A procura pela aquisição da cidadania alemã tem aumentado cada vez mais, especialmente com as mudanças na Lei Fundamental Alemã e as que estão por vir. Ela alterou aspectos considerados discriminatórios em relação às mulheres e de reparação histórica para pessoas que foram vítimas de perseguição do regime nazista.

Dessa forma, existem ainda mais possibilidades de adquirir a cidadania da Alemanha, seja no Brasil ou para quem já mora no país. Nesse artigo vamos explicar todas as opções, quais são os passos necessários e quanto tempo dura todo o processo.

Pergunta Resposta
Quem tem direito à cidadania alemã? Ela é geralmente concedida por descendência, por adoção, por naturalização após residir na Alemanha por um período, por casamento com cidadão alemão e por legitimação.
Como saber se tenho direito à cidadania alemã? É preciso ter ancestralidade alemã comprovada ou entrar em contato com as representações alemãs no Brasil para verificar se o seu caso está apto a adquirir a cidadania.
Quanto custa para tirar a cidadania alemã? O processo de naturalização custa 255€, mas o valor de todo o processo varia conforme cada caso e a quantidade de documentos que precisam ser traduzidos. Para descendentes, a taxa é gratuita.

Como conseguir a cidadania alemã?

Há várias formas de conseguir cidadania alemã e morar na Alemanha. A Lei Fundamental Alemã sofreu atualizações recentemente, tornando o processo mais justo para descendentes e perseguidos políticos. Porém, o processo é burocrático e você deve estar atento às atualizações na lei.

Em resumo, você deve seguir o seguinte passo a passo:

  1. Preencher e enviar o questionário de nacionalidade da Embaixada da Alemanha no Brasil para verificar se realmente tem direito à cidadania;
  2. Se a respostar for positiva, você deve montar o seu dossiê com todos os documentos solicitados, como certidões de nascimento e casamento, com as suas devidas cópias e traduções juramentadas;
  3. Agendar a entrega dos documentos no consulado que atende a sua região no Brasil e receber o número do processo para acompanhar;
  4. Aguardar análise do processo pelo Escritório Federal de Administração (BVA) na Alemanha;
  5. Se a resposta for positiva, você será convidado a retirar a sua certidão de nacionalidade alemã.

Além disso, foi aprovado no início de 2024 a Reforma da Lei de Cidadania, que facilita o processo para todos os estrangeiros que já moram na Alemanha e desejam se tornar cidadãos pela naturalização.

Para ajudar em todo esse processo, vale contratar serviços de empresas especializadas, como a Madeira da Costa Sociedade de Advogados, que possui larga experiência na solicitação e é da confiança do Euro Dicas. Também é possível fazer por conta própria, mas cada caso exige documentos e etapas diferentes.

Veremos em detalhes neste artigo as demais formas que você pode adquirir a sua cidadania e como dar entrada no processo.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Quem tem direito à cidadania alemã?

De forma simples, é possível dizer que existem cinco formas de adquirir a cidadania alemã. São elas:

  • Por descendência;
  • Por adoção;
  • Naturalização por tempo no país;
  • Naturalização por casamento com cidadão alemão;
  • Naturalização reparatória.

Confira agora os detalhes sobre cada uma das modalidades de nacionalidade alemã:

1. Cidadania alemã por descendência

Diferente dos Estados Unidos, onde basta nascer em solo americano para ter direito à cidadania, a Alemanha segue o princípio de “jus sanguinis“, que significa “direito de sangue” em latim e indica a transmissão de cidadania de genitor para filho.

Assim, qualquer um que tenha pai ou mãe alemão automaticamente tem direito a requerer a cidadania. No entanto, como falamos antes, na Alemanha nem tudo é tão simples e há diversas regras.

Se você nasceu fora da Alemanha depois de 31/12/1999 e seu pai ou sua mãe que possui nacionalidade alemã também, não há direito automático à cidadania. Para quem tinha os pais separados na data do nascimento, ainda é necessário ter um reconhecimento de paternidade antes de completar 23 anos.

Maleta com documentos alemães
A parte mais burocrática de solicitar cidadania alemã é reunir os documentos dos antepassados. Foto: Nathane Costa

Muitos também têm avós ou bisavós que migraram ao Brasil há muito tempo, e neste caso é preciso verificar com cuidado se existe ou não o direito de cidadania para netos.

Isso porque muitos perderam a cidadania por viverem fora da Alemanha por mais de 10 anos sem comunicar a representação alemã ou por não terem prestado serviço militar durante a Primeira Guerra Mundial, com exceção de motivos políticos, como fuga por perseguição do regime nazista.

Por conta disso, é seguro dizer que na cidadania alemã, cada caso é um caso e toda documentação que comprove a história da sua família é válida para análise das autoridades.

Ano de nascimento

Com frequentes mudanças na lei de aquisição da cidadania alemã, atualmente é preciso analisar o ano de nascimento e se os pais eram casados ou não quando você nasceu.

Se o seu nascimento é antes de 01 de julho de 1993 e seus pais não eram casados, você só adquiriu a nacionalidade se a sua mãe era cidadã alemã na época. Se apenas o pai era alemão, a nacionalidade não pode ser adquirida.

Nesse caso, você pode se tornar alemão por legitimação caso seus pais tenham se casado mais tarde ou por declaração até ter completado 23 anos se alguns requisitos foram atendidos, como ter morado na Alemanha por três anos.

Mas, felizmente, sempre há uma brecha. Se você não conseguiu fazer a declaração, desde agosto de 2021 existe a possibilidade de fazer uma declaração a favor da aquisição da nacionalidade alemã.

2. Cidadania alemã por tempo de permanência no país

Com a nova lei, além de poder acumular a cidadania alemã com a de outros países, como a brasileira, é necessário viver legalmente na Alemanha por cinco anos, em vez do prazo anterior de oito. Mas, é preciso atender a alguns requisitos:

  • Possuir o Niederlassungserlaubnis, o direito de estadia permanente na Alemanha;
  • Provar ter condições de sustentar a si e a sua família sem ajuda do Estado (essa regra pode ser revertida em casos excepcionais);
  • Possuir conhecimentos mínimos do idioma alemão (nível B1);
  • Ter sido aprovado no Einbürgerungstest, o teste para cidadania alemã;
  • Apresentar prova de não ter antecedentes criminais;
  • Afirmar reconhecer e respeitar a Constituição Alemã, e a Freiheitlichedemokratische Grundordnung, a ordem livre e democrática da República Federal da Alemanha.

Cumprindo os requisitos acima, este período de cinco anos pode ser encurtado para três anos, caso:

  • Você comprove habilidades linguísticas no nível C1 ou C2 em alemão, mostrando seus esforços de integração no país;
  • Você apresente provas de conquistas especiais de integração, como um trabalho voluntário;
  • Você tiver um excelente desempenho na sua área de atuação, comprovado pelo seu empregador.

3. Cidadania alemã por casamento

Quem é casado com cidadão alemão pode entrar com o processo de naturalização com no mínimo dois anos de casamento, e quem for solicitar a cidadania precisa morar a pelo menos três anos no país.

Todos os requisitos mencionados acima também devem ser preenchidos e o processo é o mesmo, podendo ser realizado na Alemanha ou, em casos excepcionais, em um país estrangeiro – neste caso, deve ser feito a partir da embaixada alemã do país de residência.

A Carla Valadares-Kruse, brasileira que veio para a Alemanha em 2001, obteve a cidadania por meio desse processo.

“Eu me casei em 2002 e passado os três anos, me interessei por fazer a cidadania alemã. Porém, naquela época, teria que abdicar da minha cidadania brasileira e acabei desistindo”, explica.

Vale lembrar que, com as novas regras, não é mais necessário abrir mão da cidadania brasileira.

Em 2007, ela recebeu a informação de que não precisaria mais entregar a cidadania brasileira e interessou-se novamente em iniciar o processo. “Já estava casada há cinco anos, falava alemão, não recebia ajuda do governo e trabalhava, então foi tudo bem simples”, conta a professora.

“Quando entrei com a solicitação, apresentei minha certidão de casamento e outros documentos. Inicialmente eu precisaria fazer um teste de alemão, mas não foi o meu caso, pois a pessoa que me atendeu viu que eu falava a língua e me isentou do teste, e isso bastou”.

Ela também relata que o processo foi relativamente rápido e, em poucos meses, o documento foi entregue em uma pequena cerimônia na prefeitura da cidade onde morava.

“Recebi uma certidão que afirmava ser agora uma cidadã de Darmstadt. Com isso, solicitei minha carteira de identidade e o passaporte alemão, e até hoje possuo as duas nacionalidades”.

Brasileira com cidadania alemã e marido
A brasileira Carla Valadares-Kruse e o atual marido, Peter.

O interessante é que Carla fez essa solicitação quando o casal estava se separando.

“Naquela época, eu era casada com um alemão que me deu muito apoio para solicitar a cidadania. Nós já estávamos em processo de separação, mas de forma amigável, e eu perguntei se poderíamos esperar até que eu conseguisse minha cidadania, e ele concordou em esperar. Quando consegui, comemoramos juntos e, depois, efetuamos o divórcio”, relata.

Ela chegou a questionar-se se essa separação poderia influenciar na questão da cidadania, mas isso não afetou em absolutamente nada. Hoje, ela é casada com outro alemão e nunca teve problema em relação a isso.

4. Cidadania alemã por adoção

Quem é adotado por cidadão alemão também pode requerer a cidadania. Esta é concedida a partir da data de efetivação da adoção. O processo, no entanto, deve ser feito antes da criança completar 18 anos.

Se a adoção acontecer fora da Alemanha, é preciso atender a alguns requisitos, como:

  • Ter o processo regido na Convenção de Haia para transferir a residência do menor de idade;
  • Aguardar a emissão do passaporte pelas autoridades alemãs.

Como cada caso é analisado individualmente, não existe um prazo determinado.

5. Cidadania alemã para filhos de estrangeiros nascidos no país

Desde 01 de janeiro de 2000, filhos de pais estrangeiros também podem adquirir a nacionalidade alemã, se nascerem no país. Para isso, é preciso que ao menos um dos genitores atenda aos seguintes requisitos:

  • Estar vivendo há pelo menos cinco anos na Alemanha no momento do nascimento da criança;
  • Ter um Niederlassungserlaubnis, o título de residência permanente no momento de nascimento da criança.

Caso os pré-requisitos se apliquem apenas ao pai, a paternidade legal precisava ser reconhecida ou o processo judicial para estabelecer a paternidade legal teve que ter início antes da criança completar 23 anos.

Crianças nascidas antes dessa data não têm direito a solicitar cidadania por nascimento na Alemanha por meio dessa regra.

6. Cidadania alemã reparatória

A nova lei, que passou a valer a partir de agosto de 2021, inclui a naturalização reparatória por perseguição pelo regime nazista.

Com isso, pessoas perseguidas entre 1933 e 1945 por motivos políticos, raciais ou religiosos, e seus descendentes, passaram a ter direito a adquirir a cidadania alemã.

Nesses casos, não há um prazo para fazer o pedido, podendo os beneficiários requerer a qualquer momento. No entanto, é preciso apresentar uma certidão negativa de antecedentes criminais e outros documentos.

Como solicitar a cidadania alemã?

A naturalização alemã só pode ser feita no país, enquanto o processo de aquisição da cidadania por ascendência pode ser solicitada no Brasil, por meio das representações alemãs.

Você pode solicitar a sua cidadania alemã sozinho ou com o acompanhamento de profissionais qualificados. Saiba que pedir a cidadania alemã é um processo um tanto quanto burocrático, por isso, indicamos que você busque uma instituição ou empresa que ofereça assessoria para casos mais complicados.

Para ajudar você nessa escolha, o Euro Dicas conhece e recomenda os serviços de duas empresas qualificadas para a solicitação da nacionalidade alemã: a Madeira da Costa Sociedade de Advogados e também a INFINITI Cidadania. São empresas da nossa confiança e por isso indicamos para os nossos leitores.

É importante lembrar que é preciso também que todos os documentos em português sejam traduzidos para o alemão por tradutor juramentado, como os da Yellowling.

No Brasil

Para tirar a cidadania alemã no Brasil, o primeiro passo é verificar com a Embaixada ou Consulado da Alemanha da sua jurisdição se você tem esse direito à cidadania.

Se você não tem a documentação completa para entrar com o processo, você pode conferir o guia de como pode solicitar os documentos dos seus antepassados no site das representações alemãs no Brasil.

Segundas vias de certidões de nascimento, casamento e óbito precisam ser requeridas no Cartório de Registro Civil onde o evento (nascimento, casamento e morte) aconteceu.

Para documentos emitidos na Alemanha, como certidões de nascimento de cidadãos alemães nascidos em território alemão, é preciso se dirigir aos Registros Civis alemães, que mantêm registros a partir do ano de 1890, aproximadamente, e poderão emitir uma segunda via da certidão.

Este depende de onde a pessoa nasceu e cada cidade alemã tem um site próprio (por exemplo: www.berlin.de) onde você pode encontrar os contatos.

Para documentos de imigração, a embaixada alemã no Brasil tem uma página só com informações sobre por onde começar a pesquisa.

Na Alemanha

Na Alemanha começa o processo de naturalização, que é diferente da cidadania por ascendência.

Para começar, você precisa ir até o Bürgeramt (registro civil) da sua cidade. É o mesmo local onde é realizado o Anmeldung, o registro na cidade que é feito quando você aluga um apartamento na Alemanha.

No site do seu Bürgeramt você vai encontrar o contato da pessoa responsável pelo Einbürgerung, que é como a naturalização é chamada em alemão.

Marque um Beratungsgespräch, uma consulta ou conversa, e a pessoa responsável te dirá se você possui o direito a se naturalizar, que documentos extras você precisa apresentar e quais os próximos passos do processo.

Neste primeiro momento, tenha em mãos:

  • Passaporte;
  • Visto ou título de permanência (o cartão do Aufenthaltstitel);
  • Contracheque dos últimos 3 meses;
  • Comprovante de proficiência em alemão em nível B1 ou superior;
  • Prova de não ter antecedentes criminais;
  • Se possível, apresente logo o comprovante do seu teste Einbürgerungstest.

Caso a resposta seja positiva, em alguns meses as autoridades alemãs entrarão em contato para você buscar seu certificado de naturalização e realizar o pagamento do processo.

O que mudou na Lei da Nacionalidade na Alemanha?

A Lei passou por uma série de reformas recentemente, facilitando o processo de naturalização para diversos grupos. Em 2021, as pessoas nascidas após 23 de maio de 1949, quando a Lei Fundamental alemã entrou em vigor, passaram a poder adquirir a cidadania alemã por declaração.

A alteração foi feita porque a lei anterior foi considerada discriminatória em relação às mulheres, o que impediu alguns filhos de mães alemãs nascidos no exterior de adquirir a nacionalidade por nascimento.

Isso ocorreu pelo fato de a legislação exigir que, caso o filho(a) tenha nascido antes de 1975 de mãe casada com estrangeiro, este não teria mais o direito de receber automaticamente a cidadania e a mãe ainda perderia a sua nacionalidade alemã.

Mulher respondendo teste de cidadania alemã
O teste de cidadania alemã é uma das exigências durante o processo de naturalização na Alemanha.

Se você ou os seus antepassados perderam a cidadania, ou não conseguiram adquiri-la, por meio desta essa lei, é possível assinar a declaração e requerer a nacionalidade. O site das representações alemãs no Brasil tem mais informações para você verificar se este é o seu caso.

É importante notar que a declaração deve ser feita até no máximo dia 19 de agosto de 2031 e enviada para o Governo Federal alemão, seja diretamente na Alemanha ou por meio da embaixada mais próxima de você.

Novas regulamentações facilitam a obtenção da cidadania alemã

O governo da Alemanha apresentou em maio de 2023 um projeto para simplificar e agilizar significativamente o processo de obtenção da cidadania alemã.

Aprovada em janeiro de 2024 como parte de um esforço do governo alemão para facilitar a integração na sociedade e atrair profissionais qualificados para o país, a lei trouxe mudanças positivas, como:

  • Redução do período de residência legal necessária: a nova legislação reduziu o tempo necessário de residência legal na Alemanha de 8 para 5 anos para os estrangeiros poderem solicitar a cidadania alemã. Isso se aplica também aos filhos de estrangeiros nascidos na Alemanha, onde pelo menos um dos pais deve ter residido legalmente no país por cinco anos antes do nascimento da criança;
  • Condições para a obtenção acelerada da cidadania: em alguns casos, pessoas com conquistas acadêmicas ou profissionais notáveis, atividades sociais ou altos níveis de proficiência na língua alemã podem ser elegíveis para a cidadania alemã após apenas três anos de residência;​
  • Dupla cidadania: a nova lei permite a dupla cidadania para cidadãos de países terceiros, o que antes era limitado em muitos casos;
  • Conhecimento da língua: os imigrantes acima de 67 anos não precisam mais comprovar o nível B1 previamente requerido. Agora basta o domínio do alemão falado por meio de prova oral.

Requisitos para pedir a cidadania alemã

Como você já deve ter percebido, o processo para solicitar a cidadania alemã varia de caso para caso, com especificidades que respeitam a sua história com o país.

Recomendamos sempre consultar as páginas oficiais do governo alemão e conferir todos os requisitos. Para facilitar a sua pesquisa, vamos listar os principais exigidos para obter a cidadania:

Certificado de nacionalidade alemã

Se você tem direito e, teoricamente, já possui a nacionalidade desde o seu nascimento, você pode fazer o “requerimento de constatação da nacionalidade alemã”.

Caso seja constatado o direito à nacionalidade alemã, você receberá o chamado “certificado de nacionalidade alemã”, que nada mais é do que uma certidão que confirma que você é cidadão alemão.

Este certificado é válido apenas para os casos de cidadania por ascendência e serve apenas para confirmá-la. Ele não serve, portanto, para casos de naturalização via tempo de residência, casamento ou adoção.

Conhecimento na língua

Se você deseja morar na Alemanha, é importante ter conhecimentos do idioma alemão para se integrar na sociedade.

É exigido um nível intermediário de alemão (B1), mas com níveis mais avançados, como C1 ou C2, é possível diminuir o período exigido para o processo de naturalização por tempo de residência.

A comprovação deve ser feita por um certificado de proficiência, seja o Goethe Zertifikat ou o dos centros de integração na Alemanha.

Conhecimentos da geografia e política da Alemanha

Além do conhecimento da língua alemã, as autoridades também presumem que um cidadão alemão deva saber sobre a geografia e política do país. Você precisa ter conhecimentos da história da Alemanha e entender o contexto político.

Para comprovar seus conhecimentos, você fará o Einbürgerungstest, um teste com 33 questões sobre a Alemanha, que explicaremos em detalhes na sequência, para obter um certificado de aprovação.

Conhecimentos do sistema jurídico e social alemão

No Einbürgerungstest, também cairão questões sobre a ordem jurídica e social da Alemanha, assim como sobre as condições de vida no país. Esta é uma forma de comprovar que você tem conhecimentos em todos os âmbitos que formam um cidadão alemão.

Documentos para solicitar a cidadania alemã

Cada caso pode exigir uma documentação diferente. Apesar disso, em geral, esses são os documentos para a cidadania alemã:

  • Passaporte atual válido;
  • Comprovante de escolaridade;
  • Visto atual no país;
  • Comprovante de renda dos últimos 3 meses;
  • Carta explicativa sobre a motivação para solicitar a cidadania alemã;
  • Comprovante de residência fixa no país;
  • Curriculum Vitae;
  • Biografia com dados pessoais, cidades onde morou/estudou, o que levou a ir para Alemanha e como foi o processo;
  • Foto atual 3×4;
  • Certificado de nível no mínimo B1 de alemão;
  • Certificado do Einbürgerungstest;
  • Formulário preenchido e assinado;
  • Formulário preenchido e assinado pelo empregado (caso haja empregador).

Lembre-se de que é solicitada ainda a certidão de casamento, caso esse seja o motivo para solicitar a cidadania alemã. Já para cidadania por descendência, serão necessários os documentos do pai ou mãe.

Além disso, todos os documentos importantes devem estar traduzidos para o alemão. Entre eles, estão a biografia e a carta de motivação. Nossa indicação é fazer a tradução de tudo com a Yellowling, uma plataforma especialista no assunto, que possui um preço competitivo no mercado, confiabilidade e entregas rápidas e de qualidade.

Após a apresentação de todos os documentos no consulado, o requerente será avisado do resultado do processo e será chamado para fazer o passaporte alemão.

Se um familiar tiver se naturalizado, fica mais fácil?

Sim. Caso algum dos seus descendentes próximos já tenha se naturalizado alemão, é provável que possua o certificado de cidadania alemã, o que facilita o seu processo.

Mas, atenção, esse certificado não é um passaporte ou uma certidão de nascimento alemã, apenas um certificado que garante o direito à emissão de alguns documentos.

A posse do certificado de naturalização por um membro da sua família também é outro fator importante que pode agilizar o seu processo de dupla cidadania alemã e brasileira. Por isso, antes de reunir todos os documentos, procure saber se alguém da sua família já fez o processo.

Teste Einbürgerungstest

O Einbürgerungstest é o teste de cidadania necessário para o processo de naturalização. Ele é um teste de conhecimentos gerais sobre geografia, política e cultura da Alemanha, e serve para provar que a pessoa possui conhecimentos o suficiente para viver no país.

Como funciona o teste

O teste é simples e dura 60 minutos. Você precisa responder a 33 perguntas de múltipla escolha e é preciso acertar pelo menos 17 para passar.

Quando fiz o curso de integração no meu primeiro ano na Alemanha, estava incluso um preparatório e a prova do “Leben in Deutschland“.

Apesar do curso ajudar bastante, pois nós praticamente decoramos as perguntas e entendemos melhor os termos mais técnicos, é possível praticar em aplicativos gratuitos no celular.

O que cai no teste?

As 30 primeiras questões são divididas em três áreas temáticas, que são “Viver em democracia”, “História e responsabilidade” e “Pessoas e sociedade”. Há ainda três perguntas específicas sobre o estado onde você mora no país.

O conteúdo exato das perguntas é diferente de estado para estado, mas você pode acessar o Portal online Einbürgerungstest para estudar para a prova aplicada no local que você mora na Alemanha.

Onde fazer e quanto custa o Einbürgerungstest?

Para se inscrever para o teste é preciso entrar em contato com a Volkshochschule da sua cidade ou do seu bairro.

O Einbürgerungstest acontece em algumas datas no mês e, dependendo da região, as vagas esgotam rapidamente. Por isto, quanto antes você agendar seu teste, melhor.

Atualmente, o teste custa 25€ por tentativa.

Quanto custa tirar a cidadania alemã?

Os custos para tirar a cidadania alemã no Brasil dependem de quantos documentos você irá precisar e das traduções juramentadas de todos eles.

Já a naturalização feita na Alemanha tem custos mais previsíveis, apesar de que também devemos contar com traduções juramentadas de históricos escolares, por exemplo.

O processo de naturalização em si custa 255€ por adulto e 51€ para crianças de até 15 anos. O pagamento é feito somente no final do processo, na hora de tirar a certidão de naturalização.

Já o processo de cidadania por descendência alemã, incluindo o de perseguição durante o nazismo alemão, é isento pelo governo. Portanto, é gratuito.

Quanto tempo para conseguir a cidadania alemã?

Os pedidos de naturalização levam até 6 meses para serem deferidos na Alemanha, dependendo da cidade ou do bairro. Isso depois de toda a papelada ser entregue.

Já os pedidos de cidadania alemã feitos no Brasil tendem a demorar mais. Em geral, para receber a cidadania leva cerca de 2 anos, mas o prazo pode variar bastante dependendo de cada situação. Isso acontece porque o processo leva em conta uma pesquisa de árvore genealógica, que pode acabar voltando gerações e mais gerações.

O que fazer depois da aprovação da cidadania alemã?

Além de todo esse processo, há também os custos do passaporte e da identidade alemã. O passaporte alemão, para maiores de 24 anos, custa 101€ e para menores de 24 anos, custa 68,50€.

No caso da identidade, os valores também variam conforme a idade e o tempo de validade. Para validade de 10 anos e idade igual ou maior de 24 anos, o valor é 67€. Ambos os documentos são feitos no Buergeramt da sua cidade ou bairro.

Como não é possível prever um valor exato, é importante que você reserve alguns bons euros para esse processo, pois sempre há imprevistos e a possibilidade de novos documentos serem solicitados.

É difícil conseguir a cidadania alemã?

Difícil não é, mas é burocrático e custa tempo e dinheiro. As maiores dificuldades estão em encontrar toda a papelada necessária, traduzir tudo e preencher formulários e mais formulários.

Vantagens de ter a cidadania alemã

Afinal, por que solicitar a cidadania alemã? Há uma série de benefícios para quem deseja morar na Alemanha, seja para trabalhar na Alemanha ou estudar no país e em qualquer outro destino da União Europeia.

Apesar de toda a burocracia, vale muito a pena ter uma cidadania alemã. Tendo em mãos o seu passaporte europeu, fica muito mais fácil viver na Europa, já que você é considerado cidadão europeu e terá todos os direitos de um local.

Ainda, com o passaporte europeu basta pedir o ESTA USA e não precisará de visto para visitar os Estados Unidos e os demais países da UE, por exemplo.

Além de poder morar na Europa sem visto (e alguns outros países do mundo), os cidadãos alemães terão direito à educação, saúde, moradia e diversos benefícios sociais do país.

No vídeo abaixo, a Carolina do canal “Carolina Klein“, que tem como tema principal a vida na Alemanha, fala mais sobre as vantagens da cidadania alemã:

Viver na Alemanha

Além disso, vale considerar a qualidade de vida na Alemanha. Graças à reconstrução após a II Guerra Mundial, o país tornou-se uma das grandes potências mundiais. Com isso, a população jovem do país também dá uma nova cara a ele.

Hoje, a Alemanha é um dos países que mais investem em tecnologia no mundo. Ainda, questões como transporte coletivo e educação são prioridades no país, onde há empregos em várias áreas, inclusive para brasileiros na Alemanha.

Vale destacar também que com a cidadania alemã há dois benefícios importantes: você passa a ser mais respeitado ao buscar vagas de trabalho e também pode pagar taxas menores nas melhores universidades da Alemanha.

Vale a pena solicitar a cidadania alemã?

Apesar das dificuldades, vale muito a pena, especialmente se o seu objetivo é viver no país. Isso porque cidadãos alemães têm direito a auxílios do governo que imigrantes recém-chegados normalmente não têm.

Essa segurança é muito importante nos primeiros anos, quando o nível de conhecimento da língua ainda é baixo e há dificuldade em procurar emprego na Alemanha.

Além disso, com a cidadania alemã, todas as preocupações em relação ao visto para Alemanha caem por terra.

Perguntas frequentes

A seguir, veja a resposta para algumas das perguntas mais frequentes sobre cidadania alemã:

Precisa ter sobrenome alemão para conseguir cidadania?

Não. Na prática, o que faz você ter direito à cidadania alemã é a ligação sanguínea com um antepassado. A Lei de Nacionalidade da Alemanha sofreu alterações recentemente, que facilitaram a aquisição da cidadania para muitas pessoas.

Portanto, é importante verificar se a nacionalidade foi transmitida para cada geração da sua família, se você possui os documentos originais ou tem acesso a eles. Em caso de dúvidas, consulte o Consulado Alemão mais próximo por e-mail e/ou preencha o formulário disponível no site.

Quantas gerações têm direito à cidadania alemã?

Quando o assunto é cidadania alemã, nunca é exagero dizer que cada caso é um caso. Existem diversas particularidades na lei que apenas analisando junto ao consulado você terá uma resposta mais clara. De qualquer forma, via de regra, não há limite de gerações para conseguir a cidadania alemã.

Quem tem cidadania alemã pode morar onde?

Quem tem cidadania alemã pode morar em qualquer um dos 27 países que fazem parte da União Europeia. É permitido se mudar para viver, estudar, investir e trabalhar nesses países sem precisar solicitar um visto previamente.

Quem tem sobrenome alemão pode morar na Alemanha?

A cidadania alemã não é determinada pelo sobrenome, mas sim por critérios legais específicos estabelecidos pela legislação alemã, que estão principalmente relacionados ao direito de sangue.

Como saber se meu sobrenome tem direito a cidadania alemã?

Você não terá direito de morar na Alemanha apenas porque tem um sobrenome com origem no país.

Mas ter um nome de família alemã pode ser um indicativo de que você tem direito à nacionalidade. Não deixe de confirmar essa informação e aproveite para consultar as origens dos nomes e sobrenomes alemães.

Posso conseguir a cidadania alemã através da bisavó?

Como explicado, pela regra geral a cidadania alemã não tem limite de transmissão geracional. Dessa forma, a resposta simples é sim, pode conseguir. Mas é preciso avaliar o caso especificamente, para conferir se o direito ainda existe.

Bisneto de alemão tem direito a cidadania alemã?

A cidadania alemã é baseada no princípio do “jus sanguinis“, o que significa “direito de sangue”. Isso quer dizer que pode ser passada de pais para filhos.

Para bisnetos, a cidadania teria que ter sido transmitida de forma ininterrupta ao longo das gerações. Se houve interrupção em qualquer geração, isso pode afetar a elegibilidade.

Para uma avaliação mais segura e detalhada, vale entrar em contato com a Embaixada ou Consulado da Alemanha ou consultar especialistas que possam auxiliar nesse processo, como a Madeira da Costa.

Quem tem cidadania alemã precisa de visto para os EUA?

Não, com uma cidadania europeia não é preciso solicitar um visto para viajar para os Estados Unidos. Para o Canadá também não é necessário, basta fazer o eTA Canada, uma autorização de viagem para o país.

Gostou do artigo? Agora que você já sabe tudo sobre a cidadania alemã, recomendo que leia o nosso ebook O Sonho de Viver na Europa, que reúne vários depoimentos de brasileiros que atravessaram o Atlântico em busca de oportunidades e melhor qualidade de vida!