A segurança com certeza é um fator crucial ao escolher um lugar para visitar ou até uma nova cidade para chamar de lar. Por isso, cidades de todo o mundo são avaliadas em pesquisas anualmente em diversos quesitos, que as classificam em relação à segurança. Neste artigo, vamos falar sobre as cidades mais seguras da Europa, de acordo com o Índice de Cidades Seguras (SCI) da Economist Intelligence Unit, que é realizado a cada dois anos.

Em sua quarta edição, o ranking classifica 60 destinos internacionais em cinco categorias principais: segurança digital, segurança de saúde, infraestrutura, segurança pessoal e segurança ambiental, sendo esta última uma nova categoria do ranking.

Veja a seguir, quais são as cidades mais seguras da Europa e quais fatores as fizeram ser classificadas como tais.

Quais as cidades mais seguras da Europa?

Conforme o Índice de Cidades Seguras (SCI), as cidades mais seguras da Europa são:

1º Copenhague, Dinamarca – 82.4 pontos

Apesar de as cidades asiáticas terem ocupado os primeiros lugares do ranking por anos seguidos, é um destino Europeu que ficou com o primeiro lugar em 2021. A capital da Dinamarca passou do oitavo lugar em 2019 para o topo da lista em 2021.

Copenhague está em primeiro lugar nas cidades mais seguras da Europa e do mundo, com altas notas em segurança pessoal (87.4) e em infraestrutura (89.0). Mas foi especialmente a seção nova de segurança ambiental que fez a cidade se destacar, com 84.5 pontos.

A cidade possui baixo índice de criminalidade, que atingiu o menor número da última década, além de ter pouca desigualdade social. De acordo com o prefeito da cidade, Lars Weiss, assistentes de limpeza e CEOs se encontram no mesmo supermercado e têm filhos na mesma escola.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a Wise. É seguro, rápido e fácil de utilizar.

Ver Cotação →

2º Amsterdam, Holanda – 79.3 pontos

A capital da Holanda ficou com o segundo lugar entre as cidades mais seguras da Europa e na sexta colocação das cidades mais seguras do mundo. A cidade se destacou em relação à segurança de infraestrutura (83.5), segurança ambiental (80.9) e segurança pessoal (80.5).

Com pouco mais de 820 mil habitantes, Amsterdam é um dos grandes centros portuários da Europa e uma das cidades mais turísticas do mundo. A cidade possui uma boa infraestrutura e também oferece um excelente transporte público, garantindo a qualidade de vida de seus moradores, que em sua maior parte se locomovem de bicicleta.

Amsterdam tem mais de cem canais, diversas pontes e muita beleza. Seus moradores são considerados dos mais felizes do mundo e relatam que vivem em ares de cidade pequena, com clima familiar e ritmo de cidade grande, com muita coisa acontecendo ao mesmo tempo.

3º Estocolmo, Suécia – 78.0 pontos

Estocolmo ficou com o terceiro lugar das cidades mais seguras da Europa e décimo lugar das mais seguras do mundo. A cidade que possui grande significado histórico, cultural e econômico se destacou em infraestrutura (87.3) e segurança pessoal (79.7) no ranking da Economist Intelligence Unit.

Estocolmo é o centro financeiro da Suécia e abriga empresas conhecidas em todo o mundo como Ericsson, King, Mojang, Electrolux, SAAB, entre outras. A maior parte de seus moradores trabalha no setor de serviços e sua demanda na área de tecnologia está em alta.

Considerada a Veneza do Norte, a cidade é formada por um conjunto de 14 ilhas e cortada por canais. Estocolmo recebe mais de um milhão de visitantes anualmente e encanta a todos com sua mistura de arquitetura medieval e moderna, além de muita beleza natural, com mais de 30% da área da cidade composta por vias navegáveis e outros 30% composta por espaços verdes.

4º Barcelona, Espanha – 77.8 pontos

A capital da região da Catalunha na Espanha ficou com o quarto lugar entre as cidades mais seguras da Europa e na 11ª colocação das cidades mais seguras do mundo. Barcelona está entre as cidades mais turísticas da Europa e é conhecida por sua arte e arquitetura, como os monumentos projetados por Antoni Gaudí, que são bem característicos da cidade.

Segunda maior cidade da Espanha, Barcelona possui uma população de mais de um milhão e meio de pessoas. A cidade é intensa, agitada, tem muitos programas culturais e conta com 4,2 km de praias.

No ranking, a cidade se destacou pela infraestrutura (83.7) e segurança ambiental (78.4). E em geral, os moradores relatam que Barcelona traz a sensação de segurança. É preciso apenas estar atento aos batedores de carteira, que são comuns devido ao grande número de visitantes.

5º Frankfurt, Alemanha – 77.7 pontos

Eleita a quinta cidade mais segura da Europa e 13ª mais segura do mundo, Frankfurt é conhecida por sua grandiosidade. Trata-se da maior cidade do Estado de Hesse e a quinta maior de toda a Alemanha, com 700 mil habitantes. O local é um dos principais centros culturais e econômicos da Europa, com ruas agitadas e diversos museus para serem visitados.

Frankfurt é um grande centro financeiro da Europa e abriga diversas empresas de impacto mundial. Também é sede do Banco Central Europeu e da Bolsa de Valores da Alemanha. Sua paisagem é bastante urbana e dominada por arranha-céus.

A cidade é considerada bem segura, assim como toda a Alemanha. No ranking se destacou em relação à infraestrutura (84.1) e segurança pessoal (80.3).

6º Londres, Reino Unido – 77.2 pontos

Londres ficou com o 6º lugar entre as cidades mais seguras da Europa e 15º no ranking geral. Considerada a cidade mais importante da Inglaterra, Londres é moderna, vibrante, movimentada e rica em opções de entretenimento, o que a faz ser um dos lugares mais procurados do mundo para visitar.

Além disso, Londres é um importante centro financeiro, com muitas oportunidades de emprego e excelentes instituições de ensino. Não por acaso muitos brasileiros sonham em morar na cidade em busca de crescimento pessoal e profissional e mais qualidade de vida.

Como toda cidade grande, existem casos de violência, assalto e outros crimes. Porém, Londres ainda é considerada uma das metrópoles mais seguras do mundo. A cidade é repleta de câmeras de circuito fechado de TV (CCTV), pelas quais a polícia acompanha os acontecimentos e em caso de suspeita, toma rápidas providências. No ranking a cidade se destacou em infraestrutura (82.7) e segurança de saúde (78.8).

7º Zurique, Suíça – 76.3 pontos

A maior cidade da Suíça ficou com o 7º lugar entre as cidades mais seguras da Europa e 19º no ranking geral. Conhecida como “o portal dos Alpes”, a cidade impressiona por sua organização, planejamento e limpeza. Zurique tem uma vida cultural intensa e diversas opções de passeio, o que atrai muitos turistas anualmente.

Também é reconhecida como um centro de negócios, sediando muitas empresas conhecidas mundialmente. A educação é outro fator que chama atenção na cidade, com suas duas principais universidades, ETH Zürich e a Universidade de Zurique, listadas entre as 15 melhores universidades da Europa. Lá ainda se encontra o centro de desenvolvimento mundial do Google.

Zurique é considerada uma cidade muito segura tanto para visitar quanto para morar, as leis são respeitadas e a polícia faz seu trabalho com bastante cuidado. No ranking a cidade se destacou principalmente em infraestrutura (84.2) e segurança ambiental (82.3).

8º Madrid, Espanha – 74.7 pontos

A capital da Espanha ficou com o oitavo lugar entre as cidades mais seguras da Europa e 21º no ranking geral. Madrid é uma cidade que atrai muitos turistas, com grande patrimônio artístico e cultural e rica história. A cidade é muito bem cuidada, assim como seus grandes parques. Também é famosa por sua vida noturna bastante animada.

Madrid é considerada uma cidade segura para se viver e visitar, apesar de ter casos de violência como em toda grande cidade. No ranking a cidade se destacou justamente em segurança pessoal (76.6) e em infraestrutura (84).

9º Paris, França – 74.3 pontos

Paris ficou com o nono lugar entre as cidades mais seguras da Europa e 23º no ranking geral. Conhecida mundialmente por ser um centro de arte, cultura, moda e gastronomia, a cidade é a mais visitada do mundo por turistas. Paris é famosa especialmente por seus monumentos como a Torre Eiffel e a Catedral de Notre-Dame, além de seus charmosos cafés.

A cidade tem pouco mais de 2 milhões de habitantes, sem contar a zona metropolitana, e além de ser o maior destino turístico é bastante cosmopolita e abriga as mais importantes marcas de luxo como Chanel, Dior, Yves Saint-Laurent, Guerlain, Lancôme, L’Oréal e Clarins.

Paris é considerada bastante segura para visitar e morar, exceto pelos batedores de carteira aos quais é preciso ficar atento. No ranking Paris se destacou em infraestrutura (82.6) e segurança pessoal (79).

10º Bruxelas, Bélgica – 73.6 pontos

A capital da Bélgica ocupa o 10º lugar entre as cidades mais seguras da Europa e está em 26º no ranking geral. Bruxelas é um centro político internacional e abriga as sedes da União Europeia e da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

A cidade recebe milhares de turistas, que são surpreendidos com sua arquitetura Art Nouveau, jardins reais e belos parques.

Assim como todo o país, Bruxelas é considerada segura para morar e visitar e se destacou no ranking em infraestrutura (82.3) e segurança pessoal (79.2).

Lisboa no ranking pela primeira vez

A capital portuguesa está pela primeira vez no ranking da Economist Intelligence Unit, ocupando a 27ª posição entre as cidades mais seguras do mundo, com 70.1 pontos. Lisboa se destacou em segurança pessoal (76.9), infraestrutura (77.4) e segurança ambiental (74.3).

Quais os critérios mais pesaram no ranking

Como falamos no início do artigo, o ranking classifica 60 destinos internacionais em cinco categorias principais: segurança digital, segurança de saúde, infraestrutura, segurança pessoal e segurança ambiental.

O relatório reconhece que a pandemia trouxe “um ponto de virada em todos os pilares da segurança urbana”, mostrando que as cidades devem “reavaliar os perigos a longo prazo para se tornarem cidades seguras, sustentáveis ​​e habitáveis”.

Segurança digital

A segurança digital foi um critério que pesou muito este ano, já que grande parte do comércio passou a operar digitalmente e as pessoas começaram a trabalhar de casa, usando a Internet. A categoria abrange o acesso à internet, privacidade e segurança cibernética.

De acordo com os dados do índice, a conectividade com a Internet deve se tornar universal dentro de uma década. Em paralelo, 59 das 60 cidades analisadas estão se tornando cidades inteligentes ou expressam essa ambição. Isso torna os níveis de segurança digital atuais preocupantes.

Segurança da saúde

Em relação à segurança da saúde, foram examinados o acesso das cidades à saúde, infraestruturas de saúde mental, resposta à pandemia, entre outros fatores.

A segurança de infraestrutura, remete à segurança nos transportes, a gestão de acidentes, o abastecimento da água e redes de energia.

Segurança pessoal e ambiental

Já a segurança pessoal é medida a partir da criminalidade, sistema judiciário, corrupção e terrorismo.

E finalmente, a segurança ambiental leva em conta qualidade do ar, energias renováveis, gestão de resíduos, entre outros fatores.

A maior parte das cidades analisadas têm políticas ambientais rigorosas, mas precisam apresentar resultados. Durante a pandemia também houve um interesse em alcançar a neutralidade de carbono, o que fortalece o ímpeto para planos maiores. Porém, o desafio é implementar tais planos.

Outras cidades mais seguras do mundo

No top 10 do ranking estão cidades que não se encontram no continente Europeu. Elas são:

  • 2º Toronto, Canadá – 82.2 pontos;
  • 3º Singapura, Singapura – 80.7 pontos;
  • 4º Sidney, Austrália – 80.1 pontos;
  • 5º Tóquio, Japão – 80.0 pontos;
  • 7º Wellington, Nova Zelândia – 79.0 pontos;
  • 8º Hong Kong, Hong Kong – 78.6 pontos;
  • 9º Melbourne, Austrália – 78.6 pontos.

Como é viver em uma das cidades mais seguras da Europa?

Para saber como é viver em uma das cidades mais seguras da Europa, conversei com a Thaís Canto, que mora na cidade que ficou com o primeiro lugar do ranking: Copenhague, na Dinamarca.

A Thaís conta como é a sensação de viver na cidade mais segura do mundo:

Para mim, é uma das melhores sensações na vida, principalmente porque já vivi em uma realidade oposta no Rio de Janeiro, onde tinha a sensação constante de insegurança, medo e preocupação. É muito gostoso (principalmente sendo mulher) ter a liberdade de andar sozinha e sem medo a qualquer hora do dia ou da noite, pois a probabilidade de sofrer qualquer tipo de violência é extremamente baixa.

Também perguntei para a Thaís sobre como a cidade lidou com a pandemia, já que foi um dos fatores que mais influenciou o ranking nesta edição. “De maneira geral, entendo que lidou bem, embora ache que a decisão de retirar todas as restrições em setembro passado, como se não houvesse mais pandemia, foi prematura”.

Porém, assim que o governo viu as consequências desta decisão, voltou atrás com as restrições. “E agora em janeiro, depois de entender os desafios atuais com a nova variante, estão novamente voltando a flexibilizar certas restrições” avalia Thaís.