Descubra tudo sobre a cultura da Alemanha e se apaixone pelo país

Como é a cultura da Alemanha?

Alemanha  / 

Muitas vezes ao pensarmos na cultura alemã é normal que em um primeiro momento tenhamos a imagem mental de algo estereotipado: pessoas com as roupas típicas da Bavária, tomando cerveja e comendo salsicha, ou pessoas frias, sérias. E claro, por aqui vemos esses estereótipos da Bavária, porém, é durante o carnaval ou na Oktoberfest.

Mas a Alemanha é um país com uma diversidade cultural surpreendente. Então, essa é a oportunidade para quem ainda não vivenciou a cultura alemã acompanhar um pouco sobre como é o dia a dia dos alemães, a variedade cultural, e até alguns fatos curiosos, de acordo com a minha perspectiva de brasileira em meio à família, amigos e colegas de trabalho alemães.

A cultura da Alemanha

Oficialmente a República Federativa da Alemanha é composta por 16 estados, que incluem 3 cidades estado: Berlim, Hamburgo e Bremen. Assim como no Brasil, onde temos culturas regionais distintas, aqui cada um dos 16 estados tem suas peculiaridades e histórias que formam a cultura da Alemanha.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

E acredite, eu não tenho a pretensão de escrever sobre todos os 16 estados e de forma extremamente precisa e profunda sobre a cultura da Alemanha.

Cultura na região sul da Alemanha

Vamos começar pela região do estereótipo: o Sul.

É da região sul que vem a fonte do estereótipo mais comum da cultura alemã: pessoas com canecos enormes de cerveja, nariz vermelho, bochechas cor de rosa, usando bermudas de couro com suspensório (chamadas de Lederhosen), ou as mulheres com o vestido rodado (o Dirndl). Esse é de fato um hábito e o vestuário tradicional da região da Bavária, e também em algumas outras regiões dos Alpes.

Costumes do Sul

Oktoberfest cultura na Alemanha

Atualmente esses trajes são usados em festividades que fazem parte da cultura da Alemanha, e principalmente, durante a Oktoberfest. Mas para os alemães, o que a Bavária tem de mais específico é o dialeto. O dialeto bávaro ainda é predominante em áreas rurais e nas pequenas cidades.

Nas grandes cidades se usa o “alemão padrão” (Hochdeutsch), que pode ser entendido em todo o país. Se você já está interessado em entender mais o idioma e aprender alemão, pode aprender um pouco mais sobre Hochdeutsch .

A Floresta Negra

cultura na Alemanha, Floresta Negra

Também no Sul, está a região de Baden-Württenberg, que abriga a Floresta Negra (Schwarzwald em alemão), outro ícone da cultura da Alemanha. Muitas pessoas conhecem um bolo com o mesmo nome: Floresta Negra. Um bolo de chocolate recheado com cerejas e chantilly.

Obviamente, pelo nome, pensamos que esse bolo é uma tradição dessa região. Porém, apesar de fazer parte da cultura da Alemanha, só há uma certeza sobre esse bolo: o bolo Floresta Negra não foi criado na região da Floresta Negra. Alguns afirmam que o bolo foi criado na região da Renânia do Norte.

Precisa enviar dinheiro do Brasil para a Europa?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram e etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Não conhece o bolo ou ficou com vontade de experimentar? Veja a receita.

Na Floresta Negra, há um outro ícone da cultura da Alemanha: os relógios cuco! Indico a leitura sobre a história dos relógios cuco. Vale a pena.

Festival Baden-Württenberg

Ainda na região de Baden-Württenberg há um festival bastante curioso, chamado Schwäbisch-Alemannische Fastnacht, que acontece no sétimo fim de semana antes da páscoa. As pessoas saem pelas ruas usando máscaras com feições assustadoras, para espantar os “maus espíritos” do inverno.

Carnaval na Alemanha

Carnaval na Alemanha

E falando em festivais, um fato curioso sobre a cultura da Alemanha é que em algumas regiões o carnaval é uma festa tradicional. O que não cabe no “estereótipo” dos alemães, certo? Eu fiquei bastante impressionada com a importância do carnaval na cidade de Colônia (Köln), que fica na região da Renânia do Norte-Vestfália (Nord Rhein Westfallen).

Velhos, adultos, jovens e crianças, todos fantasiados, enchem as ruas e as praças. Também tem um desfile de carros alegóricos e bandas tocando as tradicionais canções de carnaval. Na cultura da Alemanha cada dia da semana do carnaval tem um significado e são celebrados de formas distintas. Neste site você encontrará uma série de artigos sobre o carnaval de Colônia.

Certamente a cultura da Alemanha também envolve a cerveja

Cerveja cultura da Alemanha

E na região da Renânia do Norte-Vestfália há dois tipos de cerveja: a Kölsch , produzida em Colônia, e a Alt , produzida em Düsseldorf. No bares e restaurantes você não pede “uma cerveja”. Você pede uma Kölsch, ou uma Alt. Mas cuidado, não peça uma Kölsch em um bar de Düsseldorf ou vice e versa. A rivalidade entre as duas cidades (fictícia ou não) já é parte da cultura da Alemanha.

Mas nem tudo é cerveja. Na Alemanha também são produzidos bons vinhos! A Alemanha está no top 10 no ranking dos melhores vinhos do mundo.

Cultura alemã na região central

No centro da Alemanha está a região de Thüringen, conhecida por sua área verde que abriga o Parque Nacional da Floresta de Thüringen. Por isso, a região de Thüringen é um destino turístico para os amantes da natureza e dos esportes. A região também é parte importante da cultura da Alemanha não só pela natureza, mas também por ser parte da história de grandes ícones da cultura artística da Alemanha.

Eisenach

A cidade de Eisenach foi palco de grandes acontecimentos que fazem parte da cultura da Alemanha. Foi lá onde Martin Luther traduziu a bíblia para o alemão. Nessa mesma cidade nasceu o músico e compositor Johann Sebastian Bach, e também foi onde morou o escritor Johan Wolfgang von Goethe.

Como uma boa cidade alemã, Thüringen também tem uma festa tradicional: o Zwiebelfest , literalmente, o festival da cebola. Bateu a curiosidade? Assista aqui um vídeo do Zwiebelfest:

Mais ao Norte da Alemanha

Acima, na Alemanha inúmeros estados e cidades tiveram (e ainda têm) uma grande importância na história e na cultura da Alemanha.

A importância de Hamburgo

Hamburgo, cultura da Alemanha

Ao Norte está a cidade estado Hamburgo, que tem um grande comércio marítimo e a presença dos vikings e cristãos. O porto de Hamburgo já foi chamado de “O Portão do Mundo”, por sua importância para o comércio europeu e transatlântico. Portanto, nessa região os peixes e frutos do mar são a base da culinária tradicional. Hamburgo continua sendo uma cidade importante para o comércio e a indústria, mas também é conhecida pelo estilo de vida descontraído e livre de seus habitantes.

Do noroeste: Bremen

Bremen, cultura da Alemanha

Outra importante cidade é Bremen, junto com a cidade portuária Bremehaven, está nos roteiros turísticos principalmente por conservar a arquitetura medieval gótica de tijolos (Steingotik) e pelos ilustres Músicos de Bremen, personagens criados pelos irmãos Grimm.

A história dos Músicos de Bremen inspirou a criação de um musical na Itália, que chegou ao Brasil como o musical Os Saltimbancos, de Chico Buarque.

Quer saber tudo sobre a Alemanha? Confira as informações e entenda melhor o país bávaro.

Berlim

Berlim, cultura da Alemanha
E finalmente, chegamos em Berlim e os estados adjacentes. Esta é a região onde as marcas da divisão da Alemanha em Alemanha Oriental e Ocidental seguem não apenas como história, mas ainda são parte do dia-a-dia, seja pela presença física de partes do Muro de Berlim, mas também pelas consequências econômicas e sociais resultantes do mesmo período e que perduram. Berlim é a cidade que respira cultura, arte e história.

Os estados mais próximos a Berlim são Brandemburgo, Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental e Saxônia. Brandemburgo é um destino turístico muito apreciado pelos alemães devido às áreas verdes, lagos e riachos estreitos que deram à região o apelido de Veneza da Alemanha.

Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental também é uma região turística, onde faz parte da cultura regional velejar pelo mar Báltico e visitar as praias e ilhas da região.

E aqui termino a visão mais que geral do mapa da cultura da Alemanha, com a sensação de que uma vida apenas não é o suficiente para vivenciar tudo que esse país pode oferecer. Então, partimos agora para a parte mais próxima do cotidiano.

O que se come e o que se bebe na Alemanha

O que se come na Alemanha

Segundo o blog Brotexpert, na Alemanha existem cerca de 3.200 registros de diferentes receitas de pão, ou Brot em alemão. Mas como esse número é assustador, as pessoas dizem que existem cerca de 300 tipos de pão. Ainda assim, esse é um número que impressiona.

Por isso eu coloco o pão como a primeira comida que vem na minha mente quando penso na cultura da Alemanha. No entanto as salsichas são de longe o alimento mais famoso da Alemanha. E como são parte da cultura da Alemanha, há variações regionais das receitas.

Quando a comida e o idioma se misturam: o caso do Butterbrot

Butterbrot. Quando escutei essa palavra pela primeira vez fiquei confusa. Na hora do jantar, ele perguntou se eu queria um Butterbrot. Butter significa manteiga. Brot significa pão. Claro que não! Eu não como manteiga! Será que ele esqueceu? Não é possível! Mas tudo bem, ele não tinha esquecido, e só então me explicou que Butterbrot é a palavra para “pão com alguma coisa“. Pode ser pão com queijo, embutidos, salada… e não necessariamente manteiga.

Afinal o idioma alemão não é sempre preciso

Lembrando que o idioma alemão é bastante preciso, dessa vez eles conseguiram generalizar. Se no Brasil oferecemos um pão com manteiga, só vai ter manteiga no pão. Qualquer outra coisa que seja colocada no pão será especificada. Vai entender…

E o lanche da tarde?

Se no meio da tarde bater aquela “fominha de algo pequeno”, um salgado, ou um pão-de-queijo… não tem! Salgados são um costume muito brasileiro. Aqui seria mais fácil encontrar uma torta, ou um bolo. A tradição é o Kaffee und Kuchen, literalmente café e bolo. Isso é o “lanche da tarde“, geralmente às 3 horas.

Pratos mais comuns

A carne de porco, as batatas e o “chucrute” (Sauerkraut) são sem dúvida a base de muitos pratos do dia-a-dia e também de pratos para celebrar datas especiais.

Veja mais do que se come por lá, conheça as comidas típicas da Alemanha.

O que se bebe, além das cervejas?

Água com gás

Os alemães bebem mais água com gás do que água sem gás e até hoje ninguém conseguiu me explicar porque.

Apfelschorle

Uma mistura de suco de maçã com água gaseificada. Esta é a mistura mais famosa, porém qualquer suco misturado com água com gás será um Schorle. As possibilidades de misturas são muitas. Eu adoro o Maracujashorle, porque tem gostinho de Brasil.

Não há sucos naturais nos restaurantes

O comum são os sucos industrializados ou refrigerantes. E qualquer um desses líquidos será mais caro do que uma cerveja. Os refrigerantes também são bastante consumidos, e um refrigerante muito famoso é uma mistura de Fanta com Coca.

Comidas de ruas populares

Já as comidas mais comuns nas ruas alemãs são:

  • Curry Wurst: é uma salsicha grelhada servida com molho curry, inventada de Berlim;
  • Bratwurst: salsicha grelhada servida com pão;
  • Batata frita (sempre coberta com maionese e/ou ketchup);
  • Döner kebab: chegou por aqui com os turcos, mas ficou conhecido no Brasil como churrasco grego.

O papel da religião na cultura da Alemanha

A religião na cultura da Alemanha

Ter uma religião também faz parte da cultura da Alemanha. Estima se que na Alemanha 1/3 da população seja protestante, 1/3 católica e o 1/3 restante não segue uma religião.

A Alemanha é um Estado Laico, portanto, nas escolas a religião é uma matéria optativa. Ninguém é obrigado a frequentar as aulas de religião. Porém, muitas pessoas optam pelas aulas de religião como uma forma de aprender sobre a história e a cultura da civilização, não necessariamente por religiosidade.

As igrejas têm um papel social muito importante na cultura da Alemanha com relação ao acolhimento das minorias, como os programas destinados aos refugiados e as igrejas protestantes LGBTI.

A importâcia do tempo livre para os alemães

Como eu já disse, o tempo é algo muito precioso para os alemães. Faz parte da cultura da Alemanha otimizar o tempo gasto com obrigatoriedades do dia-a-dia, para ter tempo livre.

Otimizando o tempo

Para otimizar o tempo, os alemães têm muita pressa em atividades como fazer compras no supermercado, ir ao banco, locomover-se, e algumas vezes até o horário do almoço pode ser usado para trabalho, rendendo 30 minutos de tempo livre se você come enquanto trabalha, por exemplo.

Então não se assuste com a velocidade com que os caixas dos supermercados empurram seus produtos, nem com as pessoas “bufando” quando alguém demora e a fila não anda.

Já compartilhei também várias dicas que você não pode perder sobre como encontrar emprego na Alemanha.

Mas o que os alemães fazem no tempo livre?

Simples: as pessoas sofrem de Freizeitstress. Esta é uma expressão que parece recente, mas que já faz parte da cultura da Alemanha.

Freizeit significa tempo livre, e pode causar estresse quando a pessoa tem tantas opções de coisas para fazer, que não consegue se decidir e por vezes acaba não fazendo nada.

Entre as opções favoritas dos alemães para gastar o tempo livre estão:

  • Praticar esportes;
  • Caminhar pelos parques ou florestas;
  • Jardinagem (essa merece um parágrafo a parte na sessão de curiosidades da cultura da Alemanha);
  • Reunir amigos ou família, principalmente no verão, para fazer churrasco;
  • E mais: ler, ir ao cinema, sair para beber/comer, fazer compras (agora sem tanta pressa).

Fazer compras em um shopping center não é parte da cultura da Alemanha. Poucas cidades tem um shopping center como nós temos no Brasil. Geralmente há uma parte da cidade onde as lojas estão concentradas ao redor de um calçadão. E estar ao ar livre é prioridade quando o clima está agradável.

As pessoas são frias e respeitadoras?

Vamos começar com outra pergunta. Você se considera uma pessoa fria? Qual é a sua definição de respeito? A definição de respeito varia de acordo com a pessoa e também com o conceito estabelecido culturalmente.

Com relação ao que a maioria dos brasileiros esperam das outras pessoas e estão acostumados, pode se dizer que os alemães são frios.

Mas eu acho que confundimos frieza com respeito.

Respeito, respeito e um pouco de frieza?

Os alemães querem ser educados e não intrometer na sua vida ou lhe perturbar, então há uma distância, que muitas vezes consideramos como frieza. E a sinceridade deles também pode soar rude, ou fria, mas aqui faz parte da cultura da Alemanha, do que os alemães consideram respeito.

Os alemães não ficam enrolando

As pessoas não ficam enrolando para dizer algo. Se você pergunta se a pessoa pode fazer alguma coisa para você, ela vai responder sim ou não. Sem maiores detalhes. Isso se chama praticidade e também é uma forma de respeito: não dar esperanças, se comprometer com algo e depois decepcionar a pessoa.

Já sabemos que poupar tempo é uma parte importante da cultura da Alemanha. Por enquanto tenha em mente que as pessoas precisam de um tempo de convivência maior para se soltarem um pouco mais. Se você passar com sucesso pela fase inicial e mais superficial, depois de algum tempo as pessoas se mostrarão bem mais calorosas e verdadeiramente amigas.

Os alemães trabalham demais?

As pessoas por aqui trabalham geralmente em torno de 40 horas por semana. E para a maioria dos trabalhadores não há expediente aos domingos. Aos domingos o comércio em geral está fechado. Apenas as padarias, restaurantes e locais que oferecem atividades de laser estarão abertos. Porém, as farmácias estarão fechadas.

E se eu ficar doente?

Sinto muito, você ficou doente no dia errado. Mentira!:)
Há uma lista de farmácias que estarão em plantão. Mas não tem entrega de medicamentos, pode se preparar para ir até a farmácia em plantão mais próxima, ou contar com a ajuda de alguém.

E essa anedota de ter que ficar doente no dia certo dizemos que é um reflexo da pontualidade na cultura da Alemanha.

A pontualidade alemã é real

A pontualidade na cultura da Alemanha

Sem dúvidas a pontualidade não é apenas um estereótipo. A pontualidade é uma regra da cultura da Alemanha. Porém, há maleabilidade, claro. É engraçado que para algumas aulas na universidade os professores já determinam na programação se eles serão pontuais ou se terão uma tolerância para eventuais atrasos.

Não há muitos atrasos

Geralmente as pessoas não se atrasam muito, mesmo sabendo que existe essa tolerância. Por isso, não apenas nas universidades, mas em qualquer horário marcado, as siglas c.t. ou s.t., saiba que elas estão especificando se há tolerância para atrasos, ou não.

s.t. vem da expressão em latim “sine tempore”. Ou seja, sem tempo. Portanto, se o compromisso começa às 11:00 s.t., não haverá tolerância para atrasos.

c.t. vem do latim “cum tempore”, o que significa que haverá uma tolerância para atrasos, que é muitas vezes, de 15 minutos.

Fique atento. Para as festas há pontualidade também, mas geralmente só para o início da festa.

Então os alemães gostam de festa?

Claro! Se alguém souber de um povo que não gosta de celebrar, por favor me diga, porque nem o Google soube me dizer. Celebrações fazem parte da cultura da Alemanha. Os alemães também fazem festas em família, entre amigos ou entre colegas de trabalho.

A família está convidada para a festa

Aqui entra um outro ponto curioso da cultura da Alemanha: o conceito de família. Família são os pais e avós, algumas vezes para as festas convidam os tios, tias e primas(os).

A principal tradição da Alemanha

Uma tradição que está distribuída em praticamente todo o país são os Mercados Natalinos, que começam sempre no final de novembro e ficam abertos até o dia 23 de dezembro, acompanhando as semanas do Advento. Nesses mercados são vendidas comidas e bebidas típicas do Natal e artesanato. Os mercados também podem ter apresentações de música, teatro e dança, além de outras atrações para crianças.

O Natal é muito importante

O Natal é realmente uma parte importante da cultura da Alemanha. Durante todo o mês de dezembro há atividades exclusivas dessa época do ano. Se você gosta do Natal e quer saber mais sobre o que os alemães fazem nessa época, aqui você terá mais informações.

Algumas curiosidades sobre a cultura da Alemanha

O uso do calendário

As pessoas marcam compromissos, encontros ou mesmo pequenas festas com antecedência de semanas ou meses, por isso é importante usar um calendário.

Comemorando com bolo

No dia do seu aniversário você deve levar o bolo para comemorar com seus colegas de trabalho.

Assoar o nariz em público é normal

Falta de educação é ficar fungando, com o nariz escorrendo.

Utensílios extremamente específicos

Com a necessidade de serem práticos e rápidos, os alemães têm objetos muitas vezes produzidos para executar uma única tarefa, que poderia ser executada por outra ferramenta. Um pequeno exemplo: você pode encontrar um cortador de melancia, um cortador de maçã, e um cortador de manga, mas também pode encontrar facas específicas ou um cortador universal.

A cultura de cuidar do jardim

Como mencionei antes, essa é uma atividade bastante prazerosa para os alemães. Porém, muitas pessoas vivem em apartamentos onde não têm jardins, ou mesmo em casas sem um jardim. A solução? Alugar um espaço em um terreno e cultivar lá o seu jardim. Esses espaços são chamados de Schrebergärten, também conhecidos em outros países como hortas urbanas.

Toc toc

Em apresentações profissionais, discursos, ou eventos nos quais nós aplaudimos como sinal de aprovação, os alemães batem nas mesas ou cadeiras, como batemos nas portas, fazendo aquele som de “toc, toc, toc”. Também não batem palmas quando cantam parabéns… e eu sempre esqueço disso.

Se eu pudesse resumir a cultura da Alemanha…

Resumindo a cultura da Alemanha

Eu diria que a cultura da Alemanha é baseada em manter suas tradições e história, ensiná-las para as novas gerações, manter vivas as memórias, sejam boas ou ruins pois com ambas se aprende muito, ao mesmo tempo em que caminham para o futuro.

É bem provável que eu tenha perdido algumas coisas de outras regiões. E se você também tem contato com a cultura alemã, o que você acrescentaria, (ou tiraria) como representações da cultura da Alemanha?

Se gostou de conhecer, veja também o artigo tudo sobre a Alemanha.

Rachel é brasileira e mora na Alemanha há cinco anos. Formada em biologia, deixou Minas Gerais para fazer mestrado em São Paulo, e o doutorado a trouxe para a Alemanha. Ainda não sabe se vai parar por aqui, ou qual será a próxima parada. Adora viajar, contar causos e conhecer pessoas.