Refund.me: vale a pena utilizar essa empresa? Saiba tudo sobre ela

Passagens Aéreas  / 

De acordo com uma regulamentação da própria União Europeia, atrasos, cancelamentos e overbooking geram indenizações de até 600 euros aos passageiros aéreos. E graças à Refund.me, você pode garantir os seus direitos sem sair de casa.

Confira neste artigo quais são seus direitos e conheça uma empresa que pode ajudar você a conseguir sua indenização. Vamos lá?

O que é a Refund.me

Embora atrasos e cancelamentos de voos sejam comuns, eles podem causar sérios problemas, como a perda de um compromisso importante ou prejuízos financeiros devido o cancelamento de uma viagem de férias.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

De acordo com o Regulamento (CE) n.º 261/2004, as companhias aéreas têm o dever de indenizar passageiros vítimas de atrasos consideráveis ou que tiveram seus compromissos adiados por causa de voos cancelados. Dessa forma, deverá procurar diretamente a empresa aérea ou então contratar o serviço da empresa Refund.me.

Trata-se de uma empresa especializada em reivindicar compensação financeira em casos de atrasos e cancelamentos de voos. Assim, ela atua como intermediária entre você e a companhia aérea.

Conheça as melhores companhias aéreas da Europa.

Vantagens de contratar a Refund.me

Certamente é vantajoso contratar o serviço da Refund.me. Além de reivindicar sua compensação financeira sem sair de casa, a empresa também possui uma equipe de advogados especializados nesta área.

Além disso, eles também podem representá-lo em casos mais graves levados à justiça. Ainda, há a vantagem de que, caso a Refund.me não consiga a indenização, você não paga pelos serviços prestados.

Como usar a refund.me

A Refund.me é confiável?

A Refund.me é uma empresa mundial de serviços operacionais que presta serviços jurídicos para passageiros que tiveram problemas de atrasos ou cancelamentos de voos.

Fundada em 2012, na Alemanha, a empresa atua em mais de 150 países e já reivindicou compensações financeiras a mais de 350 companhias aéreas. A taxa de sucesso chegou a 98%.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Avaliação dos usuários – Trustpilot

No Portal Trustpilot, a Refund.me tem 4 em 5 estrelas, com avaliações de mais de mil de usuários. 75% dos avaliadores marcaram a empresa como Excelente.

Avaliação dos usuários na Claim Companies e no Facebook

Já no portal Claim Companies, a avaliação não é tão positiva. A empresa tem 2.9 em 5 estrelas, e a maior queixa é em relação ao suporte ao cliente. No Facebook da Refund.me, a empresa tem 130 mil curtidas, mas a avaliação dos clientes é baixa, de 3.1 em 5.

Desvantagens da Refund.me

A primeira desvantagem é que para que a Refund.me possa lutar pelos seus direitos, o seu voo tem que ter saído da Europa ou ter a Europa como destino, pois a empresa é regida pelas leis da União Europeia. Portanto, se o seu voo for nacional, com destino aos Estados Unidos, ou qualquer outro destino que não a Europa, não poderá usufruir da Refund.me.

Outra desvantagem da Refund.me é o idioma. A empresa apenas atua em inglês, francês, alemão e espanhol. Portanto, você precisará dominar um desses idiomas para entrar em contato e pedir sua indenização com o suporte da empresa.

Alternativas à Refund.me

Se você quiser conhecer mais opções ou precisa reivindicar os seus direitos de voos que não passem por países da UE, você pode acionar outras empresas que também atuam no setor de recompensa por problemas com voos. A Airhelp, NãoVoei e Skycop atuam em português. Veja a lista abaixo:

Aqui no Euro Dicas nós já escrevemos a nossa avaliação da Airhelp, verifique aqui se vale a pena utilizá-la.

Valores de indenizações conquistadas pela Refund.me

Antes de solicitar a sua indenização, é importante saber que os valores variam de acordo com a distância e se o problema foi atraso ou cancelamento de voo.

Veja a seguir:

Atraso de voos – até 1500km de distância

  • 0-3 horas de atraso: sem direito à compensação;
  • Acima de 3 horas de atraso: 250 euros.

Atraso de voos – entre 1500km e 3500km de distância

  • 0-3 horas de atraso: sem direito à compensação;
  • Acima de 3 horas de atraso: 400 euros.

Atraso de voos – mais de 3500 km (dentro da UE)

  • 0-3 horas de atraso: sem direito à compensação;
  • Acima de 3 horas de atraso: 400 euros.

Atraso de voos – mais de 3500 km (fora da UE)

  • 0-3 horas de atraso: sem direito à compensação;
  • Entre 3-4 horas de atraso: 300 euros;
  • Acima de 4 horas de atraso: 600 euros.

Cancelamento de voos – até 1500km

  • Voo alternativo com até 2 horas de atraso: 125 euros;
  • Sem voo alternativo ou com mais de 2 horas de atraso: 250 euros.

Cancelamento de voos – entre 1500km e 3500km

  • Voo alternativo com atraso máximo de 3 horas: 200 euros;
  • Sem voo alternativo ou com mais de 3 horas de atraso: 400 euros.

Cancelamento de voos – mais de 3500km (dentro da UE)

  • Voo alternativo com atraso máximo de 4 horas: 200 euros;
  • Sem voo alternativo ou com mais de 4 horas de atraso: 400 euros.

Cancelamento de voos – mais de 3500km (fora da UE)

  • Voo alternativo com atraso máximo de 4 horas: 300 euros;
  • Sem voo alternativo ou com mais de 4 horas de atraso: 600 euros.

Recusa de embarque – até 1500km

  • Voo alternativo com até 2 horas de atraso: 125 euros;
  • Sem voo alternativo ou com mais de 2 horas de atraso: 250 euros.

Recusa de embarque – entre 1500km e 3500km

  • Voo alternativo com atraso máximo de 3 horas: 200 euros;
  • Sem voo alternativo ou com mais de 3 horas de atraso: 400 euros.

Recusa de embarque – mais de 3500km (dentro da UE)

  • Voo alternativo com atraso máximo de 4 horas: 200 euros;
  • Sem voo alternativo ou com mais de 4 horas de atraso: 400 euros.

Recusa de embarque – mais de 3500km (fora da EU)

  • Voo alternativo com atraso máximo de 4 horas: 300 euros;
  • Sem voo alternativo ou com mais de 4 horas de atraso: 600 euros.

Saiba tudo sobre stopover na Europa.

Como reivindicar a indenização

Reivindicar a sua indenização através da Refund.me é simples e rápido. Para isso, acesse o site da empresa e siga os passos a seguir:

1. Na página inicial, clique em “verifique a compensação”. Informe os dados do seu voo, como companhia aérea, data de partida, aeroporto de embarque e destino, além do problema ocorrido, como voo cancelado;
2. Em seguida, o site apresentará o possível valor da indenização de acordo com o problema ocorrido. Então, insira o número de pessoas que viajaram ou iriam viajar;
3. Logo após, insira seus dados pessoais. Lembre-se de ter em mãos todos os comprovantes do atraso ou cancelamento do voo para anexá-los junto à solicitação.

Pronto! Agora é só esperar pela resposta da Refund.me e saber se você tem realmente direito à compensação financeira. Caso seja constatado que o problema se enquadra nos requisitos necessários para a indenização, a equipe da Refund.me entra em contato com a companhia aérea.

Quando a companhia aérea fizer o pagamento, a Refund.me repassa a indenização, descontado 29,75% (taxa de serviço + IVA) sobre o valor pago.

dicas para garantir reembolso no aeroporto

Atrasos de voos

Atrasos superiores a 3 horas devem ser compensados pela companhia aérea, inclusive por problemas técnicos da aeronave e indisponibilidade de tripulação.

Isso porque a empresa só é dispensada de pagar qualquer indenização por motivo de “circunstâncias excepcionais”. Enquadram-se nesses casos, o atraso de voo por condição climática desfavorável, desastres naturais, guerras e greves, por exemplo.

Cancelamento de voos

Nesse caso, além da compensação financeira, o passageiro também tem direito à assistência material.

Isso significa que a companhia aérea deve providenciar acomodações, transporte entre o hotel e aeroporto, alimentação e o embarque do passageiro em uma aeronave com o mesmo destino.

Overbooking

Overbooking é um termo utilizado em referência à superlotação. Isso acontece quando a empresa vende mais bilhetes do que a quantidade de assentos que a aeronave possui e dessa forma, acaba obrigando que alguns passageiros sigam em outros voos.

Até quando posso pedir minha indenização?

Depende de cada país. Se o seu voo foi para o Reino Unido, por exemplo, você pode pedir a indenização de viagens feitas até seis anos. Já se você fez uma viagem para Alemanha, o prazo cai para três anos.

Para mais detalhes sobre os critérios para solicitar a indenização em voos de companhias europeias, acesse o Regulamento (CE) n.º 261/2004.

Cabe ressaltar que no Brasil as regras de indenização seguem a Resolução Nº 400, de 13 de Dezembro de 2016 da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.