Conheça os quatro países mais fáceis de imigrar na Europa

Europa  / 

Dizem que mudanças são necessárias e não podemos nos fixar em um único lugar – afinal, o mundo é muito grande e deve ser explorado.

Em um momento de instabilidade política e econômica a vontade de mudar é grande e os países fáceis de imigrar são boas alternativas para quem busca melhores condições de vida ou, simplesmente, respirar novos ares.

*Por “mais fácil”, entenda “menos complicado”, porque imigrar nunca é propriamente fácil.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Pra onde ir? Os países fáceis de imigrar

Seja pelos acordos com o Brasil, pela facilidade de conseguir visto ou pelas condições climáticas e hábitos culturais semelhantes aos nossos, diversas nações europeias estão preparadas para acolher os brasileiros. Resta saber se você se adapta a esses países fáceis de imigrar.

1. Portugal

Portugal país fácil de imigrar

O país lusitano é um dos mais procurados pelos brasileiros, tanto pela proximidade histórica quanto pelo idioma e pelos acordos entre os países.

Porque é fácil imigrar

Desde 2010 cerca de 90 mil brasileiros conseguiram a cidadania portuguesa, permitida para filhos, netos, bisnetos, cônjugues e companheiros em união estável de portugueses. Considerando que o Brasil foi colonizado pelos lusitanos não é difícil encontrar descendentes por aqui e requerer a cidadania.

Também é possível mudar para o país caso você abra um negócio que gere pelo menos dez empregos, compre uma casa de, no mínimo, 500 mil euros ou transfira um milhão de euros para um banco nacional.

Como é a adaptação

A força da comunidade brasileira, que corresponde a mais de 20% dos estrangeiros no país, e o idioma semelhante, bem como os hábitos culturais e clima próximos ao do Brasil, tornam a adaptação bem mais fácil. Portugal também é muito seguro, o que é um alívio para os brasileiros cansados da violência do dia a dia.

O que pode incomodar é o clima, que embora seja quente no Verão é bastante frio no Inverno – bem diferente daqui! Entre os países europeus é um dos que oferece também os salários mais baixos, mas ainda assim maiores que os do Brasil.

Há um artigo que fala sobre como foi a adaptação a Portugal. Se você se interessa pela terras lusitanas, vai te ajudar a compreender um pouco mais sobre mudar para lá.

Precisa enviar dinheiro do Brasil para a Europa?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram e etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Você pode conferir como morar em Portugal, também.

Visto e burocracia

No caso de não ter cidadania portuguesa ou de nenhum dos países fáceis de imigrar você pode solicitar um visto de estudo, trabalho, empreendedor, startup ou aposentado. Veja quais são os tipos de visto para Portugal.

2. Luxemburgo

Luxemburgo país fácil de imigrar

O pequeno país com pouco mais de meio milhão de pessoas não é um destino comum, mas vai te surpreender pela receptividade, cultura e boas oportunidades de emprego.

Porque é fácil imigrar

O país tem um dos maiores PIB per capita do mundo devido e o salário mínimo é de 1.800 euros, valor alto quando convertido em reais.

Carente de professores, Luxemburgo também paga um dos melhores salários do mundo à esses profissionais, mas é preciso dominar os três idiomas locais para poder dar aula.

Aberto a estrangeiros e novas culturas?

Luxemburgo é o único grão-ducado do mundo e sua população reduzida faz com que os residentes sejam mais abertos a imigrantes, além de muito chegados em uma boa festa e comemoração regada a comida, bebida e dança.

Os idiomas oficiais do país são francês, alemão e luxemburguês, mas a presença de portugueses há mais de 60 anos no país faz com quem o português também seja um idioma comum.

Como é a adaptação

Apesar de não ser comum para os brasileiros quando se pensa em países fáceis de imigrar, Luxemburgo é muito visado pelos portugueses – o que já facilita muito a adaptação, pois a cultura lusitana, o idioma e a gastronomia são muito semelhantes aos do Brasil.

O clima, é claro, pode incomodar, afinal é bem mais frio do que nosso verão tropical. E apesar do salário mínimo ser alto o custo de vida não é dos mais baixos – o aluguel de um apartamento com dois quartos pode sair por até 1.200 euros em um bairro bem localizado.

Visto e burocracia

Para morar em Luxemburgo o ideal é que você já seja considerado um cidadão português ou de outro país da União Europeia. Desde 2008 o grão ducado permite que os descendentes de luxemburgueses se tornem cidadãos do país e tenham direito ao passaporte europeu.

Se esse for seu caso, corra: o período para requerer a dupla cidadania acaba em dezembro de 2018.

3. Alemanha

Alemanha país fácil de imigrar

O país da cerveja, do salsichão e da Oktoberfest é um dos mais receptivos aos estrangeiros. Não se deixe intimidar pelo idioma, pois em poucos dias os alemães te farão sentir em casa!

Porque é fácil imigrar

A Alemanha tem carência de mão de obra qualificada, principalmente em setores ligados à indústria, como engenharia, TI e ciências. A presença de grandes multinacionais casa perfeitamente com a ideia de atrair bons profissionais estrangeiros.

Aberto a estrangeiros e novas culturas?

Entre os países fáceis de imigrar a Alemanha é um dos mais acostumados a receber estrangeiros para trabalhar e estudar no país.

Esqueça aquele papo de que os alemães são frios: o passado sombrio e marcado por guerras fez com que eles desejassem melhorar sua imagem perante o mundo, e por isso o país é receptivo com imigrantes e estrangeiros.

Como é a adaptação

Não há dúvidas de que o começo será difícil, principalmente porque o idioma alemão é muito difícil à primeira vista. Aos poucos a qualidade de vida, o bom salário, o sistema de saúde e a segurança vão te fazer sentir em casa.

Visto e burocracia

O governo alemão permite que estudantes residam no país por até 18 meses enquanto buscam uma colocação no mercado de trabalho.

Também é possível solicitar o visto de residência permanente depois de morar por cinco anos no país; nesse caso, será preciso apresentar comprovantes de pagamentos de impostos e de renda, demonstrar interesse na cultura local, conhecimentos do idioma alemão e participar de um curso de integração cultural, além de não possuir antecedentes criminais.

Depois de oito anos com visto de residência permanente é possível solicitar a cidadania alemã, mas fique esperto, já que o país não permite dupla cidadania.

Se este país te atrai, vai gostar de saber tudo sobre a Alemanha.

4. Espanha

Espanha país fácil de imigrar

Dentre os países fáceis de imigrar a Espanha se destaca pelo mesmo motivo de Portugal: a cultura é semelhante e o país é historicamente ligado ao Brasil.

Porque é fácil imigrar

As razões são as mesmas que levam Portugal a ser um dos países mais fáceis de imigrar para os brasileiros – a comunidade brasileira por lá é uma das maiores do mundo, com cerca de setenta e cinco mil estrangeiros!

Aberto a estrangeiros e novas culturas?

Segundo o Índice MIPEX, produzido pelo British Council em parceria com a Migration Policy Group, classificou a Espanha como um dos melhores países para se imigrar, tendo em conta a mobilidade no mercado de trabalho, residência de longo prazo, acesso à educação e nacionalidade e políticas contra discriminação, entre outros pontos.

Como é a adaptação

Um bom motivo para mudar para a Espanha é o custo de vida, semelhante ao do Brasil, mas com a vantagem de que o salário mínimo é mais alto – mais especificamente, 756,70 euros!

O Índice MIPEX classificou o país como um dos 10 melhores para o imigrante trabalhar, apesar da economia local não estar em seu melhor momento.

Visto e burocracia

Duas opções para quem pensa em morar na Espanha são adquirir um imóvel no valor de 500 mil euros ou aplicar dois milhões de euros no programa de títulos do governo; ambas as opções dão direito ao visto de moradia. Veja quais são os tipos de visto para Espanha.

Assim como em outros países fáceis de imigrar, você também pode tentar a cidadania espanhola (ou até de outro país da União Europeia), que é adquirida por descendência – transmitida de pais para filhos – ou por aquisição. Os netos só podem fazer o pedido até os 18 anos caso um dos pais já tenha sido reconhecido.

Você pode ver mais sobre como morar na Espanha, também.

E então: qual destes 4 países é o seu favorito? Não deixe de ler o guia de como morar fora do Brasil, do planejamento até a mudança.

Em destaque na Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Clara é natural do interior de São Paulo e tem muito orgulho do sotaque caipira. Jornalista que adora gatos, tatuagens e livros, vê o mundo de cabeça para baixo e tem como vícios memes da internet e soltar piadas inesperadas no meio de uma conversa.