Está pensando em fazer uma pós-graduação na Alemanha? O país é um dos destinos mais buscados entre estudantes internacionais na Europa por conta da qualidade e acessibilidade ao ensino superior, com formações gratuitas e muitos cursos na língua inglesa. Se você quer saber por onde começar seu projeto de estudos, este artigo é para você.

Como fazer pós-graduação na Alemanha?

Muitos brasileiros estão cursando o ensino superior na Europa com intenção de seguir carreira acadêmica ou melhorar o currículo. As universidades da Alemanha oferecem cursos reconhecidos mundialmente em diversas áreas, com destaque para engenharia, tecnologia, saúde e ciências humanas.

Ao longo deste artigo, vamos apresentar tudo o que você precisa fazer para se inscrever numa pós-graduação na Alemanha e concorrer à bolsas de estudos. Mas em resumo, o passo a passo é:

  1. Encontrar uma universidade alemã para se candidatar e conferir os prazos de inscrição;
  2. Observar se você se encaixa nos requisitos de inscrição do curso e adequar seu currículo;
  3. Preparar a documentação solicitada, incluindo as traduções juramentadas e apostiladas, assim como os diplomas reconhecidos na Alemanha;
  4. Se planejar financeiramente e pesquisar por bolsas de estudos;
  5. Quando obter uma resposta positiva, solicite o visto de estudante para embarcar para a Alemanha.

E uma dica essencial, mesmo que seu curso de pós-graduação na Alemanha seja ministrado em inglês, estude alemão. Aprender o idioma de onde vai morar faz a diferença na hora de se adaptar em um novo país, ajudando nas burocracias do dia a dia e a fazer amizades.

Como funciona a pós-graduação na Alemanha?

Para dar continuidade aos seus estudos superiores na Alemanha, existem várias modalidades que você pode escolher, levando em consideração os seus objetivos profissionais e acadêmicos, como a especialização, o mestrado e o doutorado.

Especialização na Alemanha

A especialização é uma pós-graduação lato sensu que confere o título de Especialista para quem o faz, sendo o caso da formação em MBA (Master of Business Administration), por exemplo.

Ela tem duração de 1 a 2 anos e meio, sendo, na maioria das vezes, financiada pelo empregador na Alemanha para qualificar o funcionário. O motivo é que ao contrário das outras formações, a especialização é oferecida por instituições privadas (na maior parte dos casos).

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →

Durante a formação, o funcionário recebe um adicional no salário que pode chegar a 700€, dependendo da área e localização do curso, sob a condição de ficar o mesmo tempo dos estudos na empresa. Todos os critérios são estabelecidos em contrato.

Mas você também pode financiar a sua própria especialização na Alemanha, é claro.

Mestrado na Alemanha

A pós-graduação stricto sensu, ou mestrado na Alemanha, assim como no Brasil, tem duração de 2 anos. O maior diferencial é que muitos cursos são ministrados na língua inglesa, facilitando a mobilidade de estudantes internacionais.

Há muitas aulas, textos para serem lidos e escritos, provas e seminários para apresentar. O que pode exigir uma maior dedicação para quem não está acostumado com este ritmo de aprendizagem.

Outro fato que vale a pena ser mencionado é que se você realizar o mestrado após a sua graduação na Alemanha, dentro da mesma área de estudos, a formação será gratuita. Sendo necessário pagar apenas a taxa semestral de inscrição na universidade.

Durante a pós-graduação é possível realizar estágios, que te conectam com o mercado de trabalho, e escrever a dissertação para submeter no último semestre do curso, o que vai te conferir o título de Mestre.

Doutorado na Alemanha

O doutorado é uma pós-graduação lato sensu que exige o título de Mestre para admissão no programa de estudos e pesquisa da instituição acolhedora.

A principal diferença desta formação para o Brasil é que, na Alemanha, um doutorando é considerado um funcionário, com os mesmos direitos e deveres de outros trabalhadores, inclusive férias remuneradas.

Dependendo do contrato, o doutorando pode se dedicar apenas à pesquisa, sem a obrigação de assistir ou ministrar aulas, pelo período de 3 a 5 anos.

O doutorado na Alemanha é gratuito, sendo dividido em dois tipos:

  • Doutorado individual: o método mais tradicional de realizar um doutorado, com foco na pesquisa e orientação de um professor, sem necessidade de assistir aulas;
  • Doutorado estruturado: é um doutorado interdisciplinar, com uma mistura de pesquisa e cursos de capacitação sob orientação de mais de um professor.

Como se candidatar a um curso de pós-graduação na Alemanha?

As universidades na Alemanha são autônomas e não seguem o mesmo cronograma para admissão de novos estudantes. Por isso, cabe a você pesquisar as instituições onde deseja fazer sua pós-graduação e conferir se atende aos requisitos para inscrição.

O processo pode variar de uma instituição para outra, então reforçamos a importância de ler o edital completo antes de se candidatar.

Uma sugestão, principalmente para quem deseja fazer doutorado na Alemanha, é criar conexões com pesquisadores da área e encontrar o seu potencial orientador.

Requisitos para fazer pós-graduação na Alemanha

Geralmente, os principais requisitos para cursar uma pós-graduação na Alemanha são:

  • Diploma de bacharelado e/ou mestrado reconhecido pela Alemanha Você pode verificar se o seu diploma é reconhecido no site da Anabin;
  • Carta de motivação;
  • Currículo acadêmico;
  • Projeto de pesquisa (para doutorado);
  • Proficiência na língua alemã ou inglesa, dependendo do curso escolhido.
  • Dependendo da pós-graduação, pode ser necessário realizar um exame de admissão, após a conclusão de um curso preparatório.

Leia o edital no site da instituição escolhida para conferir se há mais exigências de seleção no programa. Se tiver como, envie pelo menos uma carta de recomendação de um orientador.

Como é o processo seletivo da pós-graduação na Alemanha?

Na Alemanha, o processo de seleção normalmente abre entre dezembro e janeiro para o semestre letivo que se inicia no verão e entre maio e julho para o inverno, podendo variar de instituição para instituição.

Para o mestrado, eles levam em consideração o seu currículo, carta de motivação e excelência acadêmica, dispensando a necessidade de um projeto de pesquisa. Por este motivo, ter boas notas e publicações é um diferencial entre os outros candidatos.

Estudantes de pós-graduação em sala de aula
Prepare sua documentação, crie conexões com professores na Alemanha e pesquise bem a sua pós-graduação

A seleção de doutorado é mais parecida com a de um emprego formal, com direito a uma entrevista para conhecer melhor o candidato e apresentar o projeto. Aproveite este momento para fazer perguntas relevantes ao futuro orientador e vender seu peixe, demonstrando entusiasmo.

O resultado chegará em algumas semanas por e-mail com uma carta de aceite, que será indispensável para solicitar seu visto e entrar na Alemanha sem problemas.

Documentos para fazer pós-graduação na Alemanha

A burocracia alemã começa na hora de separar os documentos exigidos para realizar sua pós-graduação na Alemanha, pois muitos deles precisam de tradução juramentada e Apostila de Haia.

Para facilitar o processo, nossa recomendação de confiança é a Yellowling, uma empresa com anos de mercado e tradutores certificados que enviam seu documento com rapidez e tradução de qualidade. Tudo com alguns cliques.

A documentação pode variar dependendo da pós-graduação, mas são normalmente solicitados:

Documentos para cidadão brasileiro

  • Formulário de inscrição na pós-graduação;
  • Cópia autenticada de seus diplomas de ensino superior, com tradução juramentada;
  • Histórico de notas do ensino superior, com tradução juramentada;
  • Cópia do histórico escolar, com tradução juramentada;
  • Foto do passaporte;
  • Cópia do passaporte;
  • Cópia do certificado de proficiência em inglês ou alemão.

Todos os documentos que não forem emitidos em alemão ou inglês precisam de tradução.

Documentos para cidadão europeu

Para os cidadãos europeus, que desejam ingressar num curso de pós-graduação na Alemanha, a documentação é a mesma dos estudantes brasileiros. Inclusive, também devem traduzir tudo o que não estiver em inglês ou alemão.

A diferença é que para eles a taxa de inscrição pode ser menor ou nula, além de não ter a obrigatoriedade do visto e cartão de residência para estudar no país.

Precisa de visto para fazer pós-graduação na Alemanha?

Sim, brasileiros devem solicitar um visto de estudante, ou qualquer outro que se adeque e que permita realizar a pós-graduação na Alemanha.

O procedimento deve ser feito 6 meses antes do início do programa na instituição de ensino, mediante ao pagamento de 75€ e entrega da documentação na Embaixada ou Consulado Alemão no Brasil.

É necessário apresentar os documentos já mencionados neste artigo, sendo os diplomas apostilados, com tradução juramenta e reconhecimento de firma em cartório. Também é necessário apresentar seguro saúde, comprovação financeira, cópia do aceite na instituição e/ou contrato de trabalho no programa.

Por ser um momento decisivo e burocrático, recomendamos a assessoria Madeira da Costa para auxiliar na organização de todos os documentos necessários para a solicitar o seu visto na Alemanha. A empresa oferece um atendimento personalizado e também auxilia na validação de diplomas no país.

Visto pode ser estendido

Um adendo importante é que, após a conclusão de sua pós-graduação, é possível solicitar uma extensão do visto, normalmente de 18 meses. Desta forma, você pode trabalhar na Alemanha em período integral.

Quanto custa pós-graduação na Alemanha?

O grande diferencial de fazer pós-graduação na Alemanha é que o custo é relativamente baixo em comparação com outros países da União Europeia, porque as universidades são mantidas pelo Estado. Inclusive, se você for cidadão europeu, seus estudos são gratuitos.

Na maioria das universidades, o mestrado é gratuito para estudantes internacionais que realizaram a graduação na Alemanha, dentro da mesma área de estudo. Se não, é cobrada uma taxa semestral de 1.500€.

Mulher sorrindo na Alemanha
Thaís conseguiu uma bolsa de estudos para financiar sua pós-graduação na Alemanha. Foto: Arquivo pessoal

O doutorado é gratuito, pois, como mencionamos, o doutorando tem condição de funcionário na instituição, sendo pago para desenvolver a pesquisa. Porém, algumas universidades podem cobrar uma taxa semestral não superior a 300€, que garante alguns descontos no dia a dia, como no restaurante universitário e transporte público.

Em instituições privadas, o mestrado é pago e custa entre 10 e 60 mil euros por ano, dependendo do curso e universidade. Por este motivo, é pedida a comprovação financeira ao solicitar o visto.

É preciso levar em consideração que, além da taxa semestral da universidade, você terá gastos com moradia, transporte, alimentação e lazer. A boa notícia é que com o visto de estudante, é possível trabalhar até 20 horas semanais para ajudar a manter o custo de morar na Alemanha.

Existe pós-graduação gratuita na Alemanha?

Existem bolsas de estudo para pós-graduação na Alemanha. Além da possibilidade de trabalhar, você também pode ir para a Alemanha com sua pós-graduação financiada por instituições e fundações da área pública e privada. Também é possível concorrer à bolsas de estudo após chegar no país.

As bolsas de estudo para pós-graduação na Alemanha podem ser bastante concorridas, principalmente as que exigem vários requisitos, como de idade, tempo da última formação e nacionalidade. Mas saiba que não é impossível.

Selecionamos alguns programas e sites para você conhecer e pesquisar os editais abertos na sua área de estudo.

Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD)

O DAAD é uma organização alemã sem fins lucrativos que oferece bolsas de estudo e programas de intercâmbio para estudantes, pesquisadores e professores. Anualmente, são mais de 100 mil intercambistas (alemães e estrangeiros) beneficiados.

O Brasil é um dos países parceiros do DAAD na América Latina e, por isto, há várias oportunidades de bolsa para pós-graduação na Alemanha no site oficial. Consulte as informações e requisitos dos editais abertos antes de se inscrever.

Fundação Alexander von Humboldt (AvH)

A AvH é uma fundação sem fins lucrativos que incentiva a cooperação acadêmica entre pesquisadores alemães e estrangeiros com bolsas de pesquisa em todas as áreas do conhecimento.

Fundada em 1888, a fundação financiou os estudos de mais de 31 mil cientistas, incluindo 57 vencedores do Prêmio Nobel. No Brasil, o programa de bolsas é patrocinado em parceria com a Capes para pós-doutorandos e pesquisadores, onde você pode ler o edital completo.

Você também pode pesquisar por bolsas de pós-graduação na Alemanha em sites como Academic Positions, Euraxess e Biostars.

Como escolher o curso de pós-graduação na Alemanha?

As universidades alemãs se destacam pela qualidade de ensino, figurando na lista de melhores instituições para se estudar no mundo. De acordo com o DAAD, quase 350 mil estudantes internacionais se matricularam em universidades alemãs em 2022.

Para escolher um curso de pós-graduação na Alemanha, recomendamos pesquisar no portal Studieren e filtrar por área de estudo, universidade e/ou cidade.

Lembre, o melhor curso é aquele que se encaixa com a sua pesquisa e que você atende aos requisitos.

Cursos de pós-graduação mais renomados na Alemanha

Para ajudar em sua busca, listamos os cursos de pós-graduação mais renomados na Alemanha, de acordo com o ranking divulgado pelo portal Yockey.

Acesse o site oficial das universidades para ver o que melhor se encaixa no seu planejamento acadêmico.

Curso Instituição de Ensino
Engenharia Mecânica Universidade Técnica de Munique (TUM), Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT) eUniversidade de Stuttgart
Ciência da Computação e Engenharia Universidade Técnica de Munique (TUM) e Universidade Técnica de Berlim
Engenharia Automotiva Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT) e Universidade de Stuttgart
Ciência de Dados Universidade Ludwig Maximilian de Munique (LMU) e Universidade Técnica de Munique (TUM)
Engenharia Civil Universidade Técnica de Munique (TUM) e Universidade Técnica de Berlim
Engenharia Elétrica Universidade Técnica de Munique (TUM) e Universidade Técnica de Berlim
Engenharia Aeroespacial Universidade Técnica de Braunschweig e Universidade de Bremen
Biotecnologia Universidade de Heidelberg e Universidade Técnica de Munique (TUM)

Melhores universidades para fazer pós-graduação na Alemanha

A Alemanha tem algumas das melhores universidades da Europa no ranking mundial realizado anualmente pela Times Higher Education. Confira algumas delas para fazer sua pós-graduação:

  • Universidade Técnica de Munique – 30º posição;
  • Universidade Ludwig Maximilian de Munique (LMU) – 33º posição;
  • Universidade de Heidelberg – 43º posição;
  • Charité – Universitätsmedizin Berlin – 73º posição;
  • Universidade Humboldt de Berlim – 86º posição;
  • Universidade de Tubinga – 86º posição;
  • Universidade de Bonn – 89º posição;
  • Universidade Freie de Berlim – 89º posição;
  • Universidade Técnica de Aachen – 99º posição;
  • Universidade de Freiburg – 113º posição.

Equivalência de títulos entre Alemanha e Brasil

Para reconhecer o seu título de graduação do Brasil e poder exercer sua profissão na Alemanha, é necessário enviar a documentação para análise do consulado alemão e preencher o requerimento do Gabinete Central para Educação Estrangeira (ZAB).

Primeiramente, confira se seu curso e instituição de ensino no Brasil são reconhecidos pela Anabin. Para algumas profissões, será necessário realizar um exame de atestação de conhecimentos na Alemanha.

O ZAB emitirá o Certificado de Equivalência da sua qualificação internacional para que você tenha acesso ao mercado de trabalho alemão. Sendo necessário pagar uma taxa de 485€ para validar seu diploma.

Para isto, ao enviar seu requerimento e documentação, você precisa indicar uma profissão na Alemanha que seja equivalente ao seu título. Consulte o site do ZAB ou solicite a assessoria Madeira da Costa para que eles realizem a demanda para você.

Revalidação de diploma alemão no Brasil

Para continuar seus estudos ou carreira profissional no Brasil, após sua pós-graduação na Alemanha, é necessário fazer a revalidação do diploma pelo Ministério da Educação (MEC).

Toda a documentação emitida pela instituição de ensino precisa ser autenticada no consulado brasileiro na Alemanha. Também pode ser solicitada a tradução juramenta para português. Por isto, faça o procedimento antes de retornar ao Brasil.

Consulte se sua universidade possui um setor responsável para emissão e autenticação de documentos para o exterior e informe-se sobre o processo. Em caso de dúvidas, acesse o site oficial da Embaixada Brasileira em Berlim.

Por fim, acesse o site do MEC e selecione uma instituição de ensino que ofereça curso igual ou semelhante para equivalência do título.

Fazer pós-graduação na Alemanha é um diferencial na carreira?

Sem dúvidas. As universidades alemãs são reconhecidas mundialmente por sua qualidade de ensino, inovação e desenvolvimento, abrindo oportunidades para seus estudantes no mercado de trabalho.

Para alinhar suas perspectivas e conhecer suas opções de carreira após fazer uma pós-graduação na Alemanha, recomendamos assistir ao vídeo do canal Alemanha a Dois, principalmente se você tem a vontade de permanecer morando no país.

Vale a pena fazer pós-graduação na Alemanha?

Fazer uma pós-graduação na Alemanha pode ser desafiador, por este motivo, você deve analisar se o país atende suas perspectivas e está alinhado com seu plano de carreira acadêmico ou profissional.

Conversamos com Raquel Mello, 35 anos, do perfil @alemanhatododia, que recém concluiu o doutorado em Análise de Dados na Universidade de Münster, e Thaís Schroeder, 27 anos, do @alemanhaadois, que fez um mestrado em química na Universidade de Bochum (RUB), para apresentar duas experiências reais na Alemanha.

Processo de Candidatura e seleção

A Raquel tinha vontade de continuar os estudos após o mestrado no Brasil e viver uma experiência internacional. Ela pesquisou vários países, conversou com vários professores, decidindo pela Alemanha por seu futuro orientador ter uma parceria com o orientador brasileiro.

Mesmo com essa conexão, foi preciso passar pelo processo seletivo do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) para concorrer a uma bolsa do programa Ciências sem Fronteiras. Foi enviado um pré-projeto e feita uma entrevista para ver se ela se encaixava no projeto da Universidade de Münster.

A motivação de Thaís foi a mesma, somando o fato da Alemanha ser um país forte para a área de química e por ela ser descendente alemã.

“Fiz uma pesquisa demorada e detalhista nos sites de cada universidade da Alemanha, busquei por professores que pesquisassem o que eu também tinha interesse e experiência”, comentou Thaís.

A seleção foi feita por contato direto por e-mail e entrevista com a futura orientadora. Porém, Thaís estava se candidatando para uma bolsa de doutorado e devido à corte de orçamento, perdeu o financiamento.

Ela não desistiu e contactou a orientadora, que ofereceu a oportunidade de financiar um ano preparatório ao doutorado pela Sociedade Alemã de Amparo à Pesquisa (DFG), sob a condição de mestranda, que foi prontamente aceita.

Desafios de fazer pós-graduação na Alemanha

A pós-graduação de Raquel e Thaís foram na língua inglesa, mas mesmo com a familiaridade com o idioma, é comum haver uma dificuldade inicial para estudar e se relacionar com os colegas de pesquisa.

No Mestrado, a quantidade de conteúdo e disciplinas é maior do que no Brasil, com apenas uma prova ao fim do semestre. Se você reprovar 3 vezes na mesma matéria, fica impedido de realizar seu curso em toda a Alemanha.

Brasileira sorrindo
Raquel encontrou desafios em sua pós-graduação na Alemanha e achou a experiência enriquecedora. Foto: Arquivo pessoal

No Doutorado, Raquel aponta que sua relação com o orientador e doutorandos foi bem diferente do que ela vivenciou no Brasil durante seu mestrado. Ela experimentou na Alemanha uma autonomia maior para pesquisar, mas sem acompanhamento constante para avançar no projeto, o que foi um desafio que exigiu disciplina de sua parte.

Além dessa adaptação, o estudante tem que lidar com todas as burocracias da Alemanha, como procurar um imóvel, abrir conta no banco, fazer o registro na prefeitura, entre outras.

“Para mim foi um ano super pesado, cheguei até a entrar em depressão”, relembra Thaís.

A experiência vale a pena?

Para Raquel a experiência vale muito a pena, sendo importante vir para a Alemanha com mente aberta e preparada para os desafios do processo. O sistema da pós-graduação pode ser diferente do Brasil, mas a experiência é engrandecedora.

“As oportunidades são maravilhosas, é fácil participar de conferências em outros países na Europa e há muito investimento financeiro em pesquisa com uma ótima estrutura”, menciona Raquel.

Thaís concorda. Ela acredita que você ganha uma bagagem profissional e pessoal gigante com esta vivência, algo que precisa ser experienciado para entender. Porém, não recomenda a pós-graduação para quem não quer sair da sua zona de conforto.

Portanto, se você está procurando melhorar o seu currículo acadêmico e oportunidades de carreira, uma pós-graduação na Alemanha pode ser o que você busca.