Sistema Educacional na Espanha, como funciona

Espanha  / 

Planejar a mudança para outro país não é tarefa fácil, principalmente, quando você tem filhos. Uma das maiores preocupações entre os brasileiros que escolhem a Espanha para recomeçar a vida, gira em torno de como funciona o Sistema Educacional do país e como seus filhos podem ingressar nos colégios ou universidades espanholas.

A escolarização na Espanha é financiada pelo estado e existem três tipos de colégios: os públicos (que são maioria no país), os particulares e as “concertadas” (instituições financiadas 50% pelo estado e 50% pelos pais).

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

O curriculum acadêmico esta dividido por etapas no sistema educacional na Espanha, e o horário geralmente é integral, com inicio às 9h00 da manhã e término às 16h30. Os colégios também oferecem almoço (a critério do aluno), que podem ou não permanecer nesse horário na escola.

Além de atividades extra-curriculares como dança, esportes e inglês. Alguns colégios oferecem transporte escolar e prolongamento do horário.

Não deixe de ler como é o processo para validar diploma brasileiro na Espanha.

Como é o Sistema Educacional na Espanha

Educação Infantil

A etapa pré-escolar dividi-se em duas partes: a primeira vai dos 0 aos 3 anos de idade e a segunda dos 3 aos 6 anos. Apenas a última é financiada pelo estado e realizada em colégios públicos. A primeira parte é feita em creches (aqui conhecidas como guarderias) que podem custar bem caro.

Entretanto, aos pais que não tiverem condições financeiras de pagar por ela, o governo espanhol oferece programas de bolsas.

Educação Primária

A partir dos seis anos de idade inicia-se a escolarização obrigatória na Espanha que vai até os doze. O curriculum acadêmico é dividido em três fases com duração total de seis anos.

Além da leitura, escrita e matemática, os alunos aprenderão outras disciplinas, como: música, estudos sociais, língua estrangeira e idioma oficial do estado em que vivem.

Educação Secundária Obrigatória

Quando o aluno termina a educação primária ele segue para a outra etapa que também é obrigatória. Geralmente, os alunos iniciam aos 12 anos de idade e finalizam aos 16. Essa parte do sistema educacional na Espanha se divide em duas partes e cada uma tem a duração de dois anos.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é o Remessa Online.


No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

Ao concluir a ESO (Educación Secundária Obligatória), o aluno poderá escolher entre três caminhos:

  • Dar por terminada sua formação escolar.
  • Bachillerato: Esse seria comparado ao nosso ensino médio no Brasil. Ou seja, estudos prévios para entrar na Universidade, porém na Espanha ele não é obrigatório.

    Quando finaliza esta etapa, o aluno recebe um diploma e poderá ingressar em uma Formação Profissional financiada pelo estado ou ingressar na Universidade através do vestibular espanhol ( aqui conhecido como Selectividad).

  • Formação Profissional: Como o próprio nome ja diz, são estudos focados em uma profissão com a intenção de preparar o aluno para o mercado de trabalho.

    Aos alunos que terminem a ESO, apenas podem ingressar em cursos de nível médio, como por exemplo, técnicos de enfermagem. No entanto, existem também as formações de nível superior (com duração de dois anos), que permitem o ingresso de alunos que terminaram o “bachillerato“.

Universidade na Espanha

A Espanha conta com várias Universidades de prestigio e reconhecidas mundialmente. Para ingressar em algum curso universitário é preciso aprovar um exame chamado “Selectivadad“, parecido ao vestibular realizado no Brasil.

Existem outras formas de ingresso, como transferências acadêmicas ou através da formação profissional de nível superior.

A maioria das Universidades são públicas, no entanto, é preciso pagar taxas, matrículas e as disciplinas a serem cursadas. O preço anual gira em torno de trezentos à dois mil euros, dependendo do curso e da Universidade.

Veja a lista das melhores Universidades da Espanha.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Taiana é brasileira, residente e apaixonada pela Espanha. Amante de viagens e da cultura espanhola, compartilha no seu blog Partiu Espanha roteiros, dicas e as impressões de viver no exterior.