Aposentadoria em outros países: tudo o que você precisa saber

Europa  / 

Conforto, segurança, melhor qualidade de vida e uma nova experiência durante a melhor idade. Esses são os pontos que levam muitos idosos a deixarem o Brasil para aproveitar a aposentadoria em outros países.

Viver fora é o desejo de muitas pessoas ao longo da vida. No entanto, os compromissos com o trabalho acabam adiando esse sonho. Quando muitos brasileiros chegam à terceira idade e conseguem se aposentar, o sonho de viver em outro país pode se tornar realidade.

Viver em Portugal com a sua Aposentadoria?

Sabia que você pode levar o seu tempo de contribuição para se aposentar em Portugal?


Maximize o valor da sua aposentadoria tendo contribuições no Brasil e Portugal sendo orientado por especialistas.

SABER MAIS »

Curtir a aposentadoria em outros países, apesar de ser uma realidade cada vez mais fácil, requer um planejamento criterioso. É preciso escolher bem o destino e colocar todos os custos, vantagens e desvantagens na ponta do lápis. Mas afinal, o que é preciso saber para curtir a aposentadoria fora do Brasil?

Aposentadoria em outros países

Dentre outras coisas, é importante que você conheça todos os detalhes do processo para fixar residência em outro país. Tenha em mente quais as exigências você vai precisar atender e os requisitos necessários. Além disso, pesquise se existe uma renda mínima necessária para ter autorização para viver de forma tranquila no país escolhido.

Ter cidadania europeia também facilita bastante o processo. Por exemplo, uma pessoa que tem cidadania italiana e deseja morar em Portugal pode viver tranquilamente no país, sem necessidade de visto. Isso também vale para os demais países da União Europeia.

De maneira geral, as regras de aposentadoria no Brasil são mais acessíveis pois os trabalhadores podem parar de trabalhar mais cedo. No entanto, os benefícios e valores previdenciários pagos aos aposentados na Europa são mais altos. Por isso, a aposentadoria em outros países fora do Brasil pode ser mais vantajosa se você deseja uma aposentadoria financeiramente tranquila.

Acompanhe mais detalhes sobre aposentar na Europa em nosso site.

Quais países estão de portas abertas?

Em geral, é possível viver em praticamente qualquer país europeu. No entanto, cada nação possui suas regras e exigências próprias para controlar a entrada de imigrantes. É imprescindível que você tenha orientações da embaixada do país onde deseja viver e de agências e escritórios especializados nesse tipo de trâmite migratório.

Porém, alguns países possuem regras mais flexíveis para os aposentados brasileiros e são boas opções para quem deseja curtir o melhor da vida em outro lugar, são eles:

Esses países estão em busca de aposentados e pessoas com rendas fixas que estejam dispostas a deixar o Brasil. Portugal, por exemplo, tem um programa de benefícios fiscais para aposentados brasileiros que tem atraído muitas pessoas a se mudarem para lá.

A receptividade e a facilidade em conseguir um visto de aposentado para viver nesses países, especialmente em Portugal, é um atrativo indiscutível. Saúde pública de qualidade, transporte público eficiente e segurança estão no pacote de benefícios que fazem muitos brasileiros saiíem em busca de uma vida mais tranquila. E, além de tudo, a língua é a mesma!

Acompanhe também as novidades do acordo internacional de previdência entre Brasil e Portugal.

Quais documentos são necessários?

Para quem deseja sair do Brasil em definitivo após se aposentar é necessário entregar o Imposto de Renda do ano calendário vigente e outro do ano atual. Ou seja, se você deseja se mudar em Julho de 2019, é necessário fazer o IR de janeiro a julho de 2019 para entregar à Receita Federal.

Além disso, é preciso preparar uma carta ao país de destino e informar a mudança definitiva com seus dados pessoais e declaração de bens.

Saiba aqui como preparar a sua declaração de saída definitiva do país.

Documentos para Autorização Residência em Portugal

Aposentadoria em Portugal

Para quem deseja morar em Portugal é preciso solicitar um visto especial fornecido a aposentados que solicitam moradia permanente no país. Com esse visto é possível dar entrada na documentação que dará direito a usufruir do sistema de saúde pública.

Além disso, é possível solicitar a isenção da cobrança de impostos para aposentados brasileiros. De acordo com a lei de dupla tributação, pessoas com renda fora de Portugal são isentas de impostos, justamente por causa dos 25% de IR cobrada pelo governo brasileiro. É uma forma de atrair e facilitar a vida dos aposentados por lá.

Pensando em morar em Portugal?

Venha morar em Portugal sem complicações nem imprevistos com ajuda do nosso guia Como Morar em Portugal.


Num só lugar, você aprenderá o passo a passo para conseguir trabalho em Portugal e tudo sobre custos de vida, as melhores cidades para viver, cidadania, vistos, documentos necessários, educação e muito mais.


Receba grátis o índice e primeiras páginas!

RECEBER AMOSTRA »

Uma alternativa ao visto de residência de Portugal para aposentados, é o visto D7, que permite viver de rendas próprias no país Europeu. Veja como funciona.

Veja como calcular o valor da aposentadoria em Portugal e também como viver em Portugal depois de se aposentar.

Documentos exigidos

Entre os documentos exigidos estão comprovação de recebimento – tanto do benefício quanto de outros rendimentos – pelos próximos 12 meses, passaporte brasileiro com validade superior ao término do visto, seguro de saúde e outros documentos.

Comprovação de vida

Também é necessário ficar atento quanto à comprovação de vida exigida a todos os aposentados e pensionistas do INSS anualmente. Normalmente no Brasil a declaração é feita no banco onde o aposentado recebe seu benefício.

Fora do Brasil, no entanto, é necessário procurar a embaixada brasileira. A não comprovação de vida bloqueia o pagamento do benefício mesmo para quem mora fora do país.

Atenção ao desconto do IR

Desde 2013 o governo passou a reter 25% de Imposto de Renda das aposentadorias de cidadãos que vivem fora do Brasil. Isso independente de quanto a pessoa recebe mensalmente.

A taxa é retida do salário mensal do aposentado assim que ele apresenta a declaração de saída permanente do Brasil. Caso você pense em morar em outro país e não notifica o governo brasileiro, 25% de IR são descontados da sua aposentadoria automaticamente após 12 meses fora do país.

Ou seja, no 13º mês fora do Brasil o desconto já começa a ser abatido do salário. Muitos brasileiros que moram fora estão com ações na justiça contra a cobrança do imposto. No entanto, mesmo em casos favoráveis em primeira instância, o INSS tem recorrido para que a cobrança seja mantida.

Veja um artigo completo sobre o imposto na aposentadoria de quem mora na Europa e entenda também como fica a contribuição do INSS do Brasil na aposentadoria em Portugal neste artigo.

Custo de vida: veja se vale a pena

Ao decidir mudar de país, um dos maiores equívocos de pessoas que pretendem viver na Europa é não se atentar quanto ao custo de vida no país escolhido, o valor da aposentadoria e, claro, o quanto terá disponível para viver com o salário convertido para a moeda local.

Ou seja, se você ganha uma média de R$ 5 mil mensais, lembre-se que automaticamente 25% será descontado pelo IR, mais taxas bancárias para recebimento de valores no exterior e ainda é necessário converter o que sobrar para a moeda local.

Esse valor é o que você terá disponível para viver fora, por isso é importante conhecer bem o custo de vida no país e na cidade escolhida:

  • Aluguel;
  • Alimentação;
  • Água, luz, tv a cabo, telefone, internet;
  • Saúde;
  • Transporte;
  • Lazer.

Por isso, é preciso pesar muito bem os prós e contras, veja se seu estilo de vida não será muito afetado com a mudança, procure cidades mais interioranas onde o ritmo é mais tranquilo e o custo de vida mais barato.

Para te ajudar, leia nosso artigo sobre como calcular o custo de vida.

Saiba também quais são os principais impostos em Portugal e como é tributação no país.

Como funciona aposentadoria na Itália

Como receber a aposentadoria

A maneira mais fácil de receber a aposentadoria em outros países é por meio do seu banco no exterior. Muitos escritórios orientam que seus clientes recebam a pensão pelo Banco do Brasil. Para saber mais, visite o nosso artigo que explicar como receber aposentadoria morando no exterior.

Outra maneira para receber sua aposentadoria fora do Brasil é a transferência internacional por meio de aplicativos como PayPal e  TransferWise.

Dicas

Desfrutar da aposentadoria em outros países é uma realidade cada vez mais comum para muitos brasileiros. Mas a principal dica aqui é: planeje-se com antecedência.

Se possível, conheça o país antes da mudança definitiva, participe de grupos de brasileiros online, tire dúvidas com outras pessoas que fizeram o mesmo caminho.

Conhece alguém que está planejando curtir a aposentadoria em outros países? Então que tal compartilhar esse artigo para ajudá-lo a tirar as principais dúvidas?

Saiba também o que é preciso para conseguir um visto para aposentados na França.

Em destaque no Euro Dicas
  • Sabia que é obrigatório ter Seguro de Viagem para entrar na Europa?

    Seja para morar ou visitar, a imigração pode exigir esse documento no país destino. Se você não tiver, será obrigado a voltar ao Brasil. Em parceria com a Seguros Promo garantimos aos nossos leitores o melhor preço de seguro de viagem.

    COTAR SEGURO »
  • Precisa enviar dinheiro para outro país?

    A nossa plataforma preferida é o Remessa Online. No Remessa Online você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com segurança.

    VER COTAÇÃO »
  • Pensando em morar em Portugal?

    Escrevemos um guia com todos os passos necessários para organizar a sua saída do Brasil com rapidez, segurança e sem complicações. Receba grátis o índice e primeiras páginas.

    RECEBER AMOSTRA »
COMPARTILHE
Autor

Andrea é uma jornalista curitibana que uniu a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, África e Ásia. Ao lado do filho e do marido foi morar no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a produção de conteúdo e os passeios pelo Reino Unido.