Já pensou em fazer faculdade na região mais quente de Portugal? Estudar no Algarve é uma realidade de cada vez mais jovens brasileiros que vêm fazer intercâmbio, cursar o ensino superior completo ou fazer especialização. Inclusive, é o caso da autora desse artigo! Mas, enquanto se mudar do Brasil tão jovem para estudar na Universidade do Algarve pode trazer experiências inesquecíveis, também significa lidar com burocracias, choques culturais e muitas responsabilidades.

Confira no artigo tudo que você precisa saber para vir morar em Faro e estudar na universidade portuguesa com um dos maiores percentuais de alunos brasileiros de Portugal.

Como é estudar no Algarve?

O dia a dia de quem escolhe estudar no Algarve é marcado por bom tempo, clima de cidade pequena e experiência de intercâmbio. Afinal, a região sul de Portugal é muito turística, e onde as pessoas vêm especialmente passar férias.

E caso você esteja se perguntando “não se fala em Algarve?”. Não, aqui se diz no Algarve”, que é como é conhecido o distrito de Faro.

Essa região é lindíssima, fica a apenas 270 km de distância de Lisboa, e é referência na educação quando o assunto é biologia marinha e turismo.

Faro, a capital e uma das maiores cidades do Algarve, é o lar de muitos universitários brasileiros, portugueses e de outras nacionalidades. É aqui que fica a Universidade do Algarve (UAlg), uma das primeiras instituições de ensino superior em Portugal que passou a aceitar brasileiros para se candidatarem com a nota do ENEM.

Além dessa, Faro também tem como boa opção de ensino superior técnico a ETIC Algarve – Escola de Tecnologias, Inovação e Criação do Algarve.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Universidade do Algarve

Fundada em 1989, a Universidade do Algarve é a principal opção de ensino superior e politécnico na região sul de Portugal. Com um campus em Portimão e os dois maiores em Faro, ela conta com 8 faculdades em áreas diversas.

Como era de se esperar, numa zona de Portugal tão bonita e agradável, a universidade se dedicou com sucesso a atrair estudantes internacionais.

Só no ano letivo de 2019/2020, 10% dos alunos da UAlg eram brasileiros e, no total, 23% eram de nacionalidade estrangeira. Um número bem acima da média das universidades portuguesas, que pode ser ouvida nos corredores da universidade pela diversidade de idiomas e sotaques.

E, assim como o próprio slogan da universidade anuncia, vem para cá quem quer “Estudar onde é bom viver”. Slogan esse que até mesmo foi comprovado pela maioria dos alunos brasileiros da UAlg na tese de mestrado de João Luís Santos Dourado em 2020.

Cursos e propinas

A Universidade do Algarve oferece cursos de ensino superior em diversas áreas, acessíveis para quem quer estudar em Portugal.

Para estudar na UAlg você poderá fazer um intercâmbio, licenciaturas (equivalente à graduação no Brasil), pós-graduações, mestrados ou doutoramentos (ou como dizemos no Brasil, doutorados).

A oferta da universidade se estende nas seguintes áreas das faculdades e escolas superiores:

  • Ciências Humanas e Sociais (FCHS);
  • Ciências e Tecnologia (FCT);
  • Economia (FE);
  • Medicina e Ciências Biomédicas (FMCB);
  • Educação e Comunicação (ESEC);
  • Gestão, Hotelaria e Turismo (ESGHT);
  • Saúde (ESS);
  • Engenharia (ISE).

Vale lembrar que em Portugal, embora as universidades sejam públicas, o ensino é sempre pago. Os alunos internacionais, além disso, pagam custos muito mais altos que os portugueses.

Em Portugal, chamam as mensalidades ou anuidades de propinas, que podem ser divididas para o pagamento. Os custos anuais para estudantes brasileiros vão dos 2 mil a 6.600€, e os cursos duram entre 1 e 3 anos. Mesmo assim, o valor é muitas vezes mais barato que algumas universidades particulares no Brasil.

Exames

Em Portugal, as provas e testes são chamados de frequências. Quando um estudante não consegue nota suficiente para passar numa disciplina, aqui chamada de cadeira, ele precisará fazer um exame ao final do semestre para tentar recuperar o desempenho. Esses exames seriam equivalentes às nossas provas de recuperação final do Brasil.

Dependendo do curso e da disciplina, é possível fazer o exame mesmo sem ter ficado de recuperação e melhorar a sua média de notas.

Vale lembrar que no sistema educacional português, as notas vão de 0 a 20, e não de 0 a 10 como no Brasil. Ou seja, tirar 10 aqui em Portugal não é assim uma coisa muito boa.

Estudantes brasileiros na Universidade do Algarve
Fonte: banco de imagens da UAlg

Outra coisa curiosa daqui é que as folhas nas quais o aluno faz a prova são pagas pelo próprio estudante, compradas na faculdade. São baratinhas, mas é preciso se lembrar de comprar antes de ir para a sala de aula.

Conheça o Núcleo de Estudantes Brasileiros na UAlg

Com uma presença tão forte na universidade desde 2015, os estudantes brasileiros sentiram a necessidade de se unir e ter suas vozes ouvidas. Para representar esse grupo, em 2018 foi criado o Núcleo de Estudantes Brasileiros da Associação Acadêmia da UAlg (BRAAUALG).

O Euro Dicas conversou com o presidente da BRAAUALG, André Ries, que explicou que para além da representação, a BRAAUALG também se dedica a auxiliar os alunos brasileiros nos desafios diários de estudante e imigrante.

“É muito importante que a universidade reconheça que nós, além de estudantes internacionais, somos imigrantes. Ou seja, nós passamos por uma série de dificuldades para além dos muros da universidade. É nesse sentido que a BRAAUALG tenta ajudar.”

A BRAAUALG faz sessões de esclarecimento e apoio para os desafios desde a escolha do curso e obtenção de visto, até encontrar alojamento e se manter motivado durante os estudos. Além disso, também promove a integração da comunidade brasileira com os portugueses e tenta intervir em eventuais episódios de preconceito.

André, que também foi aluno de licenciatura e mestrado na Universidade do Algarve, diz que o que o motivou a participar do projeto foram as suas próprias experiências.

“Eu vim em 2015 na primeira turma de brasileiros com o ENEM. Era muito pouca informação sobre tudo isso, e não é fácil estar sozinho em Portugal. Mas a experiência como um todo valeu a pena. Estar em outro país nessa posição de imigrante, de diferente, faz a gente crescer bastante enquanto indivíduo.”

A dica para aproveitar ao máximo a vida de estudante no Algarve é se informar. Fazer uma pesquisa longa antes de vir, conhecer bem a grade curricular, a cidade de Faro, as despesas, etc. Assim, se tem muita informação para tomar uma decisão consciente.

Onde morar enquanto estuda no Algarve?

Se você for estudar no Algarve, o ideal é procurar um lugar para morar com antecedência. Não é incomum ter dificuldade para achar um aluguel a baixos preços, já que há na cidade muitos universitários e também turistas.

No geral, quando for morar no Algarve, procure estar perto do seu local de trabalho e estudo. Depender do transporte público pode ser complicado, e você não precisa perder tempo no trânsito.

Confira dicas de onde morar conforme a sua opção de estudos:

  • UAlg Campus Penha: procure alojamento no centro e no bairro da Penha;
  • UAlg Campus Gambelas: há quem more na praia de Faro ou em Gambelas, se for morar no centro vai ter que pegar ônibus;
  • UAlg Campus Portimão: o ideal é morar na zona Ribeirinha, próximo às aulas;
  • ETIC Algarve no Mercado Municipal de Faro: procure no centro e na Penha, a baixa costuma ser mais cara.

Alojamento universitário

Aos estudantes brasileiros que vão fazer licenciatura ou mestrado na UAlg é possível viver numa das residências universitárias da instituição. Elas são pagas e há uma fila de espera para se conseguir vaga, mas morar numa delas é uma boa forma de se enturmar e economizar. Nelas, os banheiros e cozinhas são compartilhados, e há quartos individuais e partilhados.

Para conseguir uma das vagas, é preciso se candidatar e esperar confirmação da UAlg. A prioridade é dada aos alunos mais novos, mas, mesmo que não consiga vaga no início do semestre, vale a pena tentar de novo depois.

Quartos e aluguéis

Caso não consiga ou não queira morar no alojamento universitário, há muitas ofertas de aluguéis para o público estudante em Faro. O centro da cidade é mais caro, mas a dica é procurar um apartamento o mais perto possível do seu campus.

A maioria dos alunos vive em apartamentos compartilhados com outros, e essa é uma ótima forma de crescer e aprender a viver sozinho. As contas de luz, gás e água são divididas, e é preciso ter atenção para não cair em golpes por se mudar sem contrato de aluguel.

Custo de vida para estudar no Algarve

Quem vem estudar no Algarve vai ficar feliz de saber que Faro não é a cidade mais cara de Portugal. E mesmo que seja a capital da região, a cidade de pouco mais de 60 mil habitantes não é muito grande. Tampouco Portimão.

O custo de vida no Algarve é considerado razoável, e levando em conta que a maioria dos alunos converte Reais para Euros, é importante se planejar financeiramente.

Um estudante universitário no Algarve deve ter em consideração os seguintes gastos mensais para arcar durante o curso:

  • Mensalidades do curso;
  • Aluguel;
  • Contas da casa (caso não more na residência universitária);
  • Alimentação;
  • Roupas e material de estudo;
  • Entretenimento.

Considerando tudo isso, é provável que você precise pelo menos de cerca de 700€ por mês. Claro, os gastos variam de acordo com uma série de fatores, como vamos mostrar a seguir.

Custo de moradia

O aluguel vai ser uma das, senão a maior, despesa do seu orçamento de estudante no Algarve. Veja na tabela os preços mensais do alojamento:

Tipo de residência Preço do aluguel mensal
Quarto individual no alojamento estudantil da UAlg 185€
Quarto partilhado no alojamento estudantil da UAlg 130€
Quarto individual em apartamento partilhado 250€
Quarto partilhado em apartamento partilhado 150€
Apartamento de um quarto no centro 500€

Segundo estimativas do site Numbeo, o preço médio de contas de uma casa de 85m² em Faro é de 92,17€. Morando com outras pessoas, esses gastos costumam ser divididos igualmente.

Uma dica para encontrar casa é se juntar a grupos de estudantes nas redes sociais e conhecer pessoas antes mesmo de se mudar para o Algarve.

Custos de supermercado e alimentação

A alimentação morando sozinho em Portugal pode se mostrar um desafio. Para ajudar a poupar, é importante aprender a cozinhar e a comer bem, evitando ir a restaurantes o tempo todo.

Em média, uma pessoa gasta cerca de 200€ por mês na alimentação em compras de supermercado. Veja na tabela abaixo os preços médios de alguns itens de compras em Faro.

Item Custo
Leite (1 L) 0,68€
Ovos (dúzia) 1,89€
Carne vermelha (1 Kg) 12,25€
Peito de frango (1 Kg) 4,50€
Cebola (1 Kg) 0,96€
Tomate (1 Kg) 1,38€
Arroz (1 Kg) 0,82€
Feijão preto cozido (1 Kg) 1,52€
Espaguete (1 Kg) 1,30€

A Universidade do Algarve também tem um restaurante universitário no campus da Penha e no Gambelas com refeições completas, com pão, prato principal, sobremesa e bebida a 7,50€.

Transporte público no Algarve

Faro, para padrões brasileiros, é uma cidade pequena. Então, morando perto da faculdade, você raramente precisará usar o transporte público.

A maioria dos estudantes que mora em Faro vai a pé ou de bicicleta para as aulas no campus da Penha, a 15 minutos a pé do centro. Os alunos do campus Gambelas é que geralmente precisam ou pegar o autocarro (ônibus) ou usar uma bicicleta para ir do centro de Faro até as aulas.

Mas, caso precise usar com frequência o transporte público, recomendo que compre o passe estudantil dos autocarros, chamado Próximo, que circula dentro da cidade. Custa 40€ a cada mês.

Já entre cidades do Algarve, quem mora em Albufeira ou Olhão, por exemplo, e precisa ir a Faro ou Portimão estudar, precisará também do passe dos autocarros Eva. Esse tem desconto para menores de 23 anos, mas o preço varia de acordo com a distância.

Precisa de visto de estudante?

Para estudar e morar em Portugal, todo brasileiro precisa de um visto de estudante. Isto é, a não ser que tenha cidadania europeia.

A categoria do visto de estudante em Portugal vai depender da duração do seu curso, você precisará solicitar um visto temporário ou de residência para estudos.

Para solicitar tanto um quanto o outro, você primeiro precisa estar matriculado na universidade em Portugal. Os pedidos de visto são processados pelos consulados portugueses no Brasil, e você precisa iniciar o pedido no site da VFS Global.

É importante que o processo seja seguido com atenção, já que a taxa de visto não é reembolsável (R$603,78 a R$ 694,35).

Vida acadêmica no Algarve

O dia-a-dia de um estudante universitário em Faro é bastante tranquilo. A cidade é muito segura, e um estudante consegue fazer tudo pela cidade a pé. A associação acadêmica e a BRAAUALG promovem várias festas estudantis, os chamados arraiais, e sempre tem algum evento para participar.

Além disso, a baixa de Faro é repleta de bares e discotecas com eventos voltados ao público universitário. Então todos os dias tem alguma festa para ir, com folgas no verão e no inverno do Algarve.

Tradições e praxes

Sendo Portugal o país com algumas das universidades mais antigas da Europa, o país tem várias tradições nesse meio.

Na Universidade do Algarve, as tradições acadêmicas são feitas em torno das praxes universitárias, com direito a trotes, trajes, hierarquias sociais e a bênção das fitas ao final do curso de licenciatura. Calma, vamos explicar com calma!

As praxes são uma espécie de trote universitário como o que temos no Brasil, mas bem mais intensas. Elas existem há séculos e servem para incentivar os alunos a se enturmarem e entrarem no espírito acadêmico, mesmo que nem sempre dê certo.

Vida acadêmica no Algarve
Fonte: banco de imagens da UAlg

Os alunos novatos, ou caloiros, são recebidos pelos seus veteranos numa série de trotes, jantares e festas na primeira semana de aula. Na tradição, levada muito a sério por alguns, os caloiros obedecem às regras impostas pelos mais velhos como num exército.

Depois da semana da praxe, cada caloiro escolhe um padrinho e uma madrinha, colegas mais velhos, para serem seus mentores. Após passar pela cerimônia de batismo, como mandam as regras do Tribunal de Praxe, os estudantes passam a ter o direito levar a tradição adiante e trajar.

Ou seja, vestir as roupas tradicionais do traje da sua universidade: camisa social, colete, calça ou saia e uma longa capa preta fazem parte do traje da UAlg, que parecem ter saído direto dos filmes do Harry Potter. A capa deve ser decorada com uma série de emblemas que devem ser presenteados ao aluno pelos amigos e familiares.

Participar da praxe não é obrigatório. Mas, como faz parte da cultura acadêmica portuguesa, pode ser interessante conhecer pessoalmente enquanto se estuda aqui.

É possível trabalhar enquanto estuda?

Estudar no Algarve é também estar num ambiente propício ao turismo e oferta de trabalho de meio período. Caso o seu curso seja integral e você tenha um visto de estudante, pode pedir permissão ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) para trabalhar nas horas vagas.

Trabalhar sem contrato te deixa a mercê de golpes e sem a proteção das leis trabalhistas. Se quiser trabalhar enquanto estuda, procure um emprego que te ofereça contrato de trabalho.

O seu empregador te ajudará a fazer um Número de Identificação da Segurança Social (NISS) para você poder começar a receber o salário certinho e pagar os devidos impostos.

Oportunidades de trabalho para estudantes no Algarve

Faro e Portimão são cidades com muito comércio e restaurantes que sempre estão à procura de jovens para trabalhar.

Não se ganha muito bem, mas é um bom dinheiro para juntar durante a faculdade. Em 2022, o salário mínimo em Portugal num emprego de tempo integral é de 705€ por mês, esse valor é bruto, com os descontos tem uma queda.

Como estudante, você provavelmente só poderá trabalhar meio período, mas há oportunidades de todos os tipos para quem procura.

Vale a pena estudar no Algarve?

Quem vai dizer se você deve ou não estudar no Algarve é você mesmo. A Universidade do Algarve, assim como outras instituições de ensino superior da região, é reconhecida pela qualidade. Mesmo que não sejam tão famosas quanto outras em Lisboa e no Porto, atraem milhares de alunos do mundo todo, e não é apenas pelo clima.

E já dizia o famoso poeta português, Fernando Pessoa, “tudo vale a pena se a alma não é pequena”. Para mim, valeu a pena.

A minha experiência de fazer faculdade em Faro

Eu, Letícia Melo, que escrevo esse texto, fui aluna da UAlg de 2017 a 2020. Usei minha nota do ENEM e entrei para a licenciatura em Ciências da Comunicação. Nesse período, pude ter algumas das melhores experiências da minha vida.

Estudar no Algarve foi a decisão que eu fiz, felizmente, quando, sozinha aos 20 anos, decidi vir morar em Portugal. Aliás, gostei tanto daqui que nem quis voltar, como você pode ler no artigo Vim para Portugal estudar e fiquei.

Um curso não basta para fazer um bom profissional, é preciso muito mais. Mas foi lá que comecei a me desenvolver profissionalmente, e foi na Europa que minha carreira viu os melhores frutos.

Seja qual for a sua decisão, espero que aproveite ao máximo as oportunidades que encontrar. Morar em Portugal dá muito espaço para nos desenvolvermos muito e rápido. É daquelas coisas que mudam a sua vida, e se é para melhor ou pior, só depende de você.

Caso você esteja pensando em vir fazer faculdade em Portugal, vai precisar de muita informação para a mudança. Claro que você pode conferir nossos artigos aqui no Euro Dicas, mas também pode se aprofundar com a ajuda do nosso Ebook Estudar em Portugal. É um guia super completo e atualizado com 268 páginas que te acompanha na jornada como estudante, desde a decisão até a chegada no país. Vale a pena conferir!