Portugal ou Irlanda? Ambos países são destinos populares para brasileiros que desejam viver na Europa. Portugal atrai pelo idioma e qualidade de vida, enquanto a Irlanda é preferida por intercambistas e quem busca emprego.

Morar em Portugal ou Irlanda
Índice Qual o melhor lugar para morar: Irlanda ou Portugal? Trabalhar em Portugal ou Irlanda? Estudar em Portugal ou Irlanda? Custo de vida de Portugal e Irlanda Clima em Portugal e Irlanda Segurança Saúde Burocracia Legalização e aquisição de nacionalidade Idioma Gastronomia Cultura e acolhimento do povo Onde é melhor, Portugal ou Irlanda? Perguntas frequentes

Para ajudar na sua escolha, confira este artigo compara os dois países em vários aspectos essenciais que vão ajudar na sua escolha. Confira!

Descubra o segredo para uma nova vida em Portugal!

Conheça nosso Ebook Como Morar em Portugal e saiba tudo o que precisa para uma mudança sem estresse: dicas de moradia, burocracia simplificada e o melhor da cultura local. Garanta agora seu e-book e dê o primeiro passo em direção ao seu sonho europeu!

CONHECER O EBOOK→

Qual o melhor lugar para morar: Irlanda ou Portugal?

Morar em Portugal é viver em um país calmo, seguro e com muita qualidade de vida. É desfrutar de comidas deliciosas e praias deslumbrantes. É ter uma história interligada com a nossa, falar o mesmo idioma e achar divertidas as diferenças com as palavras.

É achar lindo o sotaque e se surpreender ou se assustar com a maneira literal dos portugueses. É quebrar grandes barreiras com o jeitinho desconfiado e reservado dos portugueses e constatar que eles são maravilhosos!

Morar na Irlanda é viver em um país super aberto para imigrantes. É desfrutar da curiosidade dos irlandeses para fazer amizades. É se deslumbrar com as paisagens e belezas naturais que o país oferece. É viver sem sol e se apaixonar (ou detestar) o tempo nublado.

É passar aperto com o inglês, mas ter um aprendizado que nenhum cursinho vai te proporcionar. É curtir o dia de São Patrício como se não houvesse o amanhã e se encantar por uma cultura completamente diferente.

Se você está considerando uma mudança para a Europa e está em dúvida entre Portugal e Irlanda como seu próximo destino, é fundamental examinar alguns pontos importantes antes de tomar uma decisão.

Trabalhar em Portugal ou Irlanda?

Ambos os países oferecem oportunidades de trabalho, porém, entre Portugal e Irlanda, a Ilha da Esmeralda se destaca mais nesse aspecto.

Os irlandeses são muito receptivos com estrangeiros e há oportunidades de trabalho para diferentes faixas etárias. Sem contar que é um excelente país para estudar inglês e dominar o idioma.

Há trabalhos disponíveis para todos os níveis de inglês, mas é claro que se está começando a aprender, vai conseguir vagas em pubs, cafés, limpeza, etc.

Por outro lado, em Portugal existe a facilidade com o idioma e isso acaba fazendo com que muitos brasileiros optem pelo país para trabalhar. O que ninguém te conta é que apesar do idioma nativo, os portugueses falam inglês muito bem e a maioria das vagas faz a exigência do idioma, sejam empregos qualificados ou não. Portanto, em Portugal o inglês é o básico e ter uma terceira língua (espanhol, francês, italiano ou alemão) será o diferencial.

Diferenças no mercado de trabalho

O mercado de trabalho em Portugal e na Irlanda apresenta diferenças significativas. Em Portugal, a taxa de desemprego tem historicamente sido mais elevada do que na Irlanda, embora tenha diminuído nos últimos anos.

Comprar euro mais barato?

A melhor forma de garantir a moeda europeia é através de um cartão de débito internacional. Recomendamos o Cartão da Wise, ele é multimoeda, tem o melhor câmbio e você pode utilizá-lo para compras e transferências pelo mundo. Não perca dinheiro com taxas, economize com a Wise.

Cotar Agora →
Quer morar em Portugal legalmente e com segurança?

Recomendamos a assessoria da Madeira da Costa, uma sociedade de advogados experientes para auxiliar na sua solicitação de vistos, autorização de residência, cidadania e outros trâmites. É da nossa confiança.

ENTRAR EM CONTATO →

No entanto, a Irlanda possui uma economia em crescimento e uma demanda crescente por profissionais qualificados em setores como tecnologia, finanças e saúde.

Experiência de uma brasileira na Irlanda e em Portugal

Viviane Okubo, brasileira de Bauru (SP), foi fazer intercâmbio em Dublin para aperfeiçoar o inglês e atualmente é estudante de pós-graduação na Porto Business School.

Viviane lembra que é muito comum estrangeiros em Portugal conseguirem empregos em restaurantes, em lar de idosos ou call center. Na Irlanda já é mais fácil conseguir empregos em pubs, baladas, coffee shops ou trabalhar como cleaner ou childminder.

Viviane Okubo em Dublin
Viviane Okubo em Dublin, na Irlanda, onde foi fazer intercâmbio para aprimorar o inglês. Foto: Viviane Okubo

Ela enfatiza que o nível de inglês pode influenciar para conseguir um emprego (e o tipo de emprego) na Irlanda e também em Portugal.

“Sempre tive vontade de fazer um intercâmbio para aprimorar o meu inglês. Ao pesquisar as possibilidades de intercâmbio, percebi que a opção de estudo e trabalho seria a ideal para mim. Portanto, após pesquisar quais países oferecem essa modalidade, optei pela Irlanda, por estar na Europa e possibilitar conhecer outros países enquanto estivesse por lá.”

Encontrar emprego na Europa não é fácil, mas para saber quais são as suas oportunidades reais, aconselhamos a verificar os sites de emprego em Portugal e dar uma olhada nos empregos na Irlanda.

É fundamental manter o currículo constantemente atualizado e iniciar o processo de candidatura para vagas, pois as oportunidades de emprego não se apresentam espontaneamente. É preciso estar proativo na busca por essas oportunidades, utilizando também plataformas online e redes de contatos profissionais.

Área de tecnologia

Enquanto Portugal está emergindo como um destino atraente para empresas de tecnologia, especialmente em cidades como Lisboa e Porto, a Irlanda é conhecida como um dos principais centros de tecnologia da Europa, com grandes empresas de tecnologia estabelecendo sua sede europeia no país.

Portugal é um país que ainda está em fase de desenvolvimento tecnológico e tem se mostrado bastante aberto para profissionais de alta qualificação como os profissionais de Tecnologia da Informação e Marketing Digital.

Por outro lado, a Irlanda já é considerada um verdadeiro polo tecnológico – o Vale do Silício Europeu – abrigando a sede de muitas empresas importantes no ramo como Google, Facebook, Twitter, LinkedIn, Dropbox, entre tantas outras. Dessa forma, há uma possibilidade bem maior de trabalhar em uma empresa de grande porte e mundialmente conhecida.

Os dois países oferecem oportunidades de emprego em tecnologia, mas a Irlanda é frequentemente preferida devido à sua infraestrutura tecnológica avançada e ao seu ecossistema empresarial mais desenvolvido nesta área.

WebSummit une Portugal e Irlanda

Ambas têm em comum a WebSummit – a maior feira de tecnologia da Europa. O evento nasceu em Dublin, mas com o passar dos anos e seu enorme crescimento, a cidade não conseguiu suportar toda a infraestrutura necessária – transportes públicos, Wi-Fi, hotéis, etc.

Hoje, Lisboa é a sede do evento, que acontece anualmente e recebe milhares de pessoas.

Índice de desemprego

Em Portugal, a taxa de desemprego em 2024 está em 6,8%, segundo o Pordata. O país possui a 12ª taxa de desemprego mais elevada na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Ainda, segundo o Diário de Notícias, o desemprego atingiu seu pior momento em Portugal desde o início da pandemia, refletindo também na oferta de emprego.

Ponte em rio de Portugal em dia de céu claro.
Porto, em Portugal, passa por grande crescimento econômico, atraindo empresas multinacionais e startups.

Já na Irlanda, o índice de desemprego em 2024 está em 4%, segundo a Central Statistics Office (CSO). De acordo com a entidade, a Irlanda registrou em 2023 uma taxa recorde de emprego. Durante o quarto trimestre de 2023, o país contou com 2,7 milhões de pessoas empregadas, o que representa um aumento de 3,4% em comparação com o mesmo período de 2022.

Ao falar das oportunidades de trabalho, é essencial considerar o índice de desemprego. Embora essa informação não deva desencorajar, é importante analisar esses dados com atenção.

Salários

Quando se trata de salários, há uma disparidade notável entre Portugal e Irlanda. Enquanto Portugal tem uma média salarial consideravelmente mais baixa em comparação com outros países europeus, a Irlanda se destaca por oferecer salários mais elevados, posicionando-se entre os mais altos da região.

Portugal tem um salário mínimo mensal que é de 820€ (2024). Já na Irlanda ganha-se por hora trabalhada e o valor mínimo pago por hora é 12,70€ (2024). O salário mínimo irlandês foi ajustado em 12% em 2024, o que ultrapassou a taxa de inflação estimada para o ano anterior, prevista em 5,25%.

Conforme dados da Comissão Europeia, o salário médio anual na Irlanda é de 44.202€, o que equivale a aproximadamente 3.683€ por mês. A Irlanda possui o segundo maior salário médio da Europa, ficando atrás apenas de Luxemburgo.

Em Portugal, o valor médio mensal é de 1.505€, segundo o Instituto Nacional de Estatística, ou seja, um montante médio anual de 21.070€, considerando o 14º salário do país. Portugal ocupa o 5º lugar na União Europeia em termos de salário médio mais baixo. Veja a comparação:

País Salário mensal* Valor/hora trabalhada Salário médio anual Hora trabalhada/ano**
Portugal 820€ 5,12€ 21.070€ 10,12€
Irlanda 3.683€ 12,70€ 44.202€ 23,53€

* Valor estimado por 40 horas semanais.

** De acordo com o salário médio (40 horas semanais).

Luisa Moraes e Fernando Casanova, casal de Belo Horizonte, Minas Gerais, que possui cidadania europeia, decidiu morar inicialmente em Dublin para adquirir experiência no mercado europeu. Atualmente, eles residem e trabalham no Porto.

Luisa e Fernando saíram do Brasil já com alguns anos de carreira, mas por causa do alto custo de vida da Irlanda, não ganhavam o suficiente para ter uma vida confortável.

“O país abriga a sede europeia da maioria das empresas multinacionais, principalmente de tecnologia, e isso atrai jovens profissionais do mundo inteiro, e gera demanda por mais empregos em serviços e infraestrutura. Também há cada vez mais investimento em turismo.

Eles reforçam que Portugal tem potencial para atrair investimento e mão de obra estrangeira, mas em uma escala mais reduzida e “ainda pouco explorada.”

entrevistados Luisa e Fernando
Luisa Moraes e Fernando Casanova em pleno verão de Galway, na Irlanda. Foto: Luisa e Fernando

Hoje, também graças a essa experiência de ter morado em outros países da Europa, o casal tem uma vida mais confortável em Portugal. Mesmo com salários mais baixos, a redução dos custos fixos compensou para eles.

Melhor país para juntar dinheiro

Portugal dificilmente vai ser o país ideal para juntar dinheiro. De acordo com uma pesquisa recente, quase metade da população que consegue economizar dinheiro no país tem a capacidade de reservar apenas até 100€ ao final do mês. A maioria desses poupadores guarda entre 50€ e 100€ mensalmente.

Já a Irlanda possui um salário muito mais alto e apesar de o custo de vida também ser alto no país, é possível economizar e juntar dinheiro mensalmente.

Estudar em Portugal ou Irlanda?

Ambos oferecem uma ótima educação, seja para imigrantes ou nativos. A principal diferença entre os dois está nos custos do ensino superior, uma vez que ambos oferecem um ensino básico gratuito.

As melhores universidades de Portugal cobram para a licenciatura um valor entre 3 mil a 7 mil euros anuais dependendo do curso. Agora, fazer faculdade na Irlanda custa bem caro, os valores anuais variam entre 20 a 50 mil euros.

Outra diferença para definir qual é o melhor para estudar é com relação ao idioma. Para estudar na Irlanda, o inglês precisa estar muito bom, pois aulas são todas ministradas no idioma nativo. Portanto, se você não domina o inglês, sem dúvida alguma, a melhor opção vai ser estudar em Portugal.

Custo de vida de Portugal e Irlanda

Portugal tem o custo de vida baixo se comparado a Irlanda, principalmente no que diz respeito a aluguel de casa ou quarto. Montamos uma tabela comparativa com os principais gastos mensais, de acordo com o Numbeo, considerando às duas capitais – Lisboa e Dublin.

A pesquisa, realizada em 11 de junho de 2024, incluiu a consulta aos preços dos quartos na Uniplaces no mesmo dia.

Moradia

Aluguel Lisboa Dublin
Apartamento (1 quarto) no centro da cidade 1.330€ 2.030€
Apartamento (1 quarto) Fora do Centro 920€ 1.760€
Apartamento (3 quartos) no centro da cidade 2.540€ 3.410€
Apartamento (3 quartos) Fora do Centro 1.630€ 2.843€
Quarto compartilhado 450€ 700€
Quarto individual 600€ 950€ – 1.100€

Em ambos os países, a procura por imóveis supera a oferta disponível, principalmente nas grandes cidades como Lisboa e Dublin, elevando os preços dos imóveis, tanto para venda quanto aluguel. Com isso, nota-se um crescimento na procura por aluguel em cidades menores.

Os custos das despesas domésticas variam significativamente entre as capitais. Em Lisboa, o valor médio das contas de água, energia e gás é de 133€, enquanto em Dublin esse valor chega a cerca de 275€.

Além disso, o custo da internet também difere consideravelmente entre as duas cidades, com uma média de aproximadamente 52€ por mês em Dublin e 39€ em Lisboa. Veja mais custos mensais a seguir:

Alimentação

Item Lisboa Dublin
Leite (1 litro) 0,96€ 1,29€
Arroz (1kg) 1,41€ 1,65€
Ovos (dúzia) 2,84€ 3,75€
Filé de Frango (1kg) 6,96€ 9,34€
Carne de Boi (1 kg) 12,55€ 10,92€
Batata (1kg) 1,83€ 1,77€
Água (garrafa de 1,5 litros) 0,79€ 1,60€
Refeição, restaurante barato 13€ 20€
Refeição para 2 pessoas 49€ 90€
McMeal no McDonald’s 8,90€ 10€

Transporte

Serviço Lisboa Dublin
Bilhete só de ida (transporte local) 2€ 3€
Passe mensal (preço normal) 40€ 150€
Gasolina (1 litro) 1,83€ 1,87€

Lazer

Item Lisboa Dublin
Academia 40€ 48€
Cinema – lançamento internacional 8€ 12,50€
Cerveja doméstica (500ml) 3€ 6,50€
Capuccino (normal) 2,27€ 4,00€

Portugal ou Irlanda: diferença percentual do custo de vida

O custo de vida da Irlanda é muito mais alto se olharmos o percentual. Porém, também vale considerar que o salário da Irlanda também é muito mais alto e isso reflete no poder de compra dos cidadãos.

Confira os dados pesquisados no dia 11 de junho de 2024 no Numbeo.

Preços ao consumidor Em Lisboa é 29% menor do que em Dublin
Preços ao consumidor incluindo aluguel Em Lisboa é 32% menor do que em Dublin
Preços do aluguel Em Lisboa são 36% mais baixos do que em Dublin
Preços dos restaurantes Em Lisboa são 38% mais baixos do que em Dublin
Preços de supermercado Em Lisboa são 24% mais baixos do que em Dublin
Poder de compra local Em Lisboa é 46% menor do que em Dublin

Clima em Portugal e Irlanda

Nesse quesito, Portugal vence facilmente.

O país luso tem um clima ótimo. Um verão maravilhoso com muito sol e calor para curtir as praias, rios e cachoeiras. Os festivais de verão pipocam por várias cidades e a “vibe” é incrível. Já o inverno, digamos que tem para todos os gostos. Na região norte, o frio e a chuva são intensos.

A região central é marcada por uma mistura entre frio e dias ensolarados. E no Algarve, a região sul de Portugal, o inverno tem um clima super ameno e com muito sol durante o dia, mas a noite a temperatura pode cair bastante.

O clima da Ilha da Esmeralda é bastante característico. A presença do sol é rara, independentemente da estação do ano – primavera, verão, outono ou inverno. A chuva é frequente e os habitantes precisam se acostumar com ela, sendo que o país é constantemente afetado pelas condições climáticas.

Para a brasileira Viviane Okubo, o clima da Irlanda foi um obstáculo:

“Morei 2 anos em Dublin e, por mais que eu tenha adorado esta experiência, não me adaptei muito com o clima. Morando lá, percebi que eu gosto muito de dias ensolarados e quentinhos, o que não acontece com muita frequência. Eu também queria focar mais na minha carreira profissional e percebi que lá eu teria mais dificuldades para isso.”

Durante o verão, é raro que a Irlanda registre temperaturas acima de 20ºC, enquanto no inverno as temperaturas variam entre 3ºC e 7ºC. Embora a ocorrência de neve seja incomum, ainda existe essa possibilidade, sendo a última nevasca registrada em 2017.

Segurança

De modo geral, tanto em Portugal quanto na Irlanda, a segurança é grande – embora existam situações de violência como em qualquer lugar do mundo. Ambos os países são tranquilos nesse aspecto, especialmente se comparados ao Brasil.

É comum sentir-se seguro ao utilizar caixas eletrônicos nas ruas, sem preocupações.

Saúde

No país luso existe saúde pública. Desde 2020, o governo de Portugal trabalha para eliminar as taxas de acesso ao Serviço Nacional de Saúde (SNS). Em 2022, quase todas as taxas foram extintas.

Agora, as taxas moderadoras são cobradas apenas quando o paciente procura atendimento de emergência hospitalar sem prévio encaminhamento médico ou pelo atendimento telefônico na Linha SNS 24.

Mesmo nesses casos, há exceções onde as taxas não são cobradas. Mesmo assim, a taxa é bem pequena e até simbólica se comparada a saúde privada no país.

Hospital Santa Maria, em Lisboa
O Hospital Santa Maria, em Lisboa, é o maior hospital público do país e funciona desde 1953.

Já a saúde na Irlanda é completamente diferente. Basicamente não existe saúde pública, a não ser em casos extremamente específicos ou para os cidadãos europeus que possuem o Medical Card (um plano da União Europeia para quem não pode arcar com os custos).

Sem saúde pública, sempre que você precisar de alguma consulta, procedimento médico ou exames terá que arcar com os custos. Por isso, o seguro saúde é exigido no país para todos os estrangeiros.

Considerando essas diferenças na área da saúde, pode-se argumentar que Portugal tem vantagens nesse aspecto.

Burocracia

É impossível fugir de burocracia, a não ser que tenha cidadania europeia. Mesmo assim, você não vai fugir completamente dela. Ambos os países fazem a exigência do visto para residir legalmente. Além disso, cada visto possui uma especificidade.

Visto para Portugal

Existem vários tipos de visto para Portugal para atender de estudantes a aposentados e as exigências de cada um não são tão grandes.

Por exemplo, existe um tipo de visto chamado Visto D7, que é especificamente destinado a aposentados ou pessoas com rendimentos próprios. Este visto permite que o titular resida em Portugal com base em rendimentos provenientes de fontes externas.

Visto para Irlanda

Já os tipos de visto para a Irlanda são mais limitados, sendo os mais atrativos, os vistos de estudante e/ou trabalho. Há um visto de trabalho conhecido como Stamp 1, que permite ao trabalhar em tempo integral.

Legalização e aquisição de nacionalidade

Seja para Portugal ou Irlanda, o correto é reunir todos os documentos necessários e realizar a mudança com muito planejamento e dentro da lei. Dessa forma não nenhum problema.

Portugal permite a aquisição da nacionalidade após cinco anos vivendo legalmente no país. Já a cidadania irlandesa pode ser solicitada por pessoas que viverem no país por cinco anos e nos últimos nove anos anteriores ao pedido.

Além disso, o último ano (o quinto) precisa ser uma vivência contínua, ou seja, 365 dias sem sair do país.

Mais facilidade com cidadania europeia

Para morar na Irlanda com cidadania europeia, basta registrar-se junto às autoridades locais após a chegada. Como cidadão da União Europeia, não é necessário visto ou permissão de residência, e você terá direito a trabalhar, estudar e acessar serviços públicos no país. O mesmo vale para Portugal.

Idioma

Portugal fala português, apesar da diferença com o português brasileiro. Ainda assim, a facilidade de comunicação é grande e acaba por se sentir bastante confortável ao morar no país.

A Irlanda, por sua vez, tem o inglês como idioma nativo e pode ser um grande aprendizado para os imigrantes brasileiros. Não é à toa que é um dos países mais procurados por intercambistas.

A experiência de morar na Irlanda para aprender ou aperfeiçoar o inglês é altamente recomendada, pois o idioma pode abrir muitas portas na Europa, inclusive em Portugal. O domínio do inglês é uma habilidade valorizada no mercado de trabalho português, com muitas vagas exigindo proficiência no idioma.

A imersão na Irlanda, por sua vez, oferece uma oportunidade eficaz para aprimorar essas habilidades linguísticas, tornando-se um diferencial competitivo em diversas áreas profissionais.

Gastronomia

A culinária irlandesa é marcada por pratos tradicionais que refletem a herança cultural do país. Entre os mais conhecidos, estão o Irish stew, um ensopado de carne, batatas e vegetais; o boxty, uma espécie de panqueca de batata; e o colcannon, uma mistura de batatas com repolho ou couve.

A cozinha irlandesa valoriza ingredientes frescos e locais, como peixes, frutos do mar e laticínios de alta qualidade.

A gastronomia de Portugal é extraordinariamente rica e deliciosa. Os pratos típicos, como o bacalhau, a francesinha, a sardinha grelhada, o arroz de pato e o cozido, destacam-se pela sua diversidade e sabor. Além disso, os doces portugueses são irresistíveis e deixam qualquer um com água na boca só de pensar.

Bebidas também se destacam em ambos

A Irlanda se destaca na produção de bebidas alcoólicas, sendo o lar da Guinness, uma das cervejas mais apreciadas mundialmente. Além disso, o país é conhecido por seu excelente whisky e pelo famoso licor de café, o Irish Cream Liqueur.

Por outro lado, Portugal é renomado por seus vinhos de alta qualidade, que são tanto saborosos quanto acessíveis.

Ainda em dúvida? Entenda se Portugal é o melhor país para você. Ou veja uma lista de coisas que podem surpreender ao morar na Irlanda.

Cultura e acolhimento do povo

Ambos os países acolhem imigrantes e têm uma política de abertura em relação a eles. No entanto, a Irlanda destaca-se pelo seu acolhimento, com uma população mais receptiva e uma abordagem facilitada para a integração dos imigrantes.

Por outro lado, Portugal, que historicamente recebia poucos imigrantes, experimentou uma mudança significativa nos últimos anos. Embora os portugueses possam inicialmente parecer reservados ou desconfiados, uma vez superada essa barreira, revelam-se pessoas incríveis e grandes amigos.

O casal Luisa e Fernando, de forma geral, não sofreu grandes dificuldades em se adaptar em nenhum dos dois países. Para eles, a cultura da Irlanda é muito interessante e o país é muito bonito.

Na opinião do casal, portugueses e irlandeses possuem algumas similaridades, talvez porque ambos tem uma relação forte com o mar, mas os irlandeses são mais abertos, comunicativos e festeiros, já os portugueses são um povo um pouco mais fechado.

Já Viviane conta que sempre fui muito consciente de que estava morando num país com uma cultura diferente e que era preciso manter a mente aberta. Como é do interior de São Paulo, diz que muitas coisas foram “novas” para ela, até os pubs. Algo que Viviane adorou foi que no verão os parques lotam, pois, todos vão para aproveitar o sol e os dias mais longos da temporada.

Em Portugal, o mais difícil no começo foi se acostumar com o sotaque português ou com algumas palavras que são bem diferentes do nosso português.

Onde é melhor, Portugal ou Irlanda?

Escolher entre Portugal e Irlanda pode ser desafiador. Somos suspeitos para opinar, pois vivemos em Portugal e temos um grande amor por esta terra que chamamos de casa. No entanto, ainda não tivemos a oportunidade de morar na Irlanda para fazer uma comparação justa.

Viviane Okubo diz que não tem preferência:

“Ambos possuem prós e contras na minha lista. Sou feliz aqui em Portugal e fui feliz enquanto morei na Irlanda. Não sinto que me mudaria para a Irlanda novamente, assim como não sinto que vou morar para sempre aqui em Portugal. Portanto, não tenho um preferido, mas ambos têm muito a oferecer e super recomendo que as pessoas conheçam os dois lugares.”

O casal Luisa e Fernando concorda com Viviane:

“Pode ser os dois? Portugal e Irlanda são maravilhosos, por motivos bem diferentes. Ambos são países pequenos e muito bonitos, com ótima qualidade de vida e muito seguros. A Irlanda tem um povo acolhedor e historicamente resistente, com um senso forte de comunidade. Portugal tem o clima a seu favor e é geograficamente mais próximo do Brasil. O que para nós, tem peso em dobro.”

Como mencionado no artigo, cada país tem seus pontos fortes. Conhecer as vivências de diferentes pessoas pode oferecer uma visão mais abrangente e ajudar na tomada de decisão.

Perguntas frequentes

A seguir, apresentamos algumas questões comuns frequentemente enfrentadas por aqueles que desejam residir em Portugal ou na Irlanda.

Fazer faculdade na Irlanda ou Portugal?

A Irlanda oferece ensino em inglês, facilitando o acesso ao mercado global. Portugal possui qualidade acadêmica semelhante, com a vantagem do idioma português e menor custo de vida. Ambas têm boas universidades, mas a escolha depende do idioma e das oportunidades desejadas.

Qual melhor país para migrar: Irlanda ou Portugal?

Portugal é ideal para quem prefere facilidade com o idioma e uma comunidade brasileira estabelecida. Irlanda é atraente para quem busca empregos em empresas multinacionais e deseja aprender inglês. A escolha depende dos objetivos pessoais e profissionais de cada indivíduo.

Qual país é mais frio: Portugal ou Irlanda?

A Irlanda é mais fria que Portugal. O clima irlandês é caracterizado por temperaturas mais baixas e maior umidade, enquanto Portugal tem um clima mais ameno e ensolarado, especialmente nas regiões do sul.

E aí, conseguiu decidir entre Portugal ou Irlanda para morar? Se optar pelo país luso, recomendamos o Programa Morar em Portugal, que conta com 22 videoaulas e um ebook com mais de 300 páginas para te ajudar em todas as fases de planejamento da mudança, desde o Brasil até a adaptação em terras lusitanas.