Fazer um intercâmbio em Londres é o sonho de muitos brasileiros que desejam estudar fora. Isso não poderia ser diferente, já que a cidade é considerada o berço do idioma inglês e reúne as melhores escolas e cursos do mundo. Confira a seguir quais são os tipos, custos e documentos para cursar um intercâmbio em Londres.

O que é preciso para fazer intercâmbio em Londres?

Um intercâmbio em Londres é, certamente, o sonho de muitos estudantes. Para aproveitar ao máximo essa experiência, é importante que você planeje bem e esteja preparado para essa grande mudança. Portanto, confira a seguir um passo a passo simples do que é preciso fazer para estudar na Inglaterra e prepare-se:
1. Escolha o tipo de intercâmbio: o primeiro passo é ter em mente quais são os seus objetivos e que tipo de intercâmbio você deseja fazer. Hoje em dia, existem cursos em Londres que vão desde o ensino do idioma até capacitação profissional;
2. Faça a sua inscrição: a inscrição do intercâmbio em Londres é uma das etapas mais importantes. O ideal é acessar os sites das escolas e ler com atenção os requisitos e prazos das inscrições. Uma boa dica é ter a assessoria de uma agência de intercâmbio;
3. Preparar a documentação: providenciar a documentação pode ser um processo burocrático, principalmente se for necessário emitir um visto. Neste passo, é importante verificar as exigências da escola e do governo para entrar no país;
4. Preparo financeiro e emocional: fazer um intercâmbio em Londres não é barato, por isso planeje-se bem para esse investimento e comece a poupar o quanto antes. Também prepare-se emocionalmente para essa nova experiência, converse com a sua família e tenha um bom apoio nessa fase tão importante;
5. Arrume as malas e viaje: arrume suas malas e resolva as pendências com moradia, emprego ou escola, antes de embarcar. Por fim, cheque todos os documentos e viaje para Londres.

Tipos de intercâmbio em Londres

O intercâmbio em Londres pode ser feito por crianças a partir dos 10 até para os adultos com mais de 60 anos. São inúmeras as opções que se aplicam aos diversos perfis de estudantes. Veja abaixo algumas delas.

  • Curso de idiomas: do básico ao avançado, o curso de inglês em Londres é o mais procurado para intercâmbio. As opções oferecidas pelas agências tem grande flexibilidade de duração e costumam incluir seguro saúde obrigatório, acomodações e refeições;
  • Cursos especiais: ideal para quem é fluente em inglês ou quem não tem interesse no idioma, pode ser feito por pessoas com conhecimentos específicos em várias áreas e encontrados em agências de intercâmbio ou escolas locais;
  • High School: é possível para jovens que estão cursando o ensino médio e com idades que variam de 14 a 18 nos. Isso depende da escola de destino;
  • Intercâmbio de férias: recomendado para jovens de 10 a 17 anos. Com duração de duas semanas até dois meses, o estudante escolhe quais atividades deseja realizar entre os meses de janeiro e julho. Pode ser feito em grupo ou individualmente;
  • Ensino superior: embora seja mais difícil, existe a possibilidade de fazer intercâmbio através de uma parceria entre a universidade brasileira e as instituições londrinas;
  • Voluntariado: esse tipo de intercâmbio é ideal para quem deseja ter uma experiência de troca cultural. Existem sites como Camphill, Do-it ou NCVO conectam os interessados a ações sociais e demais projetos no Reino Unido.

Vale a pena contratar agência de intercâmbio?

Essa é uma dúvida bastante comum em quem deseja fazer intercâmbio na Europa, incluindo Londres. No entanto, geralmente quem contrata uma agência pode aproveitar várias vantagens como:

  • Economia: em alguns casos, a agência pode oferecer descontos e melhores preços em hotéis, companhias aéreas e instituições de ensino;
  • Praticidade: a agência também pode indicar as melhores opções de trabalho e cursos de acordo com suas restrições e exigências;
  • Conveniência: por ter pacotes prontos e personalizáveis, a agência evita que você gaste tempo fazendo pequisas complicadas;
  • Menos burocracia: a agência pode cuidar de boa parte da documentação da sua viagem e estadia. Assim, você ganha tempo para planejar outras atividades;
  • Apoio: com a agência, certamente, você pode ter suporte em situações extremas, algo essencial se você viaja por conta própria.

Melhores agências de intercâmbio em Londres

Contratar uma agência de intercâmbio em Londres é uma ótima maneira de planejar os estudos no país. Mas, para ter uma boa experiência, é importante usar os serviços de uma empresa séria e com boa reputação no mercado.
Veja abaixo uma lista das melhores agências de intercâmbio e escolha a melhor para os seus objetivos.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

Quanto custa um intercâmbio em Londres?

O custo do intercâmbio em Londres depende da duração, do curso, da escola e da acomodação que você escolher. Mesmo assim é uma experiência que exige um investimento alto, sobretudo porque o aluno terá que arcar com alguns gastos extras por morar em Londres.
Estudantes em Londres
Para você ter uma ideia do quanto custa o intercâmbio, confira a seguir os preços de algumas agências brasileiras.

Quanto custa um intercâmbio de 3 meses em Londres?

Fazer um curso de idiomas de três meses em Londres também pode ser uma experiência inesquecível. Em geral, encontramos intercâmbios em Londres com essa duração e acomodação econômica por £3.108, aproximadamente R$21.180 pelo período.

Quanto custa um intercâmbio de 6 meses em Londres?

Um curso de inglês com duração de seis meses na Oxford International, com direito a acomodação, pode custar em média £6.240 – cerca de R$45.524. Mas é claro, esse valor pode oscilar para mais ou para menos a depender da escola em Londres e tipo de acomodação que você escolher. Vale lembrar que o visto não é obrigatório durante esse período.

Quanto custa um intercâmbio de 1 ano em Londres

O investimento para fazer o intercâmbio em Londres por 1 ano é alto. Em média, as agências podem cobrar cerca £13.805, o equivalente a R$97 mil para você estudar inglês por 1 ano e ficar acomodado em um quarto duplo, com direito a café da manhã.
Além desse valor, o estudante deve incluir as despesas com o visto, alimentação dentre outros gastos. E claro, considerar o custo de vida em Londres, especialmente no que se refere ao transporte e lazer.

Documentos para fazer intercâmbio em Londres

Acompanhe a seguir quais são os principais documentos exigidos para fazer intercâmbio em Londres e providencie-os o quanto antes.

Passaporte

O passaporte é essencial para fazer intercâmbio em Londres porque é o único documento de identificação aceito para viajar para Europa. Lembrando que, para países europeus, ele deve ter validade de no mínimo três meses depois da data marcada para o retorno ao Brasil.
Diante disso, antes de dar entrada no visto para fazer o intercâmbio, verifique a validade do seu passaporte. Caso seja necessário, providencie a renovação do documento o mais rápido possível.

Visto para Inglaterra

Diferente do que muita gente acredita, os brasileiros não precisam de visto para Inglaterra. No entanto, para que isso aconteça, os intercambistas não podem ficar um período superior a seis meses estudando no país.
Assim, se a duração do curso que você escolheu for superior a esse período, é essencial solicitar o visto de estudante para a Inglaterra antes de começar as aulas. Dessa forma, você poderá aproveitar ao máximo sua experiência no país.
Para isso, o governo britânico oferece três tipos de visto, são eles:

  • Student Visa: ideal para estudantes com mais de 16 anos que pretendem estudar na Inglaterra. A duração do visto varia de dois a cinco anos, a depender do tipo de curso e idade;
  • Child Student Visa: visto para crianças entre quatro a 17 anos para frequentar o High School na Inglaterra. Os menores de 16 anos podem permanecer por até 6 anos e os maiores por até três anos;
  • Short-term Study Visa: este visto é para cursos de inglês com duração de mais de seis meses e até 11 meses. Além disso, você pode permanecer no Reino Unido durante o período de seu curso mais 30 dias extras, desde que sua estadia não seja superior a 11 meses.

Seguro viagem

Embora não seja obrigatório ter seguro viagem para fazer o intercâmbio em Londres, nós recomendamos que você faça o seguro viagem como uma garantia em caso de emergência. Além disso, o ideal é contratar o plano em uma seguradora confiável, analisar bem a apólice e ver o que ela cobre.
Esse documento também é exigido aos estudantes que desejam visitar países que fazem parte do Espaço Schengen durante sua estadia na Europa.
Você pode cotar o seguro viagem comparador do Seguros Promo, nosso parceiro. É possível encontrar planos específicos para estudantes em período de intercâmbio, o que dá mais conforte ao estudante e a família que está no Brasil.
Documentos para intercâmbio em Londres

Posso estudar e trabalhar em Londres durante o intercâmbio?

Sim! Em alguns tipos de visto, o governo britânico permite que o estudante também trabalhe na Inglaterra enquanto faz o intercâmbio. No entanto, a duração e tipo de trabalho varia de acordo com cada tipo de visto.
Com o visto Child Study Visa, por exemplo, os estudantes a partir de 16 anos podem trabalhar em tempo parcial com uma carga horária de 10 horas semanais ou em tempo integral durante as férias. Também é permitido fazer um estágio para complementar o curso, desde que não ocupe mais de 50% do curso.
Saiba como conseguir emprego em Londres, melhores áreas, salários e mais.

Intercâmbio em Londres ou em Dublin?

Devido ao seu baixo custo de vida e valores de cursos acessíveis, Dublin é dos lugares que exigem menor investimento financeiro para fazer o intercâmbio, um grande atrativo para estrangeiros. Além disso, a cidade é bem receptiva com os estrangeiros e oferece uma boa experiência de imersão cultural.
Esse destino também é uma ótima oportunidade para os intercambistas, pois oferece várias possibilidades de cursos com durações flexíveis. O que aumenta bastante os atrativos de fazer o intercâmbio em Dublin.
Enquanto isso, Londres abriga várias das melhores universidades da Europa e do mundo e é um grande centro financeiro e cultural. Esses fatores, associados a sua localização privilegiada, fazem com que a Inglaterra seja um dos países que mais recebem intercambistas.
Embora não seja um dos destinos mais econômicos, a cidade reserva diversas experiências positivas aos estudantes porque proporciona diversão e experiências sensacionais para quem opta por ela. Assim, é possível escolher pacotes que combinam com seus interesses.
Ambas as cidades proporcionam experiências incríveis e enriquecedoras. Por isso, essa é uma decisão muito pessoal, na qual deve-se avaliar o investimento financeiro, as facilidades de trabalho e, claro, qual cidade desperta mais seu interesse. Mas independente da escolha, fazer um intercâmbio é uma experiência de vida.

Vale a pena fazer intercâmbio em Londres?

Embora seja um privilégio para poucos, fazer intercâmbio em Londres é uma experiência que pode mudar a sua vida. Por isso, milhares de estudantes de vários lugares do mundo passam pela capital inglesa.
Durante a estadia no país, os intercambistas podem conhecer uma nova cultura, dar um upgrade na carreira e, sem dúvida, melhorar o inglês. Além disso, conhecer a história e experimentar a mescla de povos faz com que a cidade se torne ainda mais atraente.
Gostaram das dicas e já está animado para fazer intercâmbio em Londres? Então você também vai gostar de conhecer a experiência de outros brasileiros que se mudaram para a Europa. O Sonho de Viver na Europa é um ebook que reúne histórias, conquistas e dificuldades dos brasileiros que emigraram.