Tudo sobre a Itália, conheça a história, cultura, clima e até culinária

Tudo sobre a Itália

Itália  / 

A Itália é um país que deve fazer parte de qualquer roteiro de viagem para Europa. História, cultura, arquitetura e gastronomia são algumas das atrações deste país incrível. Neste artigo você vai conhecer tudo sobre a Itália antes de planejar sua viagem, desde culinária a Império Romano.

Tudo sobre a Itália, as informações mais importantes

Localizada no centro-sul da Europa, a Itália faz fronteira com a França, Suíça, Áustria e Eslovênia ao longo dos Alpes. Ao sul, Sicília, Sardenha, as duas maiores ilhas no Mar Mediterrâneo, e muitas outras ilhas menores ficam ao redor do território italiano.

Estados independentes

Os Estados independentes de San Marino e do Vaticano ficam no interior de Itália, enquanto Campione d’Italia é um enclave italiano na Suíça.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança no N26, um banco digital que funciona em toda a Europa.


O N26 não exige comprovação de rendimentos, você só precisa estar na Europa e ter seu passaporte em mãos.

ABRIR CONTA »

Território e população

O território do país abrange cerca de 301 338 km² e tem um clima temperado. Com 60,6 milhões de habitantes, é a quinta nação mais populosa da Europa e a 23ª do mundo.

País fundador da UE

A Itália é um dos países fundadores da União Europeia e parte da zona do Euro, além de ser membro do G8, G20, OTAN, Organização Mundial do Comércio (OMC) e Nações Unidas.

Saiba também como é o custo de vida na Itália.

Evolução da Itália como país

Para falar de tudo sobre a Itália, precisamos “voltar atrás” e entender como o país evoluíu. Certo?

Roma, a capital italiana, foi durante séculos o centro político e religioso da civilização ocidental como a capital do Império Romano e sede da Santa Sé. Após o declínio dos romanos, a Itália sofreu inúmeras invasões de povos estrangeiros, desde tribos germânicas, como os lombardos e ostrogodos, aos bizantinos e, mais tarde, os normandos, entre outros.

Séculos mais tarde, a Itália tornou-se o berço do Renascimento, um movimento intelectual importante que se tornou parte integrante na formação do pensamento europeu.

Os reinos e a unificação da Itália

Durante grande parte de sua história pós-romana, a Itália foi fragmentada em vários reinos – como o Reino da Sardenha; o Reino das Duas Sicílias e o Ducado de Milão – e foi unificada em 1861, após um período tumultuado da história conhecido como O Ressurgimento.

Império colonial

No final do século XIX, através da Primeira e Segunda Guerra Mundial, a Itália possui um império colonial que estendia seu domínio até a Líbia, Eritreia, Somália, Etiópia, Albânia, Dodecaneso e uma concessão em Tianjin, na China.

Precisa enviar dinheiro do Brasil para a Europa?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram e etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Com mais de 35.000 avaliações positivas, na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

VER COTAÇÃO »

A Itália moderna

A Itália moderna é uma república democrática, classificada como o 24º país mais desenvolvido do mundo e com índice de qualidade de vida entre os dez primeiros do planeta. O país possui um alto padrão de vida, elevado PIB per capita, bom nível de escolaridade pública e é uma nação altamente globalizada.

Um pouco de história da Itália

Para saber tudo sobre a Itália é também compreender a história da Itália e como ela influenciou fortemente a cultura e o desenvolvimento social, tanto na Europa como no resto do mundo.

Foi o berço da civilização etrusca, da Magna Grécia, da civilização romana, da Igreja Católica, das repúblicas marítimas do Humanismo, do Renascimento e do fascismo.

A Itália foi o lugar de nascimento de muitos artistas, cientistas, músicos, escritores e exploradores.

Entre os diversos povos da Antiguidade destacam-se os lígures, os vênetos e os celtas no norte, os latinos e os etruscos samnitas no centro, enquanto no sul prosperaram colônias gregas (Magna Grécia), e na Sardenha desde o segundo milênio a.C. floresceu a antiga civilização dos sardos.

Civilização Etrusca e o nascimento do império romano

O Império Romano e de como este afetou a vida de vários povos, incluíndo o Italiano. Ainda antes do Império Romano se consolidar como uma força do mundo, uma das mais importantes culturas antigas desenvolvidas em solo italiano foi a etrusca, a partir do século VIII a.C., que influenciou profundamente Roma e sua civilização.

Nascida na península Itálica, terra de origem e de encontro entre diversos povos e culturas, a civilização romana foi capaz de explorar as contribuições provenientes dos etruscos e de outros povos da Itália, da Grécia e de outras regiões do Mediterrâneo, como a Palestina, Síria, Fenícia e Egito.

Graças ao seu império, Roma difundiu a cultura heleno-romana pela Europa e pelo Norte de África.

Importância do Império Romano

Mapa do Império Romano

O Império Romano foi um dos maiores impérios da história mundial e está entre as forças econômicas, culturais, políticas e militares mais poderosas do mundo de seu tempo.

Veja o mapa da Itália atualmente e quais foram as principais mudanças ao longo dos anos.

O legado que nos deixou

Entre os muitos legados do domínio romano estão o uso das línguas derivadas do latim, do sistema numérico, do alfabeto, do calendário ocidental e do surgimento do cristianismo como uma religião importante.

E por isso é que é impossível falar em tudo sobre a Itália sem falar do Império Romano.

Divisão do Império Romano

A partir do século III, o Império Romano dividiu-se em dois. O Império Ocidental, sob a pressão das invasões bárbaras, entrou em colapso em 476, quando seu último imperador foi deposto pelo chefe germânico Odoacro, enquanto o Império Oriental ainda sobreviveria por mais mil anos.

Conheça alguns dos costumes da Itália.

Florença: o berço do Renascimento

O Renascimento teve origem na Itália e atingiu seu auge em meados do século XVI, enquanto as invasões estrangeiras mergulhavam a região na turbulência das Guerras Italianas. Os Médici se tornaram a principal família de Florença e inspiraram o nascimento do Renascimento italiano, junto a outras famílias como os Visconti e Sforza de Milão, os Este de Ferrara e os Gonzaga de Mantua.

Artistas como Leonardo da Vinci, Brunelleschi, Botticelli, Michelangelo, Giotto, Donatello, Ticiano e Rafael produziram trabalhos importantes – sua pintura era mais realista e suas esculturas de mármore superavam as da Antiguidade Clássica.

As ideias do Renascimento afetaram tudo sobre a Itália e logo se espalharam para França, Inglaterra e grande parte da Europa.

O clima na Itália

Clima na Itália
O clima da Itália varia entre as suas regiões. O norte da Itália (Milão, Turim e Bolonha) tem um clima continental, quando ao sul de Florença apresenta o clima mediterrânico, com verões secos e ensolarados. O clima das áreas litorâneas da península é muito diferente do interior, particularmente nos meses de inverno. As áreas mais elevadas são frias, úmidas e com neve no inverno.

Nas regiões litorâneas

As regiões litorâneas têm um clima mediterrâneo típico com invernos amenos e verões quentes, geralmente secos. Há diferenças notáveis nas temperaturas, sobretudo durante o inverno: em dezembro ou janeiro pode nevar em Milão a -2 °C, enquanto em Nápoles as temperaturas estão em +12 °C.

Nas cidades Meridionais

A altitude influencia o clima e as temperaturas. Cidades meridionais como Potenza (na Basilicata), Campobasso (no Molise) ou Enna (na Sicília) têm invernos rigorosos e temperaturas médias inferiores a outras localidades costeiras das mesmas regiões.

Saiba quais são as melhores cidades da Itália para viver.

Nos Apeninos

Nos Apeninos, neva regularmente durante o inverno. Geralmente o mês mais quente é agosto no sul, e julho no norte. O mês mais frio é janeiro, com médias de 5 °C em Florença e 8 °C em Roma.

Religião: Itália, o berço do catolicismo

Religião na Itália
Historicamente, a Igreja exerceu grande influência na vida política e social dos italianos e a religão continua a ser um quesito muito importante em tudo sobre a Itália

O Catolicismo Romano é a maior religião do país: cerca de 90% dos italianos identificam-se como católicos romanos. O Vaticano é a sede mundial da Igreja Católica desde o terceiro século, quando o bispo de Roma passou a ser considerado bispo supremo e recebeu o título de papa.

A Basílica de São Pedro

Localizada na Piazza San Pietro, no Vaticano, a Basílica de São Pedro é o maior e mais importante edifício religioso do catolicismo e um dos locais cristãos mais visitados do mundo. No seu interior podem ser encontrados estilos de arquitetura do Renascimento, arquitetura barroca, além de obras de artistas como Michelangelo, Gian Lorenzo e Rafael, entre outros.

A economia na Itália

A Itália tem uma economia de mercado caracterizada por um elevado PIB per capita e taxas de desemprego baixas. Em 2010, era a oitava maior economia do mundo e a quarta maior da Europa em termos de PIB nominal.

Após a Segunda Guerra Mundial

Após a Segunda Guerra Mundial, a Itália foi transformada de uma economia baseada na agricultura para um dos países mais industrializados do mundo e líder em comércio mundial e exportações. É um país desenvolvido, com a oitava melhor qualidade de vida do mundo e o 23º melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Maior produtor mundial de vinho

Maior produtor mundial de vinho, a Itália é um país conhecido por seu influente setor de negócios, produção inovadora de automóveis, indústrias, eletrodomésticos e design de moda de alta qualidade.

Turismo na Itália

O turismo é um dos setores de maior crescimento e rentabilidade da economia nacional: com 43,6 milhões de chegadas de turistas internacionais, a Itália é o quinto país mais visitado e que mais lucra com o turismo no mundo.

Cultura: música, artes e cinema

A expressão musical tem um papel fundamental na cultura italiana. Na Itália nasceu a ópera, por Claudio Monteverdi. Criados na Itália, instrumentos como o piano e violino permitem executar formas artísticas como a sinfonia, concerto e sonata. Alguns dos compositores italianos mais famosos são Palestrina e Monteverdi, da época da Renascença, os compositores do Barroco Corelli e Vivaldi, os clássicos Paganini e Rossini, os românticos Verdi e Puccinie os contemporâneos Berio e Nono.

Também já falamos de algumas tradições da cultura italiana que você desconhece.

Cinema italiano

O cinema italiano também exerceu grande influência com o movimento do neorealismo, que revelou grandes diretores como Roberto Rossellini, Vittorio De Sica e Luchino Visconti. Outros diretores se incluem como os maiores mestres da sétima arte, como Michelangelo Antonioni, Federico Fellini, Sergio Leone, Pier Paolo Pasolini, Ettore Scola, Bernardo Bertolucci, Mario Monicelli, Giuseppe Tornatore, Dino Risi, Marco Bellocchio, e mais recentemente, Nanni Moretti.

No campo das artes, Sophia Loren, Gina Lollobrigida, Marcello Mastroianni, Vittorio Gassman, Anna Magnani, Monica Vitti, Roberto Benigni são alguns dos atores mais conhecidos de todos os tempos.

Quer conhecer nomes e sobrenomes italianos mais populares? Confira a lista que preparamos para você.

Culinária da Itália

Culinária na Itália
Como não poderia deixar de ser, a culinária italiana é um dos pontos altos do país. Como falar de tudo sobre a Itália, sem falar de toda aquela gastronomia que deixa qualquer pessoa com água na boca.

Ingredientes e pratos variam conforme a região. Pães, queijos e vinhos são ingredientes importantes da cozinha, desempenhando diferentes papéis com suas muitas variações e leis Denominazione di origine controllata (denominação regulamentada).

Veja nossa lista com as 10 comidas típicas da Itália que você precisa provar.

Refeições italianas

As refeições italianas consistem em três a quatro pratos. O antipasto é seguido pelo prato principal ou primo piato – massa, arroz ou sopa. O secondo piato é o prato principal de carne ou peixe com vegetais ou salada, os contorni.

Frutas, queijo ou doces vêm em seguida, com café – principalmente o expresso – e uma bebida digestiva como grappa ou amaro para finalizar a refeição.

Agora que você já sabe tudo sobre a Itália, só me resta desejar “Buon appetito“!

Erick é luso-brasileiro, aos 21 anos mudou para a Europa e dedica parte do seu tempo para ajudar outros brasileiros realizarem o sonho de viver na Europa. Mora atualmente em Portugal, trabalha com tecnologia e é fundador da Euro Dicas.