Países mais seguros para mulheres na Europa: o Top 10

Europa  / 

Mulheres que viajam sozinhas vivenciam um misto de liberdade e independência com o medo do assédio, do desrespeito e até da morte. A boa notícia é que os países mais seguros para mulheres concentram-se principalmente no continente europeu e estão no itinerário de milhares de mochileiras e turistas em todo o mundo.

O ranking US News ad World Report divulgou, em março de 2018, quais são os países onde as mulheres podem ficar mais tranquilas ao viajar ou até morar sozinhas. O site Business Insider repercutiu a lista completa.

Confira quais nações europeias estão entre as primeiras colocadas e saiba também quais são os países mais perigosos para mulheres.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Saiba ainda quais são os países onde as mulheres são mais respeitadas na Europa.

10 países mais seguros para mulheres na Europa

O ranking faz parte da pesquisa Melhores Países de 2018, que avalia como 80 países são percebidos globalmente em critérios como cidadania, qualidade de vida e influência econômica.

A pesquisa conversou com nove mil mulheres, que levaram em conta cinco critérios principais para eleger os países mais seguros para mulheres: direitos humanos, igualdade de gênero, igualdade salarial, progresso e segurança.

Segundo o relatório publicado no Business Insider, os países mais seguros para mulheres receberam 10 pontos nos critérios avaliados. A Dinamarca derrotou a Suécia, que até então era considerada a melhor nação para elas viverem.

Descubra quais são os 10 países que mais pagam impostos na Europa.

Confira os dez países europeus mais seguros para o sexo feminino:

1. Dinamarca

O país escandinavo progressista oferece um ótimo sistema de creches e uma das licenças-maternidade mais flexíveis da Europa – tanto que pegou a quarta colocação no Índice de Maternidade de 2016 da organização Save The Children.

 

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

A Dinamarca também obteve pontuação máximo no quesito “direitos humanos” e o Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) revelou que as dinamarquesas são as mais satisfeitas na Europa.

Quer saber mais? Leia tudo sobre a Dinamarca.

2. Suécia

A Suécia caiu uma posição no ranking, mas segue sendo um dos países mais seguros para mulheres no mundo.

 

Segundo o ranking, o país tem as atitudes mais progressistas em relação à igualdade de gênero, com projetos governamentais e comprometimento de toda sociedade em torno de mudança de atitudes.

Veja como funciona a licença maternidade e paternidade na Suécia.

3. Noruega

Assim como a Dinamarca, a Noruega se destaca pelas ótimas políticas em relação à licença-maternidade e igualdade de gênero.

 

Além disso, no Global Gender Gab Report 2016, relatório do Fórum Econômico Mundial sobre equidade salarial, o país ficou em terceiro lugar entre 144 nações.

Veja como é morar com a família no exterior.

4. Holanda

O quarto colocado entre os países mais seguros para mulheres é a Holanda, que tem se preocupado com a igualdade de gênero e conseguiu diminuir as diferenças nas áreas de saúde, educação, economia e política nos últimos anos.

 

O parlamento holandês é composto por quase 38% de mulheres. A licença-maternidade é um direito recente e os investimentos em educação são constantes.

Entenda o que são os Países Baixos e a diferença com Holanda.

5. Finlândia

A Finlândia foi o primeiro país a oferecer direitos incondicionais para que mulheres votassem e fossem eleitas no Parlamento.

 

Isso já é suficiente para classificar a nação como uma das mais seguras, mas o país se preocupa em acolher bem as mulheres, e por isso é considerado um dos mais seguros na Europa e no mundo.

A Finlândia foi considerado o país mais feliz do mundo, saiba porque.

6. Suíça

Em sétimo lugar, atrás do Canadá, está o país considerado o melhor do mundo para se viver no ranking geral. No quesito igualdade de gênero, a nota da Suíça foi 9.

 

Descubra como conseguir emprego na Suíça.

7. Alemanha

O país liderado pela chanceler Angela Merkel se destaca quando se fala em países mais seguros para mulheres.

 

Segundo o Índice de Desigualdade de Gênero da ONU de 2014, 96,2% das alemãs têm diploma de ensino secundário e 53% estão empregadas. O país obteve nota 9,2 em progresso, 8,2 em direitos humanos e 7,6 em igualdade de gênero.

Descubra como é a cultura da Alemanha.

8. Luxemburgo

Um dos países mais ricos da Europa, Luxemburgo também foi um dos 21 países da União Europeia que assinou, em 2015, uma carta à Comissão Europeia pedindo a criação de uma estratégia para igualdade entre homens e mulheres.

 

Com forte pontuação em direitos humanos, o país também obteve nota 6,9 em igualdade de gênero, 5,4 em progresso e 6,2 em igualdade salarial.

Veja aqui o Top 10 das cidades mais caras da Europa.

9. Áustria

Com alto padrão de vida e bons índices em direitos humanos e igualdade de gênero, a Áustria também teve destaque no Índice de Desigualdade de Gênero de 2014: quase 100% das austríacas têm ensino secundário completo.

 

Descubra tudo sobre a Áustria.

10. Reino Unido

O último dos dez países mais seguros para mulheres na Europa obteve nota 8,5 em igualdade de gênero e 9 em direitos humanos. Mas falta percorrer um longo caminho na equidade salarial: a nota é apenas 2,8.

 

Outros países europeus na lista são França, Irlanda, Espanha, Itália, Portugal e Polônia, mas com pontuações menores que os 10 principais.

Saiba também como é a experiência de ter um parto normal em Portugal em um artigo de opinião.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Clara é natural do interior de São Paulo e tem muito orgulho do sotaque caipira. Jornalista que adora gatos, tatuagens e livros, vê o mundo de cabeça para baixo e tem como vícios memes da internet e soltar piadas inesperadas no meio de uma conversa.