Montar uma rede de amigos em um novo país é algo muito importante. Fazer amizades na Itália, então, pode ser desafiador para os desavisados. Neste artigo, damos algumas dicas para você se dar bem entre os italianos!

É difícil fazer amizades na Itália?

Fazer amizades na Itália pode ser difícil, mas não é impossível. Os italianos são acolhedores com as pessoas que gostam, mas mantêm uma distância educada de estranhos. Existem também diferenças regionais: italianos do sul, geralmente, são mais abertos que os nortistas.

Para nós, brasileiros, os italianos podem ser considerados frios. Para os outros europeus, eles são conhecidos por não terem problemas ao interagir com pessoas de outras nacionalidades, sendo bastante expansivos e extrovertidos quando se sentem à vontade.

Uma dica para quebrar o gelo é seguir os estereótipos que, neste caso, acabam correspondendo à verdade: italianos adoram comer e beber bem. Quando um italiano convida alguém a uma refeição na sua própria casa, é sinal de que a amizade já está consolidada!

Os italianos são abertos para fazer novas amizades?

Quando analisamos as interações sociais entre italianos, seja entre si ou com imigrantes, é importante ressaltar que existem várias diferenças regionais. Como regra geral, os italianos que moram no norte do país costumam ser mais formais e fechados que os do sul.

Eu moro na região da Lombardia, em uma cidade próxima a Milão, há quase um ano. As amizades que fiz com pessoas daqui vieram de lugares que frequento, como bares e restaurantes, ou conhecidos de amigos. Os italianos mais expansivos que conheci eram, na verdade, de Roma.

Como regra geral, os italianos gostam de manter bons relacionamentos. Seja com colegas de trabalho ou em universidades, eles consideram importante tratar bem as pessoas com quem convivem. A partir daí, fazer amizades é uma questão de afinidades e interesses em comum.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

A língua faz diferença na hora de fazer amizades na Itália?

Saber italiano para morar na Itália é muito importante. Apesar de muitos cursos e vagas de emprego aceitarem pessoas que não falam o idioma fluentemente, é raro conhecer italianos que falam inglês no dia a dia, muito menos português.

Alguns italianos, no entanto, demonstram um interesse maior em conversar com pessoas que sabem inglês. Por aqui, falar inglês é sinal de estudo, e os italianos que conhecem o idioma gostam de praticar com pessoas fluentes, independentemente do país de origem.

Se você só fala português, pode encontrar alguns problemas. De maneira geral, italianos não entendem muito bem a nossa língua, apesar de os brasileiros terem menos dificuldades em entender o italiano. Por isso, é importante aprender italiano – ao menos o básico.

Como são as amizades na Itália?

Entre os italianos, as amizades costumam ser de longa data, principalmente para quem ainda vive na cidade em que nasceu. É normal que pessoas entre os 30 e 40 anos mantenham amizades feitas no jardim de infância ou no bairro que cresceram.

Não é incomum, porém, encontrar bons amigos que se conheceram ao fazer faculdade na Itália, ou até mesmo no local de trabalho. Geralmente, italianos que convivem com uma certa frequência se sentem mais abertos a fazer amizade entre si.

Brasileiros têm maior facilidade para fazer amizades na Itália?

Para quem quer morar em outro país, é normal ficar apreensivo em relação à recepção dos estrangeiros. Como regra geral, os italianos são acolhedores em relação aos brasileiros. Mas é importante não deixar a prepotência tomar conta na hora dos relacionamentos.

“Quando cheguei na Itália, imaginei que seria mais fácil ser acolhido por causa da minha ascendência italiana”, confessa Thiago, que mora em Milão há 3 anos com a família. Natural de São Paulo, capital, ele diz que já estava acostumado à cultura italiana, mantida pela sua família no Brasil.

Para Thiago, o seu primeiro nome já denunciava a sua nacionalidade, mesmo com o sobrenome italiano. Inclusive, essa é uma particularidade da Itália: se o seu nome tem um correspondente em italiano, as pessoas costumam ser mais abertas a você.

Diferenças em fazer amizades na Itália e no Brasil

No meu caso, o correspondente italiano para o meu nome é Eleonora. Até hoje, algumas pessoas me chamam de “Ele”, como apelido. Uma vez, um carteiro me perguntou se o nome do destinatário estava correto, já que ele nunca havia conhecido uma “Leonora” antes. Ainda assim, me considero bem acolhida por aqui.

Diferenças culturais na hora de fazer amigos na Itália e no Brasil

Uma coisa que sempre digo aos meus amigos italianos é que, no Brasil, podemos fazer amizades até mesmo no ponto de ônibus: os brasileiros encontram qualquer desculpa para puxar assunto e jogar conversa fora.

Como os italianos são mais reservados que os brasileiros durante a socialização, podemos notar muitas “bolhas” de amizades entre imigrantes que vieram do mesmo país, italianos que nasceram na mesma região ou profissionais que trabalham no mesmo ofício.

Algo comum, principalmente nas cidades menores, é ter “pontos de encontro”, como cafés, bares e restaurantes tradicionais, que recebem a mesma clientela com uma certa frequência. Nestes espaços, as pessoas se sentem mais livres para interagir entre si e fazer amizades.

Amizades feitas por redes sociais ou grupos online são incomuns por aqui. Geralmente, elas são restritas a grupos que já possuem algo em comum, como brasileiros que moram na Itália ou estudantes de um curso superior.

Dicas para fazer amigos na Itália

A principal dica para fazer amizades na Itália é: seja persistente! Frequente os bares próximos ao seu local de trabalho, à sua casa e aprenda italiano. Fazendo isso, é mais fácil conhecer pessoas que, possivelmente, possam cruzar o seu caminho mais de uma vez.

Além das dicas básicas do parágrafo anterior, você pode também:

  • Se inscrever em um curso: muitas escolas de idiomas oferecem aulas de italianos para estrangeiros, o que pode te aproximar de pessoas que estejam na mesma situação que você. Cursos de gastronomia também são recomendados, já que comida, principalmente na Itália, é um assunto que aproxima muita gente;
  • Procurar comunidades de brasileiros: falar a nossa língua materna em um país estrangeiro é sempre um alívio, e existem muitos brasileiros na Itália. Eles podem te apresentar à cultura local e oferecer contatos para trabalho, além de ajudar a matar a saudade do Brasil;
  • Participar de seminários e colóquios no trabalho ou faculdade: muitos italianos começam as suas amizades através de contatos profissionais; portanto, frequente eventos pertinentes à sua profissão, e não deixe de marcar presença no happy hour!
  • Ficar por dentro dos sites para conhecer pessoas: apps como o Bumble Friends, que também está disponível no Brasil, são bastante frequentados, principalmente nas cidades onde o turismo é importante. Para quem quer conhecer a gastronomia italiana enquanto faz amizades, o EatWith é uma boa pedida!

Confira uma lista de coisas que você não deve fazer na Itália.

Independentemente da sua escolha na hora de fazer amizades, a Itália pode ser um país acolhedor para estrangeiros preparados. Se você quer saber um pouco mais sobre como é a vida para brasileiros na Europa, confira o e-book O Sonho de Viver na Europa, que reúne relatos pessoais de brasileiros que já estão por aqui.