Tipos de vistos para trabalhar na Alemanha, saiba quais são e como pedir

Tipos de vistos para trabalhar na Alemanha

Alemanha  / 

Se você pretende saber sobre os tipos de vistos para trabalhar na Alemanha, saiba que está no lugar certo. Há vários tipos diferentes de vistos e permissões de residência que podem ser liberados pela Alemanha para os estrangeiros que queiram passar uma temporada curta, longa ou até morar permanentemente no país. Vamos ver como funciona?

Quais são os tipos de vistos para trabalhar na Alemanha

Nesse texto estão listados os tipos de vistos e permissões de residência para a Alemanha para finalidade de trabalho.

Diferença entre visto e permissão de residência na Alemanha

Mas primeiramente é necessário fazer uma breve explicação sobre qual é a diferença entre visto e permissão de residência:

  • Visto “Visum” é tirado no país de origem e é colado no passaporte antes do/a requerente viajar para a Alemanha;
  • Permissão de residência “Aufenthaltstitel / Aufenthaltserlaubnis” é tirado no Departamento de Imigração (Ausländerbehörde) na Alemanha.

Observação: o visto normalmente tem validade de apenas 3 meses e por isso quando a pessoa chega na Alemanha ela tem que se registrar no Departamento dos Cidadãos (Bürgeramt / Bürgerbüro) da cidade onde ela está morando na Alemanha e depois também tem que se registrar no Departamento de Imigração (Ausländeramt / Ausländerbehörde / Ausländerbüro) e mostrar o seu visto e a partir do visto tirar uma permissão de residência (Aufenthaltstitel) para o tempo em que pretende ficar na Alemanha.

Conheça os tipos de vistos para estudar na Alemanha.

Conta Bancária Internacional sem custos

Com o cartão Borderless da Transferwise, você obtém seus próprios números de conta pessoal e códigos bancários do Reino Unido, Estados Unidos, Austrália e Europa. Grátis e sem mensalidades!


Peça seu cartão, literalmente, em 5 minutos. Não precisa de comprovar que está trabalhando nem que tem recebimentos mensais:

ABRIR CONTA GRÁTIS »

Quais são os tipos de vistos para trabalhar na Alemanha

Trabalho na Alemanha

Trabalho como estagiário

Trabalho como estagiário/a: Visum für ein Fachpraktikum (visto específico para estágio acima de 3 meses).

O requerente já tem que ter conseguido o estágio na Alemanha com contrato assinado pela empresa e salário comprovado, além disso, normalmente precisa comprovar também que está matriculado/a em uma faculdade ou universidade fora da Alemanha.

Trabalho como au-pair

É necessário retirar um visto para e há um limite de idade para ser au-pair. Além disso para a obtenção desse visto há uma pequena entrevista em alemão no consulado e pedem pelo menos o nível A1 do idioma.

A finalidade desse visto é permitir que jovens possam aprender a língua alemã na Alemanha e possam se sustentar por meio do trabalho como au-pair. Os jovens recebem um quarto e um banheiro individual na casa da família que os recebem, tem direito à visitar um curso de alemão pago pela família, além de salário e férias.

O intuito desse visto não é de acumular dinheiro por parte do/a estrangeiro/a, mas de aprender alemão (o salário é bem baixo, mas pelo menos não tem que pagar aluguel, nem curso de alemão e refeição três vezes por dia também está incluída).

Veja o que já escrevemos como ser Au Pair na Europa.

Trabalho altamente qualificado

Visto de trabalho alemão Arbeitsvisum – quem não tem diploma universitário pode mesmo assim tirar OU o Blue Card para toda a União Europeia – apenas possível para quem tem diploma universitário.

Ambos tem que ter um salário mínimo exigido pelo Bundesagentur für Arbeit e uma autorização de trabalho (ZAV) desse mesmo órgão na Alemanha.

Trabalho voluntário

Trabalho voluntário pelo FSJ – Freiwilliges Soziales Jahr, BFD – Bundesfreiwilligdienst entre outras instituições já conhecidas pelo consulado, além de trabalho voluntário em empresas privadas (mas tem que comprovar que tem como se sustentar financeiramente)

Visto para procura de trabalho

Visto “Visum zur Arbeitsplatzsuche” – lançado em 2012 para quem tem diploma universitário. Na minha opinião, um dos tipos de vistos para trabalhar na Alemanha mais interessantes.

Outros tipos de visto para trabalho

Existem ainda, visto para artistas e empreendedores.

Você pode conferir mais informações sobre os vários tipos de vistos para trabalhar na Alemanha no site oficial da imigração na Alemanha.

Minha experiência para conseguir visto e trabalhar na Alemanha

Estágio em laboratório

Estagiei por 3 meses pelo programa IAESTE em um laboratório da Universidade e não precisei de visto, pois foram apenas 3 meses (mais de 3 meses tem que tirar visto no Brasil), mas quando cheguei na Alemanha tive que mostrar os documentos e sim tirar uma permissão de residência de estagiária (Aufenthaltstitel für ein Fachpraktikum) no Departamento de Imigração (Ausländerbehörde) em 2009.

Permissão de residência de estudante universitária

Tive permissão de residência de estudante universitária de graduação (Studentenvisum) (intercâmbio CsF) feito na Alemanha em 2012.

Visto de estagiária

Tive visto de estagiária (Visum für ein Fachpraktikum) tirado no Brasil em 2013 (mais de 3 meses de estágio).

Visto de Procura de Emprego

Tive visto de procura de emprego (Visum zur Arbeitsplatzsuche) tirado no Brasil em janeiro de 2014.

Permissão de residência por casamento

Recebi permissão de residência por casamento (Aufenthaltstitel zur familienzusammenführung) feito na Alemanha em setembro de 2014.

Sobre todos esses vistos (Visum) e permissões de residência (Aufenthaltstitel) eu já escrevi no meu blog em outros posts.

Exceto o visto de estágio, porque nem pensei em fazer vídeo ou texto sobre isso, mas todos os pré-requisitos e documentos necessários para o visto estão listados no site do Consulado Alemão.

A autora desse post não trabalha no consulado alemão e não representa nenhum órgão oficial alemão. Para informações oficiais e pré-requisitos explicados detalhadamente visite o site da Embaixada da Alemanha no Brasil ou os sites dos Consulados da Alemanha no Brasil.

Raquel é mineira, farmacêutica, blogueira e vlogueira e trabalha na Alemanha. Escreve no seu site Canal Backpackingalone desde 2010 sobre temas relacionados a intercâmbios, desafios, estudo, trabalho e, principalmente, burocracias na Alemanha.