A decisão de alugar ou comprar imóvel em Lisboa não é simples e dependerá das circunstâncias específicas de cada pessoa. Há muitos fatores diferentes a considerar, incluindo os seus recursos financeiros, a sua idade, o seu estilo de vida, as necessidades da família, as suas pretensões a nível de investimento e os seus objetivos a longo prazo. Nesse artigo vou te ajudar a decidir!

Alugar ou comprar imóvel em Lisboa? Tudo depende do que você pretende

Em toda a Europa o preço das casas tem aumentado significativamente desde 2015, no entanto os salários não têm acompanhado esse ritmo.

Uma pesquisa da Eurostat concluiu que Portugal é o quinto país onde o índice do preço das casas é mais elevado. Quanto ao aluguel, em 2020 Portugal superou a média europeia em 4%.

Se você estiver tendo dificuldades em decidir, esperamos que este artigo o ajude a tomar uma decisão informada. Deixamos aqui uma lista de prós e contras de cada opção para te ajudar nessa difícil decisão de alugar ou comprar imóvel em Lisboa.

Alugar imóvel em Lisboa

Por todo o país podemos encontrar apartamentos e casas já com todos os móveis incluídos, ou só com os eletrodomésticos da cozinha ou, ainda, completamente vazios.

Por isso, se você ainda não tem certeza se viver em Portugal será temporário ou permanente, ou se não quer gastar tanto dinheiro assim que chega ao país, então alugar um apartamento completamente mobilhado (com móveis e eletromésticos) poderá ser a melhor opção.

Isso porque comprar os móveis e os eletrodomésticos de um modesto apartamento com apenas um quarto dificilmente custará menos de 5.000€/R$30.000, por isso, vale a pena ponderar bem antes de escolher.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Os prós de alugar imóvel em Lisboa

1. Investimento inicial baixo

Na decisão de alugar ou comprar em Lisboa este é provavelmente o fator de maior peso. Em Portugal, a maioria dos proprietários exige que você pague entre 2 a 3 meses de aluguel (a renda) adiantado (sendo um deles relativo a caução).

Além de um comprovativo do seu rendimento mensal (para saber se você tem capacidade para pagar o aluguel) e um fiador, que é uma pessoa residente em Portugal que se responsabilizará pelo pagamento em caso de incumprimento.

Este último pode ser complicado de obter caso você não conheça ninguém no país, mas você pode sempre negociar com o senhorio (o proprietário do imóvel) ou optar por uma empresa como a Easy Sponsor, que assume o lugar do fiador para que você possa alugar.

2. Poupe o seu dinheiro

Ao optar por alugar o seu dinheiro poderá ser utilizado para investir em outras coisas, como num negócio, nos estudos, em viagens ou num hobby.

3. Você tem mais liberdade

Alugar ao invés de comprar dá mais liberdade porque, como inquilino, você pode se mudar livremente de casa para casa e de cidade para cidade várias vezes ao ano, basta informar seu locador com 1 a 2 meses de antecedência.

Caixas com mudança para nova casa
Se quiser sacrificar o valor da caução pode negociar com o proprietário e desocupar o imóvel imediatamente.

Pode seguir as oportunidades que surgem muito mais facilmente e mudar-se em busca de melhores oportunidades à medida que estas se tornam disponíveis, quer se trate de uma oferta de emprego ou um desejo pessoal, ao alugar tem a flexibilidade e a liberdade de se mudar prontamente.

4. Você não é responsável pelas despesas do imóvel

Em Portugal, os proprietários estão obrigados por lei a cobrir todos as despesas de reparação e manutenção do imóvel, basta informar que o problema existe.

Os contras de alugar imóvel em Lisboa

1. O aluguel é mais caro a longo prazo

Durante os meus primeiros 6 anos em Lisboa vivi em um apartamento alugado, e devo ter gasto cerca de 50.000€/R$310.000, valor que poderia ter sido melhor empregue na compra de um imóvel.

Mas na realidade, durante esse tempo eu não tinha nem um salário estável e nem uma poupança para poder dar de entrada num apartamento. Dito isto, naquela altura, era a melhor decisão.

Um pequeno apartamento de um quarto em Lisboa custa pelo menos 600€/ R$3.700. Você pode alugar algo mais barato se estiver disposto estar mais distante do centro da cidade.
Em alternativa, pode sempre alugar apenas um quarto, mas tenha atenção que partilhará a casa com desconhecidos e terá pouca privacidade.

2. Alterações ao imóvel nem sempre são aceitas

Alguns proprietários nem mesmo permitem que você pregue um prego na parede, pinte uma divisão ou troque algum móvel. Em geral, eles não são muito flexíveis com mudanças ou melhorias que os arrendatários (quem aluga) querem fazer.

Comprar imóvel em Lisboa

Na decisão de alugar ou comprar imóvel em Lisboa, a maior parte dos portugueses acaba por pensar a longo prazo e, por isso, 73,9% optam por comprar, de acordo com as estatísticas da Eurostat.

Quanto aos estrangeiros, estes tendem a comprar casas localizadas na linha litoral, maioritariamente na costa de Leiria até ao Algarve.

Os britânicos preferem o Algarve, embora exista uma minoria crescente que compra propriedades rústicas em todo o país. Os franceses e brasileiros preferem o Porto, enquanto que os alemães preferem morar em Faro e em Lisboa.

Os compradores russos, por outro lado, tendem a olhar para Cascais e Estoril. Quanto aos chineses, estes optam pelos apartamentos nas zonas mais caras de Lisboa, mas não tanto para morarem, mas sim como um investimento.

Os prós de comprar imóvel em Lisboa

1. É um investimento

Comprar um imóvel em Lisboa é um ativo, não deixe que ninguém lhe diga o contrário. Como o valor do imobiliário tem vindo a aumentar por todo o país, consegue-se facilmente vender um apartamento bem localizado e obter um valor superior ao investido.

Nesse sentido, a prestação mensal do empréstimo habitação está sendo investida numa propriedade que será totalmente sua ao fim de alguns anos.

2. Pode fazer melhorias

O dinheiro gasto em melhorias com a casa é provavelmente um dos melhores investimentos que você pode fazer em Portugal, não só aumenta o valor da propriedade como também lhe dá uma melhor qualidade de vida.

Casal a pintar a parede da casa
Se pretender deixar o imóvel com a sua cara, a melhor opção é mesmo comprar.

3. Dá estabilidade e flexibilidade

Comprar uma casa lhe dá certeza que irá morar lá indefinidamente (desde que cumpra com as prestações mensais do empréstimo). Isto porque, de acordo a legislação portuguesa, o proprietário de uma casa alugada pode rescindir o contrato em qualquer época caso ele ou a sua família precise do imóvel para viver.

Além disso, sendo sua própria casa, você tem total liberdade quando se trata de renovar e decorar como quiser.

Os contras de comprar imóvel em Lisboa

1. Custos iniciais elevados

A decisão de alugar ou comprar em Lisboa nunca foi uma decisão fácil, mas a realidade é que nos últimos anos o sonho da casa própria acaba por ser adiado devido ao facto de muitas pessoas não disporem do valor necessário para dar de entrada.

Considerando que os bancos não emprestam 100% do valor da casa ou apartamento, você precisa ter em mãos pelo menos 15% do valor do imóvel antes de comprar.

Quanto maior a quantia que puder dar logo no início do empréstimo, menor será o valor a pagar mensalmente.

Sendo bem explícita, Lisboa é cara, é a cidade mais cara do país! É preciso deixar claro que Lisboa não é tão cara como outras cidades européias obviamente, mas tendo em conta os salários pagos no país, o preço do imobiliário na capital é bem inflacionado.

Dito isto:

  • Se para você for impensável morar longe do centro, como em Santa Maria Maior por exemplo, para um apartamento de um quarto pequeno terá que desembolsar em torno de 300.000€/R$1.900.000;
  • O mesmo apartamento de um só quarto pode custar 200.000€/R$1.270.000 nas “Avenidas Novas” ou “Parque das Nações”, onde pode estar perto de tudo e em um ótimo bairro, os melhores da cidade, diria eu;
  • Caso tenha carro ou disponibilidade para usar transportes públicos, poderá encontrar mais espaço e opções mais acessíveis a 20 minutos da área central de Lisboa, como por exemplo no “Infantado” (Loures) ou nas “Colinas do Cruzeiro” (Odivelas), excelentes bairros com shoppings, restaurantes e serviços nas proximidades. Nessas áreas um apartamento de dois quartos pode custar 200.000€/ R$1.270.000 (estas zonas são mais habitadas por família, razão pela qual não há muitos apartamentos de um quarto nos arredores).

Além disso, é ainda necessário dar de entrada um valor correspondente a, pelo menos, 15%, na maioria dos casos, 20% do valor do imóvel, dependendo do banco. Além disso, ter pelo menos 5.000€/R$30.000 para pagar as taxas legais durante o processo de aquisição da casa.

Pode ler mais sobre isso no nosso artigo “12 obstáculos a ultrapassar para comprar casa em Portugal“.

2. Se tiver mais de 40 anos a prestação mensal é alta

Antes de decidir se está em condições de alugar ou comprar em Lisboa, ou em qualquer outro cidade do país, o primeiro passo será ir a um simulador de crédito habitacional (alguns bancos permitem que você o faça online), como este simulador do Idealista, e calcule-o.

Exemplo

A título de exemplo, se você tem 50 anos, o preço da casa é de 200.000€/R$1.270.000, e você pode dar 30.000€/R$190.000 adiantado, nesse caso, a maioria dos bancos só lhe dará um empréstimo por 15 anos, o que significa que você pagará cerca de 1.100€/R$ 7.000 por mês.

É importante ter em conta que, caso você tenha mais de 60 anos, é altamente improvável que um banco lhe conceda um empréstimo, pelo que, nesse caso, aconselho que venha com dinheiro suficiente para garantir o pronto pagamento.

3. Terá que pagar juros e impostos

Ao longo da vida de um empréstimo, você acaba por ter que gastar algum dinheiro em impostos, juros e taxas, podendo a taxa de juros variar ao longo do empréstimo.

4. Há custos de oportunidade

Alugar possibilita poupar o dinheiro que poderá gastar em outras coisas, como viagens pela Europa, uma formação, entretenimento ou qualquer outra coisa que desperte o seu interesse.

5. Deverá ter em conta os custos de manutenção do imóvel

As prestações do empréstimo são apenas parte dos custos com a propriedade. Ser dono de um imóvel implica despesas sistemáticas, como manutenção do telhado, reparos com a canalização, e seguros de diferentes naturezas.

É expectável que qualquer imóvel com mais de 10 anos tenha custos com a manutenção e reparação algumas vezes ao ano.

Compra ou alugar imóvel em Lisboa, o que vale mais a pena?

Pondere bem os prós e contras antes de tomar a decisão de alugar ou comprar em Lisboa ou em qualquer outra cidade, pois será provavelmente a decisão financeira mais importante da sua vida, por isso, em síntese, ficam aqui os fatores que terá de considerar antes de decidir:

Os prós de alugar

  • Investimento inicial baixo;
  • Poupa o seu dinheiro inicial baixo;
  • Você tem mais liberdade;
  • Você não é responsável pelas despesas do imóvel.

Os prós de comprar

  • É um investimento;
  • Pode fazer melhorias;
  • Dá estabilidade e flexibilidade.

Os contra de alugar

  • O aluguel é mais caro a longo prazo;
  • Alterações ao imóvel nem sempre são aceitas.

Os contra de comprar

  • Se tiver mais de 40 anos a prestação mensal é alta;
  • Terá que pagar juros e impostos;
  • Há custos de oportunidade;
  • Deverá ter em conta os custos de manutenção do imóvel.

Tenha atenção

Independentemente da sua decisão, deixo aqui algumas dicas muito úteis para procurar casa, seja para alugar ou comprar em Lisboa ou em outra cidade do país:

  • Sempre, atenção, sempre visite o imóvel antes de assinar um contrato. As visitas virtuais normalmente só mostram as partes boas, é imprescindível conhecer a vizinhança, o edifício e outros pormenores ignorados propositadamente durante as visitas virtuais e/ou fotos e vídeos;
  • Analise bem os prédios vizinhos. Apesar de ser um país europeu, também existe criminalidade e locais a evitar;
  • Uma kitnet é chamada “T0”, um apartamento com um único quarto é “T1”, um apartamento com 2 quartos, mas um deles não tem janelas é chamado “T1+1”, um apartamento com 2 quartos é um “T2”, e assim em diante;
  • Quer queria comprar ou alugar, aconselho que se familiarize com estes sites: Idealista, OLX, Imovirtual e Custo Justo;
  • Caso prefira falar com alguém pessoalmente, pode aparecer sem marcação em qualquer imobiliária da zona onde gostarias de morar, como Remax, Century 21 e Era;
  • Caso decida por uma casa já com todos os móveis leia cuidadosamente a descrição do anúncio e pergunte ao locador/vendedor exatamente o que estará incluído;
  • Há muitos locadores que não estão interessados em alugar para um estrangeiro, não leve isso a peito. Isso é bastante comum fora dos grandes centros urbanos, em Lisboa centro os proprietários são mais flexíveis;
  • Prefira imóveis com serviços nas redondezas ou um metrô próximo, caso contrário, você precisará de um carro para se locomover, mas esteja ciente de que quanto mais próximo estiver dos transportes públicos mais caro será o valor a pagar;
  • Em Lisboa há mais oferta de apartamentos do que de casas, as chamadas moradias, razão pela qual nas cidades 66,4% dos portugueses optam por apartamentos, sendo que qualquer meio metro de pátio ou espaço exterior é um luxo, pois acresce, e muito, no valor a pagar;
  • Se preferir morar numa casa com jardim ou pátio deverá procurar nas zonas vizinhas à capital. Nas áreas mais rurais as casas/moradias são mais comuns, daí que 86,7% dos portugueses que vivem no campo prefiram as moradias.

A tomada da decisão

Antes de tomar a decisão de comprar ou alugar, faça as seguintes perguntas:

  • Tenho dinheiro suficiente para dar de entrada e pagar as despesas com escritura e taxas?
  • Você tem um emprego estável e há pelo menos 2 anos?
  • Quanto tempo pretendo ficar?

Consideramos essencial que na sua decisão de alugar ou comprar em Lisboa tenha em conta quanto tempo você pretende ficar. Se você tem intenção de se mudar após três anos ou não quer pagar 20% do valor total da entrada, alugar é uma escolha mais inteligente financeiramente.

Nesse sentido, caso você esteja totalmente comprometido com essa mudança a longo prazo, mais de 3 anos, e estiver confortável com todos os custos, então a compra é a decisão mais acertada.

Quanto à minha experiência pessoal, todos os membros da minha família e amigos que compraram casa em Portugal estão felizes com sua escolha e beneficiaram da valorização imobiliária a longo prazo.

Para concluir

Apesar de minha opinião, mesmo que você esteja financeiramente pronto para comprar uma casa, não há nada de errado se preferir gastar seu dinheiro em um negócio ou em viagens. Portanto, não force uma decisão se você simplesmente não estiver pronto, há muitos lugares bonitos em Portugal para explorar antes de tomar uma decisão final. Seja gentil consigo mesmo e leve o seu tempo.

Caso esteja planejando a vinda para Portugal, sugerimos que conheça o Programa Morar em Portugal, um guia completo com aulas em vídeo + um ebook para ajudar você a organizar a sua mudança sem imprevistos e de forma legal.