Anualmente, a Alemanha atrai milhares de imigrantes em busca de uma oferta de emprego em um país com altos índices de qualidade de vida. Estudos indicam que o país depende da mão de obra estrangeira e qualificada para se manter como uma das maiores economias mundiais. Por esse motivo, diferentes políticas e modalidades de visto específicas para atrair tais profissionais foram criadas. Se você tem planos de trabalhar na Alemanha, este artigo foi escrito especialmente para você.
Vamos contar sobre como é trabalhar no país, quais são os salários médios e quais os profissionais mais bem remunerados. Além disso, vamos dar todas as dicas para conquistar uma boa oportunidade no mercado de trabalho alemão.

Como trabalhar na Alemanha?

As principais etapas para conseguir trabalhar na Alemanha são:

  1. Ter cidadania europeia ou solicitar um visto ou permissão de residência que permita trabalhar ou procurar emprego no país;
  2. Procurar por oportunidades em sites de emprego ou diretamente nos locais em que tenha interesse em trabalhar;
  3. Montar um bom documento de candidatura que inclua, idealmente, os seguintes itens: índice, carta de apresentação, currículo com foto, cartas de recomendação e certificados acadêmicos (preferencialmente apresentados nesta ordem).
  4. Se preparar para a entrevista de emprego;
  5. Assinar o contrato de trabalho.

Como conseguir trabalho na Alemanha?

Há diferentes maneiras de conseguir uma oportunidade de trabalho e morar na Alemanha. O país conta com a Bundesagentur für Arbeit, uma agência que presta atendimento e dá orientação aos profissionais em busca de uma colocação no mercado de trabalho.
As formas mais comuns de se conseguir uma oportunidade atualmente são, entretanto, utilizar portais de emprego ou redes sociais. Outra opção interessante é verificar a oferta de vagas diretamente nos sites das empresas que te despertam interesse.

trabalhando na Alemanha

Para os estudantes, a melhor opção é ficar atento aos anúncios que são colados nos murais da universidade onde são divulgadas muitas oportunidades, como estágios e trabalhos como assistente de pesquisa.
Para quem busca por vagas de minijob (empregos com remuneração limitada à 450€ mensais), uma boa opção é circular pela cidade atento aos anúncios colados nas vitrines de restaurantes, cafés, supermercados e lojas.

Melhores sites de emprego

Os melhores sites de emprego para procurar por oportunidades em toda a Alemanha são o o Meine Stadt e o Monster. Contudo, se você já possui uma cidade em mente, recomendo que busque por sites específicos deste município.
Além disso, você pode entrar nos sites das empresas nas quais você já possui interesse em trabalhar e verificar se há vagas disponíveis ou até mesmo enviar candidaturas espontâneas, as quais são geralmente muito bem vistas na Alemanha.
As redes sociais LinkedIn e Xing também são bastante utilizadas no país, portanto é recomendável manter seu perfil atualizado nestas plataformas.

Como preparar o currículo para a Alemanha?

Os modelos de currículo adotados na Alemanha não são muito diferentes do que adotamos no Brasil. Há uma preferência por currículos tabulares, os seja, com tabelas (sem linhas de borda) que organizam o conteúdo em temas e separem as colunas entre período/ano e cargo/atividade. É importante descrever suas atividades e não apenas listar o nome dos cargos que você já exerceu. Além disso, é visto como positivo que o currículo contenha uma boa foto.
Ademais, é essencial que o currículo seja precedido por uma carta de apresentação, a qual deve ser escrita especificamente para a vaga a qual está se candidatando. A carta deve nomear a vaga e a empresa e explicar por que você se encaixa na sua vaga.
As informações do seu currículo podem ser apresentadas brevemente, mas não são o principal da carta, afinal o currículo já será apresentado em seguida. Utilize a carta de apresentação para esclarecer a razão pela qual você acredita que o trabalho vai ser positivo para a sua carreira e desenvolvimento pessoal. É visto com bons olhos falar sobre sua personalidade, seus objetivos futuros, seus hobbies e interesses.

Precisa falar alemão?

Há profissionais qualificados que conseguem empregos na Alemanha em que precisam apenas falar o inglês, principalmente em startups em Berlim. Contudo, esses são casos bastante específicos e, se você quer ampliar as suas chances de conseguir uma boa vaga de trabalho na Alemanha, é essencial aprender alemão.
Além disso, não falar o idioma local traz inúmeras limitações e dificuldades no dia a dia, implicando em questões como desintegração social, ausência de autonomia e constante necessidade de suporte de uma rede de apoio que possa falar o idioma.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Minha experiência sobre trabalhar na Alemanha sem fluência no alemão

Tive diferentes experiências de trabalho na Alemanha e apenas nas vagas dentro do ambiente universitário pude trabalhar em inglês.
Como profissional de apoio em eventos ou como garçonete, ainda que meu alemão fosse limitado, era essencial que eu conseguisse compreender o que os meus superiores e os clientes diziam e, principalmente, que conseguisse minimamente me comunicar com eles. Passei por muitas situações extremamente constrangedoras por não ser fluente no idioma.

Frustrações por não conseguir me comunicar de forma adequada

Após concluir meus estudos de mestrado e ter estudado alemão até concluir o nível intermediário, fui trabalhar em um escritório, já em um cargo mais alto e em regime de tempo integral.
Embora todos na empresa falassem muito bem inglês e soubessem das minhas limitações, eles apenas se comunicavam comigo em seu idioma local e demandavam que redigisse atas, e-mails e até mesmo relatórios em alemão. Eles eram compreensivos e pacientes, mas a cobrança interna é uma realidade na vida do imigrante.
Foi uma experiência extremamente difícil e, por esse motivo, não recomendo trabalhar no ambiente corporativo sem saber alemão, exceto caso a não obrigatoriedade do idioma esteja explícita na descrição da vaga e se o trabalho for em startup ou empresa de tecnologia.
Ainda que para muitas vagas a fluência em alemão não seja pré-requisito, é muito provável que em algum momento irá surgir uma demanda banal que exija o idioma, fazendo com que você se sinta extremamente frustrado por não conseguir realizá-la com a devida efetividade.

Precisa validar diploma?

Sim, quem possui nível superior e pretende trabalhar na área de formação, deve, de uma forma geral, validar o diploma na Alemanha. Caso você realize um curso de graduação ou pós-graduação na Alemanha antes de ingressar no mercado de trabalho no país, não há, contudo, essa necessidade.

Salários na Alemanha

O salário mínimo na Alemanha é um dos maiores da Europa. Em 2021, o mínimo corresponde a 9,50€ por cada hora de trabalho. Dessa maneira, os profissionais com jornada de trabalho em tempo integral devem receber, no mínimo, 1.520€ por mês (bruto).
Embora relativamente alto, o salário mínimo na Alemanha não é considerado um excelente salário. É possível viver com este valor caso compartilhe apartamento ou opte por viver em cidades menores ou áreas mais distantes dos grandes centros urbanos. Assim, o ideal é que se tenha uma remuneração maior, principalmente caso tenha despesas com família e filhos.
O salário mínimo geralmente é pago para as funções que não exigem formação acadêmica. Contudo, caso o profissional trabalhe em período noturno ou aos finais de semana, tais como garçons, recepcionistas de hotel, promotores de eventos ou atendente de bares é comum que recebam salários acima do valor mínimo.

Quais profissões recebem salários mais altos?

Na Alemanha os cargos para os quais se exigem o Ausbildung (uma formação técnica) geralmente já recebem um salário superior ao mínimo estabelecido por lei. Assim como no Brasil, quanto maior a formação acadêmica, maior a probabilidade de se obter uma maior remuneração.
De acordo com reportagem do Merkur, as profissões mais bem pagas na Alemanha em 2021 são: médico, gestor de vendas, gerente de investimentos financeiros, gestor comercial e gestor de Tecnologia da Informação (TI).
Além da formação, cargo e ramo de atividades, os salários também podem variar de acordo com a localidade. Dados coletados por meio da plataforma Numbeo em abril de 2021 demonstram que o salário médio líquido em Munique é de 3.124,25€, enquanto o salário médio líquido em Berlim é de 2.418,09€.
trabalhar com TI na Alemanha

Como saber quanto posso ganhar ao trabalhar na Alemanha?

Uma boa opção para investigar melhor a remuneração dos profissionais na Alemanha em diferentes regiões do país é o portal Entgeltatlas, que permite buscar pelo cargo e região e informa dados estatísticos sobre a remuneração mínima, média e máxima de tais profissionais.
Se você recebeu uma oferta de emprego e não sabe se a remuneração oferecida está compatível com o mercado de trabalho e suas qualificações, este site pode ajudar a propor um salário justo ao empregador.
Se você quer saber se a proposta de salário que recebeu irá ser suficiente para cobrir seus custos de vida na Alemanha, não deixe de ler nosso artigo que aborda especificamente este tema. De um modo geral, há um alto poder de compra na Alemanha.

Brasileiros podem trabalhar na Alemanha?

Sim, brasileiros são super bem-vindos no mercado de trabalho alemão. É importante, contudo, que tenham o visto ou a permissão de residência adequada para exercer a função desejada.

Como conseguir visto de trabalho na Alemanha?

Há diferentes modalidades de visto para a Alemanha. Para quem pretende trabalhar, as modalidades mais comuns são o visto de trabalho e o visto para procurar vagas de emprego. Além disso, também é possível trabalhar em tempo parcial com os vistos de estudante universitário (graduação ou pós-graduação).
O visto para procurar emprego na Alemanha é uma facilidade oferecida aos estrangeiros com formação acadêmica e visa estimular o ingresso de mão de obra qualificada no mercado de trabalho no país. Este visto permite ficar até seis meses no país buscando uma colocação na sua área de formação. Ao conseguir o emprego, o profissional deve solicitar a autorização de residência para trabalhar na Alemanha.

Cidadania europeia para trabalhar na Alemanha

A cidadania europeia pode ser um grande facilitador para ingressar no mercado de trabalho na Alemanha. Quem trabalha no país como cidadão europeu está dispensado da necessidade de uma permissão de residência ou visto de trabalho e pode exercer profissões que não estejam relacionadas à sua área de formação.
Ademais, os estudantes com cidadania europeia não possuem a mesma limitação de carga horária que os estudantes estrangeiros possuem. Assim, eles podem conciliar os estudos com o trabalho em tempo integral. Ressalta-se, entretanto, que trabalhar em paralelo aos estudos é bastante raro e difícil, considerando o intenso plano de aulas e o grande volume de atividades extraclasse nas universidades na Alemanha.

Áreas com mais oportunidade de emprego na Alemanha

De acordo com dados da Statista, os grupos ocupacionais com mais vagas no mercado de trabalho primário na Alemanha em fevereiro de 2021 foram:

  1. Profissões médicas de saúde;
  2. Transporte, logística (exceto condução);
  3. Mecatrônica, energia e ocupações elétricas;
  4. Ocupações de vendas;
  5. Ocupações mecânicas e de engenharia de veículos.

Observa-se que as profissões relacionadas à saúde ou ao campo de transporte e logística como as mais demandadas no início de 2021. Entretanto, deve-se considerar que se trata um período atípico, em que todos os serviços não-essenciais não estavam funcionando no país, em função da pandemia do Covid-19.
Ainda de acordo com os dados estatísticos, o número total de vagas de emprego relatadas na Alemanha em fevereiro de 2021 foi aproximadamente 15,5% menor do que no mesmo mês do ano anterior.

Outros profissionais para os quais ainda existem muitas vagas

De acordo com uma reportagem do Stern, setores como o turismo e a gastronomia foram bastante atingidos na Alemanha no último ano. Apesar disso, uma pesquisa que avaliou 600 mil anúncios de emprego publicados entre março de junho de 2020 identificou cinco grupos ocupacionais para os quais ainda existem muitas vagas no país. São eles:

  1. Engenheiros de Gerenciamento de projetos (17,8%);
  2. Desenvolvedores de software (12,5%);
  3. Consultores de TI (6,3%);
  4. Administradores de sistemas e redes (4,8%);
  5. Pessoal de saúde e enfermagem (4,7%).

Assim, temos as áreas de engenharia, tecnologia da informação, e saúde como aquelas com o maior número de oportunidades de trabalho na Alemanha.

Direitos dos trabalhadores na Alemanha

Para quem está acostumado com o regime CLT e os direitos conferidos e os benefícios comumente oferecidos aos funcionários no Brasil, pode se decepcionar um pouco ao chegar na Alemanha. Apesar dos altos salários, os trabalhadores na Alemanha não costumam receber 13.º salário, vale-transporte ou vale-refeição.
A licença maternidade é similar ao Brasil, sendo concedidas 14 semanas de licença integralmente remunerada às mães. Contudo, uma diferença no que diz respeito aos direitos concedidos aos trabalhadores que optam por ter um filho é o Elternzeit, que é a licença com remuneração parcial proporcional ao salário, a qual é concedida por até 12 meses a um dos dois responsáveis pela criança (o pai ou a mãe). O Elternzeit pode se prolongar por até três anos, contudo, sem que haja remuneração, mas existindo a estabilidade da manutenção no emprego.
Além disso, há também o Kindergeld que é um auxílio mensal de cerca de 219€ por filho, até que completem, pelo menos, 18 anos de idade.

Como é o contrato de trabalho na Alemanha?

Os contratos de trabalho na Alemanha podem ser por tempo determinado ou indeterminado. Os contratos por tempo indeterminado geralmente indicam maior estabilidade e também facilitam a obtenção de crédito e financiamento para compra de um imóvel, por exemplo.
É importante ressaltar que contratos só possuem valor legal caso estejam na língua alemã. Assim, é necessário que, caso não saiba o idioma, conheça alguém que possa te assessorar nesta etapa.
trabalho de campo na Alemanha

Qual a carga de trabalho alemã?

Assim como no Brasil, a carga de trabalho mais habitual na Alemanha é de 40 horas semanais. O que faz parecer que os alemães trabalham menos horas que os brasileiros é fato de que não há obrigatoriedade da pausa mínima de 1 hora para o intervalo do almoço, como ocorre no Brasil. Na Alemanha, os funcionários normalmente realizam um lanche ou almoço rápido e logo retomam as atividades. Assim, acabam retornando mais cedo para a casa.
Além disso, na Alemanha é relativamente comum que algumas pessoas optem por trabalhar em período parcial, com carga horária de 20 ou 30 horas semanais. Trata-se de uma escolha pessoal, pois muitos preferem ter um maior equilíbrio entre vida profissional e pessoal. Ademais, essa é uma possibilidade muito adotada por aqueles que desejam conciliar o trabalho com a maternidade ou a paternidade.
Existem, ainda, os chamados minijobs, com carga horário de cerca de 10 horas por semana.

Como são as férias na Alemanha

Na Alemanha, os trabalhadores que trabalham 5 dias por semanas possuem direito a, no mínimo, 20 dias úteis de férias remuneradas. Algumas empresas, entretanto, oferecem um número maior de dias de férias aos seus funcionários, o que é determinado pelo contrato de trabalho.
Diferente do Brasil, em que é necessário que o funcionário trabalhe por um ano para então poder gozar do direito de férias, na Alemanha é possível solicitar as férias já após o primeiro mês de trabalho. As férias são, assim, oferecidas de maneira proporcional ao período a ser trabalhado no ano calendário.
Há também maior flexibilidade no agendamento, sendo possível tirar apenas uma quantidade pequena de dias de férias.

Dicas para conseguir trabalhar na Alemanha

Para conseguir trabalhar na Alemanha a principal dica é ser persistente e buscar constantemente por diferentes oportunidades. Você pode enviar seu currículo de forma espontânea para as empresas da sua área de interesse.
Além disso, uma boa carta de apresentação é essencial para conseguir trabalhar na Alemanha. Os alemães valorizam uma carta que justifique os seus interesses por aquela oportunidade e que digam um pouco sobre sua personalidade.
Ao ser chamado para uma entrevista de emprego, prepare-se bastante. Estude sobre a empresa, suas atividades e seu quadro de funcionários. Normalmente as entrevistas na Alemanha são longas e contam com mais de um entrevistador. A comunicação clara e objetiva é muito valorizada pelos alemães, de uma forma geral. Algumas empresas adotam abordagens de seleção com perguntas que são feitas com o objetivo de desestabilizar os candidatos e ver como eles reagem em situações adversas: esteja preparado!
Por fim, a principal dica é: não desista após alguns feedbacks negativos. Conseguir trabalhar na Alemanha não é tão fácil assim, mas também não está muito fácil conseguir uma oportunidade no Brasil, certo? Persevere e capriche nos documentos para a sua candidatura e na preparação para as entrevistas.
Gostou do artigo? Espero que ele te ajude a entender mais sobre o mercado de trabalho na Alemanha. Se estiver buscando uma oportunidade, desejo-lhe boa sorte e muito sucesso nesta trajetória! E deixo uma dica final: o ebook O sonho de viver na Europa. O livro apresenta histórias de brasileiros que decidiram recomeçar no Velho Continente.