Ir embora do Brasil: como planejar sua saída do país

Ir embora do Brasil está nos planos de muitos brasileiros nos últimos tempos. A decisão é motivada pela busca de uma melhor qualidade de vida e oportunidades de emprego que muitos países no exterior oferecem. Confira aqui os prós e contras de tomar essa decisão, assim como dicas de como planejar sua saída do país.

Por que você quer ir embora do Brasil?

Antes de sair do país definitivamente, reflita sobre o porquê você quer ir embora do Brasil. Cada pessoa tem seus próprios motivos, mas os principais deles são:

  • Falta de oportunidade de emprego no Brasil e salários baixos;
  • Instabilidade econômica e política do Brasil;
  • Qualidade de vida baixa do país;
  • Perspectiva de melhor qualidade de vida no exterior;
  • Falta de segurança e serviços públicos ineficientes.

Mas o importante é que você pense nas suas razões pessoais, pois isso pode ajudar na escolha do país ideal para você.

Descubra também se você tem o perfil para morar no exterior.

Como escolher o país?

Tão importante quanto decidir ir embora do Brasil, é escolher o país onde você quer morar. Mas com tantas opções interessantes no mundo, é comum sentir dúvidas quanto ao destino.

Por que escolhemos a Goldenergy em Portugal?

Para fazer uma boa escolha, é importante usar a razão e avaliar com calma os prós e contras de cada país. Faça uma lista dos destinos em potencial e considere os seguintes critérios:

  • Idioma: o idioma pode ser uma barreira ou uma ponte na hora de sair do Brasil. Dê preferência para os países com um idioma no qual você é fluente;
  • Custo de vida e salários: pesquise sobre o custo de vida e salários pagos do país onde você deseja morar. Com isso, será mais fácil descobrir o seu estilo de vida, fazer orçamentos e definir o quanto você precisa ganhar para viver bem no exterior. Esse artigo sobre o custo de vida na Europa pode te ajudar;
  • Oportunidades de emprego: informe-se sobre as oportunidades de emprego no país para a área em que você atua ou deseja trabalhar. Também é importante avaliar os salários e oferta de vagas para imigrantes;
  • Qualidade de vida: quem pretende ir embora do Brasil, certamente procura uma vida melhor. Portanto, pesquise qual é a qualidade de vida do país em índices como educação, saúde, segurança e bem-estar;
  • Tipos de visto: por fim, acesse o site do Consulado e confira os tipos de vistos disponíveis e se você é elegível para algum deles. Morar no exterior ilegalmente é a pior decisão a ser tomada, em curto e longo prazo.

No final dessa avaliação, as chances de você escolher o país ideal para você e sua família são altas. Além disso, terá uma noção do que, quando e quanto será preciso ter para ir embora do Brasil.

Confira o top 7 dos países da Europa com melhor qualidade de vida.

Vale a pena ir embora do Brasil para Portugal?

Sim, vale a pena. Morar em Portugal está no topo da lista de muitos brasileiros e não é por menos. O português é o idioma oficial do país, o que já facilita a entrada e adaptação nas terras lusitanas. Portugal também se destaca pela sua ótima qualidade de vida, sistema de saúde, segurança e boas escolas e universidades.

Mesmo com tantos atrativos, é importante analisar os contras da mudança. O mercado imobiliário está aquecido no país, principalmente em cidades como Lisboa e Porto, portanto se prepare para encontrar alugueis caros. Além disso, o salário mínimo está entre um dos menores dos países europeus.

Antes de ir embora do Brasil para Portugal, avalie esses prós e contras. Também planeje sua mudança e estilo de vida com cuidado.

Aproveite e descubra qual a melhor cidade de Portugal para morar aqui.

Como ir embora do Brasil para trabalhar?

Conseguir um emprego no exterior é uma ótima alternativa para sair legalmente do país. Mas antes de enviar currículos, é importante ter em mente qual área você pretende trabalhar, seja a da sua formação ou em um novo setor.

A boa notícia é que existem várias oportunidades de emprego disponíveis, principalmente na Europa. Para começar a busca, vale a pena acessar os melhores sites de emprego do seu país de destino. Confira a seguir, os principais portais europeus:

Outra dica bacana é acessar sites de agência de emprego e pesquisar por grupos de ofertas de emprego na Europa no Facebook e Linkedin. O ideal é enviar currículos impecáveis para os empregadores estrangeiros. Assim como, treinar o inglês ou o idioma do país para fazer ótimas entrevistas de empregos.

Leia mais sobre os requisitos para conseguir emprego na Europa e prepare-se.

Providencie o visto de trabalho

É preciso ter um contrato assinado para dar entrada no visto de trabalho na maior parte dos países europeus. Cada país tem suas próprias regras e exigem documentos diferentes, por isso consulte o site do Consulado com antecedência e informe-se sobre essas exigências. Também pode ler mais sobre os tipos de visto dos países europeus:

Em média, os vistos de trabalho são liberados em alguns meses, caso não tenha sido identificado problemas na documentação. Por isso, quanto antes você solicitar o seu, melhor. Reserve uma quantia para pagar as taxas e traduções de documentos.
ir embora do Brasil com filhos

Vale a pena ir embora do Brasil com filhos?

Ir embora do Brasil com os filhos, vale muito a pena, principalmente quando você decide morar em países europeus com boa qualidade de vida. Contudo, tomar essa decisão, não é uma tarefa fácil. Afinal, você vai definir como será a vida deles nos próximos anos, não é mesmo?

Para fazer uma boa escolha, avalie a estrutura da sua família e o suporte que você terá ou não no exterior. Também considere quesitos como educação, saúde e qualidade de vida que o país oferece. Além disso, sustentar uma família no exterior não é barato. Faça o orçamento detalhado dos custos que você terá e o quanto deve ser a sua renda para criar as crianças em outro país.

No meu caso em particular, morando em uma cidade pequena do interior da Inglaterra, acredito que vale a pena ir embora do Brasil com filho. Nós temos acesso ao sistema de saúde público e meu filho vai para a escola gratuita, ambos de muita qualidade.

É claro, viver longe da família que está no Brasil não é nada fácil, mas a gente se fala regularmente pelo telefone e ajuda a matar a saudade. Então, vale a pena fazer um balanço de quais são as suas prioridades na hora de escolher entre ir ou ficar.

Saiba mais sobre como é criar filho no exterior neste artigo que contribui.

Ir embora do Brasil com pouco dinheiro

Embora seja possível ir embora do Brasil com pouco dinheiro, não é uma prática que eu recomendo. No primeiro mês em outro país, você terá gastos altos com passagens aéreas, aluguel, alimentação e até saúde. O atendimento médico em muitos países da Europa, por exemplo, é bastante caro.

Além disso, é importante estar preparado para caso você seja demitido ou aconteça outro imprevisto. É comum lermos histórias de pessoas que vieram para Europa com pouco dinheiro e se arrependeram por isso. O ideal é fazer um orçamento mensal do quanto custará sua estadia no exterior, principalmente se você deseja morar definitivamente no exterior.

Para tirar o visto ou viajar a passeio para Europa, por exemplo, você precisa comprovar que tem meios de se sustentar no país durante a sua estadia. Geralmente, esse valor mínimo é disponibilizado no site do Consulado e do Itamaraty.

Para ter uma noção do quanto você precisará para viver no exterior, faça um orçamento. Acesse sites como o Numbeo e Expatistan e confira os preços médios dos alugueis, supermercados, serviços de água e luz, transporte e saúde.

É possível ir embora do Brasil com dívidas?

Sim, é possível ir embora do Brasil com dívidas. Segundo a Constituição brasileira, a locomoção de uma pessoa apenas é restringida por ordem judicial e não por débitos. Dessa forma, quem tem o nome do SPC (Serviço de proteção ao crédito) pode tirar o passaporte e o visto sem nenhum problema.

Mesmo assim, lembre-se que a dívida e a cobrança de juros e multas continuará com você no Brasil ou no exterior. Além disso, com o nome sujo no SPC, dificilmente você conseguirá algum tipo de crédito em bancos para financiar a sua mudança para o exterior.

Uma boa dica é vender os seus bens antes de sair do país e reservar uma quantia para o pagamento das dívidas. Assim, você viaja tranquilo e começa uma nova vida no exterior com o pé direito.

O que fazer antes de ir embora do Brasil?

Se a decisão já está tomada e você quer ir embora do Brasil, o próximo passo é planejar a grande mudança. Reserve ao menos seis meses ou um ano para planejar sua saída, isso porque você precisará providenciar muitos documentos e fazer procedimentos longos. Veja a seguir um checklist com tudo o que você precisa providenciar:

  • Guarde dinheiro: faça um orçamento do quanto você precisará ter para se sustentar no exterior e adicione mais 20% dessa quantia para um fundo de emergência. Após isso, comece a poupar dinheiro;
  • Dê um destino para os seus bens: se você tem uma casa própria, pense na possibilidade de alugá-la ou vendê-la. Quem mora de aluguel, deve comunicar ao proprietário sua saída. Também venda os móveis, carro e outros objetos que não acompanharão você;
  • Cancele serviços no seu nome: entre em contato com a operadora de telefonia, água e luz e peça o cancelamento dos serviços. Também quite as dívidas que você tiver com essas empresas e outras;
  • Faça uma procuração: faça uma procuração para alguém de sua confiança solucionar problemas seus no Brasil, enquanto você está no exterior;
  • Organize a documentação: veja quais são os documentos obrigatórios para a viagem e providencie-os quanto antes;
  • Abra uma conta no exterior: para facilitar o processo, abra uma conta no exterior em bancos digitais. Será útil para o pagamento do aluguel e de outras despesas;
  • Alugue ou reserve sua estadia no exterior: antes do embarque providencie o aluguel ou reserve o local onde você irá morar;
  • Arrume as malas: arrume suas malas com calma pensando sempre nos limites de peso e nos itens que podem ou não embarcar na bagagem de mão.

Ir embora do Brasil ou ficar? É normal ter dúvidas

Embora a resposta dessa pergunta pareça óbvia, é comum sentir dúvidas sobre ir embora do Brasil ou ficar. A decisão é algo muito pessoal, avalie a sua vida atualmente e família e pense se realmente é isso que você quer nesse momento.

Morar na Europa pode oferecer uma ótima qualidade de vida para você e sua família, mas vir para cá não é sinônimo de ter uma vida fácil.

Pelo contrário, você irá se deparar com problemas novos e terá que fazer uma adaptação cultural nos primeiros meses. Também é um investimento que embora vala a pena, é muito alto e requer planejamento e organização.

Dividindo a minha experiência

Eu já dividi em outros artigos sobre a minha experiência de ir embora do Brasil. Eu moro com o meu filho na Inglaterra desde 2018 e, apesar das dificuldades de se viver longe da família, acredito que os benefícios sejam enormes. Eu também acredito que a experiência de morar no exterior é sensacional para qualquer pessoa, especialmente para as crianças.

Nós ganhamos resiliência, aumentamos a nossa capacidade de adaptação, abrimos a mente para novas culturas, novas pessoas e novas experiências. Acredito que a gente passe a olhar para a vida de uma maneira diferente e o que era diferente, vira igual. Divaguei demais?

Eu já havia morado na África por um tempo e também vivi com meu filho na Ásia e fico feliz em ter proporcionado esse início de vida para ele. Sem contar que temos amigos espalhados em vários países e a facilidade com que ele aprende novas línguas é fantástica.

Enfim, eu acredito que vale muito a pena ter essa experiência. E vale lembrar, caso você tenha dúvidas, que nenhuma decisão é permanente.

Andrea é jornalista e também tem formação em Linguística. Apesar de nascida em Curitiba, não demorou muito tempo para seu coração ganhar o mundo. Começou a trabalhar com agronegócio, área que a fez ganhar gosto para trabalhar fora do escritório, com pessoas de culturas e lugares diferentes. Com uma câmera na mão, desbravou inúmeras cidades e nunca mais parou. Decidiu unir a paixão pela profissão e pelas viagens e fez disso sua vida. Viajou por todos os cantos do Brasil e também se aventurou pelos Estados Unidos, sete países da África e Ásia. Ao lado do filho já morou no Sri Lanka e no Vietnã. Desde 2018 vive na Inglaterra e divide seu tempo entre a maternidade, produção de conteúdo e viagens pelo Reino Unido e Europa.

Artigos relacionados

Family Search: saiba se é seguro e como funciona

Para ajudar a conectar familiares existe o Family Search, ferramenta que coleta, preserva e compartilha registros genealógicos no mundo todo.

Apostila de Haia: o que é, como fazer e quanto custa

Entenda o que é a Apostila de Haia, por que ela ajuda quem quer morar fora do Brasil, quais documentos pode apostilar e onde apostilar.

Carta de motivação: modelos e dicas para preparar o documento

Confira dicas para preparar uma carta de motivação, um modelo desse documento e veja exemplos de como escrevê-la para intercâmbio, mestrado e universidade.

Cidades que pagam para morar: 10 regiões encantadoras

Confira a lista de cidades que pagam para morar ou dão moradia ou terreno e veja quais são as condições para isso. Há várias na Europa.

Países fáceis de imigrar: veja os 4 mais receptivos da Europa

Confira a lista de países fáceis de imigrar e descubra o porquê da facilidade. Veja como é a adaptação, visto e burocracias para brasileiros nesses países.

Conseguir emprego no exterior ainda no Brasil: dicas úteis

Conseguir emprego no exterior não é uma tarefa fácil, mas temos dicas para fazer um bom currículo, onde procurar vagas e os melhores países para trabalhar.

Câmbio de moedas

EURO € : R$ 0.00

LIBRA £ : R$ 0.00

DÓLAR $ : R$ 0.00

Ouça nosso Podcast

Curta nossa página

Euro Dicas no Youtube