Intercâmbio em Malta vale a pena? Veja preços, cursos e mais

Quem diria que o intercâmbio em Malta conquistaria cada vez mais brasileiros, que vêm trocando destinos como Irlanda, Inglaterra e Austrália por este arquipélago. Ele é formado por cinco ilhas, mas somente as três maiores – Malta, Gozo e Comino – são habitadas. O país se localiza entre o sul da Itália e o norte da África, com cerca de 493 mil habitantes.

A presença de estudantes do Brasil vem crescendo visivelmente, graças ao intercâmbio em Malta. Comparando os primeiros trimestres de 2017 e 2018, houve um crescimento de 30% em uma das escolas de idiomas no país. Um atrativo adicional é que Malta passou a permitir que estudantes não-europeus trabalhem enquanto realizem seus cursos de línguas.

Neste artigo, você descobre quanto custa o intercâmbio em Malta, quais possibilidades de estudos o país oferece e porquê o país é a escolha de tantas pessoas. Confira!

Intercâmbio em Malta vale a pena?

Sim! Especialmente para quem tem interesse de aprender ou aperfeiçoar o inglês gastando menos do que em países como a Inglaterra. Por isso, junto com o intercâmbio na Irlanda, o intercâmbio em Malta é um dos mais procurados atualmente.

Precisa enviar dinheiro para o exterior?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Não por acaso, um ranking de 2019 feito pelo site Engeplus indicou que o intercâmbio em Malta é o quarto mais procurado pelos brasileiros. Nas primeiras posições estão o Canadá, os Estados Unidos e a Inglaterra, que custam muito mais caro. A pequena Malta já fica à frente de países muito conhecidos por seus intercâmbios, como Irlanda, África do Sul, Austrália e Nova Zelândia.

Saiba mais sobre a história, a cultura e tudo sobre Malta neste artigo.

Tipos de intercâmbio em Malta mais comuns

Cursos de inglês

Certamente este é o mais procurado em Malta. Os cursos de inglês em Malta são os mais diversos possíveis, desde módulos básicos e gerais do idioma até o inglês intensivo e o aplicado para negócios e executivos.

Também há ofertas para públicos mais específicos, como jovens até 16 anos, pessoas com mais de 40 anos e quem procura aperfeiçoar o idioma de olho em testes de proficiência como o Toefl e o Cambridge.

Cursos em universidades

Muitos estudantes começam a olhar para o potencial de um intercâmbio em Malta com outros olhos, com oportunidades acadêmicas. É possível se programar para uma temporada estudando no país, para complementar a graduação, fazer um mestrado, um doutorado ou mesmo pós-doutorado.

Na Universidade de Malta, que é pública, dos mais de 11.500 alunos, cerca de 1 mil são estrangeiros. Uma vantagem é que as universidades públicas ministram as aulas em inglês (embora o maltês também seja uma língua oficial) e cobram anuidades mais baratas do que outros estabelecimentos de ensino europeus, em torno de 5 mil euros anuais. A Universidade de Malta possui mestrados em áreas como Medicina, Educação e Artes.

Também há instituições privadas, incluindo um campus internacional da Universidade Middlesex do Reino Unido (com cursos focados em negócios, finanças e tecnologia) e a American University of Malta, com sistema de ensino americano e atuação nas áreas de artes, administração de empresas, jogos e contabilidade.

Por quê escolher um intercâmbio em Malta?

  • Malta rapidamente se tornou um dos principais destinos de intercâmbio e já possui diversas sedes das principais escolas;
  • É possível, em vários casos, trabalhar e estudar em Malta legalmente;
  • Os valores de mensalidades, acomodações e custo de vida no país são mais acessíveis do que a maioria dos países. O que é um atrativo a mais para os brasileiros, em tempos de desvalorização do real diante do euro e do dólar;
  • O clima é muito mais amigável para os brasileiros, comparando com países como Canadá e Irlanda;
  • Oportunidade de estudar em um cenário de férias, com belíssimas praias bastante próximas, diversas possibilidades de esportes ao ar livre e os templos megalíticos incríveis. É um período ótimo tanto para estudar quanto para fazer um pouco de turismo;
  • Ilhas pequenas e seguras, onde é possível fazer tudo a pé;
  • Riqueza cultural. Os idiomas oficiais são o maltês e o inglês, mas também encontram-se algumas pessoas que falam italiano, pela posição estratégica das ilhas, próximas da Itália.

Saiba tudo sobre o perfil dos brasileiros em Malta.

Quanto custa fazer um intercâmbio em Malta?

Cursos de inglês

Em dezembro de 2019, fizemos uma pesquisa de cursos nas principais escolas de inglês, que são as mais procuradas por quem vai fazer intercâmbio em Malta.

CI Intercâmbio

Um curso de inglês geral com duração de 4 semanas em Malta ou Gozo fica em torno de 850 euros, com acomodações que custam de 371 euros (apartamento estudantil) a 707 euros (em hotel) por este período. Veja mais informações no site da CI.

EF

A escola mantém um campus em St. Julian’s. O intercambio em Malta é oferecido a vários públicos, com duração entre uma semana e 11 meses. Um curso intensivo de uma semana para jovens e adultos custa 710 dólares; já 6 meses de inglês intensivo fica em média 12,7 mil dólares, com curso e acomodação inclusos (em casa de família ou na residência da EF). No portal da EF, há mais detalhes sobre os cursos oferecidos.

ESE

A European School of English tem sedes em Malta e Gozo. Um curso intensivo com duração de 4 semanas, com hospedagem em casa de família e quarto privativo fica por 3.345 euros. Há opções mais baratas no site da ESE, como 875 euros para aulas durante uma semana, com acomodação em quarto compartilhado em instalações da própria escola. Há ainda a possibilidade de ficar em casa de família, se a ideia é economizar um pouco mais.

IELS

Com duração de 1 a 21 semanas, o intercâmbio custa a partir de 195 euros por semana em Malta e 165 euros em Gozo (sem acomodação). O valor da hospedagem em casa de família, em quarto compartilhado, fica em torno de 203 euros por semana em Malta e Gozo. Confira os detalhes no site da IELS.

LAL

A LAL (site oficial) possui unidades em Sliema (Malta) e Gozo, oferecendo de uma a 52 semanas de curso. Os preços partem de 365 euros, sem acomodação. É possível adicionar um hotel, apartamento ou casa de família na compra.

Veja o ranking das melhores agências de intercâmbio aqui.

Custo de vida em Malta

Outra parte importante do orçamento é destinada a se manter no país durante o intercâmbio em Malta. O custo de vida na capital Valetta, é mais baixo que outras capitais europeias. St. Julians é uma região moderna e concentra várias instituições de ensino, sendo o destino mais procurado por que pretende fazer um curso de inglês. Para sua moradia, vale consultar os preços em hostels e verificar todas as opções oferecidas pelas escolas de intercâmbio.

Em média, calculamos pelo menos 175 euros por semana para suas despesas, excluindo os valores da escola de inglês, economizando nas refeições fora e em atividades de lazer. Buscamos no site Numbeo alguns valores de referência para você ter ideia de alguns preços no dia a dia:

Aluguel de apartamento de um quarto em região central856€
Bilhete de transporte1,50€
Passe mensal de transporte26€
Ingresso de cinema8€
Refeição em um restaurante econômico15€
Combo no McDonalds8€
Capuccino2€
Garrafa de um litro de água1,09€

Detalhamos estas e outras despesas que compõem o custo de vida em Malta neste artigo.

Precisa de visto para fazer intercâmbio em Malta?

Sim, caso o intercâmbio em Malta tenha uma duração igual ou maior que 90 dias.

Se o período do curso for maior, será necessário um visto de estudante. Normalmente as escolas de intercâmbio orientam o aluno quanto a documentação.

Seja qual for a duração do curso, será obrigatório contratar um seguro viagem para Malta, como iremos detalhar no próximo item.

Intercâmbio Malta

Documentos essenciais para o intercâmbio em Malta

Para estudar em Malta, alguns documentos são fundamentais, mesmo que você permaneça menos de 90 dias no país. Eles podem ser solicitados para realizar algum trâmite, como registro na escola ou outras burocracias, então melhor reuni-los todos em uma pasta.

  • Carta de aceitação da instituição de ensino, informando o curso e os detalhes da prorrogação;
  • Cópias das páginas do passaporte;
  • Comprovante financeiro com recursos para se manter durante o período do curso;
  • Seguro de viagem obrigatório para qualquer período no país, válido para o Espaço Schengen;
  • Passagem com a data de volta ao Brasil.

Extensão de visto

Se o intercâmbio em Malta for maior que 90 dias, o estudante deverá entrar no país com uma confirmação de matrícula que comprove a duração do curso e deverá solicitar um visto de estudante Long Stay D, que dá direito a uma permanência de 365 dias. Ele só pode ser solicitado em Malta, uma vez que no Brasil não há um consulado maltês. Para solicitar esta extensão de visto, será necessário apresentar:

  • Formulário do visto D preenchido;
  • Formulário CEA20 entregue pela escola, preenchido e assinado;
  • Passaporte (original e cópia);
  • Duas fotos no tamanho passaporte;
  • Comprovante de alojamento;
  • Carta de confirmação de matrícula no curso de inglês;
  • Comprovante bancário recente de que o estudante possui recursos para se manter no país (18€ por dia se estiver hospedado na escola ou 30€ por dia se tiver acomodação própria);
  • Passagem aérea de volta para o Brasil;
  • Taxa paga em dinheiro, de 66€;
  • Seguro de viagem com cobertura mínima de 30 mil euros, válida por todo o período de permanência na Europa.

Seguro viagem é obrigatório

Isso mesmo. Malta é um dos 26 países que fazem parte do Tratado de Schengen, um acordo entre países europeus sobre política de abertura de fronteiras e livre circulação de pessoas. Por isso, o seguro viagem para Malta com cobertura médica de no mínimo 30 mil euros é exigida na entrada do país, seja a estudos ou mesmo a turismo.

Além de obrigatório, o seguro viagem é indispensável, pois garante assistência diante de emergências de saúde – e não existe atendimento para estrangeiros em Malta. Sem contar que ele minimiza imprevistos muito comuns, como extravio de bagagem, atraso de voo, cancelamento de viagem e outras situações.

E o melhor: custa pouco. Faça a cotação do seu seguro no nosso comparador de seguro viagem, garantimos o menor preço aos nossos leitores. Se preferir, indicamos também o site Seguros Promo para cotar, é seguro, confiável e mais barato do que diretamente com as seguradoras.

O que ninguém conta sobre o intercâmbio em Malta

Convivendo com dois idiomas

Na ilha, o maltês também é uma língua oficial, além do inglês. Trata-se de um idioma muito interessante, que mescla um pouco de árabe, italiano e inglês, como se capturasse e reunisse influências dos países ao redor da ilha. Por isso, durante seu intercâmbio em Malta, com certeza você irá escutar muito deste idioma nas ruas e na TV.

Pode ser uma experiência ainda mais rica, se você tentar aprender um pouco dele para se comunicar com a população local no dia a dia. Há, entretanto, o inconveniente de que você nem sempre terá contato com um inglês convencional e gramaticalmente correto o tempo inteiro. Mas na escola de idiomas, certamente você poderá compensar isso.

Lidando com os diferentes sotaques

É de se esperar que, mesmo bilíngues, os malteses que falam inglês carregam um forte sotaque. Ele possui uma musicalidade diferente e alguns acentos que podem lembrar italiano, árabe e até dialetos locais. É um inglês básico e claro que você irá desenvolver.

Além do mais, vale destacar que sempre existiram diversos sotaques do inglês, então isso não vai atrapalhar seu intercâmbio em Malta, certamente. Basta lembrar o quanto a pronúncia varia demais entre irlandeses, americanos, canadenses e australianos, por exemplo. O segredo para aprender e fazer um excelente intercâmbio em Malta é conversar o máximo e se aproximar do povo de Malta.

Nós achamos que a experiência vale a pena. E você?

Luciana Andrade
Luciana Andrade é jornalista, doutora em história, cursa especialização em marketing digital e não cansa de aprender coisas novas. À frente da Flows Conteúdo & Comunicação, escreve para diversos sites e clientes corporativos. Já morou em cinco cidades - no Brasil e na França - e está sempre planejando a próxima viagem.

Artigos relacionados

Morar em Malta: vistos, custo de vida e como conseguir emprego

Apesar de ser um dos destinos mais visados pelos brasileiros, morar em Malta pode ser ruim para quem quer ganhar dinheiro na Europa.

Custo de vida em Malta: saiba quanto custa viver na Ilha

Quer saber qual é o custo de vida em Malta? Conheça os valores de aluguel, alimentação, transporte e serviços básicos e decida se vale a pena conhecer.

Trabalhar e estudar em Malta: saiba como fazer isso legalmente

É possível trabalhar e estudar em Malta? A lei que autoriza os estudantes a trabalharem já está valendo? Descubra como funciona todo o processo no artigo.

Estudar inglês em Malta vale a pena? Veja as vantagens

Estudar inglês gastando menos do que na Inglaterra ou Irlanda e ainda garantir um clima muito mais convidativo. Assim é estudar inglês em Malta.

Brasileiros em Malta: veja o que atrai brasileiros para a ilha

Sendo um país deslumbrante, seria quase impossível não ter brasileiros em Malta. Conheça melhor a comunidade brasileira no país.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube