Mudar para o exterior é recomeçar a vida, muitas vezes do zero. E claro, uma das primeiras preocupações que nos vêm em mente é o mercado de trabalho.
Por esse motivo, reunimos, neste artigo, algumas dicas sobre vagas de emprego na Itália, o mercado de trabalho no país, como preparar o currículo e a importância de saber falar italiano.
Buona lettura!

Como encontrar vagas de emprego na Itália?

Encontrar vagas de emprego na Itália é um dos primeiros passos que você irá encontrar quando decidir morar na Itália. Prepare-se mentalmente, pois essa etapa poderá ser uma verdadeira odisseia. Tudo vai depender da cidade onde você mora ou pretende ir morar, das suas qualificações, e principalmente, do seu conhecimento da língua italiana.
O mercado de trabalho italiano é um pouco instável desde 2009, devido à crise financeira. A taxa de desemprego é alta, como mostra o jornal Il Sole 24 ore, sempre por volta dos 10%. No segundo trimestre de 2020, a taxa de desemprego ficou em 7,8%. São 307 mil pessoas a mais que procuram por vagas de emprego na Itália.
Por esse motivo, todo e qualquer recurso para procurar e encontrar uma oportunidade vira um meio imprescindível.
Entrevista emprego
Para garantir sua vaga na Itália, você vai ter de consultar sites e agências de emprego, grupos no Facebook, anúncios em vitrines e, claro, indicação.
EuroDica: a indicação conta muito!

Sites de emprego

Os sites de emprego na Itália podem ser uma ótima solução para procurar uma oportunidade, principalmente se você ainda não se mudou para o país. Os cinco sites mais usados são:

LinkedIn

O LinkedIn não é exatamente um site de empregos: é uma rede social que promove o encontro de profissionais, suas opiniões e permite às empresas anunciarem vagas de emprego no interior do site.
Uma dica interessante é aproveitar da funcionalidade que o próprio LinkedIn disponibiliza. Ele dá a possibilidade de manter o seu perfil original em uma língua e criar uma versão em outras línguas. Desta forma, o usuário consegue ter acesso às vagas em mais de um país!

Agências de emprego

Já que as vagas de emprego na Itália não vão se achar sozinhas, que tal uma ajudinha profissional?
Em italiano, agências de emprego se chamam “agenzia di collocamento” ou “agenzia del lavoro”. As mais famosas são, além das já citadas acima:

Tais empresas funcionam da mesma forma que as agências de emprego no Brasil: o usuário precisa realizar o cadastro, preencher o currículo e esperar uma análise do perfil.
A maioria das agências não cobra pelos serviços básicos oferecidos.

Grupos de Facebook

Grupos de Facebook podem ser uma ótima alternativa para achar vagas de emprego na Itália, principalmente se você já mora no país.
Você pode procurar através do nome da cidade seguido de “Offerte di lavoro”. Ou ainda “Cerco Trovo Lavoro” mais o nome da cidade.
Mas fique atento, antes de aceitar vagas de emprego, tente se informar a respeito da empresa e de quem está oferecendo o trabalho.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Outras opções

Existem ainda os centros de emprego (“Centro per l’impiego, em italiano), mantidos pelos governos regionais, provinciais e municipais. Cada cidade tem uma agência própria, e lembram bastante os CAT.
Se você tem menos de 30 anos, os Centros de emprego oferecem alguns cursos de atualização ou programas de recolocação profissional. Existe ainda o Garanzia Giovani, um programa de ajuda aos jovens para reinserção no mercado de trabalho. A grande vantagem é para a empresa que contrata um jovem funcionário através desse programa, já que conseguirá obter 50% em subsídios por parte do governo.

Indicação

Caso você já tenha se mudado para o país, a melhor opção para procurar vagas de emprego na Itália é por indicação. Uma vez que você se encontra em um lugar novo, a indicação é a garantia de que você é uma pessoa conhecida, confiável, séria e responsável.
Pergunte para os seus amigos, para o barista de confiança do bar onde você toma café da manhã, para o seu vizinho.

Exemplos de vagas de emprego na Itália

As vagas podem variar de acordo com a sua qualificação.
Se você tem o ensino superior completo, as vagas de emprego na Itália normalmente apresentam exigem algumas características, como:

  • Ter cidadania italiana, europeia ou Permesso di soggiorno per lavoro;
  • Ter ótimo conhecimento das línguas italianas e inglesa;
  • Experiência no setor;
  • Laurea magistrale (mestrado italiano) ou equivalente.

É importante fazer a validação do diploma na Itália para trabalhar na sua área.
Alguns exemplos de vagas de emprego na Itália para profissionais com ensino superior são:

  • Engenheiro de computação;
  • Desenvolvedor mobile;
  • Marketing;
  • Etc.

Como procurar vagas de emprego na Itália
Caso o seu interesse principal seja trabalhar no comércio, em cafés e em restaurantes, as vagas de emprego na Itália normalmente pedem:

  • Cidadania italiana, europeia ou Permesso di soggiorno per lavoro;
  • Ótimo conhecimento da língua italiana;
  • Saber o inglês é um grande diferencial;
  • Um mínimo de experiência é sempre desejada.

Alguns exemplos de vagas bem comuns no comércio são:

  • Cozinheiro;
  • Garçom;
  • Caixa;
  • Atendente de loja;
  • Telemarketing.

A cidadania italiana/europeia ou o Permesso di soggiorno são imprescindíveis na hora de procurar vagas de emprego na Itália. Somente vivendo legalmente no país você conseguirá ter um contrato de trabalho e todos os contributos pagos.
Atenção: evite trabalhar sem contrato. Esse tipo de oferta, chamada “in nero” (“bico”), é a solução mais fácil para obter vagas de emprego na Itália, mas também é menos vantajosa e até perigosa. O trabalhador que exerce uma profissão sem contrato não consegue obter acesso a direitos como seguro-desemprego.

Como preparar seu currículo para a Itália

O seu currículo deve ser pensado nas vagas de emprego na Itália às quais você quer candidatar-se. O primeiro passo é redigir o seu currículo em um italiano perfeito. Lembre-se: você é estrangeiro, logo você precisará demonstrar um motivo a mais para que o seu futuro chefe te contrate.
Coloque no seu currículo a tendência a se adaptar em ambientes diferentes, por exemplo. Ou o fato de conhecer mais de uma língua!

Europass

O Europass é um sistema europeu unificado de currículos, cujo objetivo principal é fazer com que as informações acadêmicas e de experiências de trabalho sejam equivalentes e compartilháveis entre os países da União Europeia.
Em função disso, muitas empresas poderão exigir esse tipo de documento. O preenchimento é fácil. Você precisará fazer seu cadastro na plataforma, criar o seu currículo no Europass e fazer o download em formato PDF.

Como se preparar para o mercado italiano

Você não sabe o que fazer para se preparar? Os primeiros passos envolvem uma boa apresentação do currículo. Ele será o seu maior diferencial para pelo menos ser chamado a uma entrevista.
Algumas dicas podem ajudar na etapa de preparação para o mercado de trabalho italiano:

Providencie o HACCP

O HACCP trata-se de um curso que demandará um investimento de cerca de 100€. Ele é considerado uma certificação importante para quem deseja trabalhar no ramo de comidas e bebidas na Itália.
Garçons e ajudantes de cozinha, por exemplo, devem ter essa certificação para evitar que o empregador seja multado.

Faça cursos online

Se você entende italiano, aposte em cursos onlines na Itália. Eles contribuirão com uma maior credibilidade ao seu currículo e demonstrarão que você já tem algum contato com a cultura local.

Ofereça o seu trabalho voluntário

Uma das formas de conquistar um empregador é oferecendo-se para trabalhar de forma voluntária. É claro que você precisa de um salário, mas ter uma experiência para acrescentar ao seu currículo pode fazer a diferença.
Trabalhe por algumas horas por dia de forma voluntária e siga procurando emprego nas demais. Com a nova experiência no país pode ser mais fácil ser selecionado para entrevistas.

Precisa de visto de trabalho para Itália?

Precisa. O visto de trabalho na Itália é importante para conseguir o Permesso di soggiorno. O grande dilema é que o pedido do visto só pode ser feito antes de o cidadão estrangeiro chegar no país, ou seja, você precisa pesquisar por vagas de empre na Itália, se candidatar e caso seja contratado, deverá solicitá-lo através do Consulado Italiano no Brasil.
Caso você esteja na Itália como turista e queria permanecer no país, você não poderá pedir o visto de trabalho. Nesse caso, o responsável pelo pedido deverá ser, obrigatoriamente, a empresa que está te contratando.

Visto e Permesso di soggiorno de estudante

Se você está pensando em estudar na Itália, saiba que com o Permesso di soggiorno per motivi di studio, você pode trabalhar legalmente por até 20 horas semanais. Após o fim dos seus estudos, você poderá “converter” o seu Permesso di soggiorno di studio em Permesso di soggiorno per lavoro.
Escritório

Precisa falar italiano?

Precisa. Como pudemos ver acima, a língua italiana é essencial para achar vagas de emprego na Itália. Na verdade, saber o idioma é indispensável para viver no país. Não é aconselhado se mudar para o país sem falar italiano. E principalmente, evite se mudar para lá acreditando que o conhecimento do inglês vai ser suficiente para achar trabalhar.
O conhecimento do inglês é, sim, importante, mas só ele não vai fazer com que você se integre no mercado de trabalho do país.

Vale a pena buscar vagas de emprego na Itália nesse momento?

Como sabemos, o ano de 2020 não está sendo nada agradável para a Itália e para os italianos. O país foi muito atingido pela pandemia do coronavírus, deixando quase 40 mil vítimas e um sistema de saúde desolado.
Consequentemente, a economia estagnou e o país encontra-se, atualmente, submerso em uma situação delicada. O estado de emergência, que iniciou em março e cuja data final era julho, foi estendido até 31 de janeiro de 2021. Isso significa que até aquela data, o país é governado por decretos emergenciais, que tentam conter o avanço do número de casos totais no país.
Por mais que a situação também não seja nada estimulante e segura no Brasil, eu não aconselharia uma mudança para a Itália agora. Se o seu sonho é se mudar para o país, eu começaria a fazer a tradução juramentada de toda a documentação necessária gradualmente, calcular o seu custo de vida na Itália e ver como será o cenário do país daqui seis meses.
Independentemente da sua escolha, saiba que uma mudança importante como esta tem de ser organizada de forma minuciosa e com muito planejamento.