Espanha

Curiosidades da Espanha: 16 fatos curiosos que vão surpreender

Quando se pensa em Espanha, o que vem à sua cabeça? Aposto que imagens de touradas e dança flamenca com certeza são algumas das coisas mais comuns. Mas pode ter certeza que esse país com centenas de cidades e mais de 40 milhões de habitantes tem muito mais a oferecer e você terá muitas curiosidades da Espanha para desvendar.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança na TransferWise, que funciona em toda a Europa.


A TransferWise não exige comprovação de rendimentos, você só precisa ter um endereço na Europa.

ABRIR CONTA »

Por isso, compilamos 16 curiosidades e fatos interessantes (desde os mais engraçados e estranhos) sobre esse país que vão te preparar se você está planejando uma mudança para a Espanha, ou se você já mora no país!

Curiosidades da Espanha

1. O dia de Reis é mais importante que o Natal

Para começar falemos de uma festa muito tradicional em toda a Espanha, o Dia de Reis, celebrado no dia 6 de janeiro. É uma data muito importante para os espanhóis, principalmente para as crianças, que esperam encontrar embaixo da árvore de natal o que pediram na cartinha que enviaram aos Reis Magos, assim como fazem com Papai Noel.

Somente vivenciando a tradição da passagem dos Reis Magos ao lado de espanhóis é que consegui entender a importância da data, não só para as crianças, mas para toda a família, pois é a data em que todos se reúnem.

A Cabalgata

Um dia antes da “chegada” dos Reis Magos, cada cidade da Espanha, seja grande, pequena ou muito pequena, recebe a Cabalgata, o desfile em que os Reis Magos juntos com os seus ajudantes distribuem doces e balas. O desfile lembra os desfiles de carnaval do Rio de Janeiro, com personagens e carros alegóricos.

Porém, na Cabalgata tudo é pensado para homenagear os Reis Magos. A família toda se reúne para assistir a Cabalgata: pai, mãe, filhos, avós.

É muito comum (e divertido para mim) ver os pais transportarem dentro do metrô escadas de até 4,5 degraus, para garantir que seus filhos possam ver o desfile. As ruas ficam lotadas e não é fácil conseguir um espaço que garanta uma boa visão.

cabalgata

Docinhos

As crianças se divertem com os personagens nos carros e usam bolsas de plástico para tentar pegar o máximo de doces e balas que são lançados em direção ao público. A festa continua quando as famílias vão para suas casas e juntos tomam chocolate quente e comem o “roscón de reyes”, um doce muito parecido com pão doce, mas muito doce. O “róscon de reyes” é feito especialmente para data. Faz parte da tradição.

No dia seguinte, no Dia de Reis, as crianças acordam cedo e vão conferir se os reis deixaram os presentes que foram pedidos nas cartinhas.

Saiba também quais são as melhores cidades da Espanha para morar.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com toda segurança.

VER COTAÇÃO »

2. La Siesta

La siesta é um costume espanhol que não é nada mal de aderir. Aquela pausa depois do almoço para descansar um pouco. Acostumada com o Brasil, em que as cidades grandes não param nunca, é muito estranho ver lojas e até bancos fechados por duas horas durante a parte da tarde.

Normalmente, la siesta dura entre uma hora e meia e duas horas e se inicia às 14h. Por ser algo único dos espanhóis, entrou para a nossa lista das curiosidades da Espanha.

3. Os idiomas da Espanha

O título não está errado, é isto mesmo: idiomas da Espanha no plural. Na Espanha não se fala somente espanhol (castelhano), e não estamos falando de dialetos, e sim de outras línguas, ensinadas na escola. São elas:

Catalão

É a língua oficial da região da Catalunha e da Ilhas Baleares (chamada de Mallorquín). Também é falada na Comunidade de Valência, porém, chamada de valenciano.

Basco

É a língua oficial em Navarra e no País Basco, também conhecida como euskera.

Galego

Galego é língua oficial da região da Galícia.

Dialetos

Se você ouvir falar de bable ou aragonês, aí sim, estamos falando de dialetos. Pode acreditar que são outras línguas mesmo. Compreendo 100% o espanhol, quando ouvi espanhóis falando catalão não entendi absolutamente nada. Em Barcelona é muito comum passar por experiência parecida.

Por outro lado, ouvir o Galego foi uma boa surpresa. A língua é muito parecida com o português. Sem saber nada de espanhol você consegue entender quando eles falam galego, e eles conseguem nos entender quando falamos português. As palavras e os sons são muito parecidos.

Se interessa pela língua? Saiba como aprender espanhol, dicas práticas e melhores maneiras.

O espanhol é a segunda língua mais falada do mundo

Aproximadamente 470 milhões de pessoas no mundo falam espanhol como língua nativa, sendo essa uma das melhores razões para aprender essas conjugações complicadas, mas que quando pronunciadas são um charme só!

4. A Espanha é o segundo maior país da União Europeia

Saiba que o Reino de Espanha, como é oficialmente conhecido, é o segundo maior país da União Europeia. Com uma área de 505.955 quilômetros quadrados, que cobre cerca de 85% da Península Ibérica, região que compartilha com Portugal.

5. Touradas

As touradas fazem parte da cultura espanhola e causam controvérsias dentro do próprio país. Apesar de fazer parte da tradição, muitos espanhóis, principalmente os mais jovens, não se sentem orgulhosos com esse espetáculo.

6. União Ibérica

Você sabia que entre 1580 e 1640 Espanha e Portugal eram um só país? Dessa união quem mandava era a Espanha até que Portugal conseguiu se tornar independente, terminando com a chamada União Ibérica.

Morar em Portugal ou na Espanha? Qual país você se adapta melhor? Leia este artigo e descubra.

7. A população da Espanha é a quinta maior da Europa

Hoje a população da Espanha já ultrapassa os 46,7 milhões de habitantes. Com mais de três quartos vivendo em áreas urbanas e cerca de 6,5 milhões de pessoas vivendo em Madrid e 5,5 milhões em Barcelona – ambas as cidades têm mais habitantes do que as populações inteiras da Irlanda ou da Nova Zelândia, por exemplo. E para uma cidade europeia, isso é muita coisa!

8. Ir de tapas

Esse é outro daqueles costumes espanhóis que aderimos facilmente. Você entra em um bar, compra uma bebida e junto com ela te servem algo para “beliscar”, como dizemos no Brasil. Não cobram pelo aperitivo. Azeitonas, pães torrados com molho, verduras, frutos do mar, batatas fritas, são algumas das coisas que são servidas, dependendo do local. Por isso mesmo, os espanhóis costumam fazer o “de bar em bar”.

Se você sai com um espanhol e pensa que vai passar a noite inteira em um mesmo lugar, esquece! É comum tomar duas cervejas em um bar, mais uma em outro e essa experiência pode fazer com que você termine a noite conhecendo até 5 bares. Outro detalhe de “ir de tapas” é: não pense em procurar um banquinho para sentar. É para beber e comer em pé e jogar conversa fora. São hábitos essencialmente espanhóis que podem parecer estranhos para nós brasileiros, por isso são curiosidades da Espanha que temos de nos adaptar ao viver no país.

tapas curiosidades da espanha

Saiba também quais são as melhores baladas de Barcelona.

9. Ouro líquido

A Espanha produz 43,8% de todo o azeite do mundo. A maior região produtora de azeite é a Andaluzia, com Jaén no epicentro da produção. Curiosamente, a Itália é “importador” do líquido e muitos dos azeites comercializados lá são produzidos sob o sol espanhol. Por conta dessa abundância, esse item ficou conhecido como o ouro líquido da Espanha.

10. Transporte público determina o horário das saídas

Vamos falar de Madrid, conhecida pela eficiência do seu transporte público, principalmente pelo metrô, que pode nos levar em qualquer lugar da cidade. Apesar de toda eficiência do metrô de Madrid, ele não funciona a noite toda, fecha às 2 horas da manhã.

Os jovens se encontram mais cedo e se divertem até ao máximo 1:30 da manhã, depois vão para casa, para não ter que ir atrás de ônibus noturnos. Aqueles que gostam das discotecas, que ficam abertas até 6 ou 7 da manhã, já saem mais tarde de casa e ficam até o dia seguinte, assim podem pegar o primeiro trem de metrô às 6h.

11. Os horários das refeições

Parece que na Espanha se faz tudo mais tarde do que em qualquer outro país. Incluindo os horários das refeições. O almoço chamado por eles de “comida”, é feito entre 2 e 3 horas da tarde, enquanto a janta, chamada de “cena” é servida entre 9 e 10 da noite.

Pode parecer muito tarde para jantar e dormir, acontece que os espanhóis também dormem tarde, depois de meia-noite é o horário mais comum. Quando se chega na Espanha ou você se adapta aos horários ou fica um pouco perdido, principalmente se a ideia é comer em restaurantes. Já tentei comer às 7 da noite e fui informada que a cozinha do restaurante ainda estava fechada.

Se você é fã da gastronomia estrangeira vai adorara conhecer as comidas típicas da Espanha e os melhores doces espanhóis.

12. Beber água da torneira

Quando você chega na Europa essa é uma das coisas que você vai ter que se acostumar e até aderir, se quiser. Nas casas de Madrid, por exemplo, geralmente não tem filtro, então é super comum que as pessoas bebam água da torneira – ou, em espanhol, do “grifo”. Isso porque a água da capital da Espanha é fresca e saborosa, mas não é assim em todo o país.

13. A maior parte da população é católica

Até algum tempo, uma enorme fatia da população (98%) se considerava católico romano. Hoje esse número é menor, em torno de 74% da população, com apenas 36% se caracterizando como católico praticante.

Tem vontade de morar na Espanha? Então veja esse guia completo para planejar sua mudança para o país.

14. Cocido Madrileño

A culinária da Espanha é riquíssima e conta muito das tradições do país. Porém, o modo como alguns pratos são apresentados pode nos parecer estranho, e por isso entrou na nossa lista de curiosidades da Espanha. Se você pedir o famoso “cocido madrileño” não se assuste com o que chegará primeiro em sua mesa.

O prato é servido em duas partes, mas sendo estrangeiro desavisado não dá para adivinhar. Então, você imagina uma espécie de sopa com carnes e verduras e de repente chega na sua mesa um caldo saboroso, porém ralo. Parece até uma pegadinha. Porém, não se preocupe, as carnes e verduras serão servidas logo em seguida, o caldo é servido como aperitivo.

cocido madrileno

Se quiser conhecer mais sobre a cidade, não deixe de ler sobre as 6 atrações em Madrid que você deve visitar.

15. Proibido beber na rua

Isso é algo que você já deve saber antes de chegar a Espanha porque pode te gerar uma multa de até 600 euros. É muito dinheiro por uma noitada com os amigos na rua! Mas não é assim em todo o país, em alguns lugares é permitido. E se você é daqueles que gosta de economizar e compra as bebidas nos supermercados, por exemplo, saiba que em Madrid, a venda só é permitida até às 22h. Agora que você já leu nosso artigo sobre as curiosidades da Espanha já está preparado para isso!

16. Pão para acompanhar tudo

Não sirva um jantar na sua casa para um espanhol sem pão na mesa. Não importa qual a receita escolhida por você, os espanhóis sempre esperam que tenha um pedaço de pão para acompanhar a refeição.

O país reserva ainda inúmeras outras curiosidades e fatos que só andando pelas ruas, observando e interagindo com os espanhóis que você vai descobrir. E o mais importante: se permita conhecer as culturas locais, mas com muito respeito. Você verá que será uma experiência incrível.

Gostou das curiosidades da Espanha? Conhece outras? Compartilhe conosco nos comentários. Saiba também que o seguro viagem para Espanha é um documento obrigatório para entrar no país, saiba tudo sobre ele.

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas.
Compartilhe

Evellyn Lima

Evellyn Lima é brasileira e atualmente não tem endereço fixo. Resolveu viver uma vida de nômade digital. É jornalista, redatora, revisora e compartilha detalhes e surpresas das suas viagens no Instagram @ninguemcontadaviagem.

Artigos Relacionados

Fechar