Quantas vezes você já visitou um lugar e se encantou tanto pela atmosfera que rapidamente se imaginou morando ali? Não é assim tão incomum os turistas serem arrebatados pela paisagem portuguesa e começarem a imaginar um futuro por aqui. Mas a verdade é que há uma enorme diferença entre passear e viver em outro país. Por isso deixamos aqui a pergunta que serve como mote para esse artigo: você acha que Portugal é melhor para morar ou visitar?

É melhor para morar ou para visitar Portugal?

Existe uma propaganda de televisão de um banco bastante famoso em Portugal que termina com a seguinte frase de efeito:

“Se gostássemos todos do mesmo, o que seria do amarelo?”.

Isso para dizer que é natural que cada um goste de uma coisa diferente e, por isso, raramente há unanimidades. Mais ainda quando pensamos se um país é o ideal para se viver.

Uso esse gancho da propaganda para dizer que Portugal pode ser, mas também pode não ser, o seu lugar dos sonhos para morar, tudo depende do estilo de vida que você deseja ter.

Para turistar é, sem dúvida, um excelente destino

Nunca conheci um turista que visitou Portugal e afinal não gostou do tempo que aqui passou. O país é mesmo um lugar muito especial para os visitantes porque costuma agradar a praticamente todos os gostos.

Se o visitante é fã de paisagens naturais, vai certamente se deliciar com as praias que temos por aqui. Aliás, sabia que das 15 praias mais bonitas do mundo 5 ficam em Portugal?

Anote já na sua lista esses paraísos na terra: Praia dos Galapinhos (Setúbal), Praia da Comporta (Grândola), Praia da Marinha (Algarve), Praia de Benagil (Algarve) e Praia do Guincho (Cascais). Isso sem contar as belezas naturais da Serra do Gerês repleta de cachoeiras.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →
Morar em Portugal Algarve
As praias do Algarve são um dos mais belos atrativos do sul de Portugal

Por outro lado, de você for daqueles turistas que prefere passeios culturais e históricos, Portugal também está recheado de possibilidades. Há o belo Convento de Tomar, o inesquecível Palácio da Pena, os imperdíveis Mosteiros da Batalha, dos Jerônimos e de Alcobaça.

Em resumo: para visitar diria que Portugal é uma aposta quase 100% segura.

E quando a escolha é para viver?

E para morar? Bem, viver em Portugal já é uma escolha capaz de funcionar mais para alguns do que para outros. O país pode ser uma ótima opção para aposentados, brasileiros que querem um lugar mais tranquilo para criar a família, pessoas que estão a procura de uma vida mais segura e com um ritmo mais pacato.

Para aqueles que desejam um grande retorno profissional ou um significativo upgrade na carreira, Portugal pode não ser o melhor destino porque o mercado de trabalho é relativamente pequeno por aqui e ainda há algum preconceito com imigrantes.

Portugal é um dos principais destinos turísticos europeus

Muitos dos brasileiros que atualmente vivem em Portugal primeiro conheceram o país como turistas. Alguns resolveram ficar de vez e emendaram já com a mudança enquanto outros voltaram para casa e alimentaram o sonho distante, planejando cautelosamente antes de darem o grande salto.

Não há muitas dúvidas sobre os motivos que fazem de Portugal um dos principais destinos turísticos europeus.

Destaques do turismo em Portugal

Os prêmios recebidos atestam o sucesso de público – Portugal conquistou mais de duas dezenas dos “óscares” de melhor turismo na Europa.

A explicação pode ser simples: o clima no país é dos mais favoráveis da Europa, Portugal é reconhecido pela enorme segurança, de modo geral há uma boa infraestrutura nos locais de visita, um sistema de transporte eficiente, a comunicação é facilitada com boa parte da população sabendo falar inglês. Existe sol durante grande parte do ano.

O turismo é uma indústria importante para Portugal

Para ter uma ideia da importância do turismo para o país, ele já é considerado uma atividade econômica fundamental para a geração de riqueza e emprego. Nos últimos 9 anos, Portugal apresentou uma taxa de crescimento média por ano de 7,2% nas dormidas. Cerca de 19,1% da riqueza produzida pelo país em 2019 foi gerada graças ao turismo.

Mas ser um país relativamente dependente do turismo tem prós e contras, alguns dos problemas sociais se agravaram justamente quando paramos de receber turistas devido à pandemia.

A qualidade de vida em Portugal é única, não podemos negar

Acho que os turistas brasileiros que chegam aqui acabam tendo rapidamente um gostinho do que é viver em condições tão especiais.

Imagina morar em um lugar seguro, tranquilo, (relativamente) organizado.

Parece um sonho, não é? Viver em Portugal traz uma série de vantagens, especialmente se você já tem ou pretende constituir família. Não precisar pagar escola particular – de modo geral as escolas públicas em Portugal são boas – não se preocupar com plano de saúde, não gastar verdadeiras fortunas com o condomínio.

Tudo isso é um privilégio enorme, é verdade. As cidades, de modo geral, também contam com transportes públicos eficientes e é possível se deslocar mais rapidamente – especialmente se a comparação for com uma cidade grande do Brasil.

metro porto
Metrô do Porto

O custo de vida em Portugal, especialmente quando comparamos com outros países da Europa, também é relativamente baixo. É importante sublinhar, porém, que isso varia muito também de acordo com a região do país que escolhe para viver: morar em uma cidade pequena é muito mais barato do que viver no centro de Lisboa, por exemplo.

A despesa maior se reflete no preço dos imóveis: alugar ou comprar uma casa na capital por um valor que dê para pagar sem apertos é mesmo um verdadeiro desafio.

A facilidade do idioma é um ponto positivo para morar ou visitar

Viver fora do Brasil pode ser especialmente árduo se pensarmos na barreira da língua. Por mais que você já fale o idioma local, provavelmente ele não é a sua língua nativa e, se falar durante algumas horas em inglês (ou francês, espanhol, etc.) pode ser cansativo, imagine o que é viver imerso num lugar onde não compreendem a sua língua materna.

Mais do que uma ferramenta de uso cotidiano, a língua é também, de certa forma, a maneira como vemos o mundo e como comunicamos os nossos afetos.

galo barcelos portugal visitar ou morar

Escolher Portugal para morar é um descanso sob esse ponto de vista. Embora os brasileiros frequentemente sintam assim que chegam que não entendem o que a população portuguesa diz devido ao sotaque, a verdade é que, aos poucos, a musicalidade do português de Portugal vai entrando nos nossos ouvidos sem grandes dificuldades.

Lembre-se que quando se você se mudar para cá irá assistir televisão, ouvir rádio, cumprimentar a caixa do supermercado e se comunicar para resolver problemas essenciais. Com maior ou menor dificuldade, a barreira do sotaque é ultrapassada de maneira muito mais simples do que se compararmos com o processo de imersão em um idioma completamente diferente.

Custo de vida é mais um atrativo para ambos os lados

O custo de vida em Portugal é, de fato, um dos grandes atrativos para os brasileiros que querem tentar a vida fora do país.

A vida não costuma ser cara por aqui: o transporte público em geral é barato (especialmente com os passes), as contas do supermercado não são pesadas, não é preciso pagar plano de saúde privado nem gastar rios de dinheiro com escolas particulares.

Em relação às despesas da casa como condomínio e imposto, os prédios costumam apresentar valores bem em conta e, quem paga aluguel já tem essa despesa embutida no valor que paga todo mês ao senhorio (proprietário do apartamento) – aqui quem paga o condomínio e o imposto sobre os imóveis é, em geral, o proprietário.

Comparação do custo de vida das cidades portuguesas

O que costuma ser mais pesado em termos do custo de vida é o valor do próprio aluguel – ou da compra da casa – especialmente nos grandes centros urbanos. O custo de vida em Lisboa, por exemplo, é claramente mais elevado quando comparamos com o custo de vida em Braga, uma cidade menor.

Alugar um apartamento em Lisboa é bem mais caro, além de outros gastos eventuais com saídas e idas a restaurantes. Mas também é verdade que os salários em Lisboa costumam ser mais elevados do que em outras regiões do país.

Para ter uma ideia, segundo dados os oficiais da Segurança Social, os salários médios brutos em Lisboa giram em torno dos 1.465€. Em Setúbal, esse valor é de 1.318€. No Porto, é de 1.194€. Coimbra, uma cidade bem menor, tem como salário médio bruto algo em torno dos 1.157€.

Em resumo: o custo de vida nas cidades menores tende a ser mais reduzido, mas também os salários são mais baixos e pode ser mais complicado arranjar emprego já que há menos oportunidades no mercado de trabalho.

Morar em Portugal é diferente de visitar

Como nem tudo são flores, precisamos também falar das partes duras de viver em Portugal.

Estamos falando de um país que fica do outro lado do oceano e, possivelmente, você não poderá visitar a família e os amigos com a frequência de gostaria. A saudade eventualmente aperta e aperta forte, mesmo que você já esteja vivendo fora há algum tempo. Ainda mais em datas chave como natais e aniversários.

Entraves na hora de conseguir um emprego

Outro problema sério é a dificuldade na hora de arranjar emprego. Portugal é um país com um mercado reduzido e que apresenta obstáculos para os imigrantes se integrarem em termos laborais.

Ainda há muita resistência e preconceito com quem vem de fora, pelo menos é essa a experiência que tive. Principalmente se tiver uma profissão mais qualificada, pode ser um tormento validar os seus diplomas e efetivamente conseguir começar a trabalhar. A burocracia, aliás, é um dificultador enorme para o imigrante, especialmente em termos de legalização.

Dificuldades de adaptação

Além das dificuldades do sistema, existe também xenofobia por aqui, principalmente com brasileiros e mais especificamente com mulheres brasileiras. O estereótipo do brasileiro malandro e preguiçoso e da brasileira que se prostitui para ganhar a vida dificultam bastante no dia a dia por exemplo na hora de alugar uma casa ou um quarto.

Muitos proprietários se recusam a alugar para brasileiros ou colocam uma série de entraves na hora da negociação. Já senti essa experiência na pele assim como outras amigas.

A escolha se Portugal é melhor para morar ou para visitar vai depender de cada pessoa

Não fico com qualquer pontinha de dúvida quando indico Portugal como próximo destino de férias para amigos e parentes. Acho que o país reúne condições muito especiais e agrada muitos gostos distintos.

É fácil se comunicar em Portugal, além dos brasileiros terem a facilidade do idioma, todos os outros estrangeiros contam com o descanso que é saber que quase toda a população tem noções básicas de inglês. Os custos não costumam ser elevados e Portugal agrada a gregos e troianos: desde quem vem com um mochilão até quem prefere ficar hospedado em hotéis luxuosos e fazer refeições em restaurantes cinco estrelas.

No entanto, quando me perguntam se Portugal é o lugar ideal para morar já fico reticente para dar uma resposta definitiva. Acho que o país pode ser o paraíso para alguns, mas também uma decepção para outros.

Se o seu desejo de viver em Portugal é movido pela busca de um ritmo de vida mais sossegado , com menos problemas de segurança e mais estabilidade, provavelmente você ficará satisfeito com a troca. Estude bem a cidade que irá escolher e pense friamente no custo de vida de cada uma delas. Há cidades lindas e menores como Nazaré e Évora. E há também os grandes centros urbanos como Lisboa e Porto.

vista lisboa visitar ou morar

Por outro lado, se o seu objetivo é conseguir crescimento profissional e prosperar financeiramente é possível que os seus planos não saiam exatamente como imaginou.

Além das dificuldades em termos profissionais, é natural que pessoas muito apegadas à família se sintam deprimidas e solitárias com tantos quilômetros de distância. Não é assim tão fácil fazer amizades profundas depois de uma certa idade, os portugueses são, de modo geral, fechados, por isso não me surpreende os tantos relatos de conhecidos que vieram para ficar, mas acabaram deixando o país.

Grande parte das vezes Portugal é a primeira parada de outros destinos, daqui muitos brasileiros se mudam para a Irlanda, para a França, para a Holanda ou para a Alemanha em busca de oportunidades na carreira.

Como se mudar estando bem preparado

Mudar de país é uma decisão séria e que precisa ser muito bem planejada. Conversar com amigos que deram esse passo pode te dar pistas muito importantes. Pesquisar exatamente detalhes da região como o custo dos imóveis, dos transportes públicos e o acesso às escolas também vão te ajudar enormemente.

Em resumo: quanto mais informações você tiver nesse momento, provavelmente mais bem sucedida será a sua transição. Uma dica que pode te ajudar nesse momento inicial é explorar o nosso programa Morar em Portugal, que dá orientações muito práticas sobre como conduzir essa mudança da melhor maneira.