Imagine o programa mais furado que você já fez na vida. Vale praia lotada, festa com gente chata e bebida ruim ou um date com uma pessoa que só sabe falar de si mesma. Imigrar como turista para Portugal é uma furada e consegue ser 300 vezes pior do que qualquer uma dessas situações anteriores. A seguir vou te dar alguns bons motivos.

Saiba por que imigrar como turista para Portugal é uma furada

Não vou entrar no mérito das inúmeras questões que têm feito os brasileiros fugirem do Brasil. Todos sabemos que a situação não é das melhores. A saída para muita gente voltou a ser o aeroporto mais próximo. Super entendemos! Mas o que você precisa saber por agora é que imigrar não é uma brincadeira ou uma aventura. E, definitivamente, morar no exterior não é para qualquer um.

Pode ser que não seja para você. É uma mudança radical que exige um planejamento rigoroso.

Turista é para fazer turismo

Não venha me dizer que você conhece gente que migrou como turista e fez planejamento de imigração. Turista faz turismo e volta para casa! Infelizmente, a esmagadora maioria que decide tentar a sorte em Portugal deste jeito, faz tudo no susto e na correria.

Planejar é algo muito amplo que inclui não só fortalecer sua vida financeira, mas também fazer uma boa preparação emocional para encarar o desafio que é começar do zero em outro país.

Imigrando durante a pandemia

Foi o que aconteceu comigo e meu marido. E fizemos isso bem no meio da pandemia. Ou seja, com fortes emoções.

Sou cidadão português, então a escolha por Portugal acabou sendo natural. Queríamos mudar de vida e sair da “rodinha do hamster”. Estávamos cansados da nossa rotina estressante de trabalho. Depois de um detalhado planejamento de 2 anos, chegaríamos em Portugal em maio de 2020.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Chegaríamos porque nosso voo foi cancelado e remarcado inúmeras vezes, por conta das restrições da pandemia. Adrenalina à flor da pele.

Imagine ter pedido demissão do trabalho e vender metade dos móveis em casa e descobrir que você vai conseguir concretizar seus planos meses depois? Dureza! Só conseguimos chegar em Portugal no final do mês de agosto de 2020. E aprendemos muita coisa de lá pra cá.

Aceite! Isso é para o seu bem!

Sabendo agora que sou cidadão europeu talvez você tenha pensado: “ah, ele não tem propriedade para falar sobre imigrar como turista. É um privilegiado”. Não ignoro este privilégio, mas o intuito deste artigo é apenas te ajudar a não cair numa tremenda furada. E você precisa aceitar isso para o seu bem. Tem muita gente por aí querendo vender gato por lebre.

Os influenciadores brasileiros em Portugal

O que acontece é que nos últimos anos cresceu muito a quantidade de brasileiros que resolveram produzir conteúdo para internet em terras portuguesas. O problema é que nem todos são honestos sobre a realidade. Só mostram coisas boas para iludir quem sonha em sair do Brasil.

Portugal é um lugar ótimo para se morar, mas não é perfeito. Não existe paraíso.

A parte mais cruel desses “produtores de conteúdo” é que seu maior objetivo é vender “serviços”, como passagens aéreas e assessorias que prometem mundos e fundos, mas na hora de entrar em Portugal o incauto acaba sendo deportado porque não atende aos requisitos básicos. Há alguns que chegam ao cúmulo de fazer vídeo ensinando como mentir na imigração.

Recomeçar a vida em Portugal
Santuário do Sameiro, em Braga. Foto: Maurício Martins

No Instagram, meu marido e eu mantemos o @EncontreSeuFarol e recebemos inúmeros relatos diários de gente que se arrepende de ter vindo como turista.

Dia desses, uma seguidora disse que perdeu pelo menos 3 vagas de emprego quando disse para o entrevistador que estava aguardando sua documentação sair. Outro seguidor nos contou que até conseguiu emprego num restaurante quando chegou aqui, mas foi explorado e trabalhou mais de 14h por dia.

Sem a documentação adequada e precisando do dinheiro, teve que se sujeitar ao que exigia o empregador.

Fora os relatos de proprietários de apartamentos que fazem exigências absurdas para fechar um contrato de aluguel de pessoas sem a documentação adequada.

Sem lenço, sem documento

Saiba de uma coisa: a vida não é fácil para quem vem legalizado, seja com visto ou cidadania, o que dizer então sobre quem vem no “freestyle“? A vida tende a ser muito mais difícil. A saída, muitas vezes, acaba sendo voltar para o Brasil.

Fora que, vindo como turista com a intenção de morar, você é obrigado a mentir para um oficial de imigração na hora de entrar no país. E posso te garantir: mentir no controle de fronteiras é uma péssima ideia. Tenha certeza que imigrar como turista para Portugal é uma furada.

Gente que quer se iludir

O triste é constatar que existe um tipo de pessoa que fica revoltada quando você mostra a realidade cruel de quem resolve vir como turista. Muita gente quer se iludir. Quando você alerta e explica as dezenas de desvantagens, ela fica magoada. Há quem prefira ser enganado… Vai entender!

E a tal da Manifestação de Interesse?

E, antes que alguém diga que existem brechas nas leis portuguesas que permitem que a pessoa imigre como turista e depois faça sua manifestação de interesse, eu tenho uma informação para você. A manifestação é uma medida excepcional, prevista numa lei de 2007. Ou seja, é um desvio de regra.

E mais: tem gente esperando a Autorização de Residência via Manifestação de Interesse há quase 2 anos. Detalhe: sem poder deixar o país durante este período de espera!

“Mas comigo deu certo…”

Há quem diga que veio como turista, trazendo pouquíssimo dinheiro e que tudo deu certo, como se quisesse incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo.

Atenção: os tempos são outros. Os empregos em Portugal estão cada vez mais escassos e o valor do aluguel a subir. Será mesmo que é o momento de se jogar do alto do penhasco, sem paraquedas?

Busque informação. É de graça!

Se você tem certeza de que quer emigrar para Portugal, saiba que há uma infinidade de vistos que permitem a sua entrada de forma legal. Ou ainda: já verificou se algum parente seu não é português? Assim, você pode obter a nacionalidade portuguesa, o que tornaria sua jornada mais simples.

Morar em Portugal regularizado
Parque da Ponte, em Braga. Foto: Maurício Martins

Quem quer imigrar não pode ter preguiça de ir atrás de informação. Você está mudando radicalmente de vida. Quanto mais informações tiver ao seu redor, melhor. Assim consegue minimizar os riscos.

Existem serviços sérios que oferecem não só assessoria para a obtenção de cidadania e visto, mas também o chamado “relocation” que engloba a busca e aluguel ou compra de imóvel, mas é preciso analisar bastante para não cair em cilada.

Não há nada de errado em contratar este tipo de empresa, desde que você tenha ciência da idoneidade de quem te oferece o serviço. Pesquise muito antes de fechar qualquer negócio.

Quer saber? Venha como turista, sim!

Venha como turista para Portugal, quando as fronteiras estiverem abertas, porque aqui há milhares de lugares lindos para você conhecer.

Passe uma semana ou um mês se deliciando com lindas ruas de Lisboa e com o ar fresco do Porto. Coma muito bacalhau, se lambuze com os pastéis de nata e beba os melhores vinhos, com preços incríveis.

Mas, em hipótese alguma, arrisque sua vida e a de sua família imigrando como turista. Imigrar como turista para Portugal é realmente uma furada. Você pode até passar ileso na imigração, mas seus problemas vão começar a aparecer assim que você sair do aeroporto. E o que parecia um sonho pode mesmo virar um enorme pesadelo.

Se o seu objetivo é morar em Portugal, temos um conteúdo super completo com todas as informações que você precisa para emigrar.

*As opiniões dos colunistas não refletem necessariamente a opinião do site Euro Dicas.