para trabalhar na Alemanha

Para conseguir o visto para trabalhar na Alemanha, o melhor caminho é arrumar um emprego ainda estando no Brasil. Você pode buscar vagas online na página oficial da agência de trabalho do governo alemão, a Jobbörse ou em sites privados como Stepstone e Indeed.

Ainda é possível buscar empregos pelo LinkedIn e pelos sites das grandes empresas alemãs. A sua chance de conseguir um emprego na Alemanha depende das suas qualificações, área de trabalho e tipo de emprego.

documentos para o visto de trabalho alemão

Caso você consiga emprego ainda no Brasil, seu empregador vai fornecer um contrato, o que vai facilitar bastante o processo do visto para trabalhar na Alemanha. A outra opção é tirar o visto para procurar trabalho na Alemanha, mas o processo pode ser mais complicado como já mostramos.

Onde solicitar o visto para trabalhar na Alemanha?

Para solicitar o visto no Brasil, você deve procurar o consulado mais próximo do Estado no qual vive. Os agendamentos para entrevista e solicitação de visto são realizados online, no site das Representações da República Federal da Alemanha no Brasil.

No dia e horário do seu agendamento, você será chamado e vai entregar todos os documentos solicitados, originais e cópias. Depois, será chamado novamente para registrar as digitais e fazer a entrevista, que normalmente é feita em inglês.

Quanto custa o visto para trabalhar na Alemanha?

A taxa cobrada por um visto nacional em 2021 é 75€ e deverá ser paga no requerimento do visto, em reais. O pagamento poderá ser feito em espécie ou com cartões de crédito internacionais (Mastercard ou Visa). Não são aceitos euros em espécie, cheques ou cartões de débito.

Quem tem cidadania europeia precisa de visto para trabalhar na Alemanha?

Os cidadãos de países membros da União Europeia (UE) e Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA) não precisam de visto para trabalhar na Alemanha. Eles têm acesso irrestrito ao mercado de trabalho alemão.

Essas pessoas não precisam de visto ou permissão de residência para entrar morar ou trabalhar na Alemanha. Este é o caso da brasileira que eu conversei, Debbie Corrano, que é nômade digital e já usou Berlim diversas vezes como base. “ Eu tenho cidadania portuguesa. Meus avós são portugueses, meu pai italiano. Por isso, posso ficar quanto tempo eu quiser em qualquer país da União Europeia” conta a brasileira.

Agora que você já conhece as categorias de visto de trabalho para a Alemanha e as condições para solicitá-lo é hora de começar a planejar a mudança. Para ajudar você nesse processo, reunimos a experiência de vários brasileiros que se mudaram para o Velho Continente. No ebook O sonho de viver na Europa reúne histórias, dicas e um pouco da experiência nesse processo.