Como morar na Itália

Itália  / 

Dizem por aí que o português inventou a burocracia, então veio um italiano e aperfeiçoou. Começo o texto dizendo isso para que você saiba que se pretende morar na Itália, seja a trabalho ou para estudos, faça um planejamento com tempo e paciência.

Nós brasileiros somos muito próximos da Itália, isso por fatores históricos já conhecidos, então nós sempre alimentamos o desejo de viver naquele país, mas elenco algumas dicas e passos para que sua estadia no país europeu seja proveitosa.

Morar na Itália para estudar

Como sugerido anteriormente, vamos partir do princípio que você não está fazendo nada com pressa. Então, o primeiro passo é encontrar a escola que você pretende estudar. No caso de uma universidade, ficar atento aos prazos e documentação exigida é muito importante. Tem um detalhe, que geralmente passa despercebido pelos brasileiros, que é se precisa teste para ser admitido ou não nas universidades italianas. Se a instituição que você está querendo estudar for “numero programmato” você precisa fazer uma espécie de vestibular para ser aceito, se for “non a numero programmato” não é necessário.

Depois de descobrir isso, mantenha especial atenção aos pagamentos de taxas e principalmente se a universidade está recebendo tais pagamentos. E-mails de confirmação são sempre bons comprovantes. No consulado italiano é possível realizar a legalização dos documentos exigidos para estudo de forma gratuita, porém é melhor você acessar o site e descobrir quais são os documentos necessários para isso.

Outro detalhe importante é o quanto você domina o idioma italiano. Alguma instituições pedem certificados que comprovem sua proficiência na língua, então fique atento. Depois de conseguir todos os documentos e a validação deles, o próprio consulado fará sua inscrição entrando em contato diretamente com a universidade. O tempo para saber se o pedido de inscrição foi aceito ou não é de até 3 meses.

Depois do “aceite” começa a maratona para apresentar meios de subsistência, seguro de saúde, comprovante do local onde você vai se hospedar, passagem aérea e etc. Depois de tudo isso você receberá um visto no seu passaporte com validade de alguns meses e ao chegar na Itália terá que solicitar, junto com o comprovante de matrícula da instituição onde vai estudar, o visto de residência que valerá por 1 ano.

Uma dica importante, conheça o custo de vida na Itália para se preparar financeiramente.

Morar na Itália para trabalhar

Se você tiver a cidadania italiana a pior parte já passou, é só sair em busca de um trabalho e boa. Viver na Itália é mais fácil para você. Porém, se você não é cidadão italiano o percurso para se trabalhar na Itália pode ser longo, penoso, burocrático e chato. O governo italiano não quer ninguém “de fora” sem razões para lá estar, então conseguir um trabalho e um visto de trabalho em um país assolado pela crise econômica é tarefa para 007. A melhor forma de viver legalmente na Itália é estudando e, a partir daí, conseguir um trabalho e visto de residência.

Já escrevemos aqui tudo sobre como trabalhar na Itália.

Dica final: nem pense em viver ilegalmente em países da Europa. Sim, não encorajamos ninguém a fazer isso e lembro que são países organizados, pequenos e que prezam pelo controle e segurança do Estado. Então tire essa ideia da cabeça, faça o processo (lento e burocrático) de retirada de visto para permissão de moradia. Não desista, no fim vale muito a pena.

COMPARTILHE

Amanda é jornalista brasileira e faz Mestrado em Ciências da Comunicação em Braga, Portugal. Escreve para seu site Vagas pelo Mundo sobre oportunidades de emprego, bolsas de estudo e vistos para morar no exterior.

Posts Relacionados

A MIB School of Management de Trieste, na Itália, em colaboração com a agência para a promoção no...

Que a Itália faz parte do nosso imaginário nós sabemos, mas já pensou ter a oportunidade de estudar...

Viver na Itália está nos planos de muitos brasileiros. Seja pela intensa colonização italiana no...