Sistema Educacional na Espanha: saiba como funciona

Espanha  / 

O sistema educacional na Espanha possui várias diferenças quando comparado ao sistema brasileiro. Portanto, se você está pensando em continuar os seus estudos fora do Brasil, é preciso entender como funciona o sistema educacional na Espanha.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Como funciona o sistema educacional na Espanha?

Planejar a mudança para outro país não é tarefa fácil. Principalmente quando você tem filhos. Uma das maiores preocupações entre os brasileiros que escolhem a Espanha para recomeçar a vida, gira em torno de como funciona o Sistema Educacional do país. E de como seus filhos podem ingressar nos colégios ou universidades espanholas.

O Sistema Educacional na Espanha é regulamentado pelo Ministério de Educação (Ministerio de Educación), cabendo a cada estado e região administrar a educação em seus territórios.

A escolarização na Espanha é financiada pelo estado e existem três tipos de colégios: os públicos (que são maioria no país), os particulares e as “concertadas” (instituições financiadas 50% pelo estado e 50% pelos pais).

O curriculum acadêmico esta dividido por etapas no sistema educacional na Espanha. O horário geralmente é integral, com inicio às 9h da manhã e término às 16h30. Os colégios também oferecem almoço (a critério do aluno), que podem ou não permanecer nesse horário na escola.

Além de atividades extra-curriculares como dança, esportes e inglês. Alguns colégios oferecem transporte escolar e prolongamento do horário.

Não deixe de ler como é o processo para validar diploma brasileiro na Espanha.

Como é o sistema educacional na Espanha

Na Espanha, a educação é gratuita dos 6 aos 16 anos. Porém, cabe à família pagar pelos materiais escolares.

Veja a seguir as etapas de ensino espanhol:

Educação Infantil

A educação infantil na Espanha é dividida em dois ciclos não obrigatórios. O primeiro, que vai até 3 anos, é oferecido pela rede particular de ensino. Enquanto o segundo, que vai dos 3 aos 6 anos de idade, é gratuito e oferecido pelas escolas públicas.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Apenas a última é financiada pelo estado e realizada em colégios públicos. A primeira parte é feita em creches (conhecidas como guarderias) que podem custar bem caro. Embora a educação infantil não seja obrigatória na Espanha, mais de 90% das crianças espanholas frequentam a escola entre os 3 e 6 anos de idade.

Entretanto, aos pais que não tiverem condições financeiras de pagar por ela, o governo espanhol oferece programas de bolsas.

educacao infantil na espanha

Ensino fundamental (Educação primária)

Na Espanha, o ensino fundamental é obrigatório, gratuito e vai dos 6 aos 12 anos de idade. O currículo acadêmico é dividido em três fases com duração total de seis anos. Contudo, também é possível matricular as crianças em escolas na Espanha de ensino privadas ou nas instituições concertadas.

Durante o ensino fundamental espanhol, os alunos aprendem disciplinas como matemática, língua estrangeira, história, leitura e escrita. Além destas, também estão previstas na grade escolar: música, estudos sociais, informática, educação física, educação artística e o idioma falado na comunidade autônoma onde vivem. Lembramos que existem diversos idiomas na Espanha além do espanhol, leia nosso artigo e entenda.

Saiba mais sobre como estudar na Espanha.

Educação secundária

Comparando o sistema educacional na Espanha com o brasileiro, esta etapa seria como o ensino médio. Porém, na Espanha a educação secundária é formada por dois ciclos e funciona de forma bem diferente. Veja a seguir:

Educação Secundária Obrigatória (ESO)

A educação secundária obrigatória é gratuita e compreende quatro anos, dos 12 aos 16. Ao terminar a ESO, o aluno pode escolher entre duas opções: fazer um curso profissionalizante (cursos técnicos) ou continuar os estudos.

Essa parte do sistema educacional na Espanha se divide em duas partes e cada uma tem a duração de dois anos.

Ao concluir a ESO (Educación Secundária Obligatória), o aluno poderá escolher entre três caminhos:

  • Dar por terminada sua formação escolar;
  • Bachillerato: Esse seria comparado ao nosso ensino médio no Brasil. Ou seja, estudos prévios para entrar na Universidade. Porém, na Espanha ele não é obrigatório. Quando finaliza esta etapa, o aluno recebe um diploma e poderá ingressar em uma Formação Profissional financiada pelo estado ou ingressar na Universidade através do vestibular espanhol (conhecido como Selectividad);
  • Formação Profissional: Como o próprio nome ja diz, são estudos focados em uma profissão com a intenção de preparar o aluno para o mercado de trabalho. Aos alunos que terminem a ESO, apenas podem ingressar em cursos de nível médio. Como, por exemplo, técnicos de enfermagem. No entanto, existem também as formações de nível superior (com duração de dois anos), que permitem o ingresso de alunos que terminaram o “bachillerato“.

Universidade na Espanha

A Espanha conta com várias Universidades de prestígio e reconhecidas mundialmente. Para ingressar em uma universidade espanhola, o aluno precisa ser aprovado no exame de seleção.

Existem outras formas de ingresso, como transferências acadêmicas ou através da formação profissional de nível superior.

A maioria das Universidades são públicas. No entanto, é preciso pagar taxas, matrículas e as disciplinas a serem cursadas. O preço anual gira em torno de 300 a 2 mil euros, dependendo do curso e da Universidade.

O Ensino Superior na Espanha é dividido nas seguintes etapas:

  • Graduação: composta por programas de quatro anos que podem ser cursados na modalidade de bacharelado ou licenciatura;
  • Mestrado: o mestrado na Espanha consiste em um curso de um ano que tem como objetivo oferecer ao aluno especialização em um assunto específico;
  • Doutorado: a pós-graduação na Espanha consiste em uma pesquisa aprofundada sobre determinado assunto com duração de três a cinco anos. Para fazer doutorado, é preciso ter cursado primeiramente o mestrado e ter sido aprovado nas disciplinas correspondentes;
  • Pós-doutorado: esse é o grau máximo oferecido pelas universidades espanholas, ainda que ninguém utilize o título pós-doutor. Trata-se de um período de estágio de pesquisa supervisionado praticado por algumas universidades, que varia de seis meses a um ano.

Veja a lista das melhores Universidades da Espanha.

Horário das aulas no sistema educacional na Espanha

Nas universidades da Espanha não existe o turno noturno. Dessa forma, os alunos podem estudar em cursos pela manhã – das nove até 15 horas – ou no turno da tarde, que vai das 15h até às 21 horas.

Duração

A duração de uma graduação na Espanha dura, em média, quatro anos para os cursos mais tradicionais, como Direito, Economia, Administração de Empresas e Economia.

Contudo, há cursos com duração média de seis anos, como é o caso de Medicina. Nesse caso, a grande diferença entre Brasil e Espanha está no fato de que a residência médica espanhola dura de quatro a cinco anos.

Como funciona o ano letivo no país

O ano letivo na Espanha inicia-se em setembro e termina em junho do ano seguinte. Entretanto, o período de matrículas começa com bastante antecedência, tanto para as escolaridades primárias e secundárias quanto para a educação universitária.

Normalmente, as matrículas acontecem entre abril e maio, mas há instituições de ensino que matriculam alunos entre fevereiro e março. Isso acontece porque o período para realizar a inscrição em uma escola ou universidade varia de acordo com a região da Espanha.

ano letivo na espanha

Custos para ingressar no sistema educacional na Espanha

A educação obrigatória (dos 6 aos 16 anos) é financiada pelo governo Espanhol, ou seja, é gratuita. Mas será que a gratuidade também se aplica às universidades espanholas?

Vejamos a seguir:

Universidades Públicas

Para estudar em uma universidade pública na Espanha, é necessário efetuar o pagamento anual de uma matrícula, que engloba os créditos pelas disciplinas a serem cursadas.

O valor a ser desembolsado pelo aluno varia bastante, dependendo da região, do curso escolhido e da universidade. Segundo o site Eroski Consumer, os preços médios por cursos oferecidos pelas universidades de Madri variam entre 860 a 1200 euros.

Universidade de Barcelona: leia mais sobre a melhor universidade da Espanha.

Universidades Particulares

Já nas universidades particulares são cobradas mensalidades como é feito no Brasil. Todavia, em alguns casos, o estudante chega a pagar em um único mês o equivalente ao que se paga em uma universidade pública o ano todo.

Descubra aqui quanto custa estudar na Espanha.

Sistema educacional na Espanha: vale a pena?

De acordo com o Ministério de Educação da Espanha, o sistema educativo do país é regido pelos princípios da qualidade, liberdade, igualdade de gênero, inclusão social e não discriminação.

Eficiente e bem qualificado, o ensino espanhol atrai pessoas de todas as partes do mundo, interessadas em vivenciar uma nova cultura, ampliar os horizontes e alavancar a carreira profissional.

Agora que você já conheceu um pouco do sistema educacional na Espanha, que tal providenciar o seu visto de estudante?

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autores

Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.

Taiana é brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilha no seu blog Partiu Espanha roteiros, dicas e as impressões de viver no exterior.