Espanha

Escolas na Espanha: características, níveis de ensino e custos

Está pensando em se mudar para a Europa e tem receio em relação à adaptação do seu filho nas escolas na Espanha? Talvez este artigo possa lhe ajudar!

Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil.


Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem. Faça uma cotação online sem compromissos e confira as várias opções de seguro para a sua viagem.

FAZER COTAÇÃO »

Descrevemos aqui as principais características das escolas na Espanha e suas diferenças em relação ao Brasil, suas regras, como conseguir vaga, níveis de ensino, custos, assim como as vantagens e as desvantagens da escola espanhola.

Escolas na Espanha: principais características e regras

O ensino nas escolas na Espanha é obrigatório dos 6 aos 16 anos de idade e é gratuito. As famílias precisam pagar apenas os livros, os materiais que são usados na sala de aula e a comida da criança.

O último ciclo do Ensino Médio (dos 16 aos 18 anos de idade) também é gratuito.

Há, ainda, centros conveniados e privados, que normalmente estão ligados à igreja católica e são pagos em todas as fases.

Normalmente, o ensino nas escolas na Espanha é oferecido em catalão e em espanhol, exceto em alguns centros, que ministram aulas em outras línguas. Não há a opção de estudar português nas escolas espanholas.

Caso você queira que seu filho(a) estude português, deve inscrevê-lo no Centro Camões, na escola oficial d’Idimoes ou em uma academia e pagar por isso.

Quer saber como estudar na Espanha? Veja aqui o passo a passo.

A educação na Espanha é regulamentada pelo Ministério da Educação. Porém, as administrações regionais têm a responsabilidade de financiar e administrar os centros educacionais no seu território.

Elas são orientadas pelos seguintes princípios:

  • Cooperação;
  • Qualidade;
  • Equidade;
  • Liberdade de ensino;
  • Igualdade de oportunidades;
  • Mérito;
  • Não discriminação;
  • Transparência;
  • Eficiência na atribuição de recursos públicos;
  • Prestação de contas.

Níveis de ensino

Conheça os níveis de ensino das escolas na Espanha:

escolas na espanha niveis de ensino

Pré-escola

A pré-escola é dividida em dois ciclos não obrigatórios. O primeiro (de 0 a 3 anos de idade) deve ser custeado pela família da criança, mas há programa de ajuda aos mais necessitados.

O segundo ciclo (para crianças entre 3 e 6 anos de idade) é ministrado em escolas públicas e é gratuito. Mesmo que não seja obrigatório, já é muito generalizado e quase todas as crianças estão nas escolas na Espanha nessa fase.

O objetivo desses dois ciclos é ajudar a criança no seu desenvolvimento físico, social e intelectual.

Saiba também se é necessário seguro viagem para Espanha nesse artigo.

Ensino Fundamental

O Ensino Fundamental deve ser cursado em seis anos, dos 6 aos 12 anos de idade. Essa etapa tem o objetivo de incentivar as crianças a desenvolver suas habilidades criativas e sociais e fazer com que elas conquistem uma formação básica comum em leitura, escrita, expressão oral aritmética e cultura.

As disciplinas ministradas nas escolas na Espanha são: Língua Castelhana; Conhecimento do Meio Natural, Social e Cultural; Matemática; Educação Artística; Línguas Estrangeiras e Educação Física.

O Ensino Fundamental deve ser cursado nos colégios de Ensino Fundamental.

Ensino Médio

O ensino médio é composto por dois ciclos distintos:

  • Educação Secundária Obrigatória (ESO): consiste na última fase da educação obrigatória nas escolas da Espanha e envolve 4 anos (dos 12 aos 16 anos de idade). No último ano, o jovem pode escolher entre duas modalidades, para posteriormente seguir normalmente o ensino médio ou uma formação profissional. É ministrada nos colégios de Ensino Médio;
  • Ensino Médio: esta etapa já não é mais obrigatória (dos 16 aos 18 anos de idade). Nela, o jovem é preparado para entrar em uma universidade ou ter uma formação profissional nível superior. É cursada nos mesmos colégios que a ESO e consiste em três modalidades: Ciências, Artes e Ciências Humanas e Ciências Sociais, que são selecionadas de acordo com o que o jovem queira estudar futuramente.

Confira mais informações sobre o sistema educacional na Espanha.

Principais diferenças entre as escolas na Espanha e no Brasil

escolas na espanha diferencas brasil

A principal diferença entre as escolas na Espanha e no Brasil é que o governo espanhol oferece gratuitamente escolas de qualidade para as crianças. As escolas públicas não significam menos qualidade no ensino, e sim mais economia. No Brasil, se você quiser que seu filho estude em uma boa escola, aprenda outras línguas e seja mais incentivado, infelizmente, tem que pagar (muitas vezes, caro) por isso.

Outra diferença interessante é que a maioria das escolas na Espanha tem horário integral. Normalmente a criança fica de 9h às 17h na escola, realizando diversas atividades. Dependendo da região na Espanha, algumas escolas disponibilizam o horário de 9h às 14h. No Brasil, geralmente o aluno estuda no período da manhã ou da tarde nas escolas públicas.

Leia também este artigo completo sobre intercâmbio na Espanha.

A alimentação oferecida pela escola na Espanha é custeada pela família do aluno, mas, dependendo de sua situação financeira, pode ser concedida uma ajuda. Já no Brasil, os pais que colocam seus filhos para estudar em escola pública não custeiam suas refeições no recinto escolar.

Os alunos geralmente aprendem outra língua nas escolas na Espanha (inglês), diferentemente do que acontece no Brasil.

Na Espanha também há uma associação de pais (AMPAS), que “trabalham” junto com a escola, por meio de programas esportivos e educacionais Algumas escolas na Espanha têm esse diferencial. Além disso, esse é o meio de comunicação entre o colégio e os pais.

Outra diferença que é preciso se acostumar é em relação ao ano letivo. Na Espanha, as aulas começam em setembro e terminam em junho. Além disso, têm várias datas comemorativas, feriados e festas de final de ano em que não há aulas. No Brasil, as férias geralmente ocorrem nos meses de dezembro e janeiro.

Saiba mais sobre o ano letivo na Espanha.

Como conseguir vagas nas escolas na Espanha

Para matricular seu filho em um colégio público, é necessário conseguir um número de pontos, por meio de critérios, como: bairro de moradia, número de irmãos na escola e endereço do trabalho dos pais.

É mais simples conseguir vaga para seu filho estudar numa escola localizada no bairro onde você mora ou trabalha e suas chances aumentam se ele tiver um irmão que estude ali.

Caso a criança não consiga vaga naquela instituição de ensino, será encaminhada para a mais próxima, onde há mais vagas.

Por isso, é necessário ficar atento ao prazo para matrícula e indicar uma segunda opção ao preencher a ficha de inscrição. Como o ano letivo começa em setembro, as matrículas podem ser realizadas entre fevereiro e março ou abril e maio, mas varia de acordo com a região da Espanha.

Vantagens e desvantagens em estudar em uma das escolas na Espanha

Conheça algumas vantagens e desvantagens de estudar em uma das escolas na Espanha:

Vantagens:

  • Estudar gratuitamente e com qualidade em uma escola pública;
  • Aprender outro idioma;
  • Realizar atividades extracurriculares dentro do ambiente escolar;
  • Estudar com boa estrutura e em escolas equipadas;
  • Ter experiência cultural.

Desvantagens:

  • O horário da escola geralmente é partido e as crianças têm que voltar para casa ou almoçar por ali;
  • O valor para comer na escola é considerado relativamente caro pelos pais;
  • Se a matrícula do aluno não for realizada no prazo, é necessário esperar para que todas as outras sejam finalizadas e saber se os alunos em questão receberam os resultados e foram aprovados;
  • Caso não haja vaga na escola próxima à sua residência ou ao seu trabalho, é necessário matricular seu filho em outra escola.

Já pensou em fazer pós-graduação na Espanha? Saiba tudo aqui.

Custos

As escolas públicas são gratuitas. Os pais devem pagar apenas os materiais escolares e a refeição da criança no refeitório da escola.

Também é possível participar do programa oferecido pelo Centro de Esportes Público (Poliesportivo). Pagando uma pequena taxa anual, você e seu filho podem praticar atividades físicas, como natação, vôlei, futebol e outras. Em média, custa 80 euros, mas o preço varia de acordo com as cidades.

Se você optar por matricular seu filho em uma escola privada, deve saber que a qualidade no ensino é a mesma de uma escola pública e que os preços e os serviços são variáveis. A média da mensalidade cobrada por escolas particulares é de 350 euros mais o valor do que a criança come (em torno de 6 euros por dia). Observação: a criança pode levar sua refeição de casa.

Caso você queira cursar nível superior na Espanha, dê uma olhada no artigo que fizemos sobre a Universidade Autônoma de Madri.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE

Carolina Carvalho

Carolina é luso-brasileira, jornalista e especializada em Comunicação Empresarial. Desenvolve e revisa conteúdos para diversas mídias. Adora viajar o mundo, conhecer novas culturas e escrever sobre suas experiências. Tem prazer em dar dicas de restaurantes, hotéis e também em ajudar brasileiros que desejem morar em outro país.

Artigos Relacionados

Fechar