Cidades mais seguras da Europa em 2019: confira o top 10

Europa  / 

Em busca da qualidade de vida, aqueles que pretendem encontrá-la no Velho Continente devem ficar atentos aos constantes levantamentos feitos sobre as cidades mais seguras da Europa. Expressiva especialmente no Leste e Centro europeu, a segurança encontra excelentes níveis, acompanhada de saúde, infraestrutura e sustentabilidade. A seguir, confira os resultados recentes sobre o assunto, que avaliaram diferentes números de cidades e categorias relativas à segurança.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Cidades mais seguras da Europa de acordo com o The Economist

Muitos brasileiros optam por viver na Europa e um dos fatores principais para a imigração é a segurança. O Brasil possui altos índices de criminalidade, além de todos os problemas estruturais gerados pela corrupção e crise econômica. Se você pensa em se mudar para o Velho Continente, saiba que os países europeus ainda oferecem saúde de qualidade, infraestrutura e sustentabilidade.

Devido à importância da segurança urbana, o Economist Intelligence Unit, patrocinado pela NEC Corporation, atualiza regularmente os índices que avaliam pontos fortes e fraquezas das principais cidades do mundo quando o assunto é segurança. Em agosto de 2019, foi divulgado o Safe Cities Index (Índice das Cidades Seguras) 2019, que engloba 60 grandes áreas urbanas no mundo. O objetivo principal do índice é elencar as cidades mais seguras, baseado em determinadas variáveis.

O resultado é gerado a partir de quatro categorias, que são: segurança digital, segurança de infraestrutura, segurança em saúde e segurança pessoal.

Ranking das 10 cidades mais seguras da Europa

O índice de 2019 elencou cidades de países asiáticos nas primeiras colocações e as cidades mais seguras da Europa aparecem a partir da quarta posição. Conheça abaixo, a lista das cidades mais seguras da Europa de acordo com o índice.

1. Amsterdam, a cidade mais segura da Europa

Amsterdã ficou em 4º lugar no índice geral, sendo a primeira das cidades mais seguras da Europa. O local é um dos destinos mais procurados do continente pelos turistas e também possui alguns dos melhores apontadores de qualidade de vida.

Amsterdam cidade segura

Famosa por seus canais e arquitetura, a cidade oferece diversas atrações para todos os gostos, com museus e parques renomados. É a capital da Holanda e a cidade mais populosa dos Países Baixos, com 821 mil habitantes. Veja a colocação de Amsterdã nos diferentes segmentos da pesquisa.

  • Segurança Digital: 14º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 16º lugar;
  • Segurança em Saúde: 4º lugar (empatada com Estocolmo);
  • Segurança Pessoal: 9º lugar.

2. Copenhague, Dinamarca

Copenhague ficou com a 8ª colocação do índice geral, empatada com a oriental Seoul. Está entre as cidades mais seguras da Europa e apenas o fato de mais de 35% da população se locomover por bicicleta já diz muito sobre a qualidade de vida local.

Copenhague cidade segura

A capital da Dinamarca é plana, compacta e muito charmosa. Possui cerca de 600 mil habitantes e somando os moradores da região metropolitana chega-se a mais de 1,5 milhão. Trata-se de uma cidade jovem, pulsante e divertida. Confira a colocação de Copenhague nas diferentes categorias do índice.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »
  • Segurança Digital: 15º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 20º lugar;
  • Segurança em Saúde: 11º lugar;
  • Segurança Pessoal: 2º lugar.

3. Estocolmo, Suécia

A capital da Suécia, Estocolmo, ficou com o 12º lugar do ranking de segurança global. A cidade abrange 14 ilhas e mais de 50 pontes em um arquipélago no Mar Báltico. Com cerca de 900 mil habitantes, está localizada no nono país do ranking de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

Estocolmo cidade segura

Estocolmo é calma, limpa, sem congestionamentos e muito segura. Apesar de não ser uma cidade pequena, conserva a tranquilidade de interiores bucólicos. Veja a seguir, a posição de Estocolmo nas diferentes categorias do índice.

  • Segurança Digital: 16º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 23º lugar;
  • Segurança em Saúde: 4º lugar (empatada com Amsterdam);
  • Segurança Pessoal: 6º lugar.

4. Londres, Inglaterra

Capital da Inglaterra e do Reino Unido, Londres ficou com o 14º lugar do ranking mundial de segurança feito pelo The Economist. Londres é uma cidade global de destaque, assim como Tóquio, Paris e Nova Iorque, e um dos maiores, mais importantes e influentes centros financeiros mundiais. Possui um total de população (rural e urbana) estimada entre 12 e 14 milhões de habitantes. A cidade é vibrante, moderna, movimentada, riquíssima culturalmente e possui muitas opções de entretenimento.

Londres cidade segura

A capital também é a sede da monarquia britânica, cidade do Big Ben entre diversos outros cartões postais famosos como a Tower Bridge e palácio de Buckingham. Confira abaixo, a colocação de Londres nos diferentes seguimentos que a elencaram uma das cidades mais seguras da Europa e do mundo.

  • Segurança Digital: 10º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 19º lugar;
  • Segurança em Saúde: 16º lugar;
  • Segurança Pessoal: 22º lugar.

5. Frankfurt, Alemanha

A cidade de Frankfurt ocupou a 16ª colocação no ranking de segurança. Além de ser uma das cidades mais seguras da Europa, chama atenção pela sua grandiosidade, sendo a quinta maior da Alemanha. A cidade possui 700 mil habitantes e é um dos principais centros econômicos e culturais do continente, com diversos museus presentes em suas ruas agitadas.

Frankfurt na Alemanha

A sua paisagem é urbana, dominada por arranha-céus e prédios grandiosos, que orgulham a população. Confira abaixo, a colocação da cidade nas diferentes categorias de segurança avaliadas no índice.

  • Segurança Digital: 21º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 6º lugar;
  • Segurança em Saúde: 6º lugar;
  • Segurança Pessoal: 14º lugar.

6. Zurique, Suíça

Zurique é a maior cidade da Suíça e está posicionada no 18º lugar do índice realizado pelo The Economist. Localizada no nordeste do país, possui aproximadamente 400 mil habitantes. Além de ser uma das melhores cidades para morar da Europa, é sede de 110 bancos, onde a mão obra bem remunerada faz com que a renda média do município seja de US$ 7.000.

Zurique na Suíça

Zurique demonstra sinais de civilidade que a tornam uma atração à parte. Descendentes de 170 nacionalidades vivem na cidade e as diferentes culturas podem ser encontradas em mais de 100 museus e galerias de arte. Veja a seguir, a colocação de Zurique nas categorias de segurança do índice.

  • Segurança Digital: 18º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 22º lugar;
  • Segurança em Saúde: 9º lugar;
  • Segurança Pessoal: 13º lugar.

7. Paris é uma das cidades mais seguras da Europa

Paris ficou com o 23º lugar no ranking de segurança geral do índice, na Europa, ficou em sétimo lugar. A cidade é habitada por 2 milhões de pessoas e possui um conjunto arquitetônico de tirar o fôlego. Suas ruas são charmosas, com imponentes monumentos que representam séculos de história. O rio Sena corta a cidade ao longo de quase 13 quilômetros, onde se encontram nada menos do que 37 pontes.

Paris uma das cidades mais seguras da Europa

Muitos dizem que a Cidade da Luz, como é conhecida Paris, é feita de camadas. A cidade possui diversas faces como a Paris das artes, da boemia, da alta costura, da fotografia e gastronomia. Confira abaixo, como ficou sua colocação em cada categoria de segurança avaliada pelo The Economist.

  • Segurança Digital: 20º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 25º lugar;
  • Segurança em Saúde: 15º lugar;
  • Segurança Pessoal: 21º lugar.

8. Bruxelas, Bélgica

A capital da Bélgica, Bruxelas, está posicionada no 24º lugar no ranking de segurança geral do índice. Com cerca de 1,5 milhão de habitantes, Bruxelas é uma das cidades mais seguras da Europa, além de ser sede da Otan e do Parlamento Europeu.

Bruxelas uma das cidades mais seguras da Europa

A cidade possui características de uma metrópole, mas sem perder o encanto e tranquilidade das cidades pequenas. É moderna, mas tem um toque clássico. Suas ruas estão repletas de história e encantos. Veja como Bruxelas ficou em cada categoria analisada pelo The Economist.

  • Segurança Digital: 26º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 21º lugar;
  • Segurança em Saúde: 13º lugar (empatado com Melbourne);
  • Segurança Pessoal: 17º lugar.

9. Madrid, Espanha

Madrid ficou com a 25º colocação no ranking de segurança realizado pelo The Economist. A cidade é o coração da Espanha, centro político e intelectual e possui a herança de um vasto império. Também é uma das capitais culturais do mundo, com museus de grande importância como Prado, Reina Sofia e Thyssen-Bornemisza, um palácio real que esbanja exuberância e luxo.

Madrid capital da Espanha

Espetáculos, exposições e shows são algumas das atrações de uma das cidades mais seguras da Europa. Veja como Madrid ficou nas diferentes categorias do índice de segurança.

  • Segurança Digital: 29º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 5º lugar;
  • Segurança em Saúde: 20º lugar (empatada com Nova Iorque);
  • Segurança Pessoal: 18º lugar.

10. Barcelona, Espanha

Capital da Catalunha na Espanha, Barcelona ficou com o 26º lugar no ranking geral de segurança. A cidade é famosa por sua arte e arquitetura e especialmente pelos monumentos modernistas projetados por Antoni Gaudí. Localizada nas margens do mediterrâneo, possui mais de 5 milhões de habitantes. Além de ser uma das cidades mais seguras da Europa, tem grande importância cultural, comercial turística e financeira.

Barcelona uma das cidades mais seguras da Europa

Barcelona é um dos lugares que mais recebe visitas no continente, seja por turistas ou congressistas das diversas reuniões e exposições que ocorrem na cidade. Confira como ficou Barcelona nos diferentes critérios avaliados pelo índice relacionados à segurança.

  • Segurança Digital: 28º lugar;
  • Segurança em Infraestrutura: 3º lugar;
  • Segurança em Saúde: 24º lugar;
  • Segurança Pessoal: 19º lugar.

Análise das categorias das cidades mais seguras da Europa

Para chegar no resultado final do ranking das cidades mais seguras da Europa, o portal The Economist considerou a média entre 4 categorias: segurança digital, segurança na saúde, segurança em infraestrutura e segurança pessoal. Essas categorias são subdivididas em 49 indicadores, para analisar cada detalhe, pontuando entre 0 a 100 – sendo 0 o extremo perigo e 100 a total segurança.

Segurança digital

A segurança digital é um dos fatores levados em conta para definir quais são as cidades mais seguras de Europa. Esta categoria é dividida em diferentes subcategorias. As subcategorias que pontuam cada país positivamente em segurança digital são: política de privacidade; consciência do cidadão sobre ameaças digitais; parcerias público-privadas; nível de tecnologia empregada e equipes de cibersegurança dedicadas.

Já as subcategorias que pontuam cada país negativamente em segurança digital são: risco de ameaças locais de malware (programa usado para invadir um sistema de computador alheio de forma ilícita); porcentagem de computadores infectados e porcentagem com acesso à Internet.

Segurança de infraestrutura

A segurança de infraestrutura também é um dos fatores levados em conta para definir quais são as cidades mais seguras de Europa. Esta categoria é dividida em diferentes subcategorias. As subcategorias que pontuam cada país positivamente em segurança de infraestrutura são: aplicação da segurança no transporte; atenção aos pedestres e gerenciamento de desastres / plano de continuidade de negócios.

Enquanto as subcategorias que pontuam cada país negativamente em segurança de infraestrutura são: mortes por desastres naturais; mortes no trânsito; percentual vivendo em favelas; número de ataques a instalações / infraestrutura; capacidade institucional e acesso a recursos; seguro de catástrofe; desenvolvimento informado sobre risco de desastre; instalações de transporte aéreo; rede rodoviária; rede de energia; rede ferroviária e preparação para segurança cibernética.

Segurança em Saúde

Esta categoria é dividida em diferentes subcategorias. As subcategorias que pontuam cada país positivamente em segurança em saúde são: políticas ambientais; acesso aos cuidados de saúde; número de leitos por 1.000 habitantes; número de médicos por 1.000 habitantes; acesso a alimentos seguros e de qualidade e qualidade dos serviços de saúde.

Já as subcategorias que pontuam cada país negativamente em segurança em saúde são: qualidade do ar; qualidade da água; anos de expectativa de vida; mortalidade infantil; taxa de mortalidade por câncer; número de ataques com armas biológicas, químicas e radiológicas e serviço de emergência na cidade.

Segurança pessoal nas cidades mais seguras da Europa

Para finalizar, a segurança pessoal também é um dos fatores levados em conta para definir quais são as cidades mais seguras de Europa. Esta categoria é dividida em diferentes subcategorias.

As subcategorias que pontuam cada país positivamente em segurança pessoal são: nível de envolvimento da polícia; patrulha comunitária; dados disponíveis sobre criminalidade nas ruas; uso de técnicas baseadas em dados para crimes; medidas de segurança privada; regulamentação e aplicação de arma; risco de estabilidade política; eficácia do sistema de justiça criminal e monitoramento de riscos.

Enquanto as subcategorias que pontuam cada país negativamente em segurança pessoal são: prevalência de pequenos crimes; prevalência de crimes violentos; crime organizado; nível de corrupção; taxa de uso de droga; frequência de ataques terroristas; gravidade de ataques terroristas; segurança de gênero (homicídio feminino); percepções de segurança; ameaça de terrorismo; ameaça de conflito militar e ameaça de distúrbios civis.

Ranking das cidades mais seguras da Europa e do mundo

Se você ficou curioso para saber quais foram as 10 cidades elencadas como as mais seguras do mundo pelo The Economist, confira a lista abaixo:

  1. Tóquio;
  2. Singapura;
  3. Osaka;
  4.  Amsterdã;
  5. Sydney;
  6. Toronto;
  7. Washington;
  8. Copenhague;
  9.  Seul;
  10. Melbourne.

Se você planeja viajar e conhecer as cidades mais seguras da Europa, saiba que o seguro viagem é fundamental. Para fazer a cotação do seu seguro de forma personalizada, recomendamos que você utilize o nosso comparador de seguro viagem. Ele apresenta planos das principais seguradoras do mercado e ainda garantimos os melhores preços aos leitores do Euro Dicas.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Mariele é brasileira, formada em Jornalismo e especialista em Marketing Digital. Nasceu em Minas Gerais, estudou em Portugal e hoje mora em São Paulo. Suas duas grandes paixões são: viajar e escrever. Já visitou 9 países e conhece especialmente Portugal e Itália. Todos os dias aguarda ansiosamente pela próxima viagem.

Brasileira, tem formação em Design de Games e Comunicação em Computação Gráfica. Apaixonada por tecnologia, cinema e literatura, desapegou e foi viver na Europa em 2015. De volta ao Brasil, hoje é grande entusiasta de um estilo de vida quase nômade.