Transferência de capital para Portugal: confira as melhores formas

Enviar dinheiro para o exterior  / 

Por diversos motivos, como má situação econômica brasileira, mudança de país, custear cursos no exterior, entre outros, muitas pessoas têm feito transferência de capital para Portugal.

Além do euro ser uma moeda muito forte, Portugal possui índices de segurança e qualidade de vida bem acima do Brasil. E, como a transferência de capital para Portugal exige muita pesquisa e conhecimento, vamos lhe ajudar com essa tarefa.

Como transferir capital para Portugal para investir ou comprar imóveis ou para outros motivos

O governo português possui vários programas de investimento que visam quem pensa em fazer a transferência de capital para Portugal, seja para comprar um imóvel ou abrir uma empresa. Diversos tipos de visto para Portugal (como o visto Gold) podem ser concedidos para quem tem interesse em investir no país europeu.

Se você pensa em comprar um imóvel em Portugal, deve saber que muitas imobiliárias, principalmente as multinacionais que atuam em território português (REMAX, ERA e Century 21, por exemplo) estão acostumadas a lidar com investidores e aportes financeiros provenientes de outros países como o Brasil.

O ideal é você encontrar um agente imobiliário de confiança em Portugal, que consiga entregar o produto que você procura (casa, apartamento, terreno ou outro). Durante a negociação, você pode conversar com o gerente do seu banco no Brasil, para que ele possa apresentar as melhores opções de transferência de dinheiro do seu país para Portugal.

Além de investimento para abrir uma empresa ou comprar um imóvel no país, muitas pessoas precisam fazer transferência de capital para Portugal para outros efeitos. Por exemplo: para pagar saúde e educação em viagem, manutenção de residentes e de estudantes (como filhos que estudam no exterior), ou, até mesmo, transferir dinheiro para a sua própria conta para ter disponibilidade financeira no país.

Melhores formas para realizar a transferência de capital para Portugal legalmente

Existem várias formas de fazer a transferência de capital para Portugal de maneira legal. Confira a seguir algumas delas.

1. Remessa Online

Diversas empresas atuam na transferência de montantes de forma online e conseguem prestar um serviço de qualidade com taxas bastante atraentes e justas. A Remessa Online é uma delas.

Criada em 2016, a Remessa Online, instituição intermediária, independente e credenciada pelo Banco Central do Brasil (BACEN) para fazer transferências internacionais, oferece serviço de envio de dinheiro para diversos países, de forma rápida, segura e com taxas baixas e transparentes. Se quiser saber mais sobre as taxas da Remessa Online, leia esse nosso artigo completo sobre o tema. Por isso, é a recomendação do Euro Dicas quando o assunto é enviar dinheiro para o exterior.

A fórmula utilizada pela plataforma de envio de dinheiro é a seguinte:

Câmbio comercial + custo + IOF + tarifa bancária = preço

Onde: o custo é fixo, de 1,3%, o IOF varia de 0,38 a 1,1%, dependendo do motivo da remessa, e a tarifa é gratuita para transferências maiores que USD 1.500. Além disso, o dinheiro cai na conta do beneficiário em até 1 dia útil e o usuário ainda tem muitas outras vantagens ao utilizar a Remessa Online.

Confira na simulação feita no site Remessa Online em junho de 2019, os valores e as taxas baixas e atraentes.

transferencia capital portugal remessa online

2. TransferWise

A TransferWise é outra plataforma para enviar dinheiro para Portugal e para outros países de forma 100% online, segura e com baixas e transparentes taxas.

Na transferência de capital para Portugal por meio da instituição financeira, autorizada pela Financial Conduct Authority (FCA), no Reino Unido, o beneficiário recebe o dinheiro em até 72 horas e ainda paga bem menos taxa do que pagaria se fizesse a transação por um banco (cerca de 8x menos).

A comissão da TransferWise é de 2,52% da quantia a ser convertida mais R$ 1,84 (IOF já incluído). Confira a seguir uma simulação feita no site, em junho de 2019.

3. Western Union

A Western Union possui uma experiência de mais de 160 anos no mercado de câmbio e atua em mais de 200 países no mundo, inclusive no Brasil. As taxas cobradas variam de acordo com o país e o valor enviado.

Por exemplo: para enviar, R$ 1.000 do Brasil para Portugal, é cobrada uma taxa de transferência de R$ 30, além do IOF, que é adicionado na hora do pagamento.

A agilidade na entrega é um ponto a favor da Western Union. Por outro lado, as taxas e a possibilidade de o beneficiário receber o dinheiro apenas em uma loja podem ser desvantagens em relação a essa forma de transferência de capital para Portugal.

Confira uma simulação feita no site da Western Union para o envio de R$ 1.000 para Portugal sem estar incluso o IOF.

4. Bancos

Apesar de ser a alternativa mais custosa e burocrática, enviar dinheiro para o exterior pelo banco é bastante seguro; são instituições financeiras reconhecidas, que possuem uma reputação para fazerem esse tipo de operação.

Apesar dos custos, dependendo do tipo da sua conta, pode ser um bom negócio, especialmente quando se trata de valores altos. Se você for um cliente VIP, poderá contar com uma boa negociação.

As taxas variam de acordo com o banco. Para transferência de capital pelo Banco Bradesco, são cobrados:

  • Câmbio turismo + margem de lucro;
  • Taxa de envio de R$ 450, de acordo com a tabela do banco;
  • Custo da operação: R$ 450 + taxa SWIFT + possíveis custos do beneficiário.

Além das taxas mais altas do que as praticadas pelas plataformas de envio de dinheiro para o exterior, o prazo dos bancos para o beneficiário receber o dinheiro também é maior. Ele é variável; normalmente, de dois dias úteis.

5. Viajar com dinheiro

Se você pretende realizar transferência de capital para Portugal para sua viagem, uma alternativa é viajar com dinheiro. O valor máximo de dinheiro em espécie permitido por pessoa é R$ 10 mil.

Caso queira viajar com mais do que o limite, é preciso declarar o valor à Receita Federal. No entanto, viajar com muito dinheiro é arriscado e, dependendo do motivo pelo qual esteja embarcando com o valor, não seria suficiente para alguns fins, como, por exemplo, para adquirir um imóvel em Portugal.

Leia mais sobre quanto dinheiro levar para a Europa: quanto é necessário e qual é o limite.

Plataformas de envio de dinheiro são legais e seguras

Como você pôde notar, as plataformas online de envio de dinheiro para o exterior acabam sendo as melhores opções para quem quer fazer transferência de capital para Portugal, pagando menos, sem burocracia, de forma rápida, transparente e segura.

Portanto, você pode ficar tranquilo com relação a elas, pois são instituições autorizadas a operar. Vale ressaltar que a Receita Federal está sempre de olho em grandes movimentações financeiras e liga o alerta em montantes muito elevados que são transferidos. Portanto, as empresas que atuam no recebimento e no envio de dinheiro para fora do Brasil são sempre fiscalizadas.

É importante dizer que, dependendo do montante de dinheiro que você envie ou receba, as empresas podem solicitar a declaração de Imposto de Renda, passaporte ou outros documentos que comprovem a origem do dinheiro.

Outra informação importante é que os limites para transferência de capital para Portugal ou para outros países variam de instituição para instituição. O limite de transferência na Remessa Online, por exemplo, é de R$ 32.500 por dia e R$ 65 mil por ano.

Já o envio de dinheiro pelo Banco do Brasil, por exemplo, é definido da seguinte maneira: pessoas físicas podem enviar até USD 3 mil por operação e pessoas jurídicas (empresas), até USD 100 mil por vez.

Limite de remessas para o exterior: saiba quanto dinheiro pode enviar.

Transferência de capital para Portugal: taxas cobradas

Como você viu, as taxas variam de instituição para instituição. Os impostos cobrados pelo governo brasileiro variam conforme a crise econômica e financeira atinge o país e o IOF flutua entre 0,38% e 1,1%.

Pagamento de impostos em Portugal e no Brasil

Uma das coisas que a gente deve sempre ter em mente é que o Governo vai ter direito a uma fatia do que recebemos e enviamos, tanto internamente, quanto externamente.

Para enviar dinheiro para o exterior (ex.: Brasil para Portugal), principalmente se o montante for alto, é necessário declarar à Receita Federal a origem desse dinheiro. Depois disso, você terá que pagar imposto de renda e os impostos relativos à movimentação financeira.

No Brasil é o Imposto de Renda (IR) e o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Já em Portugal, existe uma série de fatores que diferem o valor cobrado.

COMPARTILHE
Autor

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.