Os bichinhos de estimação são nossos filhos e não podemos deixá-los para trás. Uma dúvida bem recorrente de quem está de mudança para o país luso ou até mesmo para uma visita de turismo é sobre como levar cachorro para Portugal.

Neste artigo, vamos explicar tudo que precisa saber com relação a burocracias e documentos que devem ser providenciados e contar a experiência da Mikaella Campos e a sua fiel amiga Atena.

Tem como levar cachorro para Portugal?

Sim, tem como levar cachorro para Portugal. Contudo, você precisa enfrentar uma pequena jornada para providenciar as vacinas, exames e documentos do cachorro para ele poder viajar. Por isso, precisa ter bastante planejamento!

Cachorros de porte pequeno podem ir na cabine do avião com você, mas quem tem um amigo de quatro patas de porte médio ou grande, precisa transportá-lo no compartimento de bagagem.

Além disso, também existem algumas raças que costumam ter algumas restrições, justamente para preservar a saúde do animal. Explico melhor mais abaixo.

Qual a documentação necessária para levar o cachorro para Portugal?

Para providenciar toda a documentação é preciso ter planejamento. A pernambucana Mikaella Campos, veio morar em Portugal e trouxe a sua cadela Atena alerta que o processo pode levar entre 6 a 8 meses. Portanto, programe-se!

A documentação necessária de como levar cachorro para Portugal, segundo o Ministério da Agricultura do Brasil e Direção-Geral de Alimentação e Veterinária de Portugal (DGAV):

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →
  • Comprovante do microchip;
  • Vacinação do animal e certificado de saúde emitido pelo veterinário;
  • Laudo de Sorologia Antirábica emitido por laboratórios brasileiros credenciados na União Europeia;
  • Carteira de Veterinário Internacional (CVI) emitida pela VIGIAGRO;
  • Envio do formulário de Comunicação de Chegada no aeroporto de destino em Portugal.

Passo a passo para levar pet para Portugal

A seguir, preparamos o passo a passo para providenciar toda a documentação necessária de como levar cachorro para Portugal.

1. Microchip

O primeiro passo para levar o seu pet para Portugal é providenciar a aplicação do microchip junto ao veterinário. Ele é aplicado rapidamente, não afeta a saúde do animal e contém informações do tutor bem como outros dados sobre o cachorro.

A aplicação do microchip costuma variar entre R$ 150,00 a R$ 200,00.

Atenção: a microchipagem é obrigatória antes da vacinação do pet e o comprovante da aplicação deve estar datado, assinado e carimbado pelo veterinário responsável.

2. Vacina Antirrábica

Após a aplicação do microchip é hora de colocar a saúde do seu pet em dia. Para levar cachorro para Portugal, será necessário aplicar a vacina antirrábica e solicitar o certificado de saúde.

Segundo as informações do Ministério da Agricultura, todos os animais com mais de 12 semanas precisam se vacinar contra raiva.

Atenção: a vacina antirrábica precisa aplicada com pelo menos 30 dias de antecedência ao teste de sorologia antirrábica.

3. Sorologia Antirrábica

O terceiro passo de como levar cachorro para Portugal é providenciar a sorologia antirrábica. Lembrando que amostra do soro só pode ser coletada após um período mínimo de 30 dias a vacinação contra raiva.

Além disso, o teste de sorologia só pode ser realizado em laboratórios brasileiros aprovados e autorizados pela União Europeia. A lista não é extensa e apenas quatro cidades possuem laboratórios autorizados:

  • São Paulo;
  • Belo Horizonte;
  • Recife;
  • Curitiba.

Após o teste, você receberá o laudo de sorologia antirrábica que será necessário para levar o seu pet para o país luso. Ele precisa apresentar um nível de anticorpos igual ou superior a 0,5UI/ml.

Atenção: a sorologia deve ser realizada 3 meses antes da solicitação do CVI.

Vacinação em cachorro
A vacinação é um dos passos de como levar cachorro para Portugal.

4. Comprar passagem e caixa transportadora

Sorologia antirrábica em mãos, é hora de comprar a passagem para Portugal e providenciar a caixa transportadora para levar o seu cachorro. As dimensões da caixa, varia conforme a companhia aérea escolhida para viajar, assim como o valor para transportar o seu amigo fiel. Mais abaixo, eu explico esses custos.

5. CVI

Após os três meses de obter o laudo da sorologia, o próximo passo de como levar cachorro para Portugal é providenciar o Certificado Veterinário Internacional (CVI), que deve ser emitido pela VIGIAGRO e ele só tem validade de 10 dias. Por isso, deve comprar a passagem e a caixa transportadora antes de solicitá-lo.

A lista das unidades da VIGIAGRO é disponibilizada e atualizada constantemente pelo Ministério da Agricultura e através de mapa no Google com todas as localizações. Para solicitar o CVI, você precisa ter em mãos, todos os documentos listados anteriormente nesse passo a passo.

O Governo Federal do Brasil disponibiliza a emissão do CVI online para alguns países da América do Sul e América do Norte, mas para os países da União Europeia, como é o caso de Portugal, a solicitação deve ser feita por meio de uma das unidades físicas.

A Mikaella optou por realizar o pedido da CVI da Atena através da unidade da VIGIAGRO localizada no Aeroporto Internacional de Recife e explica:

“O CVI é o documento que afirma que a Atena estava apta a viajar para Portugal e tem a validade de 10 dias, ou seja, é NECESSÁRIO viajar entre esses 10 dias, não antes, não depois”.

Se atente ao prazo de validade do CVI e tenha todos os documentos em mãos e corretos para solicitá-lo, pois será bem próximo a sua mudança para a Europa. Caso falte um documento ou tenha algum erro, não terá tempo hábil para providenciar ou corrigir.

6. Aviso de chegada em Portugal

Com o CVI em mãos, o passo seguinte de como levar cachorro para Portugal é providenciar, ainda no Brasil, o Aviso de Chegada nos aeroportos em Portugal. Para isso deve preencher o formulário disponibilizado no site do DGAV e enviá-lo até 48 horas antes do desembarque para o endereço de email de um dos Pontos de Entrada dos Viajantes para Controle de Animais.

“O envio da documentação para o aeroporto de destino é obrigatório! Se você não enviar esse e-mail, é possível que no dia da chegada, não tenha um veterinário para atender e isso pode te deixar “preso” no aeroporto por horas até chegar um veterinário”, explica Mikaella.

Esses seis passos são essenciais para solicitar a documentação para levar o seu cachorro e como pode observar, cada passo precisa passar um determinado tempo para seguir para outro. Por isso, o planejamento é fundamental e necessita de um período entre 6 a 8 meses.

Se deixar para organizar a documentação em cima da hora, é bem provável que deixará o seu amigo fiel para trás. Portanto, programe-se com muita antecedência!

Como levar cachorro para Portugal de avião?

Como falei no início deste artigo, existem duas formas de como levar cachorro para Portugal de avião. Cachorros de porte pequeno podem ir na cabine, em baixo do assento e cachorros de médio e grande porte devem ser transportados no porão da aeronave.

Todos devem estar dentro de uma caixa transportadora e nas dimensões permitidas pela companhia aérea que irá viajar. Na TAP Portugal, a companhia aérea que realiza voos diretos entre Brasil e Portugal, possui as seguintes regras:

Local de transporte Peso do cachorro Dimensão da caixa transportadora
Cabine até 8kg 40x33x17cm caixa deve ser maleável.
Porão do avião até 45 kg não há exigência de uma dimensão, mas a caixa precisa ser rígida.

Como levar cachorro para Portugal de navio?

Sim, cruzeiros marítimos permitem levar cachorro para Portugal, porém, não são todos. Pelo contrário, a maioria não permite o transporte de cachorro por motivos de higiene e segurança, com exceção dos cães de assistência.

Já aqueles navios que aceitam o cãozinho a bordo, costumam ter canis como espaços reservados para transportá-los, ou seja, ele não irá na cabine com você. Os canis costumam ter espaço para caminhadas, caminhas confortáveis, brinquedos e comida.

Na minha opinião, não vale a pena transportar no cachorro em navio. O stress causado ao animal vai acontecer assim como no avião, a diferença é no avião, a viagem é de poucas horas e no navio é de dias.

Além disso, como as companhias marítimas que permitem o embarque de pets são restritas, a busca por uma que aceite transportar o seu cachorro será muito mais trabalhosa, já o transporte aéreo é permitido por todas as companhias. Quanto a documentação que deverá providenciar para levar o cachorro de navio, será a mesma descrita neste artigo.

Existem restrições para levar pet para Portugal?

Sim, existem restrições para levar cachorro para Portugal com relação a raça.

A DGAV possui uma lista de cães de raça, consideradas potencialmente perigosas e elas apresentam regras específicas nos Pontos de Entrada dos Viajantes em Portugal, sendo necessária a assinatura de um termo de responsabilidade do tutor e a notificação de permanência do animal no país.

Atualmente, as raças com essas restrições de potencialmente perigosas são:

  • Fila brasileiro;
  • Dogue argentino;
  • Pit bull terrier;
  • Rottweiller;
  • Staffordshire terrier americano;
  • Staffordshire bull terrier;
  • Tosa inu.

Além disso, existem restrições para viajar com cachorros braquicefalicos que não podem ser transportados no porão da aeronave. Esse tipo de cachorro apresenta muita sensibilidade a altas temperaturas, seja calor ou frio, e por terem o focinho achatado, podem apresentar ou agravar os problemas respiratórios.

Como levar cachorro para Portugal de avião
Todas as raças podem ser transportadas, mas muitas delas existem restrições e os cuidados devem ser redobrados.

As raças braquicefálicas (e raças cruzadas) são:

  • Affenpinscher;
  • Boston Terrier;
  • Boxer;
  • Bulldog (todos os tipos);
  • Bully Americano;
  • Cavalier King Charles;
  • Chihuahua;
  • Chin Japonês / Spaniel Japonês;
  • Chow Chow;
  • Griffon de Bruxelas;
  • Lhasa Apso;
  • Mastim (todos os tipos);
  • Pequinês;
  • Pug (todos os tipos);
  • Shar-Pei / Shar-Pei Chinês;
  • Shih-Tzu;
  • Spaniel tibetano;
  • Staffordshire Americano / ”Amstaff”;
  • Staffordshire Bull Terrier / ”Staffys”;
  • Toy Spaniel Inglês / Prince Charles Spaniel.

A restrição é para transporte no porão. Uma alternativa para essas raças é levá-las na cabine. Contudo, se ultrapassarem o limite do peso e tamanho da caixa isso não será possível.

Caso seu cachorro seja considerado um cachorro de Assistência Emocional ou possa ser enquadrado como Carga Viva, pode ser possível levar na cabine mesmo que exceda o peso limite. Algumas companhias oferecem esse serviço, como a Lufthansa, veja as regras.

Quanto custa levar cachorro para Portugal?

Os custos para levar cachorro para Portugal devem incluir toda a documentação necessárias e visitas ao veterinário, assim como a caixa de transporte, a passagem aérea do animal. Os custos podem variar entre cada pessoa, cachorro e companhia aérea.

Segundo a Mikaella, ela gastou cerca de R$ 3.142,15 para ela trazer a Atena para Portugal. Isso, porque das muitas vezes que foi ao veterinário, ele cobrou apenas alguns procedimentos, como as vacinas e a carteira de vacinação. Ela compartilhou a planilha com os seus gastos:

Item Valor
Consulta do veterinário ela não teve esse custo
Vacina antirrábica e carteira de vacinação R$ 70,00
Microchip R$ 150,00
Sorologia de Raiva R$ 750,00*
CVI gratuito
Caixa transportadora R$ 600,00
Passagem aérea da Atena R$ 1.572,15
Total R$ 3.142,15

*O teste de sorologia foi realizado pelo laboratório autorizado da USP – Universidade de São Paulo e o valor, inclui o envio do material recolhido pelo veterinário através dos Correios.

Segundo o site da TAP, os valores cobrados para o transporte do cachorro são:

Local de transporte Peso do cachorro Valor*
Cabine até 8kg 160€ (R$ 821,78)
Porão até 32kg 230€ (R$ 1181,30)
Porão entre 32kg e 45kg 300€ (R$ 1.540,83)

*O site da TAP Portugal apresenta os valores em euro. Para o valor apresentado em real, utilizamos o câmbio do dia 26 de maio de 2022, onde estava 1€=5,13BRL.

É possível levar animal de apoio emocional?

Sim, mas nem todas as companhias aéreas aceitam esse tipo de animal e quando aceitam, possuem regras específicas.

A TAP, por exemplo, deixou de aceitar animais de assistência emocional para fins terapêuticos desde janeiro de 2021. Hoje, a companhia aérea apenas aceita animais de assistência com treinamento específico para tal, são eles:

  • Cão-guia: treinado para auxiliar pessoas com deficiência visual;
  • Cão-ouvinte: treinado para auxiliar pessoas com deficiência auditiva;
  • Cão de serviço: treinado para auxiliar pessoas com deficiência mental, orgânica ou motora (nessa categoria, inclui o suporte psiquiátrico).

Além disso, você vai precisar comprovar por laudo médico/psiquiátrico e veterinário que o seu cachorro é mesmo um animal de assistência, apresentando o certificado de treinamento emitido por instituição reconhecida, assim como os documentos listados no passo a passo de como levar cachorro para Portugal.

O que fazer após chegar em Portugal com o animal de estimação?

Não pense você que basta saber como levar cachorro para Portugal e que os seus gastos vão se restringir apenas ao Brasil. Ao chegar no país luso, você ainda precisa enfrentar alguns procedimentos e desembolsar alguns euros. Veja o passo a passo ao chegar no país.

1. Consulta veterinária no aeroporto

Lembra que um dos procedimentos no Brasil é enviar o formulário de Aviso de Chegada? Pois é!

O primeiro passo é passar no Ponto de Entrada dos Viajantes para Controle de Animais, para que um veterinário faça a verificação da documentação (não é uma consulta para saber se o animal chegou bem).

Tutora e cachorro no aeroporto
Mikaela e Atena despedindo-se do Brasil no Aeroporto de Recife. Foto: Arquivo pessoal

A Mikaella pagou 40€ no Aeroporto de Lisboa só por essa verificação de documentos da Atena.

2. Consulta ao veterinário

Se a viagem é estressante para nós, seres humanos, imagina para um cachorro! Ao chegar na cidade de Portugal para morar, procure o veterinário para verificar se o seu pet se encontra em perfeita saúde.

Além disso, deve fazer a atualização das vacinas (se aplicável) e solicitar a carteira de vacinação portuguesa ou, como a Mikaella fez, solicitar o Passaporte para Animal de Companhia. Tudo isso, custou 40€ para a tutora da Atena.

3. Registro do cachorro na Junta da Freguesia

Após se acomodar e alugar apartamento em Portugal, deve ir até à Junta de Freguesia do seu bairro (uma espécie de sub-prefeitura) para realizar o registro do seu cachorro. Esse registro é como se fosse uma licença para ter animais e deve ser renovada anualmente.

A Mikaella pagou 10€ para realizar o registro e 5€ para a renovação anual da licença da Atena.

Para a emissão ou renovação do registro, precisa apresentar os seguintes documentos, segundo consta no site da DGAV:

  • Boletim Sanitário ou Passaporte para Animal de Companhia, com comprovativo do ato de profilaxia médica declarado obrigatório para o ano de solicitação/renovação, emitido pelo veterinário português;
  • Prova da Identificação Eletrônica (Microchip);
  • Para os cães de raças consideradas potencialmente perigosas, há uma documentação complementar;
  • Dicas e cuidados para levar cachorro para Portugal.

Agora que você já sabe como levar cachorro para Portugal, a dica que podemos te dar é que se atente a todas as regras e monte um cronograma eficiente. Os tempos determinados entre um procedimento e outro é pré-determinado pelas próprias regras do Ministério da Agricultura e Direção-Geral de Alimentação e Veterinária de Portugal.

“Programe-se com antecedência e prestem atenção a todas as datas limites expostas pelo Ministério da Agricultura do Brasil. Atente-se aos documentos, pois qualquer erro nos documentos do Brasil, irão complicar na saída do seu pet, e qualquer documento em falta, resultará em não emissão do CVI, sem CVI não há viagem”, ressalta Mikaella.

Além disso, segundo a dica da tutora da Atena, existem empresas que prestam assessoria para realizar todos os passos dessa burocracia sem você se preocupar, mas como ela mesma ressalta, se você seguir o passo a passo certinho e sem ajuda externa, vai economizar ao menos R$ 1.500,00. E em caso de dúvida, não deve hesitar em ligar para uma unidade da VIGIAGRO.

Todo pet merece cuidados e muito amor. Portanto, sempre se mantenha preocupado com a saúde e bem-estar do seu cachorro. Considere que é uma viagem longa e vai causar muito stress no animal.

“Comprem uma caixa de transporte maior do que é necessário, quanto mais espaço, mais conforto seu pet terá! Se possível, optem por um voo direto, há casos de cães que se perderam entre conexões”, conclui Mikaella.

Quer outras ajudas com relação ao planejamento de mudança? Recomendo o Programa Morar em Portugal, desenvolvido pelo Euro Dicas e que traz uma série de 22 videoaulas e um ebook completo com todo o passo a passo, desde o planejamento no Brasil até os primeiros passos em Portugal. Além disso, você pode participar de lives mensais com a equipe e convidados.