Mudar para outro país exige muito planejamento e além de se preocupar com toda a documentação, existe uma questão prática que não é levada muito em conta: como arrumar mala para morar no exterior. Seja para passar um ano fora ou para se mudar de vez, sempre surgem diversas dúvidas ao fazer a mala para viver em outro país.
É importante se planejar para não esquecer nada, mas também tomar cuidado para não levar coisas desnecessárias. Veja neste artigo, algumas dicas de como arrumar mala para morar no exterior da forma mais prática e eficiente possível.

Dicas de como arrumar a mala para morar no exterior

Existem algumas formas de tornar o processo de arrumar mala para o exterior mais simples e prático. O principal é se planejar e ter tempo para decidir o que é essencial e o que não é. Isso vai desde a escolha de qual mala usar, até o que você deve deixar para trás.
Veja algumas dicas a seguir, caso esteja se preparando para se mudar para a Europa.

Escolha malas com tamanhos apropriados

A primeira coisa que você deve saber quando estiver pensando em como arrumar mala para morar no exterior é qual dimensão deve ter sua bagagem. Você pode checar os limites das malas, de dimensão e peso, no site da companhia aérea que vai viajar.
Então, poderá medir a bagagem que pretende levar, de preferência antes de adquirir uma, caso esteja pensando em comprar uma mala de viagem. Isso vai evitar que pague taxas extras ao despachar suas bagagens.

Use sacos de vácuo para reduzir o volume das peças

Existem algumas formas de fazer com que caibam mais coisas na sua mala, principalmente aquelas que são volumosas. Uma delas é o uso de sacos de vácuo, que ajudam a ganhar bastante espaço.
Principalmente se você estiver se mudando para um lugar frio, vai precisar levar roupas volumosas como casacos e sobretudos e o saco de vácuo vai ajudar a diminuir bastante o tamanho destes itens.
Você pode adquirir os sacos de vácuo em lojas que vendem malas ou no próprio Mercado Livre. Depois de comprá-los, basta colocar os itens dentro e fechá-los de forma que o ar seja comprimido.
Outra dica é usar um aspirador de pó para tirar todo o ar do saco, mas, se não tiver um disponível, poderá fazer isso enrolando a embalagem. O saco de vácuo pode diminuir até cinco vezes o volume das peças.

Pese a mala ao longo do processo

Além das medidas das malas, é muito importante estar atento ao peso quando estiver pensando em como arrumar mala para morar no exterior. Normalmente, as bagagens despachadas devem ter até 23 quilos e a mala de mão até 10 quilos, o que pode variar de acordo com a companhia aérea.
Portanto, não deixe de conferir as regras no site da companhia escolhida para viajar. Um item essencial para te ajudar a não exceder o peso é a balança digital.
Você encontra diversas opções de balança digital em lojas físicas ou virtuais. Com ela, é possível pesar suas malas enquanto estiver fazendo-as e redistribuir as coisas entre elas, caso seja necessário.
Normalmente, essas balanças vêm com um gancho que você encaixa na alça da mala e levanta para saber o peso, que aparece em um visor digital. Elas costumam ser pequenas e bem portáteis, sendo ideais para levar em viagens.
No site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) você encontra mais informações sobre as regras de malas de viagem.

Embale bem os itens frágeis

Se você já viu como colocam as malas no avião, sabe que é muito importante proteger os itens mais frágeis. O ideal é levar com você na bagagem de mão os objetos mais delicados e que não ocupam tanto espaço, como os seus equipamentos eletrônicos. Mas, é inevitável que você despache alguns itens frágeis e neste caso, é melhor protegê-los bem.
Uma dica é sempre colocar estes objetos no centro da mala, desta forma, estarão protegidos pelas roupas ao redor. Outra é embalá-los com plástico bolha e prender bem o plástico com fita adesiva.
Você encontra o plástico bolha vendido por metro em qualquer papelaria. Se quiser ser ainda mais cuidadoso, pode embalar o item com uma peça de roupa, depois de cobri-lo com o plástico bolha.

Coloque os itens mais pesados no fundo da mala

As coisas mais pesadas como calças jeans, sapatos, moletons e casacos, devem ir no fundo da mala. Assim, além de pesar o fundo da mala e fazê-la rodar mais facilmente, você evita amassar os itens mais leves e ajuda a preservá-los melhor.
Organizar mala para a Europa com as coisas mais leves por cima também vai ajudar na hora de procurar o que precisa. Coloque por cima coisas leves como blusas, lembrancinhas e frascos pequenos de higiene pessoal.
Bagagem para o exterior

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

Como escolher o que levar na mala da mudança?

Escolher bem o que levar na mala de mudança é essencial para não deixar nada importante para trás, nem levar coisas em excesso. Veja a seguir como fazer as melhores escolhas.

Visualize todas as suas roupas antes de colocar na mala

É muito importante começar a planejar sua mala com bastante antecedência e um ótimo começo é visualizar todas as roupas que tem para escolher o que vai e o que fica. Ao analisar seu guarda-roupas, você terá tempo para separar e doar muitas roupas que não usa mais e que não faz sentido levar.
Faça uma lista de itens que não podem faltar no seu guarda-roupas e escolha entre as roupas que tem as peças que vão te atender melhor na vida em outro país.

Separe as roupas em essenciais e não essenciais

Depois de ter uma visão geral do seu guarda-roupa e desapegar daquilo que não vai usar mais, é importante separar as roupas essenciais das não essenciais. Para isso, é interessante pensar em como será sua vida no exterior.
Se você está indo para estudar, leve apenas roupas que condizem com essa rotina. Caso esteja indo à trabalho, pense no ambiente que vai trabalhar e as roupas que são mais adequadas para frequentar ele.
Também é essencial checar como é o clima do local e como vai estar o tempo quando você chegar. Caso tenha que priorizar, escolha as roupas que vão te servir na estação do ano que vai chegar no país.
Quando já estiver adaptado ao novo lugar, poderá adquirir as roupas da próxima estação.
Principalmente se estiver indo para um lugar frio, é interessante deixar para comprar roupas de inverno lá, pois as roupas brasileiras podem não ser suficientes para as baixas temperaturas que vai enfrentar.

Nos itens não-essenciais, avalie o que realmente vai precisar

Depois de separar os itens em essenciais e não essenciais, faça uma avaliação do que classificou como não essencial. Você vai realmente precisar disso? Saiba que com certeza vai querer comprar coisas no novo país e não é recomendável levar aquilo que você tem dúvidas se ainda vai usar.
É claro que mudar de país tem muitos gastos e o euro está bem caro para nós brasileiros. Pode ser que no começo você precise economizar e não possa comprar coisas. Porém, com o tempo com certeza vai acabar adquirindo itens novos e vai se arrepender de levar aquilo que não era essencial.
O peso da bagagem é muito limitado e devemos deixar prevalecer apenas o que for funcional. Portanto, desapegue daquilo que ache que não vai usar mais ou deixe no Brasil para buscar depois o que não for prioridade.

Separe objetos com valor sentimental

É interessante levar alguns itens que te façam sentir em casa como a roupa de cama que mais gosta, fotos da sua família ou até comidas que podem ser difíceis de encontrar no novo país. Pode ser importante para sua adaptação ter alguns objetos que te remetem a algo familiar. Porém, não exagere nessa seleção.
Mala para morar fora

O que não vale a pena levar na mala de mudança?

Resumir a vida em uma ou duas malas de 23 quilos não é uma missão nada fácil. Por isso, mudar de país requer planejamento e escolhas conscientes do que vale a pena levar na mala. Descubra a seguir, o que não vale a pena se você está pensando em como arrumar a mala para morar no exterior.

Utensílios de casa

Existem lojas muito boas e acessíveis para comprar utensílios de casa na Europa, como a empresa sueca IKEA. Portanto, pode não valer a pena levar coisas da sua casa no Brasil. Talvez seja mais interessante vendê-las e usar o dinheiro para comprar coisas novas no país que vai morar.
Além de ocuparem muito espaço na mala, você pode ter que pagar pelo excesso de peso de bagagem, o que costuma ser bastante caro. Em vez de levar utensílios, dê preferência por comidas brasileiras que você pode não encontrar lá como farofa, polvilho azedo e erva mate. Você pode até encontrar, mas será em lojas especializadas e em um valor bem acima.

Roupas muito antigas ou que não servem

Como já falei antes, você com certeza vai comprar roupas novas no país que vai morar. Portanto, nem pense em levar roupas muito antigas ou que não te servem mais. Os magazines de roupas europeias têm um preço bastante acessível e você com certeza vai acabar comprando coisas novas.

Pequenos eletrodomésticos

Normalmente, as casas europeias para aluguel são bem equipadas. Elas costumam ter geladeira, fogão, máquina de lavar roupa, secadora e até máquina de lavar louças. Algumas delas também têm pequenos eletrodomésticos como mixer e torradeira.
Portanto, não vale a pena levar esses itens do Brasil. Ou você já vai alugar uma casa equipada com eles, ou vai acabar comprando com o tempo. Além das lojas, existe um comércio entre os imigrantes brasileiros que acabam voltando e vendem tudo o que compraram no tempo que viveram no país.
É muito comum comprar coisas de segunda mão entre os imigrantes e não tem nenhum problema em fazer isso.

Como avaliar o que realmente vale a pena levar?

O espaço que cada item ocupa

Pensando em bens pessoais, normalmente, itens como sapatos e casacos são os que ocupam mais espaço. Portanto, selecione bem o que vale a pena levar. Priorize calçados confortáveis, pois o modo de vida europeu envolve muitas caminhadas.
Quanto aos casacos, talvez os que você tenha no Brasil não sejam quentes o suficiente para o frio do país que vai morar. Neste caso, é melhor deixar para comprar lá.
Os itens de higiene pessoal também costumam ocupar bastante espaço. Você pode usar kits de miniaturas de potes para levar uma quantidade pequena e usar nos primeiros dias. Depois, compra o que precisar quando já estiver instalado na nova casa.

O peso dos itens

Dê preferência aos itens mais leves. Sapatos muito pesados não são uma boa escolha para levar na mala. Caso tenha uma bota pesada que faça questão de levar, vá calçado com ela.
Assim como ocupam espaço, os itens de higiene pessoal também pesam bastante. Então, como já disse acima, use e abuse dos potes em miniatura.
Os utensílios domésticos também costumam ser pesados. Por isso é importante avaliar bem o que você faz questão de levar e o que vai ser de extrema necessidade para quando você chegar lá. Caso dê para esperar e adquirir um novo no país que vai morar, é uma boa opção.

A facilidade de reposição ao chegar no exterior

Se você já conhece os países da Europa sabe que não terá problema para repor itens básicos quando chegar no seu novo lar. Portanto, deixe para trás tudo o que for possível. O interessante é levar apenas o que acha que não vai encontrar lá, ou que será muito mais caro.
Normalmente, os supermercados são muito bons e possuem a maior parte de seus produtos com a marca própria, que costumam ser bem em conta. Portanto, você não terá problemas em repor o que precisar quando chegar no seu novo país.

Os custos de transporte

As regras de franquias de bagagem vêm sofrendo alterações nos últimos anos. As companhias aéreas eram obrigadas a permitir o despacho gratuito de duas malas de 32 quilos por passageiro.
Mas, com algumas mudanças nas regras da ANAC, as empresas estão reduzindo cada vez mais os limites de bagagem gratuita por voo e o mais comum agora é o direito a despachar uma ou duas malas de 23 quilos.
Cada companhia disponibiliza uma quantidade de bagagem gratuita para despacho e também possui diferentes políticas de cobrança de excesso de bagagem. Por isso, é muito importante estar atento às regras quando for comprar a sua passagem.
A maior parte das empresas cobra 1% da tarifa cheia do trecho para voos internacionais. Ou seja, cada quilo a mais, a porcentagem aumenta exponencialmente de acordo com o valor total da passagem.
Algumas companhias oferecem valores melhores para compra de mala extra com antecedência e você pode optar por isso, caso seja interessante no seu caso. Apenas fique atento para não passar o peso na hora da pesagem e ter que pagar pelos quilos extras, pois o prejuízo pode ser grande.
Mala de mão na mudança

Como arrumar a mala de mão na mudança?

É muito importante planejar bem sua mala de mão, pois será a bagagem que você terá acesso durante a viagem e assim que desembarcar. Portanto, pense com antecedência e faça uma lista dos itens que não podem faltar nela.
Também é essencial estar atento ao tamanho e peso da sua bagagem de mão, de acordo com as regras da companhia aérea, e com o que é permitido ou não levar nela. Veja a seguir, alguns itens essenciais para sua bagagem de mão.

Documentos

Para se organizar melhor, você pode reunir em uma pasta todos os documentos importantes para entrar na Europa. A pasta vai dentro da sua bagagem de mão e você terá fácil acesso a todos os documentos que precisar. Os principais documentos são:

  • Passaporte dentro da validade;
  • Seguro viagem Europa com cobertura de pelo menos 30 mil euros;
  • Carta-convite ou comprovante de hospedagem;
  • Comprovantes financeiros;
  • Passagem impressa.

No caso de quem vai para morar e não tem a passagem de volta, pode ser necessário apresentar o visto para viver no país.

Itens essenciais e frágeis

Se possível, é uma boa ideia levar os itens essenciais e frágeis na bagagem de mão. Objetos como computadores, tablets e câmeras fotográficas não é recomendável despachar, já que são bastante frágeis. Também é permitido levar itens de maquiagem, contanto que tenham até 100ml.
Por experiência própria, recomendo levar objetos de valor físico e pessoal na sua bagagem de mão. Eu já tive minha bagagem extraviada e nela estavam todas as minhas bijuterias e uma joia com valor sentimental. Deu tudo certo e consegui recuperar a mala, mas confesso que fiquei bem tensa com a situação.

Algumas peças de roupa por precaução

É interessante levar uma troca de roupa completa com blusa, calças, peças íntimas e meias. Desta forma, caso haja algum imprevisto com sua mala como extravio de bagagem, você terá ao menos uma roupa para trocar.
Também é importante levar itens de higiene pessoal como escova de dentes, pasta, desodorante e perfume, que tenham até 100ml, quantidade permitida para bagagem de mão. O desodorante também deve ser líquido ou roll-on, pois o aerossol não é permitido.
Se você assim como eu, se preocupa com o que pode acontecer com a sua mala despachada ou está levando algo de valor, talvez seja interessante fazer um seguro bagagem.

Afinal, o que é mais importante levar?

As aeronaves costumam ser muito frias devido ao ar condicionado, então, não deixe de levar uma jaqueta ou casaco na sua mala de viagem de mão.
Também é importante pensar no clima que vai estar quando chega no seu destino, para se preparar e não passar frio ou calor.
Resumindo, o que eu acho que não pode faltar na sua bagagem de mão:

  • Troca completa de roupa, inclusive casaco;
  • Documentos;
  • Óculos escuros e de grau, caso use;
  • Pasta e escova de dentes;
  • Perfume e desodorante em frascos pequenos;
  • Remédios;
  • Aparelhos eletrônicos.

O segredo para saber como arrumar a mala para morar no exterior de forma eficaz é planejamento. Pense com bastante antecedência, faça listas e desapegue o máximo que puder.
Fazendo o seu planejamento de vida na Europa? Então você vai adorar o nosso Ebook Sonho de Viver na Europa. Um livro de inspiração com a história de vários brasileiros que moram em diversos países europeus e contam sobre as delícias e dificuldades de ser um imigrante brasileiro na Europa, confira!