Tudo sobre a Irlanda: localização, história, cultura e mais

A Irlanda é um país que está em destaque no cenário mundial ultimamente, devido à sua excelente qualidade de vida, desenvolvimento e demais características que tornam um dos melhores países para se viver. Se você está pensando em visitar o país ou mesmo morar lá, então você precisa de saber tudo sobre a Irlanda.

Tudo sobre a Irlanda que você precisa saber

Aqui você ficará sabendo tudo sobre a Irlanda. Então, continue lendo até o final e saiba exatamente tudo que você precisa saber sobre esse país, combinado?

Onde fica a Irlanda

A Irlanda é uma ilha localizada na Europa Ocidental, sendo a terceira maior ilha da Europa. A ilha é dividida em dois países, a República da Irlanda e a Irlanda no Norte.

A República da Irlanda é um país independente e ocupa a maior parte da ilha situada a oeste da Grã-Bretanha. Divide-se em 4 províncias (Leinster, Munster, Connacht e Ulster) e 26 condados.

É denominada de “Ilha Esmeralda” por sua paisagem de tons verdes exuberantes. Mas, além das paisagens e construções históricas, a Irlanda é conhecida pela cultura de grande influência celta e também pela famosa cerveja Guiness. Além disso, existem muitas curiosidades que tornam esse destino surpreendente.

Precisa enviar dinheiro para o exterior?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Países vizinhos

A Irlanda situa-se a noroeste da Europa Ocidental e oeste do Reino Unido.  Ao leste, dividida pelo Mar da Irlanda, fica ao lado da Grã-Bretanha. O país é separado entre a República da Irlanda, que detém cerca de 5/6 do território e a Irlanda do Norte – região sob domínio do Reino Unido.

Língua oficial

A Irlanda têm dois idiomas oficiais, o gaelic e inglês. Desde o final do século XIX que o inglês é a língua mais falada na Irlanda. Para além dessas duas, é possível encontrar um grande número de pessoas que fala Russo, Francês, Alemão, Polaco e Mandarin, devido ao grande número de emigrantes que fizeram da Irlanda a sua casa.

Moeda e economia da Irlanda

A Irlanda viveu um grande crescimento econômico nas últimas décadas. Com a entrada na União Europeia em 2002 houve um aumento na imigração. Entretanto, no final de 2008 a economia irlandesa entrou em colapso. Em 2010 o país aceitou ajuda financeira da União Europeia e voltou a recuperar-se.

Atualmente o setor econômico está focado em tecnologia e serviços. A Irlanda consta entre os principais exportadores mundiais de software. O investimento financeiro recebido de países estrangeiros propiciou um grande desenvolvimento, e a instalação de empresas multinacionais alavancou a economia.

Com um imposto corporativo de apenas 12,5%, empresas de tecnologia montaram suas sedes na Irlanda, o que colaborou significativamente para a redução do desemprego.

Hoje a moeda oficial na Irlanda é o Euro, mas antes da entrada do país na União Europeia, a moeda oficial era a Libra Irlandesa.

Principais atividades econômicas

As principais atividades econômicas do país são a indústria e os serviços. O maior crescimento dos setores aconteceu entre 1980 e 2000. Em 2016, segundo o FMI (Fundo Monetário Internacional), a Irlanda ocupou a 7ª posição mundial e a 5º na Europa. Além disso, atualmente, a ilha é a maior produtora de zinco da Europa.

Tudo sobre a Irlanda: conheça Dublin

A capital do país é a famosa cidade de Dublin, que recebe turistas diariamente e pessoas para intercâmbio estudantil. Trata-se da maior cidade do país, em território e número de habitantes.

Dublin é conhecida por ser uma cidade jovem e bastante movimentada, que resume quase tudo sobre a Irlanda. Apresenta grande diversidade cultural, embora ainda preserve características de cidades do interior.

Número de habitantes e localização

A capital tem cerca de 2 milhões de habitantes. A cidade é considerada uma das mais antigas da Europa. Portanto, há muitas construções antigas e históricas pela capital irlandesa.

Dublin ainda conta com uma localização privilegiada, que a deixa ainda mais interessante. Ela se situa em uma região costeira cercada por montanhas.

Dublin na Irlanda

Cultura de ir no pub e beber cerveja

Devido a essa cultura dos pubs, o público conta com inúmeras opções de bares noturnos, com música ao vivo e as valorizadíssimas cervejas irlandesas.

Para quem aprecia a famosa cerveja Guiness, conhecer o The Guiness Storehouse é um passeio indicado. Aliás, ele já foi considerado a principal atração turística da Europa.

Atrações turísticas de Dublin

A capital ainda oferece outras atrações turísticas interessantes, como parque e museus. Dentre os passeios que acho imperdíveis estão a visita a Catedral de São Patrício e o Castelo de Dublin.

1. Phoenix Park

Outra atração é o lindo Phoenix Park, que possui 707 hectares. Ele data a década de 1600 e é cerca de 30% coberto por árvores. Também é a moradia de muitos animais que podem ser vistos por quem passeia no parque.

2. Dublin Zoo

Além disso, dentro do Phoenix Park está localizado o Dublin Zoo – um dos zoológicos mais completos da Europa. Acomoda milhares de espécies de animais.

3. Temple Bar

Em Dublin temos também o Temple Bar, que se trata de uma área formada por vários quarteirões e é conhecida como o “quarteirão cultural”. Aqui concentram-se muitos turistas em busca de diversão.

A região conta com diversos restaurantes, casas noturnas, cafés, pubs, entre outras atrações. É uma área bastante frequentada à noite, tanto por moradores quanto turistas.

Sistema de transporte público em Dublin e no país

O sistema de transporte público é mais uma peculiaridade da capital irlandesa para quem quer saber tudo sobre a Irlanda. Os principais meios para se locomover são os ônibus e o bonde, que é chamado de Luas. Também há o trem metropolitano que leva os passageiros de Dublin até as cidades mais próximas, facilitando muito o acesso.

Você precisa de dispor de moedas para andar de ônibus

Vale ressaltar, se você quer saber tudo sobre a Irlanda, que os ônibus de Dublin não aceitam o pagamento do transporte em dinheiro de papel e também não oferece troco. Para andar neles, então, a pessoa deve dispor de moedas e não há uma tarifa fixa, sendo que o passageiro paga o equivalente pelo que percorrer.

Como funciona o Luas?

Já o Luas conta com duas linhas: a verde e a vermelha. Conforme os ônibus, o valor que é pago pelo transporte é calculado pela distância que o passageiro usa o bonde. Mas as pessoas não precisam andar com moedas. Uma alternativa bem mais simples é oferecida para usar o transporte público em Dublin: o Leap Card.

Vale muita a pena adquirir e usar o Leap Card

Vamos dar uma dica para você que quer saber tudo sobre a Irlanda. Trata-se do Leap Card. Esse cartão pode ser adquirido em diversos pontos de vendas e funciona como um cartão pré-pago. A pessoa o carrega com euros e toda vez que usa o transporte público faz o pagamento com essa tarjeta

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a Irlanda, saiba que é recomendável contratar um seguro viagem para conhecer o país. Através do nosso comparador de seguro viagem é possível encontrar um plano que se encaixa exatamente no seu perfil de viagem e em seu bolso.

E o clima da Irlanda, como é? Quente? Frio?

Não podemos falar de tudo sobre a Irlanda sem citar o seu peculiar clima úmido e ameno. O território conta sempre com altas probabilidades de chuva – apesar de não serem intensas.

As temperaturas também são baixas, praticamente ao longo de todo o ano. Raramente ultrapassam os 25ºC, mesmo no Verão (julho a agosto) – apesar de alguns dias mais serem quentes que isso.

Chuva na Irlanda

O Inverno não é tão frio como noutras regiões da Europa

No Inverno, as menores temperaturas registradas costumam ser de 4 ou 5ºC. Tais índices são considerados amenos, se compararmos com as temperaturas de outras regiões da Europa.

Tudo sobre a Irlanda: a bandeira do país

A bandeira da Irlanda é um ponto a parte. Os irlandeses costumam chamá-la de a “tricolor irlandesa”. A bandeira nacional da Irlanda apresenta formato retangular e é composta por 3 faixas verticais do mesmo tamanho. A faixa da esquerda tem a cor verde, a faixa do meio, branca e a faixa da direita tem a cor laranja.

As cores da bandeira representam:

  • Verde: a tradição gaélica da Irlanda e também o republicanismo;
  • Branco: representa o desejo por paz;
  • Laranja: os seguidores de William III, de Orange – que foi rei da Inglaterra e da Irlanda no final do XVII.

A origem da bandeira irlandesa, no seu formato e cores, vem da década de 1910. Foi a própria República Irlandesa que a criou durante a guerra de sua independência da Inglaterra.

Bandeira da Irlanda

As cidades mais visitadas do país

Além de Dublin, a Irlanda conta com importantes cidades, que também são procuradas por pessoas que desejam passar um tempo no país, como aqueles que vêm fazer um intercâmbio na Irlanda.

1. Limerick

É a cidade mais jovem do país. A região se caracteriza por preservar seu passado medieval nas suas construções. É uma cidade que a média dos habitantes tem menos de 30 anos. Portanto dá para imaginar que diversão é o que não falta em Limerick.

A cidade conta com muitos pubs, teatros, vistas exuberantes, teatros, museus e muitos espaços de dança. A cidade também tem uma forte tradição nos esportes rugby e no futebol gaélico.

Limerick também é muito procurada para intercâmbio estudantil. A cidade é bem mais calma e o custo de vida menor do que Dublin. Uma curiosidade sobre Limerick é o fato dela ser conhecida como a cidade mais cinzenta da Irlanda. Na média, ela não recebe mais do que 3 horas de sol por dia. Ou seja, não são todos que se adaptam a essa condição.

O Erick (fundador do Euro Dicas) já morou em Limerick e foi a experiência de uma vida. Veja por que ele saiu do Brasil e como foi morar na Irlanda.

Algumas dicas de atrações em Limerick

  • The Hunt Museum: o museu conta com um dos mais belos acervos de artes e antiguidades da Irlanda. Lá você pode contemplar tanto peças pré-históricas como obras mais recentes, como de Picasso, Renoir e Leonardo Da Vinci;
  • Castelo do rei João: trata-se da mais autêntica e bonita construção medieval de Limerick. A construção data quase um século;
  • Catedral de Santa Maria: fica no centro da cidade e apresenta uma majestosa construção. Foi construída por volta de 1168.

Se interessou em conhecer Limerick? Leia nosso artigo e saiba como comprar passagens para a Irlanda com melhor preço!

2. Galway

Outra cidade irlandesa de destaque é Galway – considerada a região mais boêmia do país. Galway localiza-se no Oeste da Irlanda, a apenas 210 Km de distância de Dublin. Trata-se de uma cidade litorânea da costa oeste do país, com prédios centenários – alguns que datam períodos anteriores a 1270.

Destaque também para as belas praias e paisagens naturais. Vale ressaltar ainda o famoso festival de artes que acontece na cidade, lojas super coloridas, ruas bem estreitas e repletas de vielas – além de construções históricas com castelos, palácios, pubs antigos e igrejas.

Cidade universitária

A cidade de  A cidade tem uma atmosfera animada e é muito procurada por estudantes. Quer saber por quê? Várias universidades renomadas estão sediadas em Galway.

A cidade de Galway é rica em atrações históricas que expressam toda a cultura e tradição irlandesas. A cidade de Galway também é conhecida como a “Cidade dos Iguais”. Isso se deve pela diversidade encontrada, e pela mensagem de respeito e compreensão promovida pelos moradores.

Caminhando pelas ruas medievais é bem comum encontrar músicos tocando canções celtas. Aliás, a cidade é muito musical e envolvente. Caminhar por Galway é um retorno aos tempos antigos.

Um dos símbolos de Galway é o Arco Espanhol. Ele foi construído em 1584, e fazia parte das muralhas que protegiam a cidade.

Visitar o Museu de Galway é obrigatório

Quem visita a cidade não pode deixar de ir ao Museu de Galway, que conta com relíquias especiais, como a “espada cívica de Galway”. A espada é do tempo do rei “James I” e “a grande maçã” – uma peça de grande valor histórico e cultural e que o país tem nela como uma representação de poder. O objeto é datado de 1710.

O museu também oferece a oportunidade de conhecer objetos históricos, desde o período das cavernas, passando pelo período medieval até chegar a obras mais atuais.

Outras atrações em Galway

O Atlanta Aquaria também é atração obrigatória para quem visita Galway. O aquário conta com mais de 170 espécies de animais marinhos de água doce e salgada. Nele pode-se avistar arraias, tubarões, belíssimas estrelas do mar e esqueletos de baleias.

Além disso, a cidade oferece o Abadia de Kylemore – que é uma das atrações mais procuradas da Irlanda. Trata-se de um belíssimo castelo em formato cilíndrico, que se localiza a beira de um lago. A construção data o ano de 1867.

3. Cork

Cork localiza-se no sudoeste da Irlanda e fica a uma distância de 250 km de Dublin. É a segunda maior cidade da Irlanda, com uma população de 120 mil habitantes. É uma cidade que se orgulha por ter sido palco de grandes batalhas e que abrigou muitos revolucionários. Atualmente, porém, é uma região tranquila.

A infraestrutura que a cidade oferece é muito boa, e justamente por isso é muito procurada para intercâmbio. As principais universidades irlandesas localizam-se em Cork, por isso a cidade é movimentada e rica em opções culturais e de lazer.

Uma atração que vale a pena ser conhecida é a Catedral de Saint Fin Barre. Ela é um exemplar perfeito da arquitetura neogótica francesa na Irlanda. A riqueza dos detalhes em mármore, vitrais e mosaicos é impressionante.

Oferece diversos museus e atrações turísticas, sendo considerada a capital cultural da Europa no ano de 2005.

Na cidade, acontecem diversas apresentações e festivais de danças típicas, artes e cervejas artesanais. Destaque também para os prédios históricos, igrejas e castelos.

Dicas do que visitar em Cork

  • Destilaria Jameson: quem pensa que bom uísque é só o escocês, precisa provar esta maravilha da Irlanda;
  • Cork City Gaol: trata-se de um passeio interessante, pois é uma antiga prisão que data o século XIX. A construção, porém, se assemelha a um castelo;
  • Museu de Cork: construção do ano de 1845, que conta com mais de 70 mil metros quadrados de belos jardins. Também apresenta objetos e peças de arte que contam a história da cidade.

4. Malahide

É uma cidade também bastante procurada por turistas e que vale ser visitada. Fica apenas 15 km de Dublin. É uma cidade extremamente aconchegante – onde você pode encontrar desde castelos até praias. Se você estiver em Dublin é bem fácil ir até Malahide. Há duas formas de chegar: você pode ir de ônibus ou de trem.

Você não pode deixar de conhecer os Gardens, que são os belíssimos jardins e praças distribuídas por toda a cidade. Além dos campos para golf e cricket. Mas o ponto alto da cidade é realmente o grande castelo que recebe uma quantidade enorme de turistas. Objetos antigos e a bela construção medieval são os destaques.

Visite o Jardim botânico de Malahide

Além disso, também vale a pena visitar o jardim botânico de Malahide, que apresenta milhares de espécies de plantas e flores. Um belíssimo passeio.

5. Bray

Localizada a menos de 30 minutos de Dublin, Bray é ideal para quem quer morar e estudar em uma cidade pequena com praia, mas ainda assim quer ficar próximo de todas as facilidades e vantagens de Dublin.

O Portão para os Jardins da Irlanda

Bray é considerada o “portão para os jardins da Irlanda” e conta com uma população de aproximadamente 20 mil pessoas. Fica localizada a apenas 20 km de Dublin.

A cidade tem uma estrutura do interior. E como é próxima a Dublin é como se fosse uma extensão da capital irlandesa. A maioria dos habitantes da cidade estudam e trabalham em Dublin.

O turismo movimenta muito a cidade de Bray

Apesar disso, o local conta com boa rede de serviços. O turismo é o que movimenta mais a cidade de Bray, pois trata-se de uma região litorânea mais procuradas pelos irlandeses. Conta com várias trilhas que, se completadas, dão acesso a imagens maravilhosas no mar da Irlanda – que banha o país e o separa da Grã-Bretanha.

Essa cidade é muito ocupada por jovens, que querem aproveitar a praia sem ter de se deslocarem para muito longe da capital.

Tudo sobre a Irlanda: qual a diferença República da Irlanda e da Irlanda do Norte?

Acha que já sabe tudo sobre a Irlanda? Se sua resposta foi sim, saiba que ainda não. Como, por exemplo, muita gente acha que a República da Irlanda e a Irlanda do Norte se tratam de um mesmo país, mas não.

Irlanda é um país autônomo e independente

Em primeiro lugar, a Irlanda é um país autônomo e independente. Já a Irlanda do Norte pertence a Grã-Bretanha. A Irlanda ocupa 5/6 do território, sendo que 1/6 é ocupado pela Irlanda do Norte. A Irlanda tem uma população aproximada de 4,7 milhões de pessoas e a Irlanda do Norte, cerca de 1,8 milhões.

Outra diferença também é em relação a conflitos, a Irlanda do Norte teve muitas pessoas mortas durante a segunda metade do século XX. O conflito foi mais interno do que externo.

A população protestante (a maioria e descendente de britânicos), pretendia preservar os laços e o domínio da Grã-Bretanha. Do outro lado estiveram os católicos, que, em sua maioria, eram a favor da independência da Irlanda do Norte, que, como sabemos, não aconteceu.

República da Irlanda: breve história do país

A história da Irlanda é rica em conflitos, e muitos foram os acontecimentos de ordem ideológica e religiosa que determinaram os rumos do país.

Período Celta

Segundo dados históricos, no ano de 300 a.C., a ilha teria sido ocupada pelo povo Celta. Além da nova cultura, os Celtas inseriram uma nova língua, que deu origem a língua Gaélica.

Durante séculos de domínio Celta, a religião pagã foi cultuada na Irlanda, até que no século V d.C., o missionário São Patrício começou a missão de evangelização. Aos poucos, a religião cristã se instalou na ilha, substituindo os ritos pagãos.

A partir do século VIII d.C. a Irlanda foi governada pelos Vikings, e no ano de 1169 d.C. ocorreu a invasão normanda. Os Vikings foram expulsos e os irlandeses dominados. Neste período os normandos construíram grandes castelos e igrejas. O domínio inglês durou 700 anos.

Período Protestante

Durante um longo período, a convivência dos irlandeses com os ingleses foi pacífica. Mas, com a coroação de Henrique VIII na Inglaterra, começaram os conflitos devido à religião. Os irlandeses católicos não aceitaram a religião protestante imposta pela Inglaterra. Como retaliação, o direito dos irlandeses a posse das terras foi negado. A divisão religiosa se originou a partir desses acontecimentos.

Período Governo Britânico

Os ingleses mantiveram o poder sobre a Irlanda durante vários anos. No ano de 1613 a maioria católica no parlamento irlandês foi derrubada, aumentando o poder da Inglaterra nas decisões em relação à Irlanda. Em 1791, jovens irlandeses se reuniram para tentar diminuir a influência britânica. Uma rebelião foi organizada por esses jovens, mas em 1798 foram vencidos pelos ingleses.

Está pretendendo viver na Irlanda? Para isso é importante saber informações de como morar no país. Afinal, uma mudança requer conhecimento e planejamento.

Período da Grande Fome

A partir do ano de 1845 uma praga assolou a Irlanda. Toda a produção de batata, que era a base da alimentação do povo foi destruída. O governo britânico, que ainda exercia controle comercial sobre a Irlanda, nada fez para auxiliar os irlandeses. Isso propiciou a emigração e a morte de milhares de irlandeses.

Proclamação da República

Em 24 de abril de 1916, dois grupos nacionalistas declararam a República da Irlanda independente da Inglaterra. A guerra civil se espalhou pelo país e os rebeldes foram derrotados.

Guerra da Independência

O período de 1919 a 1921 foi marcado pelo confronto do exército irlandês com o exército britânico. Em 1921 foi assinado um tratado que deu independência à Irlanda. A Irlanda foi dividida em Estado Livre Irlandês (26 condados), e a Irlanda do Norte (6 condados).

A Irlanda do Norte de maioria protestante e a República da Irlanda, de maioria católica. Em 1937 a República da Irlanda aprovou sua constituição como independente, e a Irlanda do Norte continuou a integrar o Reino Unido.

Situação atual

Mesmo com a separação, as disputas continuaram, principalmente entre o IRA (Exército Republicano Irlandês) e os movimentos unionistas. Em 1994 foi assinado um Tratado de Paz pela Irlanda do Norte e a República da Irlanda. Atualmente a situação está menos tensa entre os dois países.

Capital do país

Dublin, que significa “Lago Negro” em gaélico, localiza-se na província de Leinster. É uma das cidade mais antigas da Europa, foi fundada no ano de 1185 pelos nórdicos. Situa-se às margens do rio Liffey e sua população é de cerca 2 milhões de habitantes.

Apesar de mais tranquila, o grande número de imigrantes e turistas dão a cidade um ar vibrante. Viver em Dublin é um encontro entre o antigo e o novo.

A cidade oferece uma experiência cultural fantástica. São inúmeros teatros, museus, praças e parques. Dentre todas as expressões artísticas, a literatura ocupa um lugar de destaque em Dublin.

Grandes escritores premiados nasceram na cidade, e há museus que exibem em seus acervos uma grande coletânea literária. Passear pela cidade é respirar história e cultura por todos os lados.

A diversidade cultural, e a hospitalidade dos irlandeses é um diferencial, que atrai muitos turistas.

Custo de vida na Irlanda

O custo de vida na Irlanda é alto, e como em outros lugares, os valores variam de acordo com a cidade escolhida. O salário líquido mensal, após o desconto de impostos, é de 2.269,01€, em vigor no mês de fevereiro de 2020.

Obviamente, viver em Dublin é bem mais caro do que viver em cidades no interior. Além disso, deve-se levar em consideração, o estilo de vida escolhido por cada pessoa.

Segundo dados do site Expatistan a Irlanda é o quarto país mais caro da Europa Ocidental.

Moradia

Confira na tabela abaixo, os valores médios para alugar apartamento em Dublin:

Localização e número de quartosCusto médio mensal
Apartamento (1 quarto) no centro da cidade1.716,43€
Apartamento (1 quarto) fora do centro da cidade1.398,49€
Apartamento (3 quartos) no centro da cidade2.948,56€
Apartamento (3 quartos) fora do centro da cidade2.304,74€

Se a intenção for comprar um imóvel, confira na tabela abaixo, os valores médios do metro quadrado:

Apartamento e localizaçãoPreço por metro quadrado
Centro da cidade5.440,52€
Fora do centro da cidade4.147,43€

Contas da Casa

Elaboramos uma tabela com as despesas domésticas básicas, confira:

Despesas da casa Custo
Básico (eletricidade, aquecimento, resfriamento, água, lixo) – apartamento de 85m144,56€
1 minuto de tarifa local móvel pré-paga (sem descontos ou planos)0,26€
Internet (60 Mbps ou mais, dados ilimitados, cabo/ADSL)50,37€

Alimentação

Certamente comprar os alimentos no mercado saí bem mais em conta do que fazer as refeições fora de casa. É possível fazer uma boa compra, gastando em média, cerca de 150€.

Mas, como estamos falando de Irlanda, nada melhor do que experimentar as comidas típicas! Para duas pessoas um jantar básico em um pub de bairro, custa em torno de 60€. Agora, se a intenção é experimentar alguma das famosas cervejas irlandesas, uma caneca de 500ml custa em torno de 5,95€.

Cultura da Irlanda

Existe uma grande preocupação do povo irlandês, em preservar os aspectos da cultura nacional. O país é rico em tradições históricas e sua identidade é única.

cultura na irlanda

Dia de São Patrício

Dia 17 de março é o dia de São Patrício ou Saint Patrick’s Day, o padroeiro da Irlanda. É uma verdadeira festa para os irlandeses que saem às ruas vestidos com as cores verde, branco e laranja. Normalmente as comemorações duram cerca de uma semana, com muitas apresentações de artistas locais e acompanhada da tradicional cerveja irlandesa.

Segundo a história, o britânico Maewyn Succat foi capturado por piratas e escravizado. Vivendo nessa condição, se aproximou da religião e prometeu que se conseguisse escapar se tornaria missionário. Bem, ele conseguiu escapar, adotou o nome de Patrick e iniciou a missão de evangelização na Irlanda.

Nas suas pregações ele adotou o trevo para explicar a Santíssima Trindade. Devido a isso, o trevo passou a ser visto como símbolo da sorte em todo o mundo. Outro feito, atribuído a ele, foi a expulsão das cobras existentes na ilha.

Duendes

No dia de São Patrício é muito comum encontrar imagens de duendes espalhados nas cidades. No folclore irlandês, os duendes desempenham papel importante. Acredita-se que eles vivem no país bem antes da chegada dos celtas.

Segundo a lenda, eles se escondem e protegem potes de ouro. São espertos e quem consegue capturá-los tem a chance de fazer três pedidos. Muito interessante, não é mesmo?

Música

A música tem extrema importância para o povo irlandês, não é a toa que a harpa é o símbolo oficial da Irlanda. É comum encontrar cantores fazendo apresentações nas ruas e nos muitos pubs espalhados pelo país.

É muito forte a influência celta na variedade de estilos musicais irlandeses, que são executados nos vários festivais de música pelo país. Para amantes da música, a Irlanda é a escolha mais acertada!

Pubs

Frequentar um Pub na Irlanda é muito mais do que apenas sentar e beber. Os pubs são pontos de encontro onde os irlandeses se reúnem para confraternizar e colocar a conversa em dia. A cerveja irlandesa mais conhecida é a Guinness. Desde o ano de 1759 ela é produzida e considerada um símbolo no país.

Quer saber mais sobre a cultura irlandesa? Confira nosso artigo e conheça 10 fatos engraçados sobre a Irlanda.

Qualidade de vida

Segundo o índice OECD Better Life Index a Irlanda está acima da média em termos de rendimento, emprego, moradia, segurança pessoal, condições de saúde, educação e qualidade do meio ambiente. No entanto, o país está abaixo da média em renda e riqueza, e em engajamento cívico.

Dublin é reconhecida como uma das melhores capitais da Europa para se viver. Entre outros fatores, os baixos níveis da poluição do ar, a estabilidade do cenário político e o rico ambiente sociocultural, tornam a capital da Irlanda uma excelente escolha.

Da mesma forma, a Irlanda é uma opção incrível para quem deseja estudar ou trabalhar.

Intercâmbio na Irlanda

Viajar, sem dúvida nenhuma, é garantia de aprender e vivenciar novas experiências! Cada país tem sua história, particularidades e costumes. E com a Irlanda não poderia ser diferente.

O país oferece excelentes opções de cursos de inglês, além de ótimas universidades.

Se pensarmos em custo-benefício, a Irlanda é uma escolha acertada para quem deseja fazer um intercâmbio. Os cursos de idiomas em países como Inglaterra e Canadá são muito mais caros. Outra grande vantagem do intercâmbio na Irlanda é a possibilidade de intercalar o curso com um trabalho de algumas horas.

Como viabilizar o intercâmbio

Inicialmente, é recomendável procurar uma agência de intercâmbio. A contratação de uma agência é uma segurança para o interessado, pois ela fornece todo o suporte necessário para o intercambista. Da mesma forma, elas tem parcerias com várias escolas de idiomas, o que facilita a escolha e contratação do melhor curso.

Intercâmbio e trabalho

Um dos maiores incentivos para os estudantes que escolhem a Irlanda, é a possibilidade de trabalhar enquanto estão fazendo algum curso. As leis de imigração permitem que alunos matriculados em qualquer curso, com duração superior a 25 semanas possam trabalhar por meio período.

É importante saber quais são os tipos de vistos concedidos pela Irlanda, como funcionam e qual o mais indicado para solicitar.

Entretanto, a carga horária permitida é de 40 horas por semana, durante o período das férias acadêmicas (meses de maio, junho, julho e agosto) e recesso de final de ano. Nos outros meses, os estudantes podem trabalhar somente 20 horas semanais.

Por outro lado, se você quer tem interesse em encontrar um emprego na Irlanda, te contamos o que é preciso para conseguir o seu.

Vale muito a pena visitar a Irlanda!

Como podemos ver, não faltam motivos para que tantas pessoas atualmente desejem visitar a Irlanda, fazer um intercâmbio, aprender inglês ou mesmo morar e trabalhar no país. O país tem uma das melhores qualidades de vida do mundo e desenvolvimento.

Com certeza que não tem o clima do Brasil, mas por outro lado, o país dispõe de paisagens fantásticas, uma história e cultura única.

Se animou, e vai incluir a Irlanda em seu roteiro de viagem? Espero que com essas dicas sua experiência seja inesquecível!

May Bell é brasileira, graduada em Zootecnia, pós-graduada em Administração e Economia Rural e com MBA em Gestão Estratégica de Negócios. Adora história mundial, literatura, mapas e museus. Depois de explorar a imensidão de seu país partiu em busca de novas aventuras. Em suas inúmeras viagens, contemplou o mundo e descobriu a magia que é conhecer e desfrutar de novas culturas. Hoje divide seu tempo entre produção de conteúdos e nova formação em Marketing Digital.

Artigos relacionados

Como morar na Irlanda: confira tudo sobre viver no país

Como morar na Irlanda: saiba o custo de vida, vantagens e desvantagens, visto, como alugar e comprar casa e as melhores zonas e cidades.

Custo de vida na Irlanda: confira os gastos médios mensais

Saiba qual é o custo de vida na Irlanda, os gastos mensais médios, quanto é um bom salário no país, além de outras informações.

Como trabalhar na Irlanda: conheça o mercado e oportunidades

Trabalhar na Irlanda é seu objetivo? Reunimos tudo que precisa saber: salário mínimo, melhores áreas para trabalhar e onde procurar emprego.

Emprego na Irlanda: veja o que é preciso para conseguir o seu

Saiba como conseguir emprego na Irlanda, em quais áreas existem mais oportunidades, onde procurar, como conseguir o visto de trabalho e mais.

Comidas típicas da Irlanda: conheça as comidas e bebidas tradicionais

Conheça as comidas típicas da Irlanda. Saiba quais são os melhores pratos, como são feitos, qual a sua origem e as bebidas típicas da Ilha da Esmeralda.

Alugar apartamento na Irlanda: como encontrar o imóvel ideal

Confira aqui dicas de como alugar apartamento na Irlanda, melhores sites, média de preços e encontre o melhor imóvel para sua estadia no país.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube