Europa

Trabalhar na Europa: saiba como conseguir seu emprego

Se você está planejando trabalhar na Europa, mas não sabe quais os primeiros passos a seguir, hoje vamos te mostrar dados e informações para te ajudar nessa decisão.

Precisa abrir uma conta bancária na Europa?

Você pode abrir a sua conta bancária grátis em 5 minutos e com toda a segurança na TransferWise, que funciona em toda a Europa.


A TransferWise não exige comprovação de rendimentos, você só precisa ter um endereço na Europa.

ABRIR CONTA »

Como trabalhar na Europa: guia passo a passo

Trabalhar na Europa pode ser uma grande experiência e a uma ótima vantagem no seu currículo. Ter uma carreira internacional pode te abrir os horizontes. Porém, para trabalhar no continente europeu é necessário ter planejamento (financeiro e emocional), organização para ir atrás de um emprego e preparar os documentos para o visto.

Para os brasileiros que possuem dupla cidadania europeia, não há a necessidade de visto (apenas inscrição na prefeitura da cidade quando chegar). Para os demais brasileiros, é sempre necessário conseguir um contrato de trabalho e fazer o visto no Consulado do país ainda estando no Brasil.

Visto para trabalhar na Europa

Para trabalhar na Europa, o primeiro passo é conseguir um emprego. Depois de receber uma proposta ou contrato de trabalho você deve agendar um atendimento no Consulado do país (no Brasil) e solicitar o seu visto de trabalho, com o restante dos documentos. Nunca compre a passagem aérea antes de ter o visto em mãos.

Para a solicitação do visto, você vai precisar de um passaporte brasileiro dentro da validade, certificado de antecedentes criminais emitido pela Polícia Federal, entre outros documentos que variam de acordo com o país de destino.

Procura de trabalho na Europa

Por exemplo, para o visto de trabalho de Portugal, o valor da taxa consular é de R$499,43. O pagamento é feito via transferência bancária (o Consulado não aceita dinheiro em espécie).

Já para o visto de trabalho na Espanha, o valor da taxa do Consulado é de 60€ (cerca de R$280,00) + R$ 47,00 da taxa de autorização de residência (pagamento em dinheiro).

Cada país possui taxas e protocolos diferentes para o visto de trabalho. Por exemplo, a Alemanha possui um visto especial para pessoas com formação superior e que querem procurar emprego no país. O visto para procurar de emprego é de 6 meses e depois de contratado, o profissional pode alterar o visto no país (sem necessidade de voltar ao Brasil).

Vagas de trabalho na Europa

As melhores formas de encontrar um emprego e trabalhar na Europa é através da plataforma LinkedIn e em sites de recrutamento. Algumas das melhores opções para buscar empregos são o Indeed, Monster, Hays, Randstad, Adecco, Glassdoor.

Precisa enviar dinheiro para outro país?

Depois de testarmos as principais alternativas do mercado (Paypal, Western Union, Moneygram, etc), a plataforma que nós recomendamos é a TransferWise.


Na TransferWise você vai economizar até 8x nas suas transferências e, se precisar de algum suporte, o apoio ao cliente é em português. Crie a sua conta grátis e envie dinheiro com toda segurança.

VER COTAÇÃO »

Outra forma de encontrar trabalhos é em grupos do Facebook. Você pode pesquisar por grupos do país em que deseja trabalhar. Por exemplo: “Trabalhos na Alemanha”, “Emprego para brasileiros”, etc. Pesquise sempre quem é a empresa, o que faz, qual sua história. Jamais mande documentos pessoais e seus dados sem ter certeza que a vaga realmente existe.

Estudar e trabalhar na Europa

A maioria dos países europeus permite que os estudantes internacionais trabalhem fora do seu horário de aulas, normalmente 20 horas semanais (part-time), mas pode variar até tempo integral (full-time). Um dos melhores países para estudar inglês e trabalhar é a Irlanda, que possui mais facilidades para estrangeiros conseguirem estudar e trabalhar no país. Portugal e Malta também permite que os seus estudantes trabalhem, mas é preciso verificar as condições.

Trabalhar na Europa nas férias

Outra opção para quem não quer largar tudo de uma vez e quer fazer um teste para ver se gosta de morar fora, é trabalhar durante as férias. Durante o verão europeu, há mais ofertas de empregos em hotéis, hostels, atrações turísticas, parques temáticos, etc.

Um bom site para conseguir empregos temporários é o Worldpackers. O site mostra opções de trabalhos em diversos países do mundo como Itália, Irlanda, Reino Unido, Holanda, Espanha, Malta, Alemanha, Portugal, França, Hungria, etc. Há possibilidade de trabalhar entre 8 dias até 12 semanas (3 meses).

As opções de trabalho oferecidas pela Worldpackers vão desde babá, ajudantes, recepcionistas de hostels, organização de festas em Ibiza, até trabalho em fazendas. A maioria dos trabalhos são voluntários, apenas com moradia garantida e pelo menos uma refeição. É uma ótima opção para quem quer ter uma experiência internacional durante suas férias e sem a necessidade de visto (para estadas na Europa de até 90 dias). Se você não conhece o site Worldpackers, leia esse artigo que escrevemos sobre ele.

Melhores países para trabalhar na Europa

O melhor país para trabalhar na Europa vai depender do seu estilo de vida, se quer fazer dinheiro, ter qualidade de vida, de quais idiomas você fala. De modo geral, os melhores países para trabalhar na Europa são:

Os países possuem bons salários e oportunidades de emprego. Muitas vezes, os brasileiros começam trabalhando em hotéis, lojas, restaurantes, bares, cafés e serviços de limpeza. Depois de conhecer bem o mercado de trabalho, dominar bem o idioma, vão migrando para outras áreas de atuação.

Espaço de trabalho na Europa

Se você domina bem o idioma do país, possui formação superior, tem experiência na sua área, pode se candidatar diretamente para a sua área e tentar o primeiro emprego no exterior em um grande multinacional, acostumada na contratação de profissionais estrangeiros. As chances de trabalhar na Europa e ser contratado por grandes empresas é maior por conta da sua estrutura, apoio jurídico para o visto, etc.

Mercado de trabalho feminino na Europa

Na Europa, os países onde as mulheres são mais respeitadas e têm mais igualdade na Europa são:

  • Islândia;
  • Suécia;
  • Dinamarca;
  • Noruega;
  • Finlândia.

Em muitos países europeus as mulheres ainda ganham menos que os homens. A desigualdade salarial é mais sentida na Estônia, República Tcheca, Alemanha e Reino Unido. Já os países com mais igualdade salarial estão a Itália, Luxemburgo, Romênia e Bélgica.

Taxa de desemprego na Europa

Atualmente a taxa de desemprego na União Europeia é de 6,3%. Alguns dos países com as menores taxas e mais ofertas de emprego são a Alemanha, Holanda, Hungria, Malta, Reino Unido e Polônia.

Vale a pena trabalhar na Europa?

A Europa não é um destino para ficar rico trabalhando como imigrante. Depende muito do que você deseja. Se você não se importa com o frio e quer ter mais qualidade de vida, criar filhos, a Europa pode ser um destino para você buscar um emprego e morar com dignidade. Se deseja ganhar e juntar dinheiro, os Estados Unidos pode ser uma melhor opção de destino para imigrar. Se tem dúvida, sugerimos a leitura do artigo Morar na Europa ou nos Estados Unidos que pode ajudar.

Antes de se candidatar a uma vaga na Europa, leia sobre o mercado de trabalho do país em que deseja morar, conheça o custo de vida, os salários, a carga horária trabalhada, o clima e as informações para fazer o visto.

Adapte o seu currículo

Faça um currículo na língua do país e no estilo europeu, crie um perfil com CV no LinkedIn. Se prepare para as entrevistas e faça um planejamento para mudar de país com segurança financeira para pelo menos os 6 primeiros meses. É importante ter uma reserva financeira para os primeiros meses, para alugar um imóvel, comprar móveis, pagar documentos, etc. Quanto mais pesquisa para trabalhar na Europa você fizer, mais confortável e seguro estará para essa mudança de vida.

O seguro viagem é importante para quem vai morar e visitar a Europa

Se mudar e trabalhar na Europa está nos seus planos, saiba que o seguro viagem é fundamental. Para fazer a cotação do seu seguro de forma personalizada, recomendamos que você utilize o nosso comparador de seguro viagem. Ele apresenta planos das principais seguradoras do mercado e ainda garantimos os melhores preços aos leitores do Euro Dicas.

Este artigo pode conter links comissionados para serviços e produtos de parceiros do Euro Dicas.
Compartilhe

Amanda Corrêa

Amanda é brasileira, jornalista, mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Minho (Braga, Portugal). Mora desde 2014 em Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, a experiência de morar fora, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.

Artigos Relacionados

Fechar