Comprar um imóvel no exterior pode ser uma boa alternativa para quem quer morar fora do Brasil ou investir em outro país. E, se realizar essa aplicação está nos seus planos, nos acompanhe neste artigo.

Aqui, vamos contar para você como comprar, quais são os melhores países para investir no ramo imobiliário, como enviar dinheiro para pagar o imóvel no exterior e os cuidados a ter na compra. Assim, você poderá conferir se vale a pena investir no mercado imobiliário europeu.

Como comprar imóvel no exterior?

Se você pretende comprar imóvel no exterior, deve seguir um passo a passo básico:

Exemplo: como comprar imóvel em Portugal

Para ficar mais claro, resolvemos descrever como é o procedimento para comprar um imóvel em Portugal.

O sistema jurídico do país luso é semelhante ao brasileiro, portanto, é bastante burocrático. Depois de escolher o imóvel, você deve escolher um representante local (pessoa ou empresa), que será responsável por pagar os impostos referentes à transação, como um procurador, por exemplo. Isso porque Portugal exige que os proprietários de imóveis ou os seus representantes tenham domicílio no país, ou em nações da União Europeia.

A compra é feita por meio de escrituras públicas ou através de um advogado particular e deve ser registrada em um cartório de notas no país.

O custo total da transação, incluindo impostos, varia entre 10% e 15% do valor do imóvel, acrescentando também o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) anual que varia entre 0,3 a 0,45% sobre o valor da propriedade, como se fosse o IPTU no Brasil. Para terrenos com finalidades agrícolas, a IMI é de 0,8%.

Com o objetivo de facilitar a compra de imóveis em Portugal, foi criado o Balcão Casa Pronta, serviço em que é possível fazer todas as operações de compra e venda diretamente. Para utilizar o serviço, o comprador deve apresentar alguns documentos, como o de identificação e cartões de contribuição fiscal, por exemplo.

Melhores países para comprar imóvel

Os seguintes países europeus estão entre os melhores para comprar imóvel:

Esses países são os que oferecem mais vantagens para os estrangeiros que pretendem comprar imóvel no exterior, como, por exemplo, maior facilidade de pagar a propriedade a prazo. E, dependendo do país e de quanto você vai investir na Europa, é possível obter visto de residência.

Em Portugal, por exemplo, o Golden Visa até então, é emitido para quem investir pelo menos 500 mil euros imóveis no país. No entanto, devido à escassez de moradia no país, o governo prevê a desqualificação do investimento de imóveis para a obtenção do visto de investidores. A proposta de desqualificação está para votação final e depois segue para a promulgação do presidente e publicação no Diário Oficial.

Entre os melhores países descritos, o Reino Unido é um dos mais vantajosos, pois garante um processo de compra de imóvel relativamente simples comparado a outros países europeus: por meio de um contrato particular. Apesar de a compra não garantir o visto definitivo, ajuda a permanência no país. Já para compras a prazo, o comprador pode fazer o pagamento por meio de uma hipoteca.

Consultora imobiliária passa as chaves de casa para um casal
A consultoria imobiliária é uma boa opção para comprar imóvel no exterior e ajudar com a papelada.

Além desses países, vale a pena destacarmos a Turquia. Segundo o site Immigrant Invest, o país do sudeste europeu é o um dos mais acessíveis do mundo para a compra de imóveis. Segundo o último relatório, de outubro de 2022, o preço por metro quadrado é de USD 675 e o custo médio de uma casa foi de USD 87.736.

De janeiro a junho de 2022, mais de 1 milhão de imóveis residenciais foram vendidos no país. O valor das propriedades na Turquia aumentou em 902% nos últimos 12 anos. E um dos benefícios oferecidos aos investidores é a cidadania turca.

Como encontrar imóvel para comprar no exterior?

Atualmente, com o avanço tecnológico, não é preciso procurar imóveis pessoalmente; você pode iniciar a pesquisa pela internet, sem sair da sua casa. E, caso se interesse por algum (ou alguns), você pode visitá-lo, para conferir as condições e escolher aquele que satisfizer as suas necessidades.

Existem vários sites que são especializados na venda de imóveis, com boas informações sobre as propriedades em diferentes regiões do mundo. Você deve buscar por sites para comprar casa na Europa, cada país tem os seus.

Em Portugal, nós recomendamos a Pati Lemos Properties, que oferece um serviço 360º de qualidade e com foco no atendimento de estrangeiros.

Se você preferir fazer a busca do seu imóvel sem auxílio de assessoria, também é possível. Para ajudá-lo nessa busca, selecionamos os alguns dos melhores sites para comprar casa na Europa:

Você também pode buscar por consultores imobiliários para te ajudar a encontra o imóvel desejado e ter toda consultoria necessária para fechar o negócio.

Como enviar dinheiro para pagar o imóvel no exterior?

Atualmente, há diferentes maneiras de fazer transferências internacionais, e as mais vantajosas são as plataformas online. Entre elas, o Euro Dicas recomenda a Remessa Online, uma plataforma segura, econômica, transparente e rápida.

A plataforma cobra taxas justas e transparentes no envio de dinheiro para outros países, a quantia fica disponível na conta de destino em até 1 dia útil após a identificação do pagamento pela plataforma e, o melhor, a Remessa Online disponibiliza um limite de remessas para o exterior elevado:

  • Com o cadastro simples, é possível enviar até R$ 180 mil por ano (dentro de 365 dias), podendo operar até R$ 90 mil por dia;
  • Já com o cadastro completo da Remessa Online, o usuário não tem limite por operação e tem a possibilidade de enviar valores mais altos. Assim, o seu limite passa a ser personalizado, com base no seu imposto de renda.

Passo a passo de como comprar imóvel no exterior

Confira, adiante, o passo a passo de como fazer a aquisição de um imóvel com a Remessa Online.

  1. Efetue o seu cadastro no site da Remessa Online (no próximo tópico, mostraremos como fazer o cadastro completo);
  2. Clique em “Novo envio”, na área de “Histórias”, para enviar dinheiro para o exterior;
  3. Ainda em “Criar um novo envio”, selecione o beneficiário do dinheiro;
  4. Informe o motivo do envio. Para comprar imóvel no exterior, clique em “Compra ou aluguel de um imóvel”;
  5. Confira os requisitos da transferência e clique em “Próximo”;
  6. Informe o valor total do pagamento na moeda que pretende transferir. Para um imóvel em Portugal, por exemplo, você deve preencher “euro”;
  7. Insira os dados do beneficiário (incluindo o endereço), o país onde está o banco, assim como os códigos da conta.

Como fazer o cadastro completo?

Para enviar montantes elevados, é necessário preencher o cadastro completo na Remessa Online. Veja como fazer:

  1. Acesse o site da Remessa Online e faça o seu cadastro simples e gratuito. Caso já possua o cadastro, acesse a sua conta;
  2. Após se logar no dashboard, no menu principal, clique em “Perfil”. Aparecerá na tela uma página com um formulário, que você deverá preencher com os seus dados pessoais;
  3. Ao lado de “1. Dados Pessoais Complementares”, clique em “Preencher”, insira os seus dados e, em seguida, clique em “Salvar e continuar”;
  4. Agora, informe os seus dados profissionais, clicando em “Dados Profissionais e Financeiros”. Em seguida, clique em “Salvar e continuar”;
  5. Faça o envio dos seus documentos, clicando em “Envie os documentos”. Faça o upload da documentação solicitada e depois clique em “Concluir e enviar para análise”.

Como comprovar para enviar grandes montantes

Para realizar a transferência do dinheiro, é necessário apresentar o comprovativo do imposto de renda com lastro suficiente.

Ao apresentar o seu imposto de renda, o seu limite fica baseado na sua declaração e a instituição financeira escolhida para fazer o envio de dinheiro, no caso a Remessa Online, deverá informar ao Banco Central e à Receita Federal.

Casal fecha compra de casa com consultora imobiliária
Ao comprar imóvel no exterior, você deve se atentar com a tributação para evitar problemas com o fisco.

Deve constar na sua declaração de imposto de renda a natureza da remessa do envio de dinheiro, ou seja, o motivo pelo qual você realizou determinada transferência internacional. Neste caso, a compra de um imóvel no exterior.

Como comprar um imóvel financiado no exterior?

Nem todos os bancos oferecem opção para estrangeiros financiarem imóveis e a maioria deles cobra juros elevados. Por isso, é importante contar com uma imobiliária de confiança, tanto na escolha do imóvel quanto na etapa da compra, para alertá-lo e monitorar as melhores oportunidades também para o financiamento do bem.

Os requisitos necessários para financiar um imóvel variam de acordo com país onde você pretende investir e do valor da propriedade. Em Portugal, por exemplo, a compra de um imóvel a prazo é semelhante à compra de um imóvel no exterior à vista. No entanto, o futuro proprietário precisa desembolsar 10% ou 30% do valor do imóvel de entrada.

É possível financiar o restante do valor por um banco. De acordo com o Banco de Portugal, o prazo máximo para o financiamento é de 30 anos, no entanto, para os mais jovens, o financiamento pode se estender até 60 anos. Já no Reino Unido, é possível financiar o restante do valor do bem por meio de uma hipoteca.

Tributação da compra de imóvel no exterior

Ao comprar imóvel no exterior, você estará sujeito a tributação tanto no país onde vai adquirir o imóvel quanto no Brasil, visto que terá que declarar a compra no imposto de renda. Se contabilidade no nosso próprio país já é um assunto complicado, imagina somado a outro país onde você não conhece a legislação? Difícil né?

Por isso, recomendamos os serviços da Personal Tax Brasil, uma empresa especializada em tributação e planejamento fiscal para expatriados, oferecendo uma assessoria completa e personalizada para que você não venha a ter problemas com o fisco.

Como declarar compra de imóvel com pagamento no exterior?

Declarar as remessas para o exterior é necessária e obrigatória de acordo com a Receita Federal.

Quem tem imóveis no exterior deve declará-los no imposto de renda. Na aba “Bens e Direitos”, da mesma maneira que faria com um imóvel comprado no Brasil e buscar o código que se aplica ao tipo de imóvel que adquiriu fora do Brasil (casa, apartamento, terreno etc.). Além disso, é necessário preencher os dados do imóvel, como:

  • País;
  • Endereço;
  • Data de aquisição;
  • Área total;
  • Construtora (caso tenha);
  • Valor da propriedade em reais.

Vale ressaltar que, para a Receita Federal, o valor do imóvel será sempre aquele pelo qual ele foi comprado, por mais que o mercado tenha se valorizado. Desta forma, o contribuinte deve fazer o cálculo do valor do bem na moeda em que ele foi negociado. Depois, convertê-lo para dólar e, em seguida, para reais, com base na cotação dólar PTAX, taxa de câmbio calculada durante o dia pelo Banco Central, do dia 31 de dezembro do ano-base.

Caso o imóvel ainda não tenha sido totalmente pago, o contribuinte deve discriminar quantas parcelas foram pagas e o valor delas até o dia 31 de dezembro do ano-base.

Observação: sempre é preciso fazer a conversão dos valores para o real.

Vale a pena investir no mercado imobiliário europeu?

Sim, investir no mercado imobiliário da Europa vale muito a pena se você souber escolher a região e o investimento corretos.

Assim, é possível obter ganhos elevados, por exemplo, alugando a propriedade por ano ou, até mesmo, por temporada em áreas turísticas, como o Algarve.

Além disso, investir na Europa é indicado para quem pretende:

  • Morar no continente europeu e fugir dos preços elevados dos aluguéis, principalmente em regiões metropolitanas, como Lisboa e Londres, por exemplo;
  • Investir em uma moeda mais estável do que o real e fugir da burocracia e das altas cargas tributárias brasileiras;
  • Fazer um investimento sólido em um mercado mais valorizado do que o brasileiro.

Segundo os especialistas, no geral, o processo para comprar imóvel no exterior é simples e barato e, ao adquirir uma propriedade bem localizada, o investidor estará se protegendo contra o real, que é bem desvalorizado em relação ao euro.

Cuidados na compra de imóvel no exterior

Antes de comprar imóvel no exterior, é importante tomar alguns cuidados, como:

  1. Informe-se sobre as regras do país onde pretende adquirir um imóvel, pois elas costumam variar bastante de acordo com cada localidade;
  2. Busque auxílio de um bom consultor para esclarecer as suas dúvidas sobre as leis locais, assim como as melhores regiões para investir e os seus preços médios. Esse profissional também poderá ajudá-lo a seguir o sistema jurídico para a compra do imóvel fora do Brasil;
  3. Identifique o melhor perfil de imóveis para investimento no país onde pretende adquirir o seu bem. É recomendado encontrar uma cidade que tenha uma economia estável, onde a demanda por propriedades costume ser elevada e que tenha pouca burocracia para a compra, revenda ou o aluguel. Assim, terá mais facilidade, se quiser vender ou alugar a sua propriedade;
  4. Envie dinheiro pela Remessa Online. Dessa forma, você economiza na transferência internacional e pode ficar tranquilo por saber que a sua remessa chegará de forma segura e rápida ao destino.

Agora que você já sabe tudo sobre como comprar imóvel no exterior, boa pesquisa e bom investimento para você.