Quer viver em Portugal gastando pouco? É possível! Hoje trazemos um guia completo para você economizar no país, de uma pão-duro para outros. Aprenda a diminuir ao máximo o custo de vida em Portugal com essas dicas simples que aplico no dia a dia sem prejudicar em nada a minha qualidade de vida.

Afinal, dinheiro é bom, mas saber gastar é melhor ainda. Com um bom planejamento financeiro, podemos alcançar muito mais. Prepare os seus Euros na carteira e acompanhe!

Gaste o mínimo possível com o aluguel

Quem vive em Portugal sabe que um aluguel de apartamento a bom preço faz toda a diferença no orçamento mensal. Por isso, antes de mais nada, procure economizar na sua moradia.

Considere se dividiria um apartamento com amigos

Se você vem morar em Portugal sozinho ou em casal, partilhar apartamento pode ser o ideal para economizar.

Principalmente nos centros urbanos maiores, Lisboa e Porto, os preços dos aluguéis são altos e os jovens tendem a alugar apenas um quarto num apartamento compartilhado.

Ao invés de gastar 700€ no aluguel de um T1 (apartamento de um quarto), você gasta 300€ num quarto em um T3 (apartamento de três quartos) partilhado, por exemplo.

Pesquise os preços dos aluguéis na zona antes de fechar acordo

Antes de se mudar para Portugal, pesquise com calma e muita antecedência sobre o mercado imobiliário. Descubra quais são os preços médios, quais bairros são mais caros e os mais seguros. E também veja a distância para o seu local de trabalho ou de estudo.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Envie dinheiro com toda a segurança, rapidez e melhor taxa de câmbio. Atualizamos a melhor entidade diariamente, faça já a sua simulação!

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal com segurança e qualidade de vida?

Recomendamos a assessoria boutique da Atlantic Bridge, para quem deseja ir para Portugal de forma planejada, sem contratempos e com a segurança de ser acompanhado pelos profissionais mais experientes do mercado.

Saber Mais →

Conheça as cidades mais baratas para se viver em Portugal. O planejamento é essencial para se gastar menos! Além disso, não é muito fácil encontrar um bom apartamento para alugar a um preço baixo. Você deve procurar fazer contatos e ir além dos sites de aluguel de casas.

E atenção, nunca se mude para um apartamento sem contrato de aluguel fechado com o senhorio. Isso te coloca em situação de vulnerabilidade, à mercê da boa vontade do senhorio, que pode te colocar para fora sem problemas. Nessas horas, o barato sai caro.

Poupe com o transporte

Se você precisa sair de casa para trabalhar ou estudar, os gastos com o transporte podem ser altíssimos. Por isso, saiba como viver em Portugal gastando pouco com isso.

Vá a pé ou compre uma bicicleta

Será que vale a pena gastar com transporte público se você pode sair 15 minutos mais cedo e caminhar? Vá a pé! As ruas em Portugal são geralmente muito seguras e você pode andar tranquilamente sem medo de assalto.

Ainda mais se você for morar em uma cidade pequena, aí é que não vale a pena gastar com passagens ou carro. No máximo uma bicicleta e capacete, de preferência usados, para te levar de um lado a outro com menos esforço.

Vai de transporte público?

Se for mesmo precisar de transporte para ir de um lado a outro, veja se na sua cidade vale a pena comprar um passe mensal. Procure pelos descontos e passes para economizar no transporte público da sua cidade.

Gaste menos com o transporte em Portugal

Por exemplo, ao invés de gastar 1,20€ a cada viagem de metrô no Porto, que daria 48€ se viajasse todo dia útil, ida e volta, durante um mês, compre o passe mensal por 30€.

Além de cobrir as despesas das viagens para o trabalho, você pode usar o transporte público quantas vezes quiser na cidade. Os menores de 23 anos pagam apenas 16€ nesse mesmo passe. E por que você ainda quer gastar mais?

Quer comprar um carro?

Muito bem, se você realmente precisa de um carro para se locomover, também é possível economizar ao optar por comprar um carro usado ou semi-novo. Mas as despesas do carro não são só as da compra.

Primeiro de tudo, saiba o preço da gasolina. Em julho de 2021, o preço da gasolina em Portugal era de 1,72€/L. No mesmo mês, o Brasil registrou uma média de R$5,83/L, cerca de 0,94€/L. Ou seja, para viver aqui e gastar pouco, até seu carro precisa ser econômico!

Fora isso, há os impostos que, dependendo da poluição do carro e do ano de fabricação, podem ser altos. Acrescente a isso as revisões obrigatórias do veículo e os altos custos com pedágios antes de tomar uma decisão de comprar um carro em Portugal.

Economize nas contas de casa

As contas da casa também fazem muita diferença no orçamento. Porém, com pequenas mudanças na rotina, você pode diminuir muito os seus gastos.

Desligue a luz e tome cuidado com o aquecedor

Portugal tem uma das contas de energia mais caras da Europa. Então não é brincadeira, poupar energia pode te garantir uns Euros a mais no final do mês. Principalmente, tenha cuidado com o uso de aquecedores e máquinas de lavar roupa.

A maioria dos brasileiros quando vem morar em Portugal não está acostumado a usar aquecedores em casa. Quando chega o inverno lá vem a conta de luz caríssima!

O aquecedor consome muita energia para te deixar quentinho, o que faz com que a conta de energia triplique. Então aproveite um cobertor macio em casa, saia para dar uma caminhada, mas evite ficar o dia todo com o aquecedor ligado.

Além disso, nada de lavar roupa todo dia, muito menos colocar a roupa limpa para lavar por besteira. Lavar roupa é caro, gasta água e energia. Separe um dia na semana para lavar as roupas sujas e aproveite o sol para secar. Dependendo da região onde você mora e da época do ano, nem precisa usar uma secadora. Só cuidado com a chuva no varal!

Conheça os principais cuidados com a casa que você precisa ter em Portugal.

Corte gastos desnecessários

Será que você precisa mesmo de TV à cabo se só assiste Netflix? E para que o plano de celular inclui tantos minutos de ligações se você só usa o WhatsApp? Veja com cuidado os planos de telefonia e internet e pague apenas pelo que for consumir.

Eu mesma nunca comprei um pacote de TV desde que me mudei para Portugal, não sinto falta. Por outro lado, uso e abuso de um bom wi-fi para trabalhar de casa e ver vídeos na internet. Pesquise e economize. Seu bolso agradece.

Limpe a sua própria casa ao invés de contratar alguém

Você não está mais no Brasil. Em Portugal não há o mesmo costume de contratar empregadas domésticas ou lavadeiras. Aliás, os serviços como marido de aluguel são considerados muito estranhos no país. Aqui as pessoas limpam as próprias casas e vivem bem com isso. Incrível, não?

Os profissionais da limpeza em Portugal são mais bem pagos e respeitados que no Brasil. Então a escolha é sua, ou pagar muito mais pelo serviço, ou perder o (mau) hábito de não arrumar a própria cama.

Não faz mal nenhum limpar a sua própria casa. A mão não cai se você lavar a louça”, como diria a minha mãe. Então divida as tarefas de limpeza com quem mora com você e não procure gastar desnecessariamente por preguiça.

Controle as despesas com a alimentação

Nesse quesito, a cultura portuguesa se mostrou uma grande aliada do meu bolso. Eis o porquê.

Cozinhe a sua própria comida e economize muito

Em Portugal, não é costume comprar comida fora o tempo todo. É mais caro. Lanchonetes e redes de fast-food até pouco tempo não eram tão adeptas do delivery como acontece no Brasil. Isso tudo, unido ao hábito português de cozinhar em casa mais vezes, fez com que eu passasse a gastar muito menos com a alimentação. Não amo cozinhar, mas amo ter dinheiro e então consigo viver bem cozinhando todos os dias. Escolhas.

Além disso, adéque a sua alimentação ao quanto quer gastar por mês. Carne de vaca é muito mais cara em Portugal que no Brasil, mas, por outro lado, os peixes são mais baratos. Outra opção boa para o bolso e para a saúde é experimentar refeições vegetarianas.

Pesquise os preços nos supermercados e se fidelize ao que der mais benefícios

Os supermercados em Portugal geralmente oferecem preços competitivos entre si, além disso, dão cupons de desconto e têm parcerias com postos de gasolina e restaurantes.

Como economizar nas compras de supermercado em Portugal

Antes de decidir qual é o supermercado que vai ganhar o seu coração, pesquise preços e benefícios de criar um cartão da loja, eles são gratuitos. Veja se vale a pena ir lá todo mês e nunca, jamais faça as compras do mês sem um planejamento cuidadoso (nem com fome).

Perca o preconceito da marca branca

Os produtos de marca branca são aqueles comercializados pelo próprio supermercado e possuem sempre os preços mais baratos. Porém, as pessoas geralmente têm preconceito contra eles, pensando que por não terem marca, são de má qualidade. Grande erro!

Além de terem qualidade, esses produtos te fazem poupar. Então não caia na armadilha do status e fique à vontade para comprar o produto que quiser. Afinal, é você quem paga suas contas.

Fique esperto na hora de escolher um restaurante

Quando for comer fora, fuja do centro turístico e vá para perto das escolas. Onde há estudantes há comida barata, e onde há turistas há preços “para turista”, ou seja, o dobro do normal.

Aqui em Portugal também não há os tão queridos buffets de self -service onde se paga por quilo, como no Brasil. O que se encontra geralmente para almoçar no dia a dia são restaurantes que oferecem pratos feitos, os pratos do dia, com comida caseira e tradicional portuguesa, por cerca de 7€.

Dica para comer fora e gastar menos: descubra onde os portugueses comem. Eles gastam muito menos que os turistas e são pão-duros (ou como eles dizem, forretas) por natureza.

Como economizar com filhos

Além de amor e carinho, crianças dão muitas despesas. Mas é possível morar em Portugal com filhos e poupar bastante ao aproveitar algumas dicas.

Aproveite o ensino público de qualidade

Um dos pontos fortes de Portugal em relação ao Brasil é o ensino público de qualidade e de graça disponível a todos os cidadãos e imigrantes, seja lá qual for a situação no país. Crianças e adolescentes têm direito a estudar nas escolas públicas básicas, primárias e secundárias do país e, ao invés de uma mensalidade caríssima, você só precisa pagar pelo material escolar e alimentação.

Procure pelas bolsas em universidades

Caso seus filhos ou você mesmo decidam estudar na universidade em Portugal, saiba que mesmo não sendo gratuitas, várias universidades públicas oferecem bolsas parciais para alunos internacionais.

Além disso, se você tiver cidadania portuguesa, vai poder pagar muito menos pelas licenciaturas nas universidades públicas. Por exemplo, a anuidade do curso de Ciências da Comunicação na Universidade de Lisboa para estudantes portugueses é de 697€. Já os estudantes internacionais pagam 3.500€.

Conheça as condições da sua universidade de escolha e considere também pedir o Estatuto de Igualdade de Direitos e Deveres para usufruir dos preços nacionais em diversos setores.

Encontre opções de lazer gratuito

“A gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte…” de preferência de graça! Saiba como viver em Portugal gastando pouco com opções de lazer que cabem no bolso de qualquer pessoa.

Aproveite as praias e parques para um piquenique

Você não precisa gastar dinheiro para se divertir na rua. Aliás, para viver bem, basta ter boa companhia e boa vontade.

Procure por entretenimento gratuito em Portugal

Em Portugal, não faltam lugares lindos ao ar livre para passear, brincar e confraternizar com a família, amigos ou em casal. Piqueniques são opções de refeição baratas e divertidas, e ainda dá para dizer que você foi “comer fora”.

Conheça as praias perto de onde você mora, faça trilhas na natureza e veja o pôr-do-sol num lugar bonito. Grátis e prazeroso.

Procure os eventos culturais públicos e gratuitos

Ir ao cinema é caro demais? O show do Caetano esgotou com 3 meses de antecedência a 80€ o bilhete? Tudo bem, com certeza aparecerão oportunidades culturais mais baratas e também divertidas.

Aproveite o primeiro domingo do mês para conhecer um museu da cidade de graça, ou pague os 2€ de entrada no castelo medieval perto de onde você mora. Conheça artistas locais em eventos públicos. Fique de olho nas notícias e se planeje para ver seu artista favorito em concerto. Quem sabe na próxima você consegue ir ao concerto gratuito da Ivete em Belém.

Faça a sua academia em casa

Já parou para pensar o quanto se gasta com academia todo ano? E às vezes a gente nem vai!

São quase 400€ para o ralo. Porém, cuidar da saúde é importante, então não deixe de se exercitar da forma mais barata e eficaz possível.

Existem vários canais no YouTube que oferecem treinos que podem ser feitos em casa sem as máquinas tecnológicas. Saia para correr ao ar livre, faça yoga, treine com pesos, sue a camisa em casa e poupe seus Euros para gastar com uma alimentação saudável ou um tênis para treinar.

Gaste menos com roupas e estética

Andar arrumadinho é bom, mas andar arrumadinho e com dinheiro é melhor ainda. Não seja só um rostinho bonito, saiba como economizar com a estética.

Conheça as épocas dos saldos

Promoção. Quem não ama essa palavra? Em Portugal, é comum que os chamados saldos aconteçam nas mesmas épocas do ano – são elas o final do verão europeu e após o natal, principalmente.

É quando as lojas colocam em promoção as roupas que não foram vendidas nas épocas altas, bem a tempo de renovar o guarda-roupa para a próxima estação. Mas atenção, compre só o que precisa.

Basta ir ao shopping duas vezes por ano. Blusinhas a 1€ e casacos a 10€ são tentadoras, mas é bom praticar o autocontrole.

Abrace a causa dos brechós e das roupas usadas

Comprar roupas usadas está voltando à moda. Ótimo, porque aqui em Portugal não era, até pouco tempo, muito comum encontrar brechós em cada esquina. Sem contar que é mais barato.

A organização sem fins lucrativos Humana tem coletores de roupas usadas para doação em todo o país. Após a seleção, ela revende roupas e sapatos em suas várias lojas em Lisboa e no Porto para financiar projetos sociais.

Vale a pena ir a lojas como essa para encontrar roupas boas de segunda mão a preços muito mais simpáticos. E claro, também é muito mais sustentável do que contribuir para o fast-fashion.

Faça as unhas e corte o cabelo em casa

Ir ao salão de beleza todo mês também revela um gasto astronômico no final do ano. E se tem uma coisa que a quarentena nos ensinou é que todo mundo consegue, por bem ou por mal, cortar o próprio cabelo e passar um esmalte na unha decentemente.

Claro, não será um resultado profissional. Mas dá para viver com o cabelo meio torto e a unha com esmalte levemente borrado desde que isso signifique ter 50€ a mais na conta todo mês. Não é para andar todo bagunçado na rua, mas sim para gastar apenas com o necessário.

Não economize com a saúde, mas se previna

Saúde vem em primeiro lugar sempre, mas tenha atenção para não gastar mais do que pode (nem menos do que deve).

Cuidar da saúde ajuda a evitar gastos desnecessários

Alimente-se bem, faça exercícios e um check-up anual

Não deixe a sua saúde para depois. Cuidar do seu corpo e da sua mente, além de benéficas para sua vida, são benéficas para o seu bolso! Tenha uma dieta balanceada, evite fumar e beber álcool e vá ao médico pelo menos uma vez por ano para ver se está tudo bem.

Afinal, viver em Portugal gastando pouco não significa deixar de ir ao hospital para não gastar! Faça religiosamente os exames de check-up e evite surpresas desagradáveis e gastos desnecessários.

Use e abuse do SNS e do seu médico de família

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) é o sistema público de Portugal e, assim como acontece com a educação, funciona muito melhor que no Brasil. Embora haja longas filas nos hospitais nas cidades grandes, o sistema funciona e garante a todos os cidadãos um médico de família para acompanhar nos atendimentos de Medicina Geral e Familiar.

Não subestime um seguro de saúde, pode te salvar

Embora seja mais caro do que usar o sistema de saúde pública, ter um seguro de saúde e ir aos hospitais privados pode ser melhor para o seu caso. É importante pesquisar bem e escolher o melhor para você, nas suas condições.

Eu mesma aos 22 anos, depois de não conseguir um médico de família no Algarve, fiz um seguro de saúde e descobri que precisaria fazer uma cirurgia de emergência. Foi o que salvou a minha vida.

Fiz a cirurgia num hospital privado e paguei apenas 10% do valor total. Se não fosse por isso, eu teria que me deslocar para um hospital público em Lisboa que tivesse vaga e médicos para me ajudar. Às vezes compensa.

Saiba mais diferenças entre o sistema de saúde público e privado no nosso texto escrito por uma médica brasileira em Portugal.

Viaje com economia

Quem é que não gosta de viajar? Mas até nas férias temos que pensar em economizar. Afinal, dinheiro não nasce em árvore.

Fique de olho nas passagens low-cost

A pão-duro que vive em mim adora planejar viagens na Europa com os voos baratíssimos de companhias aéreas low-cost como RyanAir e EasyJet. É possível viajar de Lisboa para Paris por apenas 5€, por exemplo. É o sonho de consumo de qualquer pessoa. Então não dê bobeira e marque as suas férias de acordo com as passagens aéreas mais baratas!

Conheça Portugal de norte a sul

Tudo bem que viajar para outros países europeus é baratinho, mas o custo de vida em Portugal é dos mais baratos do continente. Além disso, Portugal é um país belíssimo com um dos melhores mercados de turismo do mundo. Portanto, se quer mesmo economizar durante as férias, aproveite para viajar dentro de Portugal.

Vá para as praias do Algarve, acampe nos Açores, fique num hostel no centro do Porto. Até mesmo couchsurfing é uma opção bacana (e grátis). Há ônibus e trens muito baratos que te levam de um lado a outro do país por 10€ a 30€. Pesquise e marque com antecedência para garantir os melhores preços e aproveite as férias.

Dicas bônus para saber gastar com consciência

Você chegou até aqui e já sabe como viver em Portugal gastando pouco. Mas e quanto a controlar o que entra e sai? E quanto aos impostos e contabilidade?

  • Pense em Euros, converter para Reais o tempo todo não te ajuda em nada;
  • Planeje as despesas mensais e não fuja do plano;
  • Tenha uma reserva de emergência para gastos inesperados;
  • Registre cada gasto numa planilha ou aplicativo financeiro;
  • Registre cada entrada de dinheiro também;
  • Deduza ao máximo suas despesas no IRS (Imposto Sobre Rendimento);
  • Tenha um contabilista (ou contador, no português do Brasil) de confiança e tire suas dúvidas;
  • Evite bancos com altas taxas e procure os bancos online grátis;
  • Invista na sua educação financeira para um futuro brilhante.

Não se esqueça de fazer um planejamento financeiro

Viver em Portugal gastando pouco não é nenhuma loucura, não te priva de viver com qualidade nem te faz passar fome. Afinal, não se trata de poupar à toa, não é mesmo?

O motivo para economizar deve ser para gastar com sabedoria em alguma coisa que você queira muito. Não importa se seu objetivo é comprar uma casa em Cascais, viajar ao vale do Douro ou pagar a faculdade em Portugal.

Com todas as dicas do artigo, você pode economizar muito mais e chegar mais perto de conquistar esse sonho. Nem precisa ser um pão-duro completo se não quiser, mas com certeza vai maximizar o seu potencial de compra. Boa sorte e boas compras!

Seu sonho é vir morar em Portugal? Conheça o nosso Programa Morar em Portugal. É um guia passo a passo com 22 videoaulas mais um livro digital com tudo o que você precisa seguir para se mudar para o país sem imprevistos. Vale a pena!