A Alemanha é um dos países europeus que mais atrai brasileiros que buscam bons salários e qualidade de vida, mas será que o salário mínimo da Alemanha é tão bom assim? Neste artigo, vamos apresentar a evolução salarial dos últimos anos, quais os impostos que ficam retidos e se é possível viver ganhando o mínimo.

Qual o salário mínimo na Alemanha?

Atualmente, o valor hora é de 9,82€ e deve chegar a 10,45€ até o segundo semestre de 2022.

Para quem não sabe, a Alemanha instituiu o salário mínimo apenas em 2015. O país ocupa uma posição privilegiada no ranking europeu, com um dos maiores salários mínimos na Europa, mas sua taxa de impostos sobre o salário bruto preocupa bastante quem vem de fora.

Evolução do salário mínimo na Alemanha

Desde 2015, quando foi instaurado o salário mínimo na Alemanha, o valor terá aumentado 22,9% até o próximo reajuste salarial, que ocorrerá no segundo semestre de 2022, passando a ser 10,45€ por hora bruta trabalhada.

Gráfico apresenta a evolução do salário mínimo na Alemanha
Evolução do salário mínimo na Alemanha em valor hora (euros). Fonte: DGB – Confederação Sindical Alemã

Como é calculado o salário mínimo na Alemanha?

O salário mínimo na Alemanha é calculado por horas trabalhadas, portanto, pode haver uma variação de acordo com a carga horária de cada pessoa.

Para ter uma noção do valor mensal, basta multiplicar a quantidade de horas pelo valor pago. Uma estimativa do Escritório Federal de Estatística Alemão – Destatis (Statistisches Bundesamt) – que recolhe e analisa informação sobre a economia e a sociedade – aponta que o salário mínimo fica em torno de 1.621€ mensais bruto para quem trabalha na Alemanha em tempo integral.

O salário mínimo no país é revisado pela Comissão de Salário Mínimo, constituída por sindicalistas, empregadores e um presidente independente.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Quais impostos incidem sobre o salário?

E já que os impostos são tão polêmicos na Alemanha, vamos explicar quais deles incidem sobre o salário de um trabalhador no país.

Inicialmente, vale destacar que o sistema tributário alemão é bem diferente do brasileiro. O imposto de renda por lá – chamado de Einkommensteuer (EST) – é retido diretamente na folha de pagamento, e pode variar de 15% a 45% do salário.

Porém, não é necessário fazer a declaração como acontece no Brasil, salvo algumas exceções, como:

  • Profissionais autônomos;
  • Quem possui renda fora da Alemanha (imóveis, aposentadoria, etc);
  • Quem tem mais de uma fonte de renda;
  • Quem recebe qualquer tipo de auxílio do governo;
  • Quem pretende solicitar possíveis restituições.

Além disso, pessoas que ganham um salário inferior ao mínimo, somando pouco mais de 9.700€ anuais, estão isentas de pagar o imposto de renda (valor base de 2021).

Impostos retidos no salário mínimo na Alemanha
Impostos retidos na Alemanha podem chegar a quase metade do salário de um trabalhador.

Outros fatores considerados na hora de pagar os impostos, além do salário, é o estado civil da pessoa, o estado que ela vive, assim como a quantidade de filhos, filiação religiosa, idade, seguro saúde, dentre outros. Existem seis categorias diferentes que você pode se enquadrar. São elas:

  • Classe 1: solteiros, viúvos, divorciados ou pessoas que não moram com o cônjuge;
  • Classe 2: pais solteiros;
  • Classe 3: casados com renda superior à do cônjuge na classe 05 e pessoas que recebem algum tipo de benefício do governo;
  • Classe 4: casados que recebem salários equivalentes;
  • Classe 5: casados cuja renda é inferior à do cônjuge na classe 03;
  • Classe 6: quem possui mais de uma fonte de renda, não dependendo do estado civil.

Qual o salário líquido de quem ganha o mínimo na Alemanha?

O salário líquido, como você já pode imaginar, varia de acordo com a classe que você se enquadra. Portanto, uma dica é fazer o cálculo em alguns sites – como o Relocate – que simulam as taxas conforme a classe, ajudando a ter uma boa estimativa do que poderá sobrar após as taxas no final do mês.

Qual o salário médio na Alemanha?

Apesar de o salário mínimo na Alemanha ser a realidade de boa parte da população alemã, existe uma variação entre as profissões, com alguns cargos mais altos podendo pagar até 190 mil euros anuais, o que coloca a régua um pouco acima do valor mínimo estipulado pelo governo.

Segundo o site Numbeo, o salário médio na Alemanha após as taxas é de aproximadamente 2.800€ mensais. Já o Destatis traz uma estimativa de 4.168€ mensal bruto. Nada mal, não é mesmo?

Quem ganha salário mínimo no país?

Por lei, todos os trabalhadores maiores de 18 anos têm direito a receber o salário mínimo na Alemanha. Porém, há profissões cujo salário dificilmente atingem a média alemã, citada acima.

Vale ressaltar que existe uma multa para empresas que não pagam o mínimo a seus colaboradores, que pode chegar a 500 mil euros.

Como já é esperado, os menores salários na Alemanha são de profissionais de baixa escolaridade, como os trabalhadores de restaurantes – que muitas vezes são ocupados por estrangeiros – e da hotelaria.

Além deles, o site de carreiras Gehalt fez um atlas salarial em 2019 mostrando as diferenças de pagamento, sendo os menores as seguintes profissões:

Profissão Salário anual
Auxiliar de cozinha 21.907€
Cabeleireiro 23.202€
Garçom/garçonete 23.619€
Call center 25.200€
Recepcionista 25.372€
Caixa 26.572€
Cozinheiro 27.195€
Auxiliar de dentista  27.993€
Cuidador 28.002€
Motorista comercial 28.436€

Saiba também como vivem os brasileiros na Alemanha.

Existe diferença salarial entre gêneros na Alemanha?

Sim. Infelizmente, a diferença salarial entre homens e mulheres é um problema global, afetando inclusive países como a Alemanha. Segundo a ONU, o gap salarial de gênero no mundo é de 16%, com uma diferença ainda maior quando se coloca na conta o fator racial, imigrantes e mães.

Com uma das maiores lacunas salariais entre gêneros na União Europeia, as mulheres na Alemanha, segundo dados do Destatis, ganharam em média 18% menos, por hora, do que os homens em 2021, mesma porcentagem do ano anterior.

Geralmente mais baixos em todos os países, independentemente do cargo, nível de educação e faixa etária, os salários femininos levariam mais de 250 anos para alcançar a paridade de gênero, conforme aponta um relatório da ONU Mulheres.

No caso da Alemanha, a diferença salarial entre gêneros pode variar conforme o estado também, sendo o de Baden-Württemberg de maior discrepância, de 26,5%, segundo o último Atlas Salarial de 2019, e o estado de Mecklenburg-Vorpommern com uma diferença de 16,4%, a menor de todo o país.

De qualquer forma, o governo alemão tem buscado soluções para esse problema.

Gráfico apresenta Desigualdade salarial entre gêneros na Alemanha
Desigualdade salarial entre homens e mulheres de forma não ajustada pela atividade. Fonte: Eurostat.

Em 2018 foi aprovada uma lei, chamada de Lei da Transparência de Remuneração, que permite que os funcionários de uma empresa com mais de 200 pessoas questionem a chefia e o conselho de funcionários os valores pagos aos cargos equivalentes aos seus.

Dessa forma, o governo busca diminuir essa diferença, pois assim a funcionária poderia pleitear o aumento salarial a partir das informações fornecidas pela empresa, caso necessário.

O salário mínimo é compatível com o custo de vida?

Como já dissemos anteriormente, os impostos que incidem sobre o salário bruto na Alemanha são bastante altos, fazendo com que o salário líquido mínimo mensal fique em torno de 1.200,00€.

Se considerarmos uma pessoa solteira, sem filhos, é completamente viável levar uma vida confortável no país. A qualidade de vida na Alemanha provavelmente será muito superior se comparada a de quem vive com um salário mínimo no Brasil.

Claro que o custo de vida na Alemanha varia entre o estilo de vida. Porém, adotando um estilo de vida mais econômico (sem tantos gastos com roupas e restaurantes, por exemplo).  Optando por uma moradia compartilhada, os famosos WG – Wohngemeinschaft, que normalmente já incluem custos fixos como internet, água, luz, aquecimento e aluguel, por um valor de até 600,00€ mensais, é bem provável que sobre dinheiro no final do mês.

Esse vídeo da Carolina Klein do canal Viagens e Vida na Alemanha, mostra a realidade de um casal que mora em Berlim e os seus gastos fixos. O vídeo vai ajudar bastante a ter uma noção do custo de vida na capital – e como é possível viver dignamente no país com um salário mínimo:

Vale a pena morar na Alemanha ganhando o salário mínimo?

A resposta é sim, vale a pena morar na Alemanha ganhando o salário mínimo.

Apesar de existir a lei, a maioria dos empregos paga valores superiores ao salário mínimo, portanto, é completamente viável viver no país sem depender de auxílios e com o salário oferecido pelas empresas – considerando um emprego na Alemanha de turno integral.

Um casal também consegue viver na Alemanha com esse valor adotando um estilo de vida mais econômico. E o que pode ajudar a complementar a renda é um dos parceiros trabalhar em período integral e o outro, ao menos meio período, no formato de “Mini-Job”, cujo salário é de aproximadamente 450€.

É claro que viver na Alemanha envolvem outros fatores, como cultura, idioma, clima, etc, que também devem entrar na balança. Mas, se a sua dúvida for apenas relacionada à questão financeira, vá sem medo e aproveite, pois com certeza será com uma passagem só de ida!

Ficou com vontade de morar na Europa? Então você precisa conhecer o nosso Ebook Sonho de Viver na Europa. É um livro com a experiência de diversos brasileiros que contam as dores e delícias de ser um imigrante na Europa, vai inspirar você a fazer o seu planejamento, confira!