Está decidindo morar e trabalhar no exterior? A decisão da mudança precisa ser bem pensada, e ter informações e dados sobre a experiência de vida de outras pessoas que moram fora pode ajudar muito. Foi pensando nisso que fizemos este artigo com as melhores cidades para expatriados no mundo!

Se pensa em morar no exterior, vale a pena conhecer os dados e informações que compilamos aqui, principalmente sobre as cidades no continente europeu. Vamos lá?

10 melhores cidades para expatriados no mundo

Os expatriados podem ser funcionários transferidos para a filial da empresa em que trabalha em outro país ou pessoas que voluntariamente vão morar e trabalhar em um novo país.

Existem expatriados no mundo inteiro, de diferentes nacionalidades e a adaptação ao novo lar é um tema recorrente.

Morar num país com uma nova cultura, diferentes costumes, idioma e clima, pode levar tempo e ser até difícil para alguns. O inverno na Europa, por exemplo, pode ser mais complicado na adaptação de brasileiros que estão mais acostumados com o clima tropical.

Como funciona o ranking das melhores cidades para expatriados?

Pensando em toda essa adaptação e experiência, desde 2017 a empresa InterNations, especializada em expatriação, elabora um ranking com as melhores cidades para expatriados no mundo.

Esse ranking considera diferentes aspectos, como: qualidade de vida, facilidade de adaptação numa cidade estrangeira, vida digital, oportunidades de trabalho, finanças pessoais, entre outros.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

É feito um questionário completo com categorias e subcategorias para os expatriados responderem sobre suas experiências, o que ajuda a compilar um relatório completo, ranqueando 50 cidades ao redor do mundo.

Em 2022, foram entrevistados 11.970 expatriados, alocados em 181 países diferentes, representando o total 177 nacionalidades. Como resultado da pesquisa, as 10 melhores cidades para expatriados no mundo selecionadas em 2022 foram:

  1. Valência;
  2. Dubai;
  3. Cidade do México;
  4. Lisboa;
  5. Madrid;
  6. Bangkok;
  7. Basel;
  8. Melbourne;
  9. Abu Dhabi;
  10. Singapura.

Se você é um expatriado ou tem a possibilidade de trabalhar em outro país, precisa sempre considerar diferentes pontos antes da mudança.

Nesse momento, é sempre importante estar bem informado. Para te ajudar, nós interpretamos o relatório da InterNations e colocamos resultados importantes neste artigo, principalmente para quem quer morar na Europa. Acompanhe!

10 melhores cidades europeias para expatriados

A Europa é um dos continentes mais procurados por expatriados. Por isso, para ajudar quem quer mudar para um país europeu, trouxemos as 10 primeiras cidades europeias que aparecem no ranking, consideradas as melhores cidades para expatriados na Europa. Confira a lista:

1. Valência – a número 1 do ranking de melhores cidades do mundo para expatriados

Localizada a 355 km de Madrid, Valência é a terceira maior cidade da Espanha e aparece em primeiro lugar no ranking, como a melhor cidade para expatriados no mundo.

A cidade é destino de muitas pessoas que visitam o país, principalmente pelas suas belas praias, paisagens e clima mediterrâneo. Para quem quer morar na Espanha, escolher Valência pode ser uma boa opção devido ao custo de vida mais baixo se comparado a cidades maiores, como Barcelona.

Avenida em Valência, Espanha.
Apesar de estar na Espanha, além do castelhano em Valência se fala também o valenciano

Mesmo sendo uma das maiores cidades da Espanha, Valência não é tão movimentada. É conhecida como a cidade das Artes e da Ciência por ter uma vida cultural agitada, com diferentes museus, um planetário e um oceanário.

A cidade tem um pouco mais que 789 mil habitantes e possui uma boa infraestrutura de transporte público e um ótimo acesso à saúde pública.

A gastronomia é deliciosa e um ponto positivo da cidade é que o período de inverno é mais curto e seco, o que pode ser ótimo para quem não gosta ou não está acostumado com o frio europeu.

2. Lisboa – a capital está entre as 5 melhores cidades para expatriados no mundo

Na quarta posição do ranking das melhores cidades para expatriados no mundo, está a capital portuguesa, destino de muitos brasileiros que visitam o país ou que vão morar em Portugal. Lisboa é aquela cidade cosmopolita onde tudo acontece. É destino de turistas de diferentes lugares do mundo, e tem uma mistura do antigo e do moderno.

Morar em Lisboa pode ser uma ótima escolha para quem gosta de uma cidade mais agitada, com uma vida noturna e cultural bem ativas. A cidade tem muitas opções de entretenimento, passeios, praias, espaços ao ar livre e uma boa oferta de comércio.

Apesar de estar em Portugal, um dos países da Europa com o custo de vida mais baixo, Lisboa ainda é considerada uma cidade cara, principalmente quando falamos dos aluguéis.

Para os expatriados que não gostam de agitação, têm a opção de morar nas cidades perto de Lisboa, que são mais residenciais, mas com bons acessos de carro e transporte público até o centro da capital.

O clima de Lisboa também favorece. Eu, por exemplo, moro no Porto, quando vou à lisboa sinto muita diferença. A temperatura é mais alta e chove bem menos do que no norte do país.

3. Madrid: uma das 5 melhores cidades para expatriados no mundo

Em quinto lugar no ranking está Madrid, a capital da Espanha. A cidade tem um pouco mais de 3 milhões de habitantes, sendo a maior cidade do país.

Madrid tem muitas opções de lazer, passeios culturais e ofertas de emprego. É comum que muitos expatriados escolham morar em Madrid devido à quantidade de empresas nacionais e multinacionais presentes nas cidades.

Por ser a capital, o custo de vida é um dos mais caros na Espanha, mas também há a opção de escolher cidades perto de Madrid, o que pode baixar significativamente os valores de aluguel.

Praça em Madrid, cidade europeia para expatriados
Madrid também é uma das maiores cidades da Europa.

O clima em Madrid pode ter extremos: no inverno, pode chegar a temperaturas abaixo de zero e no verão, temperaturas bem altas, o que pode ser difícil para se adaptar inicialmente.

No geral, a cidade é um mundo cosmopolita a parte, o que vale a pena para quem quer conhecer e conviver com pessoas de diferentes partes do mundo.

4. Basel

Na sétima posição no ranking das melhores cidades para expatriados no mundo está Basel, conhecida como Basileia em português. Localizada na Suíça, é a terceira maior cidade do país, depois de Zurique e Genebra.

Por dividir a fronteira com a França e a Alemanha, o idioma principal em Basel é o alemão. A cidade é conhecida pela vida cultural, já que abriga mais de 40 museus. Nos dias ensolarados, o rio Reno é uma das atrações mais procuradas.

No relatório da InterNations, os expatriados que moram em Basel colocaram a cidade em quarto lugar no quesito segurança e em segundo lugar em preocupação e cuidados com o meio ambiente e o clima. A limpeza e a organização da cidade são impressionantes!

Em relação a trabalho, Basel está em primeiro lugar na subcategoria segurança no trabalho e salário. Em compensação, 27% dos entrevistados acham difícil se acostumar com a cultura local, o que pode ser um desafio para quem gosta de socializar.

5. Tallinn

Em décimo primeiro lugar no ranking está Tallinn, ou Talín em português. A cidade é a capital da Estônia e uma das características que mais chama a atenção de quem mora na cidade é o avanço tecnológico que o país passa ao longo dos anos.

Apesar de ser um país pequeno, a Estônia tem aberto cada vez mais as portas para profissionais qualificados, principalmente da área da tecnologia.

Para quem ama passeios na natureza, a Estônia tem muito a oferecer, com parques, lagos e paisagens lindas, um passeio pela cidade pode ser incrível. Além disso, os transportes públicos são gratuitos para quem é residente registrado em Tallinn.

Rua em Tallinn cidade para expatriados
Na Estônia o idioma principal é o estoniano, mas alguns habitantes falam russo.

O ensino na Estônia também chama a atenção, o que pode ser uma boa opção para um expatriado que pretende se mudar com filhos. Em 2022, o The Times UK explicou que a Estônia está entre um dos melhores países na educação das crianças de até 15 anos.

O custo de vida na cidade não é um dos mais baratos, principalmente por ser a capital do país. Para você ter uma ideia de valores, fizemos uma comparação do custo de vida em Tallinn e em Lisboa, já que os salários são parecidos atualmente.

O salário mínimo de Portugal em 2023 está em 760€, já na Estônia o valor é de 725€. Fizemos uma pesquisa no site da Numbeo em fevereiro de 2023 para comparar as duas capitais. Veja o resultado:

  • No geral, os preços para o consumidor, incluindo o aluguel, são 8,9% mais baixos em Tallinn;
  • Os preços de aluguel de imóveis em Tallinn são 44% menores do que em Lisboa;
  • Preços de compras de supermercado são 6,5% mais caros em Tallinn;
  • O poder de compra em Tallinn, comparado a Lisboa, é maior em 42,3%.

6. Barcelona

Em décimo quarto lugar entre as melhores cidades para expatriados no mundo está Barcelona, a segunda maior cidade da Espanha (o país está na lista pela terceira vez!).

Morar em Barcelona é ter acesso a uma cidade com uma vida cultural e vida noturnas intensas. É uma cidade que atrai muitos jovens estudantes e imigrantes, por ser muito cosmopolita A cidade tem belas praias, e muita oferta de bares e restaurantes.

Assim como acontece em outras cidades grandes da lista, Barcelona é uma das cidades mais caras para se viver na Espanha, principalmente pelo o que a cidade oferece. Mas, dependendo do estilo de vida que pretenda ter e principalmente do local que escolher morar, o custo pode ser mais baixo.

Uma curiosidade: pode ser que ao chegar na Espanha você precise se adaptar a um ponto específico da cultura do país, a siesta espanholas no meio do dia. Os espanhóis costumam descansar após o almoço, e é difícil encontrar estabelecimentos abertos neste horário. Isso pode acontecer em todas as cidades dessa lista, como: Valência, Madrid e Barcelona.

7. Copenhague

Copenhague é a capital da Dinamarca, um dos países escandinavos na Europa. Uma das coisas que mais chama a atenção, é que a Dinamarca é considerada o segundo país mais feliz do mundo na pesquisa feita pela World Happiness Report em 2021.

Além da segurança, um dos fatores mais positivos para quem mora na cidade, Copenhague também pode trazer algo promissor para um expatriado que escolher viver no país: a qualidade de vida.

Na cultura dinamarquesa, é comum ingerir mais alimentos orgânicos, usar a bicicleta como meio de transporte, e dividir bem o horário de trabalho e horário de lazer, aproveitando mais passeios ao ar livre e o tempo com a família.

Porto em Copenhague
No inverno, neva na Dinamarca e as temperaturas vão abaixo de zero.

Uma curiosidade: apesar de estar na Europa, a moeda usada no país é a coroa dinamarquesa, o DKK. O país também não tem um salário mínimo definido, então, os valores que um funcionário ganha depende do tipo de profissão e da empresa em que trabalha.

Se você escolher Copenhague como seu novo lar, pode encontrar um desafio inicial: o idioma. Mais de 90% da população fala dinamarquês.

8. Lausanne

Lausanne ou Lausana em português, é uma das pequenas e charmosas cidades da Suíça francesa, tanto que o idioma local é o francês. No relatório da InterNotion, Lausanne está na décima quarta posição das melhores cidades para expatriados no mundo.

Passear pelas ruas de Lausanne leva você a uma história medieval. A cidade tem igrejas lindas e monumentos antigos. Além de ser rodeada pelo Lago de Genebra, que no verão atrai muitas pessoas que querem aproveitar os dias ensolarados.

Como resultado da entrevista feita para expatriados que moram em Lausanne, a cidade ficou em segundo lugar como a cidade com a melhor segurança e em primeiro lugar como a cidade que cuida bem do meio ambiente e clima.

Os expatriados entrevistados dizem que o desafio de morar em Lausanne pode ser o alto custo de vida e fazer amigos locais.

Uma curiosidade: a sede do Comitê Olímpico Internacional fica em Lausanne!

9. Zurique

Em vigésimo lugar no ranking das melhores cidades para expatriados do mundo, está a terceira cidade da lista na Suíça: Zurique.

Zurique está em terceiro lugar como a cidade com melhor qualidade de vida para os expatriados entrevistados. A cidade é conhecida como o “portal dos Alpes”, e tem uma vida cultural agitada, com diversas opções de passeios.

A cidade também é conhecida por sediar muitas empresas multinacionais, o que atrai muitos expatriados para o lugar.

Avenida em Zurique
A Suíça está entre os 5 países com maior expectativa de vida no mundo.

As pessoas entrevistadas pela InterNotions classificaram Zurique como a quarta cidade com o melhor cuidado e preocupação com o meio ambiente e clima, e em quinto lugar como uma cidade protegida e segura.

Os desafios de morar na cidade, segundo os expatriados entrevistados, pode ser a adaptação a cultural local. Já em relação ao salário e a sensação de estabilidade com o trabalho, Zurique está em terceiro lugar.

Confira quais são as melhores cidades da Suíça para morar.

10. Praga

Praga está em vigésimo primeiro lugar no ranking. A cidade é a capital da República Tcheca, um país conhecido por sua economia avançada, o que atrai muitas pessoas qualificadas.

No ranking da InterNotion, Praga aparece como a décima quinta cidade com melhor qualidade de vida para expatriados e em sexto lugar como um bom local para trabalhar e ter momentos de lazer.

O desafio de morar em Praga pode ser o idioma, já que a 96% da população só fala a língua tcheco.

Aqui no Euro Dicas, entrevistamos um brasileiro formado em TI que escolheu a República Tcheca como o seu novo lar e conta a sua experiência de adaptação. Vale a pena ler se você tem interesse no país.

10 cidades europeias com mais qualidade de vida

O índice de qualidade de vida avaliado pela InterNations no momento de entrevistar e analisar as respostas dos expatriados, envolve 21 fatores. Entre eles estão alguns, como: saúde e bem-estar, opções de lazer, proteção e segurança na cidade, acesso fácil a transporte, entre outros.

Os entrevistados responderam como se sentem morando na cidade em cada uma dessas categorias. Aqui, separamos as 10 cidades europeias avaliadas pela pesquisa como locais com a melhor qualidade de vida para os expatriados, com base nas respostas analisadas. Veja o ranking:

  1. Valência;
  2. Copenhague;
  3. Zurique;
  4. Madrid;
  5. Lisboa;
  6. Viena;
  7. Lausanne;
  8. Munique;
  9. Barcelona;
  10. Basel.

10 melhores cidades europeias para trabalhar

Para quem quer trabalhar na Europa, fatores como a perspectiva de carreira, satisfação com o trabalho e remuneração são muito importantes na hora de escolher um novo país para se estabelecer.

O ranking da InterNations também levou isso em conta e separou em sua metodologia de pesquisa, categorias de perguntas que coletassem dados das experiências dos entrevistados nessas cidades em relação ao trabalho.

Os fatores principais considerados, são: perspectivas de carreira, salário e segurança no trabalho, trabalho e lazer, cultura do trabalho e satisfação. Levando em conta esses fatores, as 10 melhores cidades europeias para trabalhar, segundo o ranking, são:

  1. Copenhague (1º lugar no ranking);
  2. Dublin (2º lugar no ranking);
  3. Munique (5º lugar no ranking);
  4. Amsterdã (7º lugar no ranking);
  5. Estocolmo (8º lugar no ranking);
  6. Berlin (9º lugar no ranking);
  7. Düsseldorf (10º lugar no ranking);
  8. Haia (11º lugar no ranking);
  9. Basel (14º lugar no ranking);
  10. Bruxelas (15º lugar no ranking).

Tallinn: melhor cidade para a vida digital

Tallin está em primeiro lugar como a melhor cidade para a vida digital. Isso não é à toa, já que a tecnologia está presente no cotidiano de quem mora no local.

Para ter uma ideia, mais de 90% de todas as operações do governo da Estônia são totalmente digitais. Isso desburocratiza muitos processos, incluindo a emissão de visto.

A tecnologia está tão presente, que a Estônia foi o primeiro país a ter o voto eleitoral disponível totalmente online desde 2001. O país é realmente um polo tecnológico, o que atrai muitos brasileiros a empreenderem lá através do programa de visto e-Residency.

Dos expatriados entrevistados que vivem em Tallinn, 82% disseram que é fácil lidar com a burocracia local e 80% disseram que não tiveram problemas para o emitir o visto e se mudarem para cidade, o que é mais que o dobro da média global entrevistada pela empresa.

A Estônia também ficou em décimo terceiro lugar como o país com o maior ecossistema de startups do mundo na pesquisa Global Startup Ecosystem Report, realizada pela StartupBlink em 2022. Ainda na pesquisa, Tallinn é considerada o grande polo tecnológico do país.

Para quem trabalha na área de tecnologia, morar em Tallinn pode ser uma ótima escolha!

Dublin: bom para trabalhar, nem tanto para viver

Apesar de Dublin, a capital da Irlanda, ser considerada pelos expatriados entrevistados como um país com boas oportunidades de carreira, na categoria sobre qualidade de vida a cidade deixa a desejar por diferentes fatores.

Das 50 cidades estudadas no relatório, Dublin está na 47º posição como uma cidade com qualidade de vida, um contraponto com o seu segundo lugar na categoria de oportunidade de carreira.

No ranking, 72% dos entrevistados dizem que as oportunidades para carreira pessoal são boas, mas no aspecto de saúde e bem-estar, por exemplo, a cidade está nas últimas posições. Na categoria de acesso à saúde e qualidade dos cuidados médicos, Dublin está em último lugar.

Avenida em Dublin, cidade para expatriados
Dublin é um dos destinos mais escolhidos por brasileiros na Europa.

Outro quesito importante indicado pelos expatriados em Dublin é o acesso ao transporte público e a segurança ao andar nas ruas. Cerca de um a cada cinco expatriados entrevistados considera que não é seguro sair de casa a pé, de carro ou bicicleta e estão insatisfeitos com a infraestrutura para carros no local.

Das 50 cidades avaliadas, Dublin se encontra em 48º lugar na categoria de espaço para esportes recreativos e lazer. Outra insatisfação está em encontrar um imóvel para morar, o que é muito difícil segundo os expatriados, além do custo de vida alto da cidade.

Londres: oportunidades de carreira e alto custo de vida

No ranking geral das melhores cidades para expatriados no mundo, Londres se encontra em 40º lugar. As oportunidades de carreira são um destaque a parte dos expatriados.

A cidade está em 3º quando o assunto é oportunidade de carreira: 73% avaliam que a sua carreira pessoal melhorou após ir para a cidade. Londres também está em 12º lugar quando o assunto é cultura do trabalho e satisfação.

Em contrapartida, quando o assunto é custo de vida, Londres não está bem avaliada. Sete em cada dez expatriados entrevistados que moram em Londres, indicam que o custo de vida local é muito alto, o que coloca a cidade em 49º lugar nesta categoria. Escolher morar em Londres pode ter um custo alto.

No índice de qualidade de vida, Londres também está bem abaixo. A cidade está na 44º posição quando o quesito é acesso à saúde e 16% dos expatriados entrevistados consideram que a cidade não é segura.

Outro problema, que também é comum em outras cidades da Europa, é o aluguel. No resultado do ranking, 38% dos expatriados em Londres dizem que a sua renda não é suficiente para uma vida confortável. Cerca de 80% dos entrevistados consideram que a moradia não é acessível.

Porém, a cidade tem alguns outros pontos positivos, além da carreira. Londres está como a décima quinta cidade com uma boa vida digital e 80% dos entrevistados estão satisfeitos com a disponibilidade de serviços governamentais online.

Vai ser um expatriado em Portugal?

Se pretende morar em Portugal, o Euro Dicas pode te ajudar! Preparamos o Programa Morar em Portugal, são 22 videoaulas e um e-book completo com dicas e tudo o que você precisa saber e fazer para morar no país legalmente. Vale a pena conhecer o programa e ter um passo a passo de como elaborar um planejamento eficaz para morar no em Portugal.

Não sabe se é Portugal? Está na dúvida de qual é o melhor destinio para você? O Euro Dicas fez uma live sobre Como escolher o país e a cidade da Europa, contando com a presença da Equipe Euro dicas em Portugal e no Brasil. Na live foram abordados pontos importantíssimos, como a facilidade de obtenção de visto e a consideração do custo de vida na hora de escolher o destino (e muito mais!). Vale a pena conferir: